Secretário de Governo de Lauro de Freitas em entrevista na TV Diferente

Na tarde de ontem (08/03), o Secretário de Governo, da Prefeitura de Lauro de Freitas, Apio Vinagre, concedeu entrevista ao radialista e blogueiro Ladislau Leal, na TV Diferente.

Conhecido por seu jeito polêmico, LAdislau Leal questionou Apio sobre diversos aspectos e ambos acabaram realizando um bom debate.

Assuntos como Sucessão em Lauro de Freitas, Concurso Público e Desenvolvimento urbano foram alguns dos temas debatidos nesta uma hora de entrevista que você pode assistir na íntegra no link abaixo:

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Provas do concurso público de Lauro de Freitas serão dias 6 e 20 de maio

ATENÇÃO:

Está disponível desde a tarde do dia 30/04/2012, o acessoao cartão de informação dos candidatos (as) ao Concurso Público, realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas.

O certame que fora suspenso , em função de problemas com a antiga empresa organizadora, passou a ser organizado pela Universidade do Estado da Bahia, em Convênio com a Prefeitura de Lauro de Freitas.

As datas das provas serão as seguintes:

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR : 6/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 5 horas

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira AQUI o seu local de Prova:

http://www.selecao.uneb.br/laurodefreitas/consultaLocalProva.php

Confira ainda:

* Edital da UNEB referente ao Concurso

* Inscrições Deferidas e Comunicado

* Edital de convocação das provas

Publicado em Livros | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

COMUNICADO SOBRE CONCURSO PÚBLICO – PREFEITURA DE LAURO DE FREITAS

ATENÇÃO

Está disponível desde a tarde do dia 30/04/2012, o acessoao cartão de informação dos candidatos (as) ao Concurso Público, realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas.

O certame que fora suspenso , em função de problemas com a antiga empresa organizadora, passou a ser organizado pela Universidade do Estado da Bahia, em Convênio com a Prefeitura de Lauro de Freitas.

As datas das provas serão as seguintes:

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR : 6/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 5 horas

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira AQUI o seu local de Prova:

http://www.selecao.uneb.br/laurodefreitas/consultaLocalProva.php

Confira ainda:

* Edital da UNEB referente ao Concurso

* Inscrições Deferidas e Comunicado

* Edital de convocação das provas

A Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas comunica aos candidatos inscritos no Concurso Público 001/2011 a suspensão das provas que seriam realizadas neste domingo, dia 11 de março de 2012.

Informa ainda que já fez o distrato com a empresa licitada anteriormente e contratou a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) para dar continuidade ao Concurso. Foi elaborado um novo cronograma e as provas serão realizadas no dia 6 de maio de 2012 para nível superior, e 20 de maio de 2012 para níveis médio e fundamental. As inscrições estão mantidas e os locais de realização de provas serão divulgados oportunamente em veículos de comunicação e no site www.laurodefreitas.ba.gov.br.

Lauro de Freitas, 7 de Março de 2012

Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas


Departamento de Comunicação – DECOM
3288-860 ou 3288-8764
9609-1188 ou 9609-1614

www.laurodefreitas.ba.gov.br
www.imprensalauro.com.br
www.twitter.com/imprensalauro
www.transparencialaurodefreitas.ba.gov.br
www.flickr.com/imprensalauro

www.youtube.com.br/imprensalauro

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Prefeitura de Lauro de Freitas fará homenagem ao Dia Internacional da Mulher

A Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas convida a todas (os) para as homenagens ao Dia Internacional da Mulher, que serão realizadas no próximo dia 08 de março de 2012, na Praça João Thiago dos Santos (Matriz), com a seguinte Programação:

Fonte: Departamento de Comunicação – DECOM/PMLF
3288-860 ou 3288-8764
9609-1188 ou 9609-1614

http://www.laurodefreitas.ba.gov.br
http://www.imprensalauro.com.br
http://www.twitter.com/imprensalauro
http://www.transparencialaurodefreitas.ba.gov.br
http://www.flickr.com/imprensalauro

http://www.youtube.com.br/imprensalauro

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Prefeitura rompe com a Libri e avalia alternativas para realizar concurso

ATENÇÃO

Está disponível desde a tarde do dia 30/04/2012, o acessoao cartão de informação dos candidatos (as) ao Concurso Público, realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas.

O certame que fora suspenso , em função de problemas com a antiga empresa organizadora, passou a ser organizado pela Universidade do Estado da Bahia, em Convênio com a Prefeitura de Lauro de Freitas.

As datas das provas serão as seguintes:

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR : 6/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 5 horas

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira AQUI o seu local de Prova:

http://www.selecao.uneb.br/laurodefreitas/consultaLocalProva.php

Confira ainda:

* Edital da UNEB referente ao Concurso

* Inscrições Deferidas e Comunicado

* Edital de convocação das provas

A Prefeitura de Lauro de Freitas decidiu romper o contrato com a Libri Capacitação de Recursos Humanos e avalia alternativas para realizar o concurso público do município o mais breve possível. A nova data pode ser divulgada ainda hoje, assegura a prefeita Moema Gramacho. O certame que seria realizado nos dias 4, para níveis médio e fundamental, e dia 11, para nível superior, foi suspenso depois que a administração municipal constatou falhas graves na organização do processo sob responsabilidade da empresa licitada.

A Prefeitura informa ainda que aguarda as orientações da Procuradoria Geral do Município (PROJUR) para adotar as providências cabíveis em relação ao concurso. “A Projur já está avaliando. A primeira providência foi o distrato e não vamos mais fazer as provas que estavam marcadas para o próximo domingo, dia 11, para cargos de nível superior. Não há possibilidade por conta da credibilidade colocada sob suspeita em função das falhas de organização ocorridas no domingo” destaca a prefeita.

Moema informa ainda as inscrições estão mantidas, mas os candidatos que não quiserem participar do concurso terão um prazo para manifestar interesse na desistência. “Após esse prazo a prefeitura vai devolver a taxa de inscrição”.


Departamento de Comunicação – DECOM
3288-860 ou 3288-8764
9609-1188 ou 9609-1614

http://www.laurodefreitas.ba.gov.br
http://www.imprensalauro.com.br
http://www.twitter.com/imprensalauro
http://www.transparencialaurodefreitas.ba.gov.br
http://www.flickr.com/imprensalauro

http://www.youtube.com.br/imprensalauro

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , | 2 Comentários

Neste momento Marinha Brasileira descumpre acordo e quer expulsar moradores do Quilombo do Macaco.‏

RIO DOS MACACOS RESISTE, MAS ESTAMOS TEMENDO A VIOLÊNCIA DE SEMPRE DA MARINHA DO BRASIL…

Marcada para a hoje, 04.03.2012, e suspensa por ação da Presidência da Republica (Secretaria Geral, SEPPIR e FCP), a tomada do Território do Quilombo Rio dos Macacos, ainda não foi assimilada pela Marinha do Brasil, que mesmo diante da suspensão insistir em tencionar e atentar contra os direitos da comunidade. A Marinha do Brasil não pode realizar esta ação hoje mas neste momento a comunidade está vivendo uma grande tensão, pois já tem mais de 03 caminhões de fuzileiros dentro da Comunidade, cada um com cerca de 80 homens, do lado de fora tem os militares da Bahia (que não podem entrar por se tratar de área federal) e 01 trator posicionado no portão da Vila Naval, área tomada da comunidade há 42 anos pela Marinha do Brasil. A Polícia Federal é a única instituição que pode cumprir a decisão desastrosa da 10ª Vara Federal na Bahia, mas está não irá em Rio dos Macacos, pois não pode agir acima das Leis. Qualificamos de desastrosa a decisão, porque a Comunidade de Rio dos Macacos não foi ouvida em qualquer fase do processo, estando a justiça agindo em um único pólo.

A Marinha do Brasil, não pode tomar o Território de Rio dos Macacos, porque ela como instituição Brasileira não está acima das demais instituições nacionais, vivemos sob a vigência do estado democrático e as instituições estão em funcionamento. Agindo com um modus operandi irreconhecível por instituições marcadas pela hierarquia e disciplina, ontem a noite (03.03.12) um senhor da comunidade sofreu um atentado contra sua vida, quando quase foi morto com um tiro em sua direção, dado por um membro da corporação, identificado pela comunidade. O caso foi registrado em uma delegacia da região.

O Artigo 68 da Constituição de 1988 e o Decreto 4887/2003, garantem os direitos da ocupação secular da Comunidade. Rio dos Macacos está naquele Território há mais de 238 anos e não pode ser derrotado, por um crime de uma instituição que, ao contrario, deve garantir e fazer valer as Leis do país, por isso precisamos das/dos jornalistas agora em Rio dos Macacos. Todo o mundo precisa saber, para impedir uma tragédia hoje em Salvador, aos nossos olhos.

Mandem essa nota para todas as pessoas possíveis, para todas as redes, não podemos ficar em silêncio diante da possibilidade de uma barbárie, O Brasil e o mundo precisam saber!

Nossa luta é todo dia!!!

Vilma Reis

Presidente do CDCN – Bahia
Profa. Sociologia – Departamento de Ciências Humanas e Tecnologias
Campus XXIII, UNEB – Seabra
Coordenação Colegiada do Programa CEAFRO

CEAO: Centro de Estudos Afro-Orientais – FFCH/UFBA
Praça Inocêncio Galvão, 42, Largo 02 de Julho
Salvador/Bahia, Brasil, Cep.40.060-180
Tel. (55-71)3283-5520 , Fax.(55-71)3322-2517, Cel.(55-71)9994-3749
E-mail:ceafro@ufba.br – Site:www.ceafro.ufba.br

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Campanha de apoio à Candidatura da Roda de Capoeira à Lista do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Campanha de apoio a candidatura da Capoeira a Patrimonio Mundial – Crédito: TT Catal? – DPI

O nosso mundo da Capoeira vai firmar ainda mais a nossa Capoeira no mundo

A Unesco, organização internacional de educação e a cultura, vai se reunir em 2013 para avaliar a inclusão da Roda de Capoeira na lista representativa do Patrimônio Imaterial da Humanidade. O Brasil já tem 2 manifestações culturais (bens imateriais) declaradas nessa lista, o samba de roda do Recôncavo Baiano e a arte gráfica dos índios Wajãpi. Em 2013 pode ser a vez da Roda de Capoeira. È mais um passo na consolidação da Capoeira como expressão original do povo brasileiro que se oferece aos povos do mundo como prática, atitude de vida, pensamento, técnica, esporte, prazer, arte e cultura.

Não é só mais um título bonito para colocar na parede nem é mais um simples reconhecimento para compor discursos de exaltação. Vai além. É um pacto entre o Brasil (governo e sociedade) e o mundo para aumentar as bases de expansão das nossas raízes. Um passaporte a mais para abrir fronteiras e dar o tom brasileiro, detentor absoluto das raízes dessa prática, no cenário internacional. O título é um ato de fortalecimento que não interfere na autoria da Capoeira nem na autoridade dos Mestres. A Capoeira continua fiel a sabedoria dos que a criaram sem perder direitos nem sofrer intervenção em seu conceito ou prática. O que se abre é a possibilidade de criação de mais estrutura e força política. Obriga governos e instituições a um zelo mais profundo no incentivo e manutenção das políticas públicas com investimentos continuados e programas definidos a partir do diálogo.

O mundo da Capoeira sabe o valor histórico da luta e o quanto se avançou até aqui. Sabe o tamanho do desafio para prosseguir e o tanto que se exige para uma paixão sair da semente até virar tronco forte na vida. O título da Unesco será mais uma conquista nesse caminho. A Capoeira precisa do comprometimento de muitas parcerias e pontes para ter a chance de se mostrar autêntica e única. Sem perder o tom da raiz brasileira e da sua nem entregar suas raízes para oportunistas. Ninguém “vira patrimônio da humanidade”, do nada. É um processo longo em que o mundo reconhece a realidade que já existe e vai ajudar na estratégia de continuidade mais forte dessa prática, saber, paisagem, pensamento ou celebração.

A Unesco é mais uma aliada nessa luta. Esta organização internacional foi criada para oferecer condições de diálogo entre culturas, nações e povos com respeito aos direitos humanos, às diferenças culturais comprometidas em trabalhos pela paz e diminuição das desigualdades econômicas entre as nações. Por isso a Unesco desenvolve políticas e projetos em vários países, através de acordos de cooperação técnica e convênios com governos e sociedade na salvaguarda do patrimônio cultural e natural de todo o mundo.

São positivos os resultados desses processos para os grupos que constituem a base social das expressões culturais reconhecidas. Crescem além da visibilidade, criam maior respeitabilidade no trato com o Estado, ampliam possibilidades de fomento a projetos e ações para disponibilizar e adequar espaços físicos para centros de referência, aquisição de acervos, equipamentos e matérias primas, oficinas de transmissão de saberes, treinamentos em pesquisa e gestão de políticas de salvaguarda, ações educativas e edições diversas, até encontros, seminários e outras ações.

A capoeira já tem régua e compasso para traçar seu caminho no mundo. Já tem seu reconhecimento consagrado em inúmeros países e cresce na dedicação daqueles praticantes sempre fiéis a sabedoria dos seus Mestres. Mas há sempre o que se firmar mais. Esta construção coletiva se faz mais complexa atualmente. A exigência de organização da base social precisa contar mais e mais com ferramentas, estratégias e políticas para estabelecer os termos da difusão da prática sem perda da essência que é a própria seiva que legitima tudo. O nosso mundo da Capoeira não perde seu chão quando fica mais forte o jogo da Capoeira no mundo.

O título fortalece o argumento dos que desejam avançar a Capoeira no mundo, pois o mundo se abre melhor para receber, entender, pesquisar, jogar e trocar com mais esta riqueza da diversidade cultural brasileira. Não se perdem direitos de uso nem se concede práticas sem direitos: é um título que legitima quem faz, dentro e fora do país, e funciona para melhor abrir as fronteiras. Um mundo que reconhece o valor da nossa casa é um mundo que nos convida a entrar pela porta da frente.

A lista a ser enviada a Unesco é de responsabilidade do Iphan e tem como base um dossiê de candidatura redigido a partir de pesquisas já realizadas no registro da Roda de Capoeira e do Ofício de Mestre de Capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial do Brasil. O Grupo de Trabalho Pró-Capoeira coloca na roda o encaminhamento deste dossiê à Unesco. Todas as demandas e propostas levantadas nos Encontros Pró-Capoeira foram consideradas na elaboração do dossiê. Após a finalização da candidatura uma comissão intergovernamental decidirá sobre a pertinência da inscrição.

É com essa intenção que o Iphan encaminha aos capoeiras do Brasil esta Lista de Adesão sobre as candidaturas da Roda de Capoeira à Lista Representativa da Convenção da Unesco para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial.

Sua assinatura de adesão é recebida como incentivo para que esta luta não perca força e mantenha a ginga por tantos anos, fortalecida na superação de adversidades. Dessa luz se alimenta a luta da Capoeira aberta para os povos que desejam e precisam se abrir mais e mais para o nosso mundo da Capoeira.

Assine no link abaixo e divulgue.

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=IPHAN

Fonte: DPI

Assista ao filme “Besouro, que retrata a luta da capoeira, contra o preconceito no inicio do século XX.

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | Deixe um comentário

“Me chamem de velha”. Diz Eliane Brum em excelente Artigo na revista Época

Semana passada, pleno carnaval rolando pelas ruas de Lauro de Freitas e Salvador e, naqueles momentos que usamos para relaxar do corre corre da folia, acabei me deparando com a indicação de um texto, por parte de um dos meus amigos do Facebook, da premiada Jornalista, escritora e documentarista Eliane Brum, com o título “Me chamem de velha – A velhice sofreu uma cirurgia plástica na linguagem.”, publicada na revista época do Sistema Globo.

Não posso deixar de agradecer a cada um (a) destes meus amigos e amigas das redes sociais, pela oportunidade cotidiana de compartilhar informações e conhecimentos, fazendo desta relação aparentementemente virtual, uma mais que concreta e real experiência de aprendizado diário.

Autora de um romance “Uma Duas” (LeYa) – e de três livros de reportagem: “Coluna Prestes – O Avesso da Lenda” (Artes e Ofícios), “A Vida Que Ninguém Vê” (Arquipélago Editorial, Prêmio Jabuti 2007) e “O Olho da Rua” (Globo), eliane Brum é co-diretora de dois documentários: “Uma História Severina” e “Gretchen Filme Estrada”.

Como não viajar no texto de eliane e não se perceber integrante de uma sociedade, que a cada momento parece apenas se imaginar eternamente jovem? como não se imaginar vítima da discriminação e do tratamento grosseiro e desprovido de gentileza com os mais velhos?

Diz Eliane Brum no início do seu texto:

elianebrum@uol.com.br @brumelianebrum

“Na semana passada, sugeri a uma pessoa próxima que trocasse a palavra “idosas” por “velhas” em um texto. E fui informada de que era impossível, porque as pessoas sobre as quais ela escrevia se recusavam a ser chamadas de “velhas”: só aceitavam ser “idosas”. Pensei: “roubaram a velhice”. As palavras escolhidas – e mais ainda as que escapam – dizem muito, como Freud já nos alertou há mais de um século. Se testemunhamos uma epidemia de cirurgias plásticas na tentativa da juventude para sempre (até a morte), é óbvio esperar que a língua seja atingida pela mesma ânsia. Acho que “idoso” é uma palavra “fotoshopada” – ou talvez um lifting completo na palavra “velho”. E saio aqui em defesa do “velho” – a palavra e o ser/estar de um tempo que, se tivermos sorte, chegará para todos.”

Acesse a íntegra do artigo de Eliane Brum no link abaixo:

http://revistaepoca.globo.com/Sociedade/eliane-brum/noticia/2012/02/me-chamem-de-velha.html

aí está, amigos e amigas, que nos honram em visitar o nosso blog, um texto que recomendamos alegremente a sua leitura, não apenas por sua propriedade, mas principalmente, pela consistência perfeita de seus argumentos. Parabéns e obrigado Eliane.

Apio Vinagre Nascimento

Publicado em Saúde e bem-estar | Marcado com , , , | 2 Comentários

ALUNO DA REDE PÚBLICA DE LAURO DE FREITAS É MEDALHISTA NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS

Matheus Miler, 12 anos, melhor aluno de Matemática de 2011 das Escolas Públicas de Lauro de Freitas.

Aluno Campeão de Lauro de Freitas, mora na Vila Praiana e estuda na Escola Nossa Senhora de Lourdes.

Parabenizamos o aluno Matheus Miler Anunciação Brito pela medalha na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Essa é realmente uma conquista importante numa competição nacional que contou com mais de 19.000.000 (dezenove milhões) de candidatos.

Agora vem o mais importante: Ele está convidado a participar do Programa de Iniciação Científica (PIC). O PIC é um programa que apresenta ao aluno Matemática Interessantíssima e Tecnologias de Internet, além de colocá-lo em contato com estudantes de todo o país que se interessam por Matemática. Matheus tem boas perspectivas de futuro podendo seguir careiras Científicas/Tecnológicas tão importantes para ele e para o desenvolvimento do nosso país.

Matheus tem 12 anos e é filho do blogueiro Marcinho do www.saiunoblog.blogspot.com que deve estar cheio de orgulho do seu filho.

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Concurso Prefeitura de lauro de Freitas – Locais de realização das provas já disponíveis

Está disponível desde a tarde de hoje (14), o acessoao cartão de informação dos candidatos (as) ao Concurso Público, realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas, destinado à ocupação dos cargos de Nivel Médio e Fundamental.

O certame que fora suspenso , em função de problemas com a antiga empresa organizadora, passou a ser organizado pela Universidade do Estado da Bahia, em Convênio com a Prefeitura de Lauro de Freitas.

A data da prova será a seguinte:

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira AQUI o seu local de Prova:

http://www.selecao.uneb.br/laurodefreitas/consultaLocalProvaMedio.php

Lista de candidatos (as) de A-F


Lista de candidatos (as) de G-M

Lista de candidatos (as) de N-Z

Confira ainda:

* Edital da UNEB referente ao Concurso

* Edital de convocação das provas

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | 81 Comentários

Quem repara violenta: mulheres negras são oprimidas pelo machismo no Ilê Aiyê – Por Dayse Sacramento

O Depoimento feito por Dayse Sacramento em seu perfil no Facebook, vem causando uma série de manifestações nas redes sociais e acabou ganhando as páginas de jornal da capital baiana.

Nosso blog, cumprindo a sua missão de apresentar aos nossos leitores textos e informações que fomentem o bom debate, não poderia deixar de, devidamente autorizado pela autora do texto, disponibilizá-lo para o nosso público.

Não se pode concordar com posturas de desrespeito à dignidade da pessoa humana, muito menos atos que evidenciem qualquer tipo de tratamento sexista ou preconceituoso, seja ele de que matriz for.

Extraímos dois trechos do texto de Dayse, para que não paire dúvidas quanto a nossa intenção ao publicá-lo:

“Este texto é um desabafo para quem entende o que é ser negro, esta discussão é nossa. Fora estas pessoas, dispenso comentários despolitizados e sem fundamentos.”

“Espero que fique entendido que o meu respeito pelo Ilê permanece e a minha presença esta garantida para qualquer debate sobre a questão de forma séria e respeitosa. O Ilê Aiyê é muito maior do que todos os seus dirigentes. Cada uma de nós, mulheres negras e homens negros formamos este bloco e a sua história. Nós lutamos para que ele estivesse na rua quando nós negros tínhamos que preencher uma proposta para se tornar associado de blocos brancos, inclusive aquele que tinha um camarote na curva da Castro Alves. As suas ações devem estar voltadas para nós, não contra nós.”

Saliento ainda que não serão aceitos ou publicados comentários anônimos, além dos critérios bem elencados por Dayse.

Tendo intenção de se pronunciar o Bloco Afro Ilê Aiyê, este espaço estará também disponibilizado para tal.

Boa leitura e um bom debate.

Lauro de Freitas, 24 de Fevereiro de 2012.

Apio Vinagre Nascimento – Blog Espaço de Sobrevivência.

Quem repara violenta: mulheres negras são oprimidas pelo machismo no Ilê Aiyê -por Dayse Sacramento, quinta, 23 de Fevereiro de 2012 às 03:11 ·

Dayse mostra em seiu perfil do Facebook a fantasia com a qual alega ter sido agredida por dirigente do Ilêr

A ordem arriscada do discurso de Foucault me obriga a começar este desabafo dizendo quem eu sou e qual é o meu lugar de fala. Sou Dayse Sacramento, mulher negra, solteira, heterossexual, graduada em Letras pela Universidade Católica do Salvador, na qual fui militante do movimento estudantil, vice-diretora da rede pública estadual de uma escola em Paripe há dois anos, agora saindo do cargo para estudar, Especialista em Educação e mestranda no programa de Crítica Cultural da Universidade do Estado da Bahia, tendo como sujeitos da pesquisa meninas negras da FUNDAC, filha de Dona Angélica e neta de Dona Mariá da Liberdade. As informações que acabo de citar representam as minhas identidades que estiveram/estão em conflito depois da minha iniciação no bloco Ilê Aiyê, na terça-feira de Carnaval.

Certamente, o currículo da minha vida revela o que representa para mim acompanhar do lado de fora da corda o “mais belo dos belos” ou estar presente na Senzala do Barro Preto para prestigiar as atividades de tão importante instituição de resistência negra no mundo inteiro. Ainda assim, para mim, acompanhar o bloco de fora, mesmo com as resistências que tenho com relação aos blocos de corda eu queria estar lá dentro, vivenciado as canções de um bloco que reverenciam a mulher negra, enaltecem a sua beleza tão diversa, composta por elementos que são fruto do preconceito racial e, principalmente, pela representação política do que estar dentro da corda representa. Ledo engano…

Depois de acompanhar o bloco como pipoca sábado e segunda, na terça, resolvi comprar a minha fantasia para realizar uma vontade que já me acompanha a alguns anos e para acrescentar no meu discurso sobre o bloco o que é estar lá dentro, vivenciado de fato uma experiência de ser incluído (e estar dentro!) do contexto de um bloco afro de Carnaval. Entretanto, fui surpreendida por dois homens no início do percurso, os quais não havia tido o imenso desprazer de encontrar ou conhecer antes como a seguinte exclamação: “Pessoas como você sujam e envergonham o bloco Ilê Aiyê!”. Assustada, perguntei a eles se aquilo fazia parte de alguma brincadeira e o mais enfático, leia-se grosseiro, tosco e mal educado, respondeu: “Ano que vem, a gente vai botar gente como você para fora, sua indecente. Você deveria respeitar o bloco!”. Já aos prantos, me dei conta de que eles se referiam à minha fantasia reformada, apenas a blusa como um tomara-que-caia, com a barriga coberta e a saia continuava intacta, não reformei. Felizmente, eles mexeram com a pessoa certa! Pedi aos gritos, mesmo tom de voz que eles utilizaram comigo, que eles me respeitassem, que não sabiam da minha história e quem eu era e que se gostariam de me recomendar cuidado com o meu traje que isto se desse de forma educada e que fosse feito com todas as outras associadas que haviam feito reformas em suas roupas com o uso de tops, vestidos, minissaias, mistura de tecidos, etc, muitas registradas em fotografias que tirei durante o desfile. Quando eles perceberam que eu os peitei e respondi, um deles, cujo o nome é Fernando Ferreira Andrade Filho, dirigente do bloco, me segurou pelo braço e me encostou no trio em movimento e continuou a me insultar. Quando as minhas amigas viram, partiram para cima dos dois, e agora um outro, também dirigente que não consegui identificar, já segurava o meu braço dizendo: “Olha pra isso, o que é isso!”, apontando para mim, me tratando de forma “coisificada”, com desdém e mesmo com o meu apelo para que soltasse meu braço ele continuou a me humilhar e a me acuar contra o carro. Neste mesmo momento, um dos filhos do presidente do bloco, que sequer acompanhou a ocorrência largou a seguinte pérola: “Na Timbalada, ninguém faz isso!” e eu respondi: “De fato, na Timbalada, ninguém nunca me pegou pelo braço e me acuou contra um carro em movimento, nunca fui violentada lá dentro.”. Ainda não satisfeito, Fernando Ferreira, a saber médico que trabalha no HGE, me disse: “Você comprou sua fantasia nada! Sabe lá como você chegou até aqui!”. Muitos associados e associadas, ao perceberem a confusão afastaram os homens, e se solidarizaram com a situação, tentando me acalmar. Neste momento, muitas mulheres com as fantasias reformadas vieram até mim e disseram que já existe um histórico de agressões feitas por estes senhores, ou seja, já existe um histórico de agressões às mulheres associadas, cordeiras e funcionárias.

No meu caso, quero deixar claro que “o bicho vai pegar”, que não vou recuar e que já comecei a tomar as devidas providências. Com os ânimos a flor da pele, eu e minha amigas resolvemos sair do bloco para fazer alguma coisa. A esta altura, eu já estava morta de vergonha pelos olhares de todas as pessoas de dentro e de fora do bloco para mim depois de vivenciar uma situação tão constrangedora. Preciso ressaltar que uma patrulha de policiais militares nos pararam a caminho da delegacia e ao relatar o fato eles me perguntaram se eu tinha testemunha e se eu queria dar o flagrante. Estes foram os 10 segundos mais longos da minha vida. Eu, militante da causa, admiradora do bloco e das representações que ele sempre teve para mim iria entrar no bloco, acompanhada pela instituição que historicamente reprime/ maltrata/ mata as pessoas da minha cor para retirar de lá dois dirigentes do bloco por agressão física e verbal? Logo me veio também aquilo que só uma mulher que sofreu violência sabe pelo que passei: o medo de represálias. Eu não aceitei a proposta do flagrante e não quero avaliar se ela foi ou não acertada, mas do que estou certa é que fora moralismo e o meu saudosismo político esta situação precisa de amparo, de justiça. Resolvi prestar uma queixa no Observatório do Racismo por conta da natureza do bloco e num posto conjugado da Polícia Militar em São Bento, com algumas pessoas como testemunha. Amanhã, estarei na Delegacia de Atendimento às Mulheres para complementar a ocorrência, vou ao PROCON e a procura de uma advogada ou advogado que sejam militantes da causa racial.

Deparei-me com Vovô do Ilê, então presidente do bloco e tentei reconstituir o meu desespero. Ele então me fez a seguinte pergunta: “Você mostrou a ele a sua carteira?” e me deu as costas e saiu andando, como se eu não existisse. O bloco que incita o empoderamento das mulheres negras nas suas canções precisa concretizar este fato em ações. A instituição deve fazer uma avaliação sobre a sua estrutura e sobre as pessoas que a dirigem, principalmente em respeito à maior liderança que já teve, a Mãe Hilda. É urgente que o Ilê repense o direito e o respeito às candaces quando na sua diretoria a quantidade de mulheres não chega a quantidade dos dedos de uma mão.

O que ficou exposto na conduta dos dirigentes em questão é que além da violência gratuita, a incapacidade de diálogo deu-se por uma questão mercadológica. Certamente, há pessoas que fazem duas fantasias de uma só, mas, no meu caso, estava claro que pelo comprimento da roupa era impossível que eu tivesse dividido a fantasia com outra pessoa. Mesmo que eles suspeitassem desta possibilidade não é com a opressão/ violência física e verbal que isto se resolveria, principalmente se pensarmos nesses homens como agenciadores culturais. Para mim, isto também se agrava quando penso na concepção de beleza negra que o bloco defende e que não permite adaptar a fantasia ao meu corpo, às condições climáticas me desqualificam ao ponto de “sujar” e “envergonhar” o bloco. Não entendo esta visão levando em consideração a uniformização proposta pela moda que sempre nos excluiu. Obviamente, entendo a preocupação do bloco com as formas de adaptação da fantasia, mas nada justifica tal violência que me impuseram e que estará cravada na minha memória por muito tempo.

Escrevo este texto para conclamar um coletivo de mulheres negras, principalmente, além das pessoas as quais confio à militância para que tomemos providências. As ações das políticas afirmativas e das instituições que fazem uso deste discurso devem ir de encontro à consolidação de uma cultura sexista, classista, homofóbica. Estamos tratando da criação, da manutenção e do respeito aos direitos humanos, que violados numa instituição como Ilê Aiyê, exige de cada militante sério uma postura de enfrentamento a toda e qualquer violência. Sou uma pessoa de participação política tornando-me negra. Ser negra é um compromisso. A negritude da minha pele é uma cor política e procuro agir desta forma.

Mais uma vez, é chegada a hora da “lavagem de roupa suja” da militância negra na Bahia para questionar a postura do homem negro que oprime as suas mulheres com um contradiscurso daquilo que dizem acreditar, militar. O homem negro precisa tratar melhor as mães dos seus filhos, as suas companheiras, àquelas que o carregaram no ventre.

Um amigo acaba de me dizer o velho ditado que “pimenta no dos outros é refresco”. Ele me disse isso e me lembrou que eu também sou uma “menina” negra como as meninas da FUNDAC, com a diferença de que eu tenho o aparato acadêmico, cultural, intelectual e da rede de relações que elas não têm. Agora eu sei bem o que vou pesquisar, estou sentindo literalmente na carne.

Espero que fique entendido que o meu respeito pelo Ilê permanece e a minha presença esta garantida para qualquer debate sobre a questão de forma séria e respeitosa. O Ilê Aiyê é muito maior do que todos os seus dirigentes. Cada uma de nós, mulheres negras e homens negros formamos este bloco e a sua história. Nós lutamos para que ele estivesse na rua quando nós negros tínhamos que preencher uma proposta para se tornar associado de blocos brancos, inclusive aquele que tinha um camarote na curva da Castro Alves. As suas ações devem estar voltadas para nós, não contra nós. Estou botando a boca no trombone porque concordo com o que nos disse Luther King que “o que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.”. Eu sou boa gente, por isso não vou deixar de falar e eu falo alto.

Saudações,

Dayse Sacramento

dayse.sacramento@gmail.com

PS: Este texto é um desabafo para quem entende o que é ser negro, esta discussão é nossa. Fora estas pessoas, dispenso comentários despolitizados e sem fundamentos.

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | 1 comentário

Futuro Digital – Por Walter Pinheiro*

Quando o Ministério da Educação anunciou recentemente que, até o final deste ano, distribuirá 600 mil tablets para professores de 52 mil escolas do ensino médio da rede pública, além de 78 mil projetores digitais para exibir conteúdos didáticos na sala de aula, a boa notícia foi recebida como mau agouro. “Dilma abandonou programa de Lula”, apressaram-se em dividir alguns. “Como o governo vai distribuir tablets, se não cumpriu a meta de distribuir um computador por aluno?”, questionaram outros.

Nem uma coisa, nem outra. O governo Dilma não abandonou programa algum, mas tão somente acompanhou a evolução da indústria de informática – seguramente a de renovação mais veloz do mundo. Quando o ex-presidente Lula lançou o programa Um Computador por Aluno (UCA), havia 25 anos que os laptops figuravam como o meio mais moderno de comunicação digital. Hoje, não são mais. Em seu lugar, entraram os tablets, que estão há menos de dois anos no mercado. Distribuí-los agora às escolas públicas de ensino médio, portanto, significa aproximar jovens e adolescentes de uma ferramenta que certamente lhes será de muita utilidade no mercado de trabalho.

Walter Pinheiro busca parcerias com a Suécia para centros de emergências e banda larga

Outra vantagem do novo programa, não devidamente relevada, é a economia que gerará aos cofres públicos. De acordo com valores de 2008, quando o UCA foi lançado, cada computador sairia por R$ 550, sem contar gastos adicionais com a compra de softwares e periféricos. Já no caso dos tablets, que estão sendo fabricados no Brasil, o custo estimado por equipamento varia entre R$ 250 e R$ 300 – quase a metade do custo do laptop. Afora essa redução significativa de preço, os tablets sairão da fábrica com todos os softwares básicos instalados e configurados para conectar-se tanto com redes externas, como a internet, quanto internas, como as redes das escolas, por meio da tecnologia wireless (sem fio).

Outro indicador mostra o acerto da opção pelos tablets, pois serão eles, ao lado dos celulares inteligentes, os smartphones, os principais responsáveis pelo aumento do tráfego de dados no Brasil. Conforme aponta recente levantamento da Cisco, uma das maiores empresas de telemática do mundo, o tráfego de dados desses aparelhos crescerá 79% ao ano até 2016 no nosso país, principalmente por conta do aumento do acesso à internet móvel pelas classes C, D e E. Aqui, mais uma vez, consolida-se o resultado das políticas de inclusão social implementadas pelos governos do PT, gerando aumento de demanda em um mercado que antes era restrito e exclusivo das classes sociais de maior renda.

No cotidiano da sala de aula, os tablets também terão usabilidade superior à dos laptops. De acordo com o plano do MEC, esses equipamentos serão distribuídos com material didático já instalado, para apoiar o professor na sala de aula, que poderá exibir seu conteúdo em projetores e outros recursos audiovisuais. Esse conteúdo, promete o MEC, será constantemente atualizado para que os professores carreguem seus equipamentos com novas aulas e possa transmitir o que desejar para smartphones ou tablets de seus alunos. Os números demonstram o acerto da opção pelos tablets. Em outubro do ano passado, mais de 1,3 milhão de usuários brasileiros acessaram a internet com conexão de banda larga, perfazendo 58 milhões de acessos. Na banda móvel, o crescimento foi de 99%, com 20,5 milhões de acessos.

Pinheiro busca parcerias na Alemanha nas áreas de terapia celular e diálise

A popularização dos dispositivos móveis inteligentes é irreversível, mas sua efetividade, é claro, dependerá dos novos investimentos do governo e da iniciativa privada na popularização da banda larga, conforme está prescrito no Plano Nacional de Banda Larga. Ainda há muito que fazer, é verdade, principalmente nos investimentos em infraestrutura, mas a distribuição de tablets reafirma o compromisso do governo da presidente Dilma de prover a educação com que há de melhor e mais moderno.

* Walter Pinheiro é senador pelo PT da Bahia, líder da Bancada do PT e do Bloco de Apoio ao Governo no Senado e especialista em telecomunicações. Pinheiro foi Vereador de Salvador e Deputado Federal pelo PT/BA.

Fonte: http://www.walterpinheiro.com.br/

(Artigo do Senador Walter Pinheiro publicado no jornal o Globo dia 20/02/2012)

Créditos de imagens: Ascom do Senador Walter Pinheiro

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

DISCURSO DO EXMO. SR. GOVERNADOR JAQUES WAGNER -ABERTURA DOS TRABALHOS LEGISLATIVOS DO ANO DE 2012 NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA BAHIA 15/02/2012

Governador Jaques Wagner - Por Manu Dias SecomBA 1

No último dia 15 de Fevereiro de 2012, o Governador Jaques Wagner compareceu ao Plenário da Assembléia Legislativa do Estado da bahia para o seu tradicional discurso de abertura dos Trabalhos legislativos, desta feita para a sessão legislativa do ano de 2012.

O Governador encaminhou ainda à Assembléia o relatório da gestão, correspondente ao período sob a égide do Plano Plurianual do Estado para o quadriênio 2008-2011 e apresentou ao legislativo baiano um balanço das principais ações realizadas pelo governo do estado neste período.

Em seu pronunciamento Jaques Wagner sinalizou ações a serem implementadas à luz do PPA 2012-2015, sem deixar de pontuar as ações importantes realizadas pelo Governo do Estado da Bahia, em parceria com o Governo federal e com os Municípios.

Salientando o papel exercido pelo Governo do Estado na recente movimentação de parcela da Polícia Militar baiana, o Governador ressaltou a importância da instituição militar na manutenção da ordem no estado e a sua total confiança de que eventuais resquícios do movimento afetassem a habitual atuação da PM no Carnaval da Bahia, que tem lhe rendido inclusive reconhecimento internacional.

A Prefeita Moema Gramacho, que acompanhou o Governador na atividade demonstrou seu contentamento em seu blog pessoal “O Governador falou de prioridades e mostrou o bom trabalho que o governo vem fazendo!” Pontuou.

Confira a íntegra do Pronunciamento do Governador:

Bom dia a todos e a todas,

Senhoras Deputadas, Senhores Deputados

Saúdo a todos os presentes, especialmente aos membros do Poder Legislativo da Bahia, neste início de mais um ano de atividades – o segundo desta legislatura e o primeiro do quadriênio que se abre com o novo Plano Plurianual 2012-2015.

Crédito da imagem: Manu Dias Secom/BA

Como tenho feito nos últimos anos, cumpro este ritual não apenas com o objetivo de prestar contas das ações do Governo e ressaltar as prioridades para o próximo período, mas, sobretudo, para sublinhar a necessidade da permanente cooperação entre os Poderes, condição indispensável à continuidade do desenvolvimento do nosso estado.

Há cinco anos, apresentei a esta Casa o desafio de construção de uma nova Bahia, alicerçado no fortalecimento dos princípios democráticos, ancorados no pleno exercício da cidadania, na redução dos perversos indicadores sociais, na melhoria da qualidade de vida e na incorporação de nossa gente ao desenvolvimento do Estado.

Crédito da imagem: Manu Dias Secom/BA

Hoje, estou certo de que progredimos. Por um lado, estabeleceu-se entre nós um clima democrático, com valorização das instituições, respeito à autonomia dos poderes e permanente diálogo. Por outro lado, em sintonia com o projeto político nacional, iniciado pelo expresidente Lula e que prossegue agora com a presidenta Dilma, buscamos aliar crescimento econômico com desenvolvimento social.

Ao mesmo tempo em que desenvolvemos ações de porte que resultaram em obras e investimentos significativos para o
crescimento da nossa economia, assumimos a responsabilidade de ser força motriz na implantação e consolidação de políticas sociais que ajudam a superar as mazelas que nos afligem.

Crédito da imagem: Manu Dias Secom/BA

Isto fica evidenciado quando constatamos os enormes avanços em indicadores educacionais, de saúde, de renda, emprego e assistência social. Por conta disso, a Bahia se destacou como o Estado da Federação que mais reduziu os índices de pobreza (10,6%).

O Relatório e a Mensagem de Governo que estou entregando ao presidente desta Casa Legislativa registram essas ações para as mais diferentes áreas de atuação do nosso Governo. Por isso, não destacarei nenhuma delas, apenas vou ressaltar alguns compromissos que são representativos para o nosso projeto de uma Bahia mais humana.

Um deles é com a educação. E aqui vamos continuar afirmando a nossa opção quando envolvemos as prefeituras e a sociedade em um grande pacto pela Educação, Todos pela Escola, para aumentar a qualidade do ensino fundamental; quando optamos por continuar investindo no combate ao analfabetismo, através do TOPA; quando fortalecemos o ensino básico e a educação profissional; ou ainda quando atraímos os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (IFETs), as novas universidades federais, a exemplo das do Oeste e do Sul, e reforçamos as universidades estaduais.
O quadro da saúde hoje é completamente diferente daquele encontrado em 2007. Inauguramos grandes hospitais, aumentamos o número dos leitos, expandimos o Samu 192 e o Saúde em Movimento atendeu a baianos em mais de 378 municípios baianos.

Crédito da imagem: Manu Dias Secom/BA

Ainda temos muito para avançar. Agora em 2012, estamos ampliando o Hospital Roberto Santos e construindo uma UPA nesta mesma unidade. Além disso, vamos construir 3 outras UPAs no interior (Feira de Santana, Itabuna e Barreiras), além de concluir o Hospital da Chapada em Seabra. Em breve, vamos entregar 150 novas ambulâncias aos municípios baianos.

É com essa mesma disposição que vamos continuar investindo no Programa Água para Todos, que serviu de modelo para o Governo Federal, dentro do Brasil Sem Miséria. Nesta 2ª etapa, serão investidos R$ 3,7 bilhões, beneficiando 5 milhões de baianos com acesso à água de qualidade e ao esgotamento sanitário.

Em estreita parceria com o Governo Federal continuamos investindo em habitação popular. Temos como meta assegurar contratação de 165 mil unidades do Minha Casa, Minha Vida II ao longo deste ano de 2012. Se somarmos estes novos investimentos ao esforço já empreendido até aqui, estamos dando uma grande contribuição para realizar o sonho da casa própria dos segmentos populares e superar o déficit habitacional que encontramos em nosso estado quando assumimos o governo.

Com esse mesmo espírito de parceria, vamos expandir o Programa Luz para Todos. Para além das mais de 400 mil ligações efetivadas nos últimos 5 anos, estamos com a previsão de executar mais 128 mil novas ligações na Bahia, sendo 40 mil já agora em 2012.

Crédito da imagem: Manu Dias Secom/BA

Na nossa incessante luta para reduzir as desigualdades sociais pactuamos com o Governo Federal o compromisso de superação da extrema pobreza no Brasil e aderimos ao programa Brasil sem Miséria. Em agosto de 2011, com a presença da presidenta Dilma, lançamos o Programa Vida Melhor, a contrapartida baiana desse esforço nacional.

Esse nosso programa de inclusão produtiva vai atender 400 mil famílias no campo e na cidade, por meio do incentivo à agricultura familiar e aos empreendimentos solidários urbanos. Atualmente já estamos com 05 Unidades de Inclusão Socioprodutiva implantadas e até junho estarão funcionando mais 10, com capacidade de atender a 30.000 empreendedores da economia informal. Agora em 2012, vamos investir R$22.825.000,00 (vinte e dois milhões, oitocentos e vinte e cinco mil reais) com essas atividades.

Também fazem parte desse esforço de valorização do convívio social as diversas atividades que desenvolvemos na área da cultura. Um exemplo é o carnaval – que começa nesta semana e tenho certeza que será de paz! Estamos investindo R$ 56,2 milhões em Turismo, Cultura, Saúde e Segurança, estimulando a diversidade e a democratização da maior festa popular do país.

Senhoras Deputadas, Senhores Deputados

O Governo do Estado tem executado uma matriz integrada de projetos e obras de caráter estratégico e estruturante. Estes investimentos permitem que a Bahia se mantenha no atual ciclo virtuoso de prosperidade econômica e de inclusão social, a médio e longo prazos.

Dentre o elenco de projetos, destacam-se a Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a maior obra de infraestrutura da história da Bahia, em execução desde 2011, e o Porto Sul abrindo um novo horizonte de prosperidade. Juntas, essas obras contribuirão significativamente para aumentar a competitividade da economia baiana, atrair novos investimentos para o seu território e integrar suas regiões econômicas.

Da mesma forma, as intervenções e investimentos voltados para a construção e recuperação na malha rodoviária baiana, juntamente com os novos investimentos no setor portuário e aeroportuário, ampliam as possibilidades de desenvolvimento de novos negócios, beneficiando também as pequenas economias locais.

Em parceria com os municípios, vamos continuar investindo na construção e recuperação dessas rodovias, celebrando convênios para recuperação das estradas vicinais, fundamental para suas atividades produtivas. Novos projetos na área de infraestrutura estão sendo apresentados com vistas a tornar o nosso desenvolvimento duradouro e sustentável.

O Sistema Viário Oeste, cuja face mais visível é a construção da futura ponte que liga Salvador a Itaparica, já tem seu projeto definido. Trata-se de um novo vetor de desenvolvimento que permitirá uma maior articulação dos fluxos econômicos entre a Salvador, o Recôncavo, o Sul e Oeste baiano.

A combinação de investimentos em infraestrutura com uma estratégia clara de atração de investimentos para a Bahia está
criando novos espaços econômicos, desconcentrando a produção e integrando cadeias, de modo a agregar mais valor aos produtos e garantir empregos de melhor qualidade.

São muitos os empreendimentos que estão se instalando na Bahia. O polo acrílico, o setor automotivo, a energia eólica, os projetos de mineração e do agronegócio são alguns exemplos significativos. Estamos em vias de receber um dos maiores parques navais do País.

O Estaleiro Enseada do Paraguaçu, que será instalado no município de Maragojipe, e será responsável pela reforma e construção de navios e plataformas de petróleo. Trata-se de importante investimento que chega para a Bahia e que já está dinamizando a economia do Recôncavo. Além disso, contamos também com investimentos estimulados pela realização da Copa do mundo 2014. A Arena Fonte Nova, encontra-se com mais de 50% de execução e o projeto de mobilidade urbana já está definido.

O Convênio entre o Governo do Estado e as Prefeituras de Salvador e Lauro de Freitas já foi assinado, inclusive com a autorização desta Casa Legislativa. Estamos ultimando os arranjos institucionais para a licitação e o começo das obras, cujo valor previsto é de R$ 2,6 bilhões e vai provocar uma grande e desejada transformação em nossa cidade.

Tudo isso amplia as expectativas empresariais e novos investimentos aportam na Bahia. Esse dinamismo, associado aos incentivos, favorece o ambiente de negócios, cujo resultado é o vigoroso giro da economia na forma de trabalho, emprego e renda.

Senhoras e Senhores, Deputadas e Deputados

Como é do conhecimento desta Casa, o Relatório de Governo que estamos entregando aqui marca a conclusão do Plano Plurianual 2008-2011.

Ao mesmo tempo, estamos iniciando o novo PPA, relativo ao período 2012-2015. Como o anterior, este PPA foi construído de forma democrática e participativa, fruto do debate com os segmentos mobilizados da sociedade civil. Ele dará continuidade ao nosso projeto e tem três eixos estruturantes:

- inclusão social e afirmação de direitos;

- desenvolvimento sustentável e infraestrutura para o desenvolvimento;

- e gestão democrática do Estado.

Também aqui, destaca-se o foco redobrado no aperfeiçoamento da administração pública, nas iniciativas de combate ao desperdício de recursos públicos e no aperfeiçoamento da gestão fiscal.

Aproveito para agradecer o senso de responsabilidade dessa Assembleia Legislativa do Estado da Bahia e seus Deputados, com a discussão e aprovação de importantes projetos que servirão de base para nossas ações este ano, além da aprovação das indispensáveis operações de crédito que vão garantir a manutenção do equilíbrio das contas públicas e a continuidade dos inadiáveis investimentos nas áreas sociais, produtivas e na infraestrutura logística de nosso
estado.

Por fim, chamo atenção que a desaceleração da economia internacional, com seus reflexos no Brasil, cria dificuldade para a economia do nosso estado.

Diante das incertezas no cenário econômico mundial, causado pela estagnação das economias centrais e dos desafios macroeconômicos do Brasil, tomei as medidas preventivas e determinei um contingenciamento para evitarmos restrições compulsórias ao desenvolvimento do nosso estado.

Vamos ser ainda mais rígidos no custeio, aprimorando a qualidade do gasto público, para evitar que as limitações financeiras atinjam os nossos investimentos. Porém, a medida e o tamanho deste contingenciamento serão definidos conforme o ajuste fiscal que será também realizado pelo Governo Federal.

Senhoras e senhores

Ao falar aqui hoje, do plenário dessa Casa, que também é a Casa da Democracia, não posso deixar de lembrar que há menos de uma semana travamos uma dura batalha para vencer o medo e a intimidação. A democracia não se curvou e nunca se curvará.

Quero, em primeiro lugar, me solidarizar com o povo da Bahia que viveu dias dos mais difíceis e mais ainda com aqueles que foram vítimas direta da violência.

Também agradeço à presidenta Dilma Rousseff, que mostrando ser parceira leal, prontamente atendeu ao nosso pedido pelo reforço das tropas do Exército Brasileiro e das Forças Nacionais de Segurança, contribuindo com a ordem e a tranquilidade em nosso Estado, ante a ameaça de um grupo minoritário que queria impunemente colocar em cheque o Estado Democrático de Direito. Não apenas na Bahia, é bom que se diga, mas em escala nacional.

Agradeço a lealdade dos componentes da nossa gloriosa e centenária Polícia Militar, que, nexta sexta-feira, completa 180 anos de existência, não aceitaram ser arrastados para essa aventura antidemocrática.

Os acontecimentos do início desse mês nos trazem certamente grandes lições. Eu digo e repito: nós não estávamos a enfrentar aqui na Bahia apenas um movimento de caráter sindical ou reivindicatório, como, muitas vezes, ao longo da minha vida, participei.

As reivindicações dos nossos policiais militares sempre foram tratadas com respeito, com diálogo, e um clima de mútua confiança. Esse diálogo já rendeu grandes conquistas às nossas polícias nos últimos cinco anos, entre elas o aumento real de 30% nos salários, planos de carreira, progressões e outros anseios da corporação, que tive a honra de sancionar como governador.

A incorporação da GAP 4 e 5, a partir de novembro desse ano a se completar em abril 2015, além de responder a uma demanda histórica da categoria, representará um novo aumento de até 30% nos vencimentos dos policiais. Em que pesem os avanços, sei que esta situação ainda não é a ideal.

Nossa política de valorização das polícias é contínua e crescente, mas leva em consideração o limitado orçamento do Governo do Estado da Bahia, além do compromisso com a Lei de Responsabilidade Fiscal, que estabelece restrições de despesas com pessoal.

Mesmo assim, incorporamos 9.000 novos policiais aos nossos quadros, melhoramos as condições de trabalho de todos, com novos equipamentos de segurança, novos armamentos, novas viaturas e uma nova concepção estratégica do uso da inteligência como modo de mapear e prevenir o crime.

O resultado de tudo isso já se refletiu nas estatísticas da segurança pública em 2011, quando revertemos uma curva ascendente da criminalidade que vinha desde o ano de 2001: pela primeira vez em 10 anos, teve um decréscimo desses índices! Travamos uma dura batalha contra a violência. Criamos o Pacto pela Vida, um programa que concentra esforços dos diversos órgãos da administração estadual e municipais, em interação com a sociedade civil, para reduzir os índices de violência, com ênfase na diminuição dos crimes contra a vida.

Implantamos 05 Bases Comunitárias em Salvador (Calabar, Subúrbio e 03 no Nordeste de Amaralina) e temos um cronograma de instalação de novas unidades na capital e no interior. Não daremos trégua à criminalidade! Quero aqui fazer uma pequena pausa apenas para registrar meu agradecimento a todos que contribuíram para que a ordem fosse conquistada e a tranquilidade voltasse ao estado da Bahia. A todos aqueles que têm como legítimas as reivindicações, mas entendem
que a conquista da democracia, há 27 anos no Brasil, é irreversível e não será pela força e intimidação que qualquer segmento da sociedade possa pretender realizar legítimo anseio de progressão na vida. Falo isso com muita serenidade, com muita tranquilidade e firmeza. Como democrata que sou, estarei sempre aberto ao diálogo e não me movimento por rancor, por ódio ou qualquer tipo de revanchismo. Porém, não podemos assistir a Casa do Povo ocupada, as ruas descobertas, a afronta à população daqueles que ultrapassam qualquer limites da democracia para tentar atingir os seus direitos.

Queria registrar aqui a contribuição de Dom Murilo, do seu esforço na mediação, a Saul Quadros, da OAB, e a todos os parlamentares dessa Casa. Registrar com muita alegria que neste momento, eu diria de crise, nós vimos o quanto é importante a Agenda Bahia, inaugurada por nós, no encontro do Poder Legislativo, Executivo, Judiciário e do
Ministério Público do Estado, e nessa hora me deu ainda mais força democrática, mais serenidade e certeza de perceber que havia uma sinergia entre os poderes, não entorno de mim, mas na defesa da democracia.

Quero daqui da tribuna dessa Casa mandar uma palavra a toda essa corporação que tem o carinho, o respeito do povo baiano. Essa corporação, que completa 187 anos nesta sexta-feira, tenho certeza que não permitirá, por mais tensa, dura e dolorosa que tenham sido esses onze ou doze dias de paralisação, não permitirá perder o carinho e o apreço, do sentimento de proteção e a admiração, inclusive nacional e internacional, por ser no Carnaval da Bahia maior operação militar fora de tempo de guerra executada no mundo.

Uma festa dessa dimensão, com infelizmente alguns incidentes, não se pode desconhecer que a presteza, a tenacidade, o
planejamento, o uso cada maior das tecnologias, tem feito o povo se admirar da capacidade da nossa gente, da Polícia Militar, de garantir a ordem em quilômetros de folia, onde todas as incitações existem e mesmo assim se mantém a ordem.

Eu quero aqui mandar uma palavra do governador e comandante da Polícia Militar da Bahia: Nós, em função do ocorrido, não vamos nos alimentar de rancor e ódio porque essa nunca foi a minha forma agir. Temos que apurar, temos que eventualmente punir aqueles que afrontaram, repito, não a mim, mas afrontaram a democracia e o Estado democrático de direito. Estou sereno e tranquilo de ter passado dias difíceis com a convicção de que não havia dois caminhos: o caminho da negociação de um lado, mas o caminho da obstrução, da afronta a democracia, do outro.

Nos conduzimos assim e creio que, assim, não diria vencemos. Acho que perdermos tudo por ver o sofrimento que passamos, mas venceu a democracia, que se impôs como forma melhor de mostrar a Bahia, ao Brasil e ao mundo, conviver sem armas apontadas, sem braços levantados, sem afronta do direito de ir vir de cada cidadão, que é o que há de mais sagrado na democracia brasileira.

Quero afirmar que mais do que nunca acredito que o caminho do diálogo e da democracia é o caminho da nova Bahia e ninguém, nem com o uso da força, será capaz de desviar nosso Estado desse rumo.

Estamos hoje aqui entregando a este Parlamento o Projeto de Lei que define o reajuste de 6,5% retroativo a janeiro para todos os servidores estaduais e o Projeto de Lei que estabelece para a Polícia Militar as condições e os prazos para a incorporação das GAPs 4 e 5 aos rendimentos da categoria.

Esses projetos resultam de um grande esforço do Estado para atender uma demanda salarial dos seus servidores, uma vez que muitos estados e mesmo o Governo Federal não conseguiram promover reajustes salariais dessa monta. A minha convicção – lastreada na minha história de líder sindical – ao conceder a reposição da inflação do período é que temos de manter o poder de compra daqueles que trabalham e de suas famílias.

Apenas um esclarecimento, que para alguns ficou a dúvida. Por que a intransigência e não trazer a GAP 4 para mais cedo e a Gap 5 para mais cedo? Nós já trouxemos para mais cedo, que não havia previsão orçamentária. No orçamento de 2012, nós teremos que fazer remanejamento para que esse benefício fosse concedido independente das anistias ou não. Esse benefício exige um investimento de R$ 14 milhões mensais para ser pago.

Então, trazê-lo dois meses, três meses, significa ter que disponibilizar mais R$ 30, R$ 40, R$ 50 milhões. Esse benefício, quando completo, significará um incremento na folha de R$ 180 milhões. Então, senhores, não é capricho do governador. É uma responsabilidade do governador que não pode, já que o limite da autoridade é a lei, dispor o orçamento ao seu bel prazer, e tem que respeitar o orçamento e a capacidade orçamentária. É só para explicar, porque alguns ficam me perguntando: o senhor não poderia ter… podia se tivesse dinheiro, previsão orçamentária e espaço da Lei de Responsabilidade Fiscal.

Senhoras e Senhores Deputados,

Desnecessário lembrar aqui que 2012 é um ano eleitoral, o que significa um calendário fiscal mais curto, impondo dificuldades a mais no relacionamento financeiro tanto entre Estado e Municípios, quanto entre a União e o Estado.

Lembro também, neste ano eleitoral, que o projeto maior de desenvolvimento da Bahia deve estar acima das outras questões. Isto exige união e comprometimento em torno dos interesses maiores do nosso Estado. Aproveito também para conclamar os agentes envolvidos nos pleitos municipais a manter o tom do debate político nos limites da disputa
de ideias e de projetos administrativos, evitando conflitos e confrontos que resvalem na intimidação pessoal e no rompimento das regras democráticas de convivência.

Por fim, é fundamental insistir na importância de mantermos relações de cooperação e parceria com essa Assembleia Legislativa, respeitando as autonomias entre os poderes. Afinal, a continuidade de muitos dos programas que aqui listamos e de outros que implementaremos, dependerá do imprescindível apoio desta Casa, a “Casa do Povo”.

Desejo a todos os Deputados e Deputadas um feliz e produtivo 2012. Concluo com a certeza de que contaremos com apoio deste Plenário, porque se trata da união em torno do mesmo projeto: construção de uma nova Bahia, mais dinâmica e menos desigual, a Bahia de Todos Nós!

Obrigado!

Fonte: http://www.comunicacao.ba.gov.br

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

PT de Lauro de Freitas inicia inscrições de suas Pré-candidaturas à Câmara de Vereadores

O Partido dos Trabalhadores de Lauro de Freitas conforme decisão em reunião do Diretório Municipal, no dia 14 de fevereiro de 2012, comunica aos seus filiados e filiadas, que desejam concorrer às eleições proporcionais de Vereadores e Vereadoras, nas eleições de 2012, que as inscrições das pré-candidaturas estarão sendo recebidas pela Comissão Executiva Municipal, no período de 27/02/2012 a 17/03/2012.

O formulário de inscrição, bem como a relação de requisitos a serem atendidos para a aceitação da inscrição encontram-se disponíveis na Sede do Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores de Lauro de Freitas.

Informamos também que o ato de preenchimento do referido formulário não significa a conclusão da candidatura, o que deverá acontecer após a reunião ampliada do Diretório Municipal, convocada especificamente para esta definição e, posteriormente referendada pela Convenção Municipal.

Saudações Petistas.

Rosalvino de Queiroz Souza ( Tom)
Presidente Municipal
PT LAURO DE FREITAS – BA

PT UMA HISTORIA DE LUTA PELO BRASIL

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , | 2 Comentários

“Não tem dinheiro que pague a emoção de entregar a chave da casa própria a uma família carente” – Por Moema Gramacho

Prefeita Moema e Vice João Oliveira entregam chaves de 84 casas nas Chácaras Thaiti - Foto João Raimundo (DECOM/PMLF)

Emoção, felicidade, orgulho do trabalho que realizamos. Tudo isso se mistura em momentos com o que vivi na terça-feira (14), quando entregamos mais 84 casas no Loteamento Leila Diniz, na Chácara Thaiti (Itinga).

Digo sempre que não tem dinheiro que pague você – prefeito, governador – entregar a chave da casa própria a uma família carente. O governo Lula e agora com a presidenta Dilma nos permitiram ter essa emoção. Já fizemos isso em Portão, na Lagoa dos Patos, em Itinga, no Caji e até o final do ano entregaremos mais de 2 mil unidades.

Na Chácara Thaiti já entregamos 120, agora mais 84 e em breve estaremos entregando 109. Importante resgatar a história desse terreno hoje coberto de casas populares, escola, cozinha comunitária e em breve posto de saúde. Em 2005, quando assumi a Prefeitura, o terreno tinha sido doado pela gestão de Marcelo Abreu à Sudic, no governo Paulo Souto.

Fui buscar o terreno que seria destinado a empresários. A escritura tinha sido feita no cartório de Mata de São João. Touxe o terreno de volta para a posse da Prefeitura para servir às famílias de Lauro de Freitas. Hoje é isso que todos estão vendo. As famílias que estão sendo beneficiadas viviam em áreas de risco no município.

É a realização de um sonho. Nesse empreendimento as famílias não pagam nada. A única tarefa é cuidar.

Não quero imaginar que alguém nessa cidade fique sem casa. Vou trabalhar duramente para zerar o déficit habitacional no nosso município. Hoje nossos números são altamente positivos. Até o final da gestão, serão 7 mil unidades habitacionais entregues em oito anos de mandato. Meu desejo é que essas famílias se organizem para cuidar do que é delas e sejam muito felizes.

* Moema Gramacho é Prefeita de Lauro de Freitas/BA, Química e Bióloga, foi Deputada Estadual pelo PT/BA de 1997 a 2004.

Fonte: http://www.moemagramacho.blogspot.com/

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

O jeito tucano de governar – Por Walter Pinheiro*

Senador Walter Pinheiro - Lider do PT no Senado Federal

Antecipando-se ao horário político, o PSDB iniciou prematuramente a sua campanha para as eleições municipais deste ano apresentando ao eleitorado o que poderíamos chamar de “jeito tucano de governar”. Sua propaganda é feita a partir de São Paulo, o mais rico estado da Federação, governado pelo PSDB há mais de duas décadas.

Fazendo uso dos meios TVs, jornais, revistas, rádio e internet, a propaganda tucana chegou ao auge em 22 de janeiro passado, um domingo, quando a Polícia Militar do governador tucano Geraldo Alckmin comandou uma reintegração de posse do bairro do Pinheirinho, em São José dos Campos, do prefeito também tucano Eduardo Cury.

A operação deixou um rastro de destruição e a população de três bairros sitiada pela truculenta tropa de choque da PM paulista. Acordados às 6h, aos gritos de “acorda, vagabundo!”, cacetetes, gás lacrimogêneo e balas de borracha, 1,3 mil famílias foram postas no olho da rua por determinação de uma reintegração de posse, que beneficiou apenas o megaespeculador Naji Nahas.

A praça de guerra em que foi transformada a invasão do Pinheirinho e os bairros próximos era, na verdade, a extensão de outras ações do governo tucano em São Paulo, acostumado a usar a tropa de choque da PM para sufocar movimentos ou reivindicações populares.

Pouco antes do Pinheirinho, a truculência da PM paulista ocupara as manchetes da imprensa brasileira em sua ação para desalojar os miseráveis viciados da Cracolândia, no coração de São Paulo. Sem oferecer qualquer alternativa para tratamento desses infelizes, a tropa de choque apenas “higienizou” a Cracolândia, espalhando-os por outros bairros da capital paulista.

A invasão do Pinheirinho ocupa uma área de 1,3 milhão de metros quadrados. Existe há mais de oito anos e tem todas as características de um bairro, com ruas, quadras, igrejas e até mesmo uma praça pública. Sua população, de 10 mil habitantes, é superior a de muitos municípios brasileiros.

A área onde está situado o Pinheirinho poderia ter sido desapropriada pelo poder público em nome da utilização social do imóvel urbano. Ela pertence à massa falida de uma fábrica do especulador Naji Nahas, cuja dívida de R$ 15 milhões com a Prefeitura de São José dos Campos influenciou a ação de despejo. O prefeito teria interesse em limpar o terreno, que vale R$ 180 milhões. Com a sua venda, o especulador poderá quitar sua dívida com a prefeitura e ainda embolsar mais de R$ 160 milhões.

São José dos Campos é uma das mais prósperas cidades do Vale do Paraíba, com a terceira maior arrecadação do Estado, perdendo apenas para a capital e Campinas. O município também é sede de grandes centros e de empresas de alta tecnologia, como o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisa) e a Embraer, uma das maiores fabricantes de aviões do mundo. Mesmo na periferia da cidade, o Pinheirinho não era nenhuma favela, com a maior parte de suas casas de alvenaria e boa parte dos seus moradores possuindo carro.

Essa população integra a nova classe média nascida das ações de distribuição de renda e de ascensão social promovidas na última década pelos governos do PT, no nível federal. Uma população que deveria ser conquistada pelo PSDB para o partido voltar ao poder, conforme exortação feita no ano passado por seu líder maior, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Mas os tucanos de menor plumagem não entenderam o recado de FHC. E em vez de tentar conquistar essa nova classe média, preferiram escorraçá-la do seu habitat, mandando sua polícia distribuir bombas de efeito moral, tiros e pontas-pés. Este é o jeito do PSDB governar e com o qual pretende se apresentar às eleições municipais este ano.

Artigo publicado no site Congresso em Foco em 07/02/2012

* WALTER PINHEIRO, 52, é Senador da República pela Bahia e líder do PT no Senado, foi Vereador de Salvador e Deputado Federal pelo PT/BA.

Fonte: http://www.walterpinheiro.com.br

Publicado em Livros | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Concessão não é privatização – Por Walter Pinheiro *

Senador Walter Pinheiro - Lider do PT no Senado Federal

(Artigo publicado no jornal Folha de São Paulo, em 14/02/2012)

A insistência no uso do termo privatização tem por objetivo levar o PT para a vala comum de quem, no governo FHC, vendeu o patrimônio nacional. Até as pedras sabem que a concessão das operações dos aeroportos de Guarulhos, Viracopos e Brasília nada tem a ver com privatização.

A insistência no uso desse termo tem por único objetivo confundir a opinião pública, arrastando o PT para a vala comum daqueles que, no governo Fernando Henrique Cardoso (1994-2002), depreciaram e depois passaram para as mãos de particulares grande parte do patrimônio construído com suor e sangue da sociedade brasileira.

Ao contrário do que ocorreu com a privatização promovida pelo governo do PSDB, quando empresas estatais de mineração (Vale), de siderurgia (CSN), de telecomunicações (sistema Telebrás) e a Rede Ferroviária Federal foram passadas para a iniciativa privada (em operações até hoje nebulosas), esses aeroportos continuarão patrimônio do povo brasileiro.
O cidadão que paga aluguel sabe que o imóvel que aluga jamais será seu ao final do contrato. Ele tem duas opções: renovar o aluguel ou devolver o imóvel ao seu dono.

Isso também vai acontecer com os aeroportos quando o prazo de concessão vencer: nem durante, nem ao final da concessão os aeroportos passarão à propriedade das concessionárias. Não se trata de privatização.

A concessão dos aeroportos trará lucros para o país. Esse compartilhamento da gestão em Guarulhos, em Viracopos e em Brasília representou um aporte de recursos da ordem de R$ 24,5 bilhões.

É um dinheiro extra que vai possibilitar ao governo investir na modernização e na construção de novos aeroportos -oito vezes mais do que o valor que foi possível investir desde 2003 para atender à crescente demanda do setor.

E isso será feito não apenas por causa da Copa do Mundo de 2014, mas porque a população brasileira estará cada vez menos pobre. E, em função das dimensões continentais do país, essa população buscará sempre o conforto de um transporte mais veloz e seguro.

Entre o planejamento e as obras civis, a construção de um aeroporto leva tempo. Guarulhos começou a ser pensado em 1967 e teve as suas obras iniciadas em 1980. O início das suas operações aconteceria somente em 1985.

Reflexo da melhoria das condições de vida da nossa população, a evolução da movimentação de passageiros no transporte aéreo do Brasil vem crescendo de forma descomunal desde 2003, ano em que foram transportados 71,2 milhões de passageiros -em 2002, foram 62,6 milhões.

Para se ter uma ideia, a projeção do número de passageiros que seriam transportados em 2015, feita em 2005 pelo antigo DAC (Departamento de Aviação Civil), de 152,6 milhões de passageiros, foi batida em dezembro de 2010, quando o total de passageiros transportados atingiu a impressionante marca de 155,3 milhões.

Em 2011, foram 179,9 milhões, como se quase toda a população brasileira tivesse voado. O aumento no número de passageiros não ocorreu por acaso. Ele é resultado da política econômica adotada pelos governos do PT desde 2003.

Foi privilegiado o crescimento econômico com geração de emprego e renda. Promoveu-se a maior mobilidade social da história do Brasil, com dezenas de milhões de brasileiros ascendendo à classe média.

Essa gente contribuiu para ampliar significativamente a demanda dos serviços aeroportuários. Além de investimentos em aeroportos, isso exigiu a ampliação da frota e criou oportunidade para o surgimento de novas empresas no setor.

Diante desse crescimento, de fazer inveja às taxas chinesas, é natural que o governo compartilhe com a iniciativa privada a administração de alguns dos seus maiores aeroportos, oferecendo mais agilidade nas operações e mais conforto para os usuários.

* WALTER PINHEIRO, 52, é Senador da República pela Bahia e líder do PT no Senado, foi Vereador de Salvador e Deputado Federal pelo PT/BA.

Fonte: http://www.walterpinheiro.com.br

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Bandidos fardados – Por Leonardo Attuch *

Lendo a edição eletrônica da revista Istoé me deparei com esse ótimo texto, versndo sobre os recentes episódios relacionados ao movimento encampado por parte da Polícia Militar do Estado da Bahia. Como uma das funções do nosso blog é fomentar o bom debate, socializamos com vocês mais essa excelente discussão. O Texto é do Jornalista Brasileiro Leonardo Attuch. Boa leitura!

O que os PMs promoveram na Bahia foi um crime de lesa-pátria

Leonardo Attuch

Sorria, você está na Bahia!

Uma frase simples, direta e verdadeira. Durante muito tempo, esse foi o slogan dos baianos. E é essa a sensação dos milhões de brasileiros e turistas internacionais que a cada ano desembarcam num dos Estados mais ricos do País em belezas naturais e diversidade cultural. Quem vai à Bahia, quase sempre, volta melhor. E há também quem decida ficar.

A Bahia é tão repleta de magia que, fora dela, alimenta com frequência invejas e ressentimentos. A cidade de Salvador, com o ouro das suas igrejas, a força dos seus atabaques, o aroma dos acarajés, a simpatia do povo e os tesouros escondidos do Pelourinho, é uma das poucas metrópoles que têm o que oferecer ao Brasil e ao mundo durante os 12 meses do ano.

Não há nada, no entanto, que mobilize tanta energia quanto o Carnaval da Bahia. Uma festa bilionária, que foi ferida, neste ano, pela irresponsabilidade de bandidos fardados. Policiais covardes, que, armados, disseminaram o pânico, promoveram atos de vandalismo, estimularam assassinatos, fecharam as escolas e, encastelados na Assembleia Legislativa, usaram mulheres e crianças como escudos humanos.

E que ainda foram canalhas a ponto de celebrar o fim do Carnaval. Que tipo de gente é essa? Como negociar com quem age desta maneira? E como considerar legítima uma greve de policiais que se comportam como bandidos? Não havia saída a não ser cercá-los e vencê-los pelo cansaço, como ocorreu na manhã da quinta-feira. O que falta fazer, agora, é arrancar seus distintivos, expulsá-los da corporação e tratá-los como criminosos que são. Não há outro remédio a não ser a cadeia.

Mais grave ainda é saber que, em outras unidades da Federação, como no Rio de Janeiro e no Distrito Federal, havia políticos oportunistas à espreita pretendendo estimular a nacionalização da baderna para enfraquecer adversários e colher dividendos eleitorais. Assim como os PMs baianos, que cometeram crime de lesa-pátria, eles também perderam. Em Salvador, haverá Carnaval. E como diria Dorival Caymmi: “Você já foi à Bahia, nega? Não? Então, vá!”

Leonardo de Rezende Attuch é Jornalista

Fonte: http://www.istoe.com.br

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , | 2 Comentários

Banco Mundial produz vídeo sobre política de vigilância social de Lauro de Freitas

O Banco Mundial vai apresentar as políticas de Assistência Social e de Segurança Alimentar implantadas em Lauro de Freitas como modelo em sua reunião anual de executivos e em sua página internacional. Durante oito dias, uma equipe de TV do banco percorreu o município colhendo depoimentos de famílias beneficiadas pelo Programa Bolsa Família e ações complementares de saúde e educação, conheceu o Restaurante Popular e Bancos de Alimentos, os Centros de Referência de Assistência Social (CREAS e CRAS) e demais programas que compõem a política pública de Assistência Social no município, para a produção do vídeo. A equipe ainda realizou uma longa entrevista com a prefeita Moema Gramacho.

Essa não é a primeira vez que Lauro de Freitas é citado como exemplo na execução de programas, projetos e ações para o enfrentamento a pobreza e a fome. Indicados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS), o município já recebeu equipes de TV da Espanha, México e Colômbia, do Jornal inglês Financial Times e delegações de observadores de mais de 60 países de todos os continentes. A equipe do Banco Mundial também ouviu a comunidade na Central do Bolsa Família, unidade modelo criada pela Prefeitura de Lauro de Freitas para fazer a vigilância social, onde as famílias também recebem a orientação sobre os programas sociais em funcionamento no município.

A secretária de Assistência Social e Cidadania de Lauro de Freitas, Maria de Lourdes Lôbo, destaca que a luta contra a fome e o desemprego ainda tem muitas ações a serem realizadas, mas ver o trabalho do município repercutir dentro e fora do Brasil é um reconhecimento que a deixa feliz. Ela informa que Lauro de Freitas está agora passando para a segunda fase do trabalho para erradicar a extrema pobreza. “Atualmente, o nosso foco é na inclusão produtiva da população, qualificando os beneficiários do Bolsa Família para o mercado de trabalho. O desafio é grande, pois as empresas estão cada vez mais exigentes”, concluiu.

O Bolsa Família é apenas uma das muitas ações de inclusão social desenvolvidas em Lauro de Freitas. Segundo a secretária, diversos projetos reforçam essa política, como as cozinhas e horta comunitárias. Atualmente, o banco de dados do Cadastro Único contém 28.468 famílias aptas a receberem prioridade nos programas sociais do Governo. Destas, 16.005 já são beneficiárias do Bolsa Família, recebendo benefícios cujos valores mensais variam entre R$ 120 a R$ 306, o que representou, em janeiro, quase 2 milhões de reais em circulação na economia do município.


Departamento de Comunicação – DECOM
3288-860 ou 3288-8764
9609-1188 ou 9609-1614

http://www.laurodefreitas.ba.gov.br
http://www.imprensalauro.com.br
http://www.twitter.com/imprensalauro
http://www.transparencialaurodefreitas.ba.gov.br
http://www.flickr.com/imprensalauro

http://www.youtube.com.br/imprensalauro

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Amigo velho, se ela chega pra você, com cara de casamento, com jeito de apaixonada, dizendo grana já era, credite não, acredite não, não, não, é malandragem dela, é malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… Amigo velho, se ela diz que tá cansada dessa vida de solteira e tá ficando matusquela, credite não, acredite não, não, não, é malandragem dela, é malandragem dela, ai, a, é malandragem dela… Amigo velho, se ela vive na janela, esperando que o poeta faça a maré ficar cheia, pra chegar mais perto dela, credite não, acredite não, não, não, é malandragem dela, é malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… Amigo velho, mas eu sei o que ela quer, ela quer casa de luxo, automóvel importado, mordomos por todo lado e um besta pra pagar suas despesas, de boate, de butique, seus tapetes, seus xiliques, sua pança no sofá… Antigamente tudo era simplicidade, com qualquer frase bonita se conquistava um amor, agora a coisa tá de modo diferente, quem quiser que se aguente, eu vou voltar pro interior, eu vou voltar, eu vou voltar pro interior, eu vou voltar, eu vou voltar pro interior, eu vou voltar, eu vou voltar pro interior, eu vou voltar, eu vou voltar pro interior… Amigo velho,se ela chega pra você, com cara de casamento, com jeito de apaixonada, dizendo grana já era, credite não, acredite não, não, não, é malandragem dela, é malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… É malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… É malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… É malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela… É malandragem dela, ai, ai, é malandragem dela…” (Dudu Nobre – Malandragem dela – Comp.: Dudu Nobre)

http://www.youtube.com/watch?v=HmSagUZhT8k

“… Não sei se é olho grande, ou se é uma mistura de inveja e curiosidade, ou então maldade pura… Pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba… Reporter de celebridade, quer prioridade pra me entrevistar, paparazi feito kamikaze, tudo eles fazem pra fotografar, madame, salão de beleza, com toda certeza quer bisbilhotar, enquanto o cabelo não seca, meu nome é peteca prá lá e prá cá… Pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, , pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba… O xisto virou mexerico, buato, fuxico pra me futricar, maricota, cocota, candinha, eu fico na minha deixa elas pra lá, X-9 em delegacia, que sente alegria em caguetar, a língua se explode no corpo, depois não vale chorá… Pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, , pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba… Não sei se é olho grande, ou se é uma mistura de inveja e curiosidade, ou então maldade pura… Pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, pra quem gosta de fofoca, pra quem gosta de quizomba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba… Quem não aguenta com repique, não pode tocar zabumba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba… Apesar do afoxé, sei que candomblé não é rumba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, quer saber da minha vida, vai na macumba, vai na macumba, nem precisa, é só comprar a revistinha de 1,99…” (Dudu Nobre – Quer saber da minha vida, vai na macumba – Comp.: Dudu Nobre)

“… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Eu vou botar o teu retrato num prato com pimenta, quero ver se você guenta a mandinga que eu vou te jogar, raspa de chifre de bode, pedaço de rabo de jumento, tu vais botar fogo pela venta e comigo não vai mais brincar… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Asa de morcego, corcova de camelo pra te derrubar, uma cabeça de burro, pra quebrar o encanto do seu patuá, olha tu podes ser forte mas tem que ter sorte, para te salvar, toma cuidado comadre com a mandinga que eu vou te jogar… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Eu vou botar o teu retrato num prato com pimenta, quero ver se você guenta a mandinga que eu vou te jogar, raspa de chifre de bode, pedaço de rabo de jumento, tu vais botar fogo pela venta e comigo não vai mais brincar… Eu vou botar teu nome na macumba, vou procurar uma feiticeira, fazer uma quizumba pra te derrubar, o iá iá, você me jogou um feitiço, quase que eu morri, só eu sei o que sofri, que Deus me perdoe mas vou me vingar… Asa de morcego, corcova de camelo pra te derrubar, uma cabeça de burro, pra quebrar o encanto do seu patuá, olha tu podes ser forte mas tem que ter sorte, para te salvar, toma cuidado comadre com a mandinga que eu vou te jogar…” (Dudu Nobre & Zeca Pagodinho – Vou botar seu nome na macumba – Comp.: Dudu Nobre/Zeca Pagodinho)

“Logo que o sol despontar no horizonte, saúde-o com um pensamento de louvor ao Pai e Cria dor, levantando-se também e iniciando seu trabalho. Mantenha firme em sua mente o desejos de ajudar a todos e de cumprir com perfeição todas as suas obrigações. E, assim, poderá deitar-se, ao finalizar o dia, com a consciência feliz, por haver cumprido seu dever.” (Minutos de Sabedoria Pg. 219)

Bom dia pessoal,

“Já é carnaval cidade, acorda pra ver, a chuva passou cidade e, o sol vem aí…”

Como todos (as) sabem, interrompemos nosso expediente hoje as 17 horas e voltamos na próxima quarta feira, das 13 às 19 horas, em função do carnaval. Espero que tenham um carnaval de muita alegria e de descontração. Aos que não gostam da festa, que esses dias sejam de muita paz e tranquilidade.

Começa hoje o Carnaval de Lauro de Freitas, com vasta programação, garantindo a representação da diversidade cultural do nosso município, Charangas, mini trios, Palco do Rock, Diversos blocos, Afoxés, enfim, o fervilhar cultural inerente a nosso município. Parabéns aos blocos, à SECULT e ao Conselho Municipal de Cultura. Vale salientar que toda a programação é custeada com recursos do Fundo Municipal de Cultura. Confira os detalhes no meu blog:

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/15/carnaval-de-lauro-de-freitas-contemplara-a-diversidade/

Quero desejar êxito aos Blocos Afro Bankoma e Zambiã, que nos representarão no carnaval de Salvador, o Bankoma hoje e sábado, no Circuito Osmar (Campo Grande à Praça castro Alves), o Zambiã amanhã e domingo, no Circuito Batatinha (Pelourinho).

Não deixem de conferir, no meu diário de notícias, as principais manchetes no link abaixo:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

Para os que pretendem fazer concursos públicos, recomendo a leitura do depoimento de Jairo Fernandes, em meu blog.

http://oipa2.wordpress.com/2012/01/11/depoimento-forum-concurseiros-relato-de-um-concurseiro-vitorioso-por-jairo-fernandes/

No último dia 10 de Fevereiro o Partido dos Trabalhadores completou 32 anos. Impossibilitado de se fazer presente ao ato, o ex presidente Luis Inácio Lula da Silva enviou carta aos filiados (as) que reproduzo no meu blog. Confira:

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/11/carta-do-ex-presidente-lula-para-o-32o-aniversario-do-pt-brasilia-10-de-fevereiro-de-2012/

Também a Prefeita Moema Gramacho escreveu sobre os 32 anos do PT. Confira em meu blog:

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/10/parabens-ao-pt-por-moema-gramacho/

Os parabéns aos aniversariantes de hoje: Caroline Lopes, Hercules Tito, aos amigos do grupo Bambolê Balanço e à amiga Fabiana Maia. Paz, Saúde e muitas felicidades a todos (as).

Em função da agenda de hoje fico devendo os fatos históricos do dia 16 de Fevereiro. Espero que entendam.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/16/trabalhando-com-poesia-419/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Quinta feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e que o Alá de Oxalá e as armas de São Jorge nos protejam e nos tragam muita paz e harmonia sempre.

Ótimo final de semana, Excelente carnaval. Se for dirigir não beba! Até quarta feira.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: http://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Tirem-me os Deuses (Ricardo Reis)

Tirem-me os deuses
Em seu arbítrio
Superior e urdido às escondidas
O Amor, glória e riqueza.
Tirem, mas deixem-me,
Deixem-me apenas
A consciência lúcida e solene
Das coisas e dos seres.
Pouco me importa
Amor ou glória,
A riqueza é um metal, a glória é um eco
E o amor uma sombra.
Mas a concisa
Atenção dada
Às formas e às maneiras dos objetos
Tem abrigo seguro.
Seus fundamentos
São todo o mundo,
Seu amor é o plácido Universo,
Sua riqueza a vida.
A sua glória
É a suprema
Certeza da solene e clara posse
Das formas dos objetos.
O resto passa,
E teme a morte.
Só nada teme ou sofre a visão clara
E inútil do Universo.
Essa a si basta,
Nada deseja
Salvo o orgulho de ver sempre claro
Até deixar de ver.

Vem sentar-te comigo, Lídia, à beira do rio (Ricardo Reis)

Vem sentar-te comigo Lídia, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e não estamos de mãos enlaçadas.
(Enlacemos as mãos.)
Depois pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e não fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado,
Mais longe que os deuses.
Desenlacemos as mãos, porque não vale a pena cansarmo-nos.
Quer gozemos, quer nao gozemos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente
E sem desassosegos grandes.
Sem amores, nem ódios, nem paixões que levantam a voz,
Nem invejas que dão movimento demais aos olhos,
Nem cuidados, porque se os tivesse o rio sempre correria,
E sempre iria ter ao mar.
Amemo-nos tranquilamente, pensando que podíamos,
Se quiséssemos, trocar beijos e abraços e carícias,
Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro
Ouvindo correr o rio e vendo-o.
Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento -
Este momento em que sossegadamente não cremos em nada,
Pagãos inocentes da decadência.
Ao menos, se for sombra antes, lembrar-te-ás de mim depois
Sem que a minha lembrança te arda ou te fira ou te mova,
Porque nunca enlaçamos as mãos, nem nos beijamos
Nem fomos mais do que crianças.
E se antes do que eu levares o óbolo ao barqueiro sombrio,
Eu nada terei que sofrer ao lembrar-me de ti.
Ser-me-ás suave à memória lembrando-te assim – à beira-rio,
Pagã triste e com flores no regaço.

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Jovem Pan AM terá repetidora em Lauro de Freitas

Jovem Pan AM 620 de São Paulo passará a contar com mais uma afiliada a partir de 2012. Trata-se de uma emissora instalada em um dos principais mercados da América Latina: Salvador, mais especificamente em Lauro de Freitas.

A Rádio Noticia AM 1.050 Khz pertencente ao Grupo Lomes de Radiodifusão, antiga afiliada da Rede CBN na Bahia, passará a integrar a rede Jovem Pan Sat a partir de fevereiro, segundo informações do Radialista e empresário André Spinola que estará à frente da emissora na Bahia.

A Notícia AM 1050 seguirá o mesmo passo da Correio AM 1230 de João Pessoa (Paraíba), rádio que recentemente foi uma afiliada da CBN no Nordeste brasileiro e passou a integrar a rede Jovem Pan AM.

A Rádio Notícia terá uma ampla grade de programação local, e deve trazer novidades e surpresas para o publico que aguarda anciosamente a programação de uma das principais emissoras de noticias do Brasil estrear aqui na Bahia.

FONTE: http://radioestacaoonline.blogspot.com/2012/02/jovem-pan-am-na-bahia.html

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“…Neném, vem me dar um pouquinho desse teu chamego, vem, vem que eu já estou maluquinho, que desassossego, porém não venha naquela de sair batida e, se vier desinibida. vou ficar muito feliz da vida, meio flor, meio bandida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Já tô montando, não janto mais sanduíche, tenho dois Mitsubishi e telefone celular, embola a noite, embola a tarde, embola o dia, casamento é loteria, vamo simbora embolar e, se vier bem atrevida, vou ficar muito feliz da vida, dou carinho e dou guarida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Tv a cabo, cd-rom, vídeo-cassete, endereço na internet, que é pra gente navegar, embola trouxa, embola otário, embola esperto, se a embola não der certo, é só se desembolar, se a maçã não for mordida, vou ficar muito feliz da vida, se medir minha medida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Se pintar bem produzida, vou ficar muito feliz da vida, nada de saia comprida, vou ficar muito feliz da vida, se trouxer uma boa comida, vou ficar muito feliz da vida e a minha bebida preferida, vou ficar muito feliz da vida… Neném, vem me dar um pouquinho desse teu chamego, vem, vem que eu já estou maluquinho, que desassossego, porém não venha naquela de sair batida e, se vier desinibida. vou ficar muito feliz da vida, meio flor, meio bandida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Já tô montando, não janto mais sanduíche, tenho dois Mitsubishi e telefone celular, embola a noite, embola a tarde, embola o dia, casamento é loteria, vamo simbora embolar e, se vier bem atrevida, vou ficar muito feliz da vida, dou carinho e dou guarida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Tv a cabo, cd-rom, vídeo-cassete, endereço na internet, que é pra gente navegar, embola trouxa, embola otário, embola esperto, se a embola não der certo, é só se desembolar, se a maçã não for mordida, vou ficar muito feliz da vida, se medir minha medida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida, vou ficar muito feliz da vida… Se pintar bem produzida, vou ficar muito feliz da vida, nada de saia comprida, vou ficar muito feliz da vida, se trouxer uma boa comida, vou ficar muito feliz da vida e a minha bebida preferida, vou ficar muito feliz da vida…” (Dudu Nobre – Feliz da vida – Comp.: Dudu Nobre /Nei Lopes)

“… Tô querendo esse seu amor, tô querendo esse seu carinho, vem me dar um beijo, oh flor! meu pedaço de mau caminho, eu não quero surra de açoite, só quero ver sua dança, hoje eu vou cair na noite, brincar feito uma criança… No mexe mexe, no bole bole, seu corpinho mole chega pra abalar, eu fico pensando se pode ou não pode, você no pagode chegar devagar… No bole bole, no mexe mexe, cê tanto se remexe, que mexe meu coração, seu rebolado muito me maltrata e quase me mata cheio de tanto tesão… E tudo fica mais formoso com esse vai e vem gostoso, esse corpo tão cheiroso querendo me enlouquecer, a concorrência morrendo de inveja, princesa, com olho grande em você, alegrando o ambiente, sempre muito atraente, deixando o pagode quente com seu lindo visual, juro que até perco o sono querendo ser dono do material… No mexe mexe, no bole bole, seu corpinho mole chega pra abalar, eu fico pensando se pode ou não pode, você no pagode chegar devagar… No bole bole, no mexe mexe, cê tanto se remexe, que mexe meu coração, seu rebolado muito me maltrata e quase me mata cheio de tanto tesão… Tô querendo esse seu amor, tô querendo esse seu carinho, vem me dar um beijo, oh flor! meu pedaço de mau caminho, eu não quero surra de açoite, só quero ver sua dança, hoje eu vou cair na noite, brincar feito uma criança… No mexe mexe, no bole bole, seu corpinho mole chega pra abalar, eu fico pensando se pode ou não pode, você no pagode chegar devagar… No bole bole, no mexe mexe, cê tanto se remexe, que mexe meu coração, seu rebolado muito me maltrata e quase me mata cheio de tanto tesão… E tudo fica mais formoso com esse vai e vem gostoso, esse corpo tão cheiroso querendo me enlouquecer, a concorrência morrendo de inveja, princesa, com olho grande em você, alegrando o ambiente, sempre muito atraente, deixando o pagode quente com seu lindo visual, juro que até perco o sono querendo ser dono do material… No mexe mexe, no bole bole, seu corpinho mole chega pra abalar, eu fico pensando se pode ou não pode, você no pagode chegar devagar… No bole bole, no mexe mexe, cê tanto se remexe, que mexe meu coração, seu rebolado muito me maltrata e quase me mata cheio de tanto tesão…” (Dudu Nobre – No mexe mexe, no bole bole – Comp.: Dudu Nobre)

“… Que tremenda confusão, voava cadeira, voava pandeiro, gente com vacilação, bagunçando o samba no terreiro, bebeu umas e ficou valente, virou homem forte, não teve receio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… Que tremenda confusão, voava cadeira, voava pandeiro, gente com vacilação, bagunçando o samba no terreiro, bebeu umas e ficou valente, virou homem forte, não teve receio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… Gente muito educada perdeu toda educação, a culpa foi da maldita, foi da água de brigão, chegou a conta muito cara, ninguém entrou no rateio, xingamento, palavrão e o bagulho ficou feio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… A amizade foi desfeita, não adianta chorar, tem gente que não aceita nem quer reconsiderar, vi malandro ferrabrás, sendo jogado pra escanteio, o tumulto era demais e a polícia interveio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… Mulher virou homem macho, deu fritada de montão, um tremendo esculacho, vejam que situação, patricinha boazuda, exibindo o próprio seio, charlatão que dá consulta, diz que o santo logo veio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… Que tremenda confusão, voava cadeira, voava pandeiro, gente com vacilação, bagunçando o samba no terreiro, bebeu umas e ficou valente, virou homem forte, não teve receio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… O tumulto é comentado de Cascadura ao Recreio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio… E rasgaram um smoking e o seu traje de passeio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio, tinha cachaça no meio…” (Dudu Nobre – Tinha cachaça no meio – Comp.: Dudu Nobre/Zeca Pagodinho)

“Viva sua vida interior com mais intensidade, porque Deus está permanentemente dentro de você, apesar de suas imperfeições e defeitos. O Pai habita em todas as coisas criadas, chamando todas as criaturas para o caminho da justiça, da virtude, do amor. Ninguém pode destruir esta verdade: Deus está dentro de você. Saiba descobri-lo e terá conquistado a felicidade.” (Minutos de Sabedoria Pg. 218)

Bom dia pessoal,

Ontem tivemos a emoção de ver mais uma entrega de habitações destinadas a cidadãos e cidadãs de Lauro de Freitas que moravam em área de risco e que foram atendidos pelo nosso Sistema de Defesa Civil.

Começa amanhã o Carnaval de Lauro de Freitas, com vasta programação, garantindo a representação da diversidade cultural do nosso município, Charangas, mini trios, Palco do Rock, Diversos blocos, Afoxés, enfim, o fervilhar cultural inerente a nosso município. Parabéns aos blocos, à SECULT e ao Conselho Municipal de Cultura. Vale salientar que toda a programação é custeada com recursos do Fundo Municipal de Cultura. Confira os detalhes no meu blog:

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/15/carnaval-de-lauro-de-freitas-contemplara-a-diversidade/

Não deixem de conferir, no meu diário de notícias, as principais manchetes no link abaixo:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

Para os que pretendem fazer concursos públicos, recomendo a leitura do depoimento de Jairo Fernandes, em meu blog.

http://oipa2.wordpress.com/2012/01/11/depoimento-forum-concurseiros-relato-de-um-concurseiro-vitorioso-por-jairo-fernandes/

Encerram-se hoje as inscrições para vagas do PROMUNI na Faculdade UNIME. Confira os detalhes no meu Blog:

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/10/unime-abre-inscricoes-para-promuni-2012-1-inscricoes-1314-e-15022012-de-10h00-as-16h00-na-unime-nepg/

Leia ainda no meu Blog “Resolução do Diretório Nacional do PT sobre a Rio + 20”

http://oipa2.wordpress.com/2012/02/11/resolucao-do-diretorio-nacional-sobre-a-rio20/

Os parabéns aos aniversariantes de hoje: Caroline Lopes, Hercules Tito, aos amigos do grupo Bambolê Balanço e à amiga Fabiana Maia. Paz, Saúde e muitas felicidades a todos (as).

Em função da agenda de hoje fico devendo os fatos históricos do dia 15 de Fevereiro. Espero que entendam.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!


http://oipa2.wordpress.com/2012/02/15/trabalhando-com-poesia-418/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Quarta feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e de muita paz e harmonia sempre.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: http://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Vós que, Crentes (Ricardo Reis)

Vós que, crentes em Cristos e Marias,
Turvais da minha fonte as claras águas
Só para me dizerdes
Que há águas de outra espécie
Banhando prados com melhores horas
Dessas outras regiões pra que falar-me
Se estas águas e prados
São de aqui e me agradam?
Esta realidade os deuses deram
E para bem real a deram externa.
Que serão os meus sonhos
Mais que a obra dos deuses?
Deixai-me a Realidade do momento
E os meus deuses tranqüilos e imediatos
Que não moram no Vago
Mas nos campos e rios.
Deixai-me a vida ir-se pagãmente
Acompanhada pelas avenas tênues
Com que os juncos das margens
Se confessam de Pã.
Vivei nos vossos sonhos e deixai-me
O altar imortal onde é meu culto
E a visível presença
os meus próximos deuses.
Inúteis procos1 do melhor que a vida,
Deixai a vida aos crentes mais antigos
Que a Cristo e a sua cruz
E Maria chorando.
Ceres, dona dos campos, me console
E Apolo e Vênus, e Urano antigo
E os trovões, com o interesse
De irem da mão de Jove.

1 Pretendentes

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário