Trabalhando com Poesia

“…Todos caminhos trilham pra a gente se ver, todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu, eu ligo no sentido de meia verdade, metade inteira chora de felicidade… A qualquer distância o outro te alcança, erudito som de batidão, dia e noite céu de pé no chão, o detalhe que o coração atenta… Todos caminhos trilham pra a gente se ver, todas as trilhas caminham pra gente se achar, né? Eu ligo no sentido de meia verdade, metade inteira chora de felicidade… A qualquer distância o outro te alcança, erudito som de batidão, dia e noite céu de pé no chão, o detalhe que o coração atenta… A qualquer distância o outro te alcança, erudito som de batidão, dia e noite céu de pé no chão, o detalhe que o coração atenta… Você passa, eu paro, você faz, eu falo, mas a gente no quarto sente o gosto bom que o oposto tem, não sei, mas sinto, uma força que embala tudo, falo por ouvir o mundo, tudo diferente de um jeito bate…Todos caminhos trilham pra a gente se ver, todas as trilhas caminham pra gente se achar, viu? Eu ligo no sentido de meia verdade, metade inteira chora de felicidade… A qualquer distância o outro te alcança, erudito som de batidão, dia e noite céu de pé no chão, o detalhe que o coração atenta…” (Maria Gadú – Tudo Diferente – Comp.: André Carvalho)

“…Pior que o melhor de dois, melhor do que sofrer depois, se é isso que me tem ao certo, a moça de sorriso aberto… Ingênua de vestido assusta, afasta-me do ego imposto, ouvinte claro, brilho no rosto, abandonada por falta de gosto… Agora sei não mais reclama, pois dores são incapazes e pobres desses rapazes, que tentam lhe fazer feliz… Escolha feita inconsciente, de coração não mais roubado, homem feliz, mulher carente, a linda rosa perdeu pro cravo… Pior que o melhor de dois, melhor do que sofrer depois, se é isso que me tem o certo, a moça de sorriso aberto… Ingênua de vestido assusta, afasta-me do ego imposto, ouvinte claro, brilho no rosto, abandonada por falta de gosto… Agora sei não mais reclama, pois dores são incapazes e pobres desses rapazes, que tentam lhe fazer feliz… Escolha feita inconsciente, de coração não mais roubado, homem feliz, mulher carente, a linda rosa perdeu pro cravo… Homem feliz, mulher carente, a linda rosa perdeu pro cravo…” (Maria Gadú – Linda Rosa – Comp.: Gugu Peixoto / Luis Kiari)

“…Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Natureza deusa do viver, a beleza pura do nascer, uma flor brilhando à luz do sol, pescador entre o mar e o anzol… Pensamento tão livre quanto o céu, imagino um barco de papel, indo embora pra não mais voltar, tendo como guia Iemanjá… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Quanto tempo leva pra aprender, que uma flor tem vida ao nascer, essa flor brilhando à luz do sol, pescador entre o mar e o anzol…Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras, viver um ano em segundos, não achar sonhos besteira, me encantar com um livro, que fale sobre vaidade, quando mentir for preciso, poder falar a verdade…Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar…Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar… Shimbalaiê, quando vejo o sol beijando o mar, shimbalaiê, toda vez que ele vai repousar…” (Maria Gadú – Shimbalaiê – Comp.: Maria Gadú)

“… Ouvi dizer que você tá bem, que já tem um outro alguém, encontrei moedas pelo chão, mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão… Eu chorei sem disfarçar, quando vi seu carro passar, vi todo o amor que em mim ainda não passou, eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou… Tentei falar mas você não soube ouvir, tente admitir! Tentei voltar e pude ver o quanto errei, te amei mais que a mim, bem mais que a mim…. Ouvi dizer que você tá bem, que já tem um outro alguém, encontrei moedas pelo chão, mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão… Eu chorei sem disfarçar, quando vi seu carro passar, vi todo o amor que em mim ainda não passou, eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou… Tentei falar mas você não soube ouvir, tente admitir! Tentei voltar e pude ver o quanto errei, te amei mais que a mim, bem mais que a mim. É, mais que a mim…” (Maria Gadú – Mais Que A Mim – Comp.: Ana Carolina e Chiara Civelo)

“Desperte para as verdades superiores. Não se iluda com as conquistas fáceis, com os prazeres transitórios, com as sensações efêmeras. Busque intensamente as coisas sólidas e duradouras e, para isso, espalhe em redor de você alegria e otimismo, bondade e amor, que são as bases firmes e eternas da felicidade que jamais termina. Só o amor constrói para a eternidade.” (Minutos de sabedoria Pg. 199)

Bom dia pessoal,

Mais um final de semana prolongado, neste conjunto de pontos facultativos que temos a cada ano. Quero desejar a cada um (a) de vocês dias de muita tranquilidade e de alegria junto a seus familiares e amigos (as).

Para aquelees (as) que viajarão, atenção com o trânsito e aos que irão dirigir, nada de álcool. Vocês são importantes demais para suas famílias, para seus amigos e para nós, que contamos com sua companhia no dia-a-dia.

Juntamente com a homenagem, antecipada, aos servidores (as) públicos (as) do município, também comemoram o seu dia, na próxima segunda feira, os trabalhadores (as) do comércio em todo o país e, quero saudar a cada um destes profissionais que lidam com nossos anseios e desejos consumistas, sejam eles necessários ou não, às vistas de outrem. Parabéns!

Aos nossos servidores (as) o nosso abraço e desejo de muito lazer e diversão na folga antecvipada. as palavras em relação ao seu dia farei detalhadamente na próxima quinta feira.

Em 21 de outubro de 1974 foi criado, por artistas profissionais de várias áreas, sob a orientação da bailarina e coreógrafa Isaura de Assis, o Grupo Olorum Baba Mim, que surpreende o público e a crítica com “Quilombos – Um musical de arte negra no Brasil.

em 23 de Outubro de 1940, nascia em Três Corações / MG, aquele que anos mais tarde viria a se tornar o Rei do Futebol, o Atleta do Século XX, Edson Arantes do Nascimento – Pelé.

Saiba mais em http://pt.wikipedia.org/wiki/Pel%C3%A9

O Prefácio Musical de hoje vem com essa sensação da nova Música Popular Brasileira, Maria Gadu e, o “Trabalhando com Poesia de hoje atende aos diversos pedidos que ecebi durante o dia de ontem em relação a letras de Vander Lee, que faltavam. Com certeza faltam muitas ainda da sua bela coleção, mas, a vida vai seguindo.

Abraços nos amigos, beijos nas amigas e nos (as) filhos (as), desejando axé, paz, energias positivas

uma sexta feita abençoada por Deus e coberta com a paz de Oxalá.

Um ótimo final de semana e até terça feira,

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: oipa@uol.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Iluminado – Vander Lee

Vi o meu sentido confundido, iluminado
Vi o sol enluarar, quando viu você
Vi a tarde inteira, a Sexta-feira, o feriado
Esperando o amor chegar e trazer você
Você chegou querendo
Tudo que o tempo não te deu
E que levou de você;
Sem saber que você já sou eu
Agora não entendo
O meu relógio o amor tirou
Mas sei que o meu coração
Tá batendo mais forte
Porque você chegou

Esperando Aviões – Vander Lee

Meus olhos te viram triste
Olhando pro infinito
Tentando ouvir o som do próprio grito
E o louco que ainda me resta
Só quis te levar pra festa
Você me amou de um jeito tão aflito
Que eu queria poder te dizer sem palavras
Eu queria poder te cantar sem canções
Eu queria viver morrendo em sua teia
Seu sangue correndo em minha veia
Seu cheiro morando em meus pulmões
Cada dia que passo sem sua presença
Sou um presidiário cumprindo sentença
Sou um velho diário perdido na areia
Esperando que você me leia
Sou pista vazia esperando aviões
Sou o lamento no canto da sereia
Esperando o naufrágio das embarcações

Onde Deus Possa Me Ouvir – Vander Lee

Sabe o que eu queria agora, meu bem…?
Sair chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo ou um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano
Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém.
Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber
Meu amor…
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor…
Eu não consigo compreender
Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui pode sair.

Fui – Vander Lee

Não me peça pra ficar
Só porque você não quer me acompanhar
Não me fale em dor
Antes das noites de frio sob o cobertor
Não, não, não vou negar
Você me deu tudo, te dei arte do ardor
Não me cale, amor
Que a vida da gente é uma eterna canção por compôr
Pode parece cruel, mas vou
Eu não te desejo mal, mas vou
Me agarrando céu em céu pra outra real
Posso até estar pinel, mas vou
É porque desejo mais que eu vou
Te mando no aniversário um cartão postal
Vem, me tire pra dançar
Essa dança não é fácil de se acompanhar
Não, que falte amor
No tempo, no espaço a gente ainda pode criar
Deixo a vida te levar
Que as luzes se acendam e que a gente possa brilhar
Mas cuidado, amor
Que as mãos que te estendem tapete não possam puxar
Pode parece cruel, mas vou
Eu não te desejo mal, mas vou
Me agarrando céu em céu pra outra real
Posso até estar pinel, mas vou
É porque desejo mais que eu vou
Te mando no aniversário um cartão postal
Te mando no aniversário um cartão postal

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s