Trabalhando com Poesia

“…Oooooooooh! Oooi!… Vocês que fazem parte dessa massa, que passa nos projetos do futuro… É duro tanto ter que caminhar e dar muito mais do que receber… E ter que demonstrar sua coragem, à margem do que possa parecer e ver que toda essa engrenagem, já sente a ferrugem lhe comer… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Lá fora faz um tempo confortável, a vigilância cuida do normal, os automóveis ouvem a notícia, os homens a publicam no jornal… E correm através da madrugada, a única velhice que chegou, demoram-se na beira da estrada e passam a contar o que sobrou… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Oooooooooh! Oh! Oh!… O povo foge da ignorância, apesar de viver tão perto dela e sonham com melhores tempos idos, contemplam essa vida numa cela… Esperam nova possibilidade, de verem esse mundo se acabar, a Arca de Noé, o dirigível, não voam nem se pode flutuar… Não voam nem se pode flutuar… Não voam nem se pode flutuar… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Êeeeeh! Oh! Oh! Vida de gado, povo marcado, Êh! Povo feliz!… Ooooooooooooooooh!…” (Zé Ramalho – Admirável Gado Novo – Comp.: Zé Ramalho)

“… Nada vejo por esta cidade, que não passe de um lugar comum, as o solo é de fertilidade, no jardim dos animais em jejum… Esperando alvorecer de novo, esperando anoitecer pra ver, a clareza da oitava estrela, esperando a madrugada vir… E eu não posso com a mão retê-la, e eu não passo de um rapaz comum, como e corro trafego na rua, fui graveto no bico do anum, vez em quando sou dragão da lua, momentânea alienígena, a formiga em viva carne crua, perecendo e naufragando o mar… Uê oh…oh…oh….. Naufragando no mar… E a papoula na terra do fogo, sanguessuga sedenta de calor, desemboco o canto nesse jogo, como a cobra se contorce de dor, renegando a honra da família, venerando todo ser criador, no avesso de um espelho claro, no chicote da barriga do boi, no mugido de uma vaca mansa, foragido como judas em paz, a pessoa que você mais ama, no planeta vendo o mundo girar…” (Zé Ramalho – Jardins das Acácias – Comp.: Zé Ramalho)

“Não maltrate os animais! São também filhos de Deus e irmãos nossos menores, que não adquiriram a faculdade do raciocínio abstrato. Mas são amigos que precisam de nossa ajuda e carinho. Não lhes imponha trabalhos demais. Alimente-os bem. Trate-os em suas enfermidades. Faça com essas criaturas de Deus, que dependem de você, o mesmo que você gosta de receber dos Anjos do Bem.” (Minutos de Sabedoria Pg. 36)

Bom dia pessoal,

Recebemos ontem pela manhã a noticia do falecimento, vítima de acidente automobilístico, do Sr. Carlos Diretor Presidente da Master Glasses, (mportante empresa do nosso município), juntamente com a Gerente Cláudia e o Motorista Jadson. A Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas solidariza-se com os familiares das vítimas ao mesmo tempo em que lamenta a perda de um cidadão, empresário que se destacava pela sua garra e eficiência no crescimento do seu empreendimento.

No sábado tive a feliz oportunidade de presenciar uma das mais belas festas populares que se mantêm crescente no calendário de Salvador: A festa em homenagem a Santa Bárbara, com missa campal na Ladeira do Pelourinho e seguida de procissão pelas ruas do centro histórico de Salvador foram, além de uma demonstração inequívoca de fé e do sincretismo religioso do nosso povo, de uma beleza imensa.

Ontem a tarde fui ao Estádio Maoel Barradas, juntamente com meus filhos Vinicius e João Victor e meu sobrinho Clederson (Bilo), ver o jogo do Vice. A impressão que tive é que se houvesse um vencedor na partida, seria o Atlético. O Vice entrou em campo nervoso e sem conseguir articular jogadas que lhe dessem ou à sua torcida o alento de pensar efetivamente numa vitória.

Ao ver João se acabando de chorar, quase torci para o Vice fazer um gol, cheguei a expressar isso no Twitter, mas, recobrei a sanidade logo em seguida e, me limitei a confortar meus filhos silenciosamente.

Como diria Benito di Paula: “Tudo está no seu lugar, graças a Deus, Graças a Deus…” O único campeão (Bi) Brasileiro, com sede na Bahia, volta a ser o único representante do futebol baiano na elite do futebol nacional e, o que ouvi durante sete anos poderei repetir, ainda nao sei por quantos anos, nos clássicos Ba x VI: ão, ão, ão Segunda Divisão…

Infelizmente não teremos BA x VI na 1ª. Divisão, mas, a segundona presenciará o nascimento de clássicos nunca antes vistos na história deste país: VI x SAL (Vitória x Salgueiro), ITU x VI (Ituiutaba x Vitória), entre outros. Ainda há uma chance grande de BA x VI na segunda Divisão, pois o Prudente estuda a possibilidade de voltar a ser Barueri.

Brincadeiras à parte, o espetáculo que a torcida do vitória levou ontem às arquibancadas, não merecia como prêmio o rebaixamento. Bahia e Vitória precisam montar equipes capazes de enfrentar seus desafios em 2011. O meu Bahêa de voltar a se firmar entre os grandes do Futebol Brasileiro, o Vice honrar sua sofrida torcida e retornar à Série A.

Abraços nos amigos, beijos nas amigas e nos (as) filhos (as), desejando axé, paz, energias positivas e uma segunda feira abençoada por Deus.

ótima semana a todos (as),

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: oipa@uol.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

O RETIRANTE TEM MEDO DE SE EXTRAVIAR PORQUE SEU GUIA, O RIO CAPIBARIBE, CORTOU COM O VERÃO

— Antes de sair de casa
aprendi a ladainha
das vilas que vou passar
na minha longa descida.
Sei que há muitas vilas grandes,
cidades que elas são ditas;
sei que há simples arruados,
sei que há vilas pequeninas,
todas formando um rosário
cujas contas fossem vilas,
todas formando um rosário
de que a estrada fosse a linha.
Devo rezar tal rosário
até o mar onde termina,
saltando de conta em conta,
passando de vila em vila.
Vejo agora: não é fácil
seguir essa ladainha;
entre uma conta e outra conta,
entre uma a outra ave-maria,
há certas paragens brancas,
de planta e bicho vazias,
vazias até de donos,
e onde o pé se descaminha.
Não desejo emaranhar
o fio de minha linha
nem que se enrede no pêlo
hirsuto desta caatinga.
Pensei que seguindo o rio
eu jamais me perderia:
ele é o caminho mais certo,
de todos o melhor guia.
Mas como segui-lo agora
que interrompeu a descida?
Vejo que o Capibaribe,
como os rios lá de cima,
é tão pobre que nem sempre
pode cumprir sua sina
e no verão também corta,
com pernas que não caminham.
Tenho de saber agora
qual a verdadeira via
entre essas que escancaradas
frente a mim se multiplicam.
Mas não vejo almas aqui,
nem almas mortas nem vivas;
ouço somente à distância
o que parece cantoria.
Será novena de santo,
será algum mês-de-Maria;
quem sabe até se uma festa
ou uma dança não seria?

NA CASA A QUE O RETIRANTE CHEGA ESTÃO CANTANDO EXCELÊNCIAS PARA UM DEFUNTO, ENQUANTO UM HOMEM, DO LADO DE FORA,VAI PARODIANDO AS PALAVRAS DOS CANTADORES

— Finado Severino,
quando passares em Jordão
e o demônios te atalharem
perguntando o que é que levas…
— Dize que levas cera,
capuz e cordão
mais a Virgem da Conceição.
— Finado Severino,
etc. …
— Dize que levas somente
coisas de não:
fome, sede, privação.
— Finado Severino,
etc. …
— Dize que coisas de não,
ocas, leves:
como o caixão, que ainda deves.
— Uma excelência
dizendo que a hora é hora.
— Ajunta os carregadores
que o corpo quer ir embora.
— Duas excelências…
— … dizendo é a hora da plantação.
— Ajunta os carregadores…
— … que a terra vai colher a mão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s