Trabalhando com Poesia

“…Já não sei dizer, se ainda sei sentir, o meu coração já não me pertence, já não quer mais me obedecer, parece agora estar tão cansado quanto eu… Até pensei que era mais, por não saber, que ainda sou capaz de acreditar, me sinto tão só e dizem que a solidão até que me cai bem… Às vezes faço planos, às vezes quero ir, pra algum país distante, voltar a ser feliz… Já não sei dizer o que aconteceu, se tudo que sonhei foi mesmo um sonho meu… Se meu desejo então, já se realizou, o que fazer depois… Pra onde é que eu vou? Eu vi você voltar pra mim, eu vi você voltar pra mim, eu vi você voltar pra mim…” (Legião Urbana – Maurício – Comp.: Dado Villa-Lobos; Marcelo Bonfá; Renato Russo)

“… Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria… É só o amor! É só o amor, que conhece o que é verdade! O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece… O amor é o fogo que arde sem se ver; é ferida que dói e não se sente; é um contentamento descontente; é dor que desatina sem doer… Ainda que eu falasse a língua dos homens; e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria… É um não querer mais que bem querer; é solitário andar por entre a gente; é um não contentar-se de contente; é cuidar que se ganha em se perder… É um estar-se preso por vontade; é servir a quem vence, o vencedor; é um ter com quem nos mata a lealdade, tão contrário a si é o mesmo amor… Estou acordado e todos dormem, todos dormem, todos dormem… Agora vejo em parte, mas então veremos face a face… É só o amor! É só o amor, que conhece o que é verdade… Ainda que eu falasse a língua dos homens; e falasse a língua dos anjos, sem amor eu nada seria…” {Legião Urbana – Monte Castelo – Comp.: Renato Russo (recortes do Apóstolo Paulo e de Camões)}

“…Tenho andado distraído, impaciente e indeciso… E ainda estou confuso, só que agora é diferente: estou tão tranqüilo e tão contente…. Quantas chances desperdicei, quando o que eu mais queria era provar pra todo o mundo, que eu não precisava provar nada pra ninguém?!… Me fiz em mil pedaços, pra você juntar e queria sempre achar explicação pro que eu sentia. Como um anjo caído, fiz questão de esquecer, que mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira… Mas, não sou mais tão criança a ponto de saber tudo… Já não me preocupo se eu não sei por que… Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê… E eu sei que você sabe, quase sem querer, que eu vejo o mesmo que você… Tão correto e tão bonito; o infinito é realmente um dos deuses mais lindos! Sei que, às vezes, uso palavras repetidas, mas quais são as palavras que nunca são ditas? Me disseram que você estava chorando… E foi então que eu percebi, como lhe quero tanto… Já não me preocupo se eu não sei por que… Às vezes, o que eu vejo, quase ninguém vê… E eu sei que você sabe, quase sem querer, que eu quero o mesmo que você…” (Legião Urbana – Quase Sem Querer – Comp.: Dado Villa-Lobos / Renato Russo / Renato Rocha)

“Seja atencioso (a) e compreensivo (a). Quantas vezes a pessoa que vem falar com você traz problemas recônditos, escondidos no âmago da alma? Mantenha-se sereno (a), você que já vislumbrou a luz do entendimento fraterno. Conserve seu equilíbrio, quando alguém se apresenta perturbado. Seja atencioso (a) e compreensivo (a): O mundo está repleto de enfermos (as), e você tem saúde moral.” (Minutos de sabedoria Pg. 19)

Bom dia pessoal,

Os parabéns de hoje vão para Ionan Galo, ex colega de ETFBA, Andressa Freitas, Ex secretária do PT de Lauro de Freitas e Ademário Sena, companheiro de muitas lutas. Abraços e felicidades.

Nos relatos de aniversário de ontem esqueci de citar Rui Costa, nosso Deputado Federal, que também aniversariou, Renata Vieira, nossa colaboradora da SEFAZ e também a nova idade do Rafa é seis e não cinco. já tá um rapazinho e retado que só!

Em 19 de Janeiro de 1841 Pedro de Araújo Lima, futuro Marquês de Olinda e Luis Alves de Lima e Silva anunciam o fim da revolta dos balaios, no Maranhão.

Em 19 de Janeiro de 1957 A Assembléia Geral da ONU aprova por 74 a 2 renovar o pedido a Israel para que retire suas tropas do território egipcio.

Em 19 de Janeiro de 1967 A URSS envia ao espaço seu primeiro satélite artificial do ano, o Cosmos 138.

Em 19 de Janeiro de 1968 um relatório oficial americano fixa em 120 mil pessoas, as baixas americanas desde o inicio da guerra do Vietnam.

O Governador Jaques Wagner anunciou na última segunda feira 15 titulares de Secretarias em sua nova gestão à frente do Governo do Estado da Bahia:

Meio Ambiente – Eugênio Spengler;

Copa 2014 – Ney Campelo;

Trabalho, Emprego, Renda e Esporte – Nilton Vasconcelos;

Saúde – Jorge Solla;

Desenvolvimento Urbano – Cícero Monteiro;

Educação – Oswaldo Barreto;

Administração – Manoel Vitório;

Fazenda – Carlos Martins;

Casa Civil – Eva Chiavon;

Comunicação – Robinson Almeida;

Turismo – Domingos Leonelli;

Infraestrutura – Otto Alencar;

Cultura – Albino Rubin;

Planejamento – Zezeu Ribeiro;

Segurança Pública – Maurício Barbosa.
Parabéns e sucesso na empreitada a todos os secretários (as).

Algumas pessoas têm nos perguntado sobre eventual campanha em solidariedade às vítimas da tragédia no Rio de Janeiro. Orientamos a procurarem a Infraero, que está recebendo doações, ou utilizarem os meios divulgados pela imprensa de apoio, seja com doações em material ou em dinheiro.

Abraços nos amigos, beijos nas amigas e nos (as) filhos (as), desejando axé, paz, energias positivas e uma quarta feira abençoada por Deus e Iansã.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: oipa@uol.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

A Concha e a Virgem – Gonçalves Dias

Linda concha que passava,
Boiando por sobre o mar,
Junto a uma rocha, onde estava
Triste donzela a pensar,

Perguntou-lhe: — “Virgem bela,
Que fazes no teu cismar?”
— “E tu”, pergunta a donzela,
“Que fazes no teu vagar?”

Responde a concha: — “Formada
Por estas águas do mar,
Sou pelas águas levada,
Nem sei onde vou parar!”

Responde a virgem sentida,
Que estava triste a pensar:
— “Eu também vago na vida,
Como tu vagas no mar!

“Vais duma a outra das vagas,
Eu dum a outro cismar;
Tu indolente divagas,
Eu sofro triste a cantar.

“Vais onde te leva a sorte,
Eu, onde me leva Deus:
Buscas a vida, — eu a morte;
Buscas a terra, — eu os céus!

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s