Trabalhando com Poesia

“… Pelo amor de Deus, clareia a minha solidão, acende a luz do teu perdão, apaga esse adeus do olhar… Faz dos medos meus, receios sem nenhum valor, desperta o nosso imenso amor, não custa nada perdoar… Você virou tatuagem no meu pensamento e no meu coração, fez uma estranha miragem à beira dos olhos e longe das mãos… Perdoa meu amor, nobreza maior que o perdão, não há no reino da paixão… Perdoa meu amor, nobreza maior que o perdão, não há no reino da paixão… Pelo amor de Deus, clareia a minha solidão, acende a luz do teu perdão, apaga esse adeus do olhar… Faz dos medos meus, receios sem nenhum valor, desperta o nosso imenso amor, não custa nada perdoar… Você virou tatuagem no meu pensamento e no meu coração, fez uma estranha miragem à beira dos olhos e longe das mãos… Perdoa meu amor, nobreza maior que o perdão, não há no reino da paixão… Perdoa meu amor, nobreza maior que o perdão, não há no reino da paixão… Pelo amor de Deus, clareia a minha solidão, acende a luz do teu perdão, apaga esse adeus do olhar… Faz dos medos meus, receios sem nenhum valor, desperta o nosso imenso amor, não custa nada perdoar…” (Emílio Santiago – Pelo Amor de Deus – Comp. : Paulo Debétio/Paulinho Resende)

“… Bahia, terra de luz e amor, foi lá onde nasceu Nosso Senhor, Bahia, de iaiá e de ioiô, de mãe preta carinhosa, que no colo me embalou… Quando eu nasci, na cidade baixa, me enrolaram numa faixa cor de rosa de cetim, quando eu cresci dei a faixa de presente, pra pagar uma promessa ao meu Senhor do Bonfim… Pedi que me abrisse o caminho da felicidade, pedi que me desse um carinho pra minha mocidade… Sou feliz e ninguém mais feliz que eu, Bahia Senhor do Bonfim me atendeu… Quando eu nasci, na cidade baixa, me enrolaram numa faixa cor de rosa de cetim, quando eu cresci dei a faixa de presente, pra pagar uma promessa ao meu Senhor do Bonfim… Pedi que me abrisse o caminho da felicidade, pedi que me desse um carinho pra minha mocidade… Sou feliz e ninguém mais feliz que eu, Bahia Senhor do Bonfim me atendeu…” (Emílio Santiago – Faixa de Cetim – Comp. : Ary Barroso)

“… O homem que diz dou, não dá, porque quem dá mesmo, não diz, o homem que diz vou, não vai, porque quando foi já não quis, o homem que diz sou, não é, porque quem é mesmo é, não sou, o homem que diz estou, não está, porque ninguém está quando quer, coitado do homem que cai no canto de Ossanha traidor, coitado do homem que vai atrás de mandinga de amor… Vai, vai, vai, não vou, vai, vai, vai, não vou, vai, vai, vai, não vou, vai, vai, vai… Não vou, que eu não sou ninguém de ir, em conversa de esquecer a tristeza de uma amor que passou, não, eu só vou se for pra ver uma estrela aparecer, na manhã de um novo amor… Amigo, sinhô, saravá! Xangô me mandou lhe dizer, se é canto de Ossanha, não vá, que muito vai se arrepender! Pergunte pro seu orixá, amor só é bom se doer… Pergunte pro seu orixá, amor só é bom se doer… Vai, vai, vai amar, vai, vai, vai sofrer, vai, vai, vai, vai chorar, vai, vai, vai Dizer que eu não sou ninguém de ir…, em conversa de esquecer a tristeza de uma amor que passou, não, eu só vou se for pra ver uma estrela aparecer, na manhã de um novo amor… ” (Emílio Santiago – Canto de Ossanha – Comp. : Baden Powell / Vinícius de Moraes)

“Toda a natureza é uma harmonia divina, sinfonia maravilhosa que convida todas as criaturas a que acompanhem sua evolução e progresso. Seja, em sua vida, um instrumento apto a captar as vibrações de paz e serenidade da natureza, e sua saúde encontrará o equilíbrio necessário a prosperar cada vez mais. Viva de acordo com as leis da natureza, e com o espírito voltado para Deus.” (Minutos de Sabedoria Pg. 61)

Bom dia pessoal,

Em 31 de Março de 1889 foi inaugurada a Torre Eiffel, em Paris/França.

Em 31 de Março de 1964, os Militares brasileiros aplicaram um Golpe de Estado e instalaram o Regime ditatorial, iniciando-se uma sequência de governos militares que perdurou até 1985, com a eleição de Tancredo Neves, ainda no Colégio Eleitoral criado pelos militares.

No Wikipédia encontra-se um texto interessante sobre o período, inclusive abordando a eventual idéia dos militares de utilizarem a terminologia “Revolução” usada pelos militantes de esquerda, na época, para denominar o Golpe Militar.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Golpe_de_Estado_no_Brasil_em_1964

Sendo assim, hoje fazem 47 anos que militares brasileiros aplicaram um Golpe de estado e instalaram ditadura no Brasil. Você lembra disso?

Não perder de vista as atrocidades cometidas por esses insanos é estabelecer como marco fundamental defesa da democracia ampla e irrestrita!

E isso passa, de forma inegociável, pelo respeito aos Direitos e Garantias fundamentais do cidadão e cidadã brasileiros. Por isso revolta com a postura do suposto representante do Povo, ao proferir suas flechadas de ódio, racismo e homofobia em emissora nacional de TV.

Por isso satisfação em ver parlamentares dos partidos progressistas atuarem em defesa desses direitos e representarem contra o indivíduo. Por isso a satisfação ao saber hoje pela manhã que MNU, CONEM e UNEGRO também ingressarão com representação contra o dito cujo, em saber que o setorial de combate ao racismo do PT Estadual tirou decisão de encaminhar via Executiva Estadual também uma representação.

Porém, meus companheiros e companheiras. De nada adiantará essas ações, se não mantivermos a vigilância e a cobrança por efetividade na ação.

Os Bolsonaros, Curiós são apenas a ponta de um iceberg imenso de lacaios e viúvas dos ditadores, alguns deles ainda com mandato atualmente.

Alguns estão travestidos de aliados do nosso projeto e muitas vezes c/ tratamento diferenciado p/ melhor infelizmente. #DitaduraNuncaMais

Muitos (as) tombaram na luta, outros (as) tantos (as) lutaram e resistiram e disseram a eles que amanhã (hoje) seria outro dia e, está sendo. Ainda longe do que queremos? com certeza, mas, seguiremos na luta, até chegarmos lá!

Abraços nos amigos, beijos nas amigas e nos (as) filhos (as), desejando axé, paz, energias positivas e uma quarta feira abençoada por Deus e por Oxossi.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: oipa@uol.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

MARÇO 64 – LANDÊ ONAWALE

Parece que vai chover
E eu não musiquei o poema em que digo:
Te amo
Se vestirem de cinzas as nossas vidas
Eu jamais farei a tal canção
Em tempos fechados de chuva
Só declaro amor ao sol
Em tempos fechados de chuva
Preciso convencer-me
(e aos outros)
De que o sol existe

Mas… não desespere, meu amor:
Talvez nem chova…
Talvez nem chova em toda a nossa juventude
Talvez nos reste algum tesão um pelo outro

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s