Trabalhando com Poesia

“… Eu me lembro com saudade o tempo que passou, o tempo passa tão depressa, mas em mim deixou, jovens tardes de domingo, tantas alegrias, velhos tempos, belos dias… Canções usavam formas simples pra falar de amor, carrões e gente numa festa de sorriso e cor, jovens tardes de domingo, tantas alegrias, velhos tempos, belos dias… Hoje os meus domingos são doces recordações, daquelas tardes de guitarras, sonhos e emoções, o que foi felicidade, me mata agora de saudade, velhos tempos, belos dias… Velhos tempos, belos dias… Hoje os meus domingos são doces recordações, daquelas tardes de guitarras, flores e emoções, o que foi felicidade, me mata agora de saudade, velhos tempos, belos dias, velhos tempos, belos dias, velhos tempos, belos dias, velhos tempos…” (Roberto Carlos – Jovens Tardes De Domingo – Comp.: Roberto Carlos)

“…Eu cheguei em frente ao portão, meu cachorro me sorriu latindo, minhas malas coloquei no chão, eu voltei!… Tudo estava igual como era antes, quase nada se modificou, acho que só eu mesmo mudei e voltei!… Eu voltei! Agora prá ficar, porque aqui, aqui é meu lugar… Eu voltei pr’as coisas que eu deixei, eu voltei!…Fui abrindo a porta devagar, mas deixei a luz entrar primeiro… Todo meu passado iluminei e entrei!… Meu retrato ainda na parede, meio amarelado pelo tempo, como a perguntar por onde andei? E eu falei!… Onde andei, não deu para ficar, porque aqui, aqui é meu lugar, eu voltei, pr’as coisas que eu deixei, eu voltei!… Sem saber depois de tanto tempo, se havia alguém a minha espera, passos indecisos caminhei e parei!… Quando vi que dois braços abertos, me abraçaram como antigamente, tanto quis dizer e não falei e chorei!… Eu voltei, agora prá ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar… Eu voltei, pr’as coisas que eu deixei, eu voltei!.. Eu voltei, agora prá ficar, porque aqui, aqui é o meu lugar… Eu voltei, pr’as coisas que eu deixei, eu voltei!.. Eu parei em frente ao portão, meu cachorro me sorriu latindo…” (Roberto Carlos – O Portão – Comp.: Roberto Carlos / Erasmo Carlos)

“… Vou cavalgar por toda a noite, por uma estrada colorida, usar meus beijos como açoite e a minha mão mais atrevida, vou me agarrar aos seus cabelos, pra não cair do seu galope, vou atender aos meus apelos antes que o dia nos sufoque… Vou me perder de madrugada, pra te encontrar no meu abraço. depois de toda a cavalgada, vou me deitar no seu cansaço… Sem me importar se neste instante, sou dominado ou se domino, vou me sentir como um gigante, ou nada mais do que um menino… Estrelas mudam de lugar, chegam mais perto só pra ver e ainda brilham de manhã, depois do nosso adormecer…. E na grandeza deste instante, o amor cavalga sem saber! E na beleza desta hora, o sol espera pra nascer…. Estrelas mudam de lugar, chegam mais perto só pra ver e ainda brilham de manhã, depois do nosso adormecer….” (Roberto Carlos – Cavalgada – Comp.: Roberto Carlos / Erasmo Carlos)

“… Não adianta nem tentar me esquecer, durante muito tempo em sua vida eu vou viver… Detalhes tão pequenos de nós dois, são coisas muito grandes prá esquecer e a toda hora vão estar presentes, você vai ver… Se um outro cabeludo aparecer na sua rua e isto lhe trouxer saudades minhas a culpa é sua… O ronco barulhento do seu carro, a velha calça desbotada ou coisa assim, imediatamente você vai lembrar de mim… Eu sei que um outro deve estar falando
ao seu ouvido, palavras de amor como eu falei, mas eu duvido! Duvido que ele tenha tanto amor e até os erros do meu português ruim e nessa hora você vai lembrar de mim… A noite envolvida no silêncio do seu quarto, antes de dormir você procura o meu retrato, mas da moldura não sou eu quem lhe sorri, mas você vê o meu sorriso mesmo assim. E tudo isso vai fazer você lembrar de mim… Se alguém tocar seu corpo como eu, não diga nada! Não vá dizer meu nome sem querer à pessoa errada… Pensando ter amor nesse momento, desesperada você tenta até o fim! E até nesse momento você vai lembrar de mim… Eu sei que esses detalhes vão sumir na longa estrada, do tempo que transforma todo amor em quase nada, mas “quase” também é mais um detalhe, um grande amor não vai morrer assim, por isso, de vez em quando você vai, vai lembrar de mim… Não adianta nem tentar, me esquecer! Durante muito muito tempo em sua vida eu vou viver… Não, não adianta nem tentar me esquecer…” (Roberto Carlos – Detalhes – Comp.: Erasmo Carlos / Roberto Carlos)

“… Quando a gente ama alguém de verdade, esse amor não se esquece, o Tempo passa, tudo passa, mas no peito o amor permanece… E qualquer minuto longe é demais, a saudade atormenta, mas qualquer minuto perto é bom demais, o amor só aumenta… Vivo por ela, ninguém duvida, porque ela é tudo na minha vida… Eu nunca imaginei que houvesse no mundo um amor desse jeito, do tipo que quando se tem não se sabe, se cabe no peito, mas eu posso dizer que sei o que é ter um amor de verdade… E um amor assim eu sei que é pra sempre, é pra eternidade… Vivo por ela, ninguém duvida! Porque ela é tudo na minha vida… Quem ama não esquece quem ama, o amor é assim! Eu tenho esquecido de mim, mas dela eu nunca me esqueço, por ela esse amor infinito, o amor mais bonito é assim nosso amor sem limite, o maior e mais forte que existe… Vivo por ela, ninguém duvida! Porque ela é tudo na minha vida… Quem ama não esquece quem ama, o amor é assim! Eu tenho esquecido de mim, mas dela eu nunca me esqueço, por ela esse amor infinito, o amor mais bonito é assim nosso amor sem limite, o maior e mais forte que existe… Vivo por ela, ninguém duvida! Porque ela é tudo na minha vida…” (Roberto Carlos – Amor Sem Limite – Comp.: Roberto Carlos / Erasmo Carlos)

“Sem esforço de nossa parte, jamais atingiremos o alto da montanha. Não desanime no meio da estrada: siga à frente, porque os horizontes se tornarão amplos e maravilhosos à medida que for subindo. Mas não se iluda, pois só atingirá o cimo da montanha se estiver decidido a enfrentar o esforço da caminhada.” (Minutos de Sabedoria Pg. 74)

Boa tarde pessoal,

Hoje é dia do Indio (No continente americano), mas, como dizia Baby Consuêlo, hoje Baby do Brasil: “Todo Dia era dia de Indio” ou não era? e hoje? como estamos em relação aos nossos habitantes naturais e legítimos proprietários da Terra Brasillis? Quantos exterminamos ao longo desses 511 anos de invasão européia e de apropriação indébita da cultura e do viver desse povo?

Mas, como diria caetano: “… Um Indio descerá de uma estrela colorida brilhante, de uma estrela que virá numa velocidade estonteante e pousará no coração do hemisfério sul da América do Sul…”

Pois bem meus amigos e amigas, pensemos não apenas no que temos feito ou permitido fazer aos nossos indios, mas, ao nosso planeta como um todo.

Em 19 de Abril de 1506 inicia-se em Lisboa o massacre de milhares de Judeus, terminando com a morte de 3000 pessoas.

Em 19 de Abril de 1648 Aciontece o primeiro confronto na Batalha dos Guararapes, simbolicamente, considerada a origem do Exército Brasileiro.

Em 19 de Abril de 1882 nasceu no Rio Grande do Sul Getúlio Vargas Político Brasileiro que chegou à presidência da República e encerrou sua carreira suicidando-se.

Em 19 de Abril de 1882 morria o biólogo britânico Charles Darwin

Em 19 de Abril de 1899 Nascia o estadista Português Duarte Pacheco

Em 19 de Abril de 1906 Morria o físico francês Pierre Curie

Em 19 de Abril de 1923 Nascia a escritora brasileira Lygia Fagundes Teles

Em 19 de Abril de 1941 nascia em Cachoeiro do Itapemirim/ES aquele que viria a ser denominado o Rei da Jiovem Guarda e até os dias de hoje ídolo de alguns milhões de brasileiros e brasileiras. Parabéns ao Rei Roberto Carlos.

Em 19 de Abril de 1953 é inaugurado o Museu do Indio, inicialmente num prédio próximo ao Maracanã, mudando-se depois para a Rua das palmeiras, em Botafogo/RJ

Em 19 de Abril de 1998 Morria escritor e ex-diplomata mexicano Octavio PAz.

Em 19 de Abril de 2005 o cardeal Alemão Joseph Ratzenger foi eleito Papa e denominado de Bento XVI, no 2º. dia do Conclave papal

Em 19 de Abril de 2010 Morre o rapper americano Guru

Fois epultada agora a tarde a irmã da nossa querida amiga Idalina Villas Boas a quem tivemos a oportunidade de levar um abraço de conforto.

Nosso companheiro Adriano ainda encontra-se no HGE e aguardando uma vaga num Hospital conveniado com o Plano de Saúde para dar sequência a sua recuperação.

Veja o conteúdo do “Trabalhando com Poesia de hoje no meu blog “Espaço de Sobrevivência” no link

https://oipa2.wordpress.com

Abraços nos amigos, beijos nas amigas e nos (as) filhos (as), desejando axé, paz, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Terça Feira abençoada por Deus e por Ogum.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: oipa@uol.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

O Rei Reina e Não Governa – Tobias Barreto

Não sei porque a língua humana
Os brutos não falam mais,
Quando hoje têm melhor vida.
E há muita besta instruída
Nas ciências sociais…

Ultimamente entenderam
Que tinham também razão
De proclamar seus direitos,
Pondo em uso os bons efeitos
Que trouxe a Revolução…

“Seja o leão, diz o asno,
Um rei constitucional;
Com assembléias mudáveis,
Com ministros responsáveis,
Não nos pode fazer mal.

Fiquem-lhe as garras ocultas,
Não ruja, não erga a voz,
Conforme a tese moderna
Qu’ele reina e não governa,
Quem governa somos nós…

Todas as bestas da terra,
Todas as bestas do mar,
Tenham os seus delegados,
Sendo os ministros tirados
Do seio parlamentar…

(…)

Só vejo, que bem nos quadre
No trono, algum animal,
Que coma e viva deitado:
O porco!… Exemplo acabado
De rei constitucional…”

1870

Publicado no livro Dias e Noites (1881). Poema integrante da série Parte V – Satíricas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s