Trabalhando com Poesia

“… Acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é, acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é… Tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é… Acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é, acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é… Tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é…Há tanta mulher no mundo, só não casa quem não quer, por que é que eu vim de longe pra gostar dessa mulher, por que é que eu vim de longe pra gostar dessa mulher… Essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é… Acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é, acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é… Tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é… Já plantei na minha porta um galhinho de guiné, já chamei um pai de santo pra rezar essa mulher, já chamei um pai de santo pra rezar essa mulher… Essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é… Acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é, acontece que eu sou baiano, acontece que ela não é… Tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, meu Senhor São José, essa que tem um requebrado pro lado, minha Nossa Senhora, ninguém sabe o que é… ” (João Gilberto – Acontece Que Eu Sou Baiano – Comp.: Dorival Caymmi)

“… Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá!… Quem vai ao “Bonfim”, minha nêga, nunca mais quer voltar, muita sorte teve, muita sorte tem, muita sorte terá… Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá!… Lá tem vatapá, então vá! Lá tem caruru, então vá! Lá tem munguzá, então vá! Se “quiser sambar”, então vá!… Nas sacadas dos sobrados, da velha São Salvador há lembranças de donzelas, do tempo do Imperador. tudo, tudo na Bahia faz a gente querer bem, a Bahia tem um jeito, que nenhuma terra tem!… Lá tem vatapá, então vá! Lá tem caruru, então vá! Lá tem munguzá, então vá! Se “quiser sambar”, então vá!… Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá!… Quem vai ao “Bonfim”, minha nêga, nunca mais quer voltar, muita sorte teve, muita sorte tem, muita sorte terá… Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá!… Lá tem vatapá, então vá! Lá tem caruru, então vá! Lá tem munguzá, então vá! Se “quiser sambar”, então vá!… Nas sacadas dos sobrados, da velha São Salvador há lembranças de donzelas, do tempo do Imperador. tudo, tudo na Bahia faz a gente querer bem, a Bahia tem um jeito, que nenhuma terra tem!… Lá tem vatapá, então vá! Lá tem caruru, então vá! Lá tem munguzá, então vá! Se “quiser sambar”, então vá! Então vá! Então vá! Então vá!… Então vá…!” (João Gilberto – Você Já Foi a Bahia? – Comp.: Dorival Caymmi)

“… Vou te contar, os olhos já não podem ver coisas que só o coração pode entender, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho… O resto é mar, é tudo que eu não sei contar, são coisas lindas que eu tenho prá te dar, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho… Da primeira vez era a cidade, da segunda o cais e a eternidade… Agora eu já sei da onda que se ergueu no mar e das estrelas que esquecemos de contar, o amor se deixa surpreender, enquanto a noite vem nos envolver… Vou te contar, os olhos já não podem ver coisas que só o coração pode entender, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho… O resto é mar, é tudo que eu não sei contar, são coisas lindas que eu tenho prá te dar, fundamental é mesmo o amor, é impossível ser feliz sozinho… Da primeira vez era a cidade, da segunda o cais e a eternidade… Agora eu já sei da onda que se ergueu no mar e das estrelas que esquecemos de contar, o amor se deixa surpreender, enquanto a noite vem nos envolver…” (João Gilberto – Wave – Comp.: Tom Jobim)

“Seja forte nos embates da vida e não desanime se o sofrimento o visitar, em sua pessoa ou nas pessoas que lhe são caras. O sofrimento, além de purificar-nos, realiza o aprimoramento de nossa força interna. Ninguém consegue passar de ano sem prestar exame. Ninguém consegue progredir, sem sofrer o exame da natureza, que verifica se realmente sabemos ser fortes, suportando as dores.” (Minutos de Sabedoria Pg. 97)

Bom dia pessoal,

Esse Minuto de Sabedoria de hoje caiu como uma luva para mim. Sabe quando você passa um bom tempo analisando as situações que se antepõem a sua caminhada? Pois é! Desde ontem a noite, ao saber do resultado de determinada disciplina acabei por me pegar nessa análise. O melhor de tudo é conseguir se enxergar bem, se conhecer e entender que avaliar, ou ser avaliado, pressupõem mais coisas que um jogo de “abcde”. Estudar e aprender não pode se transformar numa loteria, onde por muitas vezes, da vírgula por um ponto e vice-versa, ou a variação de um sim pelo não, do e pelo ou acaba funcionando como armadilha para derrubar e não ferramenta para avaliar. Pois é! se estou me formando numa profissão que tem diversas variações de atuação e que como tal, precisarei desenvolver multiplas habilidades, por que então a busca de “condicionamento” para o exame da OAB? Já falei isso uma ocasião: “Condicionamento cego é feito em animais de corrida e, uma das principais características deste condicionamento é a colocação da uma viseira que só os permite olhar numa única direção.” Quero mais que isso, queremos muito mais do que isso, principalmente, por entender que o Direito tem Múltiplas direções, não apenas na sala de aula, mas, nas diversas doutrinas que a ele se apresentam a cada dia. Se entender que devo me “Condicionar” quero eu mesmo ter a opção de fazê-lo ou não. Mas, como diz o Minuto de sabedoria de hoje, vamos passar pelo exame da natureza, pois se ele tem nos dado notas boas até aqui, não será daqui por diante que ele irá mudar. A luta continua e que venha essa final e ao seu fim e ao cabo, o 5º. semestre com mais um sabor de triunfo, sem ceder à tentação de sucumbir à mediocridade.

A Prefeita Moema Gramacho, que está no encontro da Frente Nacional de Prefeitos – FNP, em Vitória/ES, encaminhou correspondência à Presidenta Dilma Roussef, pedindo adiamento para 31/12/2011 do prazo para o corte dos restos a pagar de 2009, ao invés de fazê-lo em 30/06/2011, como prevê o Decreto presidencial. Moema afirma que o corte feito neste período prejudicará as emendas feitas pelos Deptados (as) ao Orçamento Geral da União, além dos municípios beneficiados pelas mesmas. Ela afirma que a população dos municípios é penalizadas pelas obras não realizada sem que haja a culpa dos prefeitos (as).

A prefeita, que é Vice presidente da FNP, solicitou ainda na reunião da entidade. que as demais entidades nacionais de representação dos Municípios assinem conjuntamente esta mesma solicitação. Moema ainda orientou os demais prefeitos(as) para que movimentem-se junto aos seus parlamentares, para que estes levem o mesmo pleito à Presidenta, à Ministra do Planejamento, Miriam Belchior e à Presidência da Caixa Econômica Federal.

Reproduzo ainda matéria divulgada pelo Blog de Lauro
http://blogdelauro.blogspot.com/2011/06/parceria-da-fnp-com-o-governo-federal.html

sobre a participação da Prefeita no encontro da FNP e suas ações em direção a políticas públicas, na matéria, especificamente, na política de Gênero, voltada para as mulheres.

“Com o objetivo de potencializar as políticas para as mulheres em todo país, a Secretaria de Políticas para as Mulheres assinou protocolo de intenções com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), durante reunião da diretoria executiva da FNP, nesta quarta-feira (15). A prefeita de Lauro de Freitas e vice-presidenta da FNP, Moema Gramacho (PT), que participa do evento realizado em Vitória (ES), disse que com a assinatura do protocolo, a expectativa é que as ações cheguem cada vez mais aos municípios.”

Em 16 de Junho de 1556 o Bispo Pero Fernandes Sardinha foi sacrificado pelos índios Caetés em Alagoas.

Em 16 de Junho de 1950 era inaugurado o maior estádio do mundo, o Maracanã, no Rio de Janeiro, palco da primeira tragédia futebolística do nosso futebol nacional (Derrota para os uruguaios na decisão da copa ddaquele ano).

Em 16 de Junho de 1958 morre o político brasileiro Nereu Ramos

Em 16 de Junho de 1960 estréia nos cinemas a principal obra de Alfred Hitchcock.

Em 16 de Junho de 1961 o Bailarino Russo Rudolf Nureyev deserta em Paris.

Em 16 de Junho de 1963 morre, na Tijuca/RJ aos 59 anos o compositor e letrista Lamartine Babo, autor de 400 musicas, entre elas os hinos dos considerados à época seis maiores clubes de futebol carioca América, Bangu, Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco da Gama. Saiba mais em

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lamartine_Babo

Também em Em 16 de Junho de 1963 Valentina Terenchkova torna-se a primeira mulher a ser lançada ao espaço sideral.

Em 16 de Junho de 1976 é fundada a Radiobrás, pelo então Ministro das Comunicações Euclides de Oliveira.

Em 16 de Junho de 1999 Thabo Mbeki, candidato do Congresso Nacional Africano (CNA) toma posse como Presidente da África do Sul.

Em 16 de Junho de 2009 os BRICS (Brasil, Russia, India, China e África do Sul) fazem sua primeira reunião.

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”, que agora traz links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda-feira abençoada por Deus.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Olé – Damário da Cruz

Quando na arena
um touro me matar
não me socorram,
pois ninguém socorre
o touro quando o mato.

In Segredo das Pipas

***

Navegante – Damário da Cruz

De mim
exijam pouco…

Pois o tempo
que me resta
é louca busca
de como atravessar
o Sol…

In Segredo das Pipas

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s