Trabalhando com Poesia

“… Muita Calma Nessa Hora! Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser, seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção prá nunca esquecer, o momento que eu conheci você, era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida à procurar, alguém que eu pudesse entregar a chave para abrir meu coração, tirar de vez do peito a solidão… Já tentei não dá prá esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser, seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção prá nunca esquecer, o momento que eu conheci você, era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida à procurar, alguém que eu pudesse entregar a chave para abrir meu coração, tirar de vez do peito a solidão… Já tentei não dá prá esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi…” (Revelação – Grades do coração – Comp.: Mauro Jr. – Xande – João Carlos)

”… Sinto saudade do seu beijo, felicidade me deixou, o seu corpo é meu desejo, sonho com seu jeito meigo, que um dia me apaixonou… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim… Eu não consigo te esquecer e essa dor não quer passar, nada mais me dá prazer, , você marcou o meu viver com o teu jeito de amar… Nessa paixão tudo apostei, agora eu só sei sonhar, o meu amor eu te entreguei, se contigo eu errei, foi querendo acertar… Sinto saudade do seu beijo, felicidade me deixou, o seu corpo é meu desejo, sonho com seu jeito meigo, que um dia me apaixonou… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim… Eu não consigo te esquecer e essa dor não quer passar, nada mais me dá prazer, , você marcou o meu viver com o teu jeito de amar… Nessa paixão tudo apostei, agora eu só sei sonhar, o meu amor eu te entreguei, se contigo eu errei, foi querendo acertar… Sinto saudade do seu beijo, felicidade me deixou, o seu corpo é meu desejo, sonho com seu jeito meigo, que um dia me apaixonou… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim… Amor, só eu sei, como te amei, ainda eu te amo. Me dá teu perdão, sua paixão é meu oceano, não posso mais viver assim, volta de vez prá mim…” (Revelação – Meu oceano – Comp.: Helinho Do Salgueiro/Xande De Pilares/mauro Jr.)

“… Te quero demais minha flor, não deixe esse amor acabar. Te juro, ninguém me amou, do jeito que sabe me amar… Ainda sinto o teu perfume, pura essência da paixão, és razão do meu ciúme, a saudade me invade, aumentando a solidão… Só quero viver a teu lado, sentindo a mesma emoção, te amando e sendo amado, provando pecado, renascendo de paixão… Vem, meu amor, que vontade de te dar um beijo, me perder no seu desejo, no seu corpo acordar.. Vem, meu amor, tô carente, tão sozinho, precisando de carinho, vem, vamos recomeçar… Vem, meu amor, que vontade de te dar um beijo, me perder no seu desejo, no seu corpo acordar.. Vem, meu amor, tô carente, tão sozinho, precisando de carinho, vem, vamos recomeçar… Ainda sinto o teu perfume, pura essência da paixão, és razão do meu ciúme, a saudade me invade, aumentando a solidão… Só quero viver a teu lado, sentindo a mesma emoção, te amando e sendo amado, provando pecado, renascendo de paixão… Vem, meu amor, que vontade de te dar um beijo, me perder no seu desejo, no seu corpo acordar.. Vem, meu amor, tô carente, tão sozinho, precisando de carinho, vem, vamos recomeçar… Vem, meu amor, que vontade de te dar um beijo, me perder no seu desejo, no seu corpo acordar.. Vem, meu amor, tô carente, tão sozinho, precisando de carinho, vem, vamos recomeçar…” (Revelação – Essencia da paixão – Comp.: Mauro Jr./Xande De Pilares/helinho Do Salgueiro)

“… Luz que meu céu ilumina, você é minha metade, esta paixão me fascina, tem gosto de felicidade… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem… Quero sentir teu abraço, teu calor, dançar no mesmo compasso do amor, viajar pelo teu corpo sedutor, deliciar o teu beijo, seu sabor… Luz que meu céu ilumina, você é minha metade, esta paixão me fascina, tem gosto de felicidade… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem… Quero sentir teu abraço, teu calor, dançar no mesmo compasso do amor, viajar pelo teu corpo sedutor, deliciar o teu beijo, seu sabor… Luz que meu céu ilumina, você é minha metade, esta paixão me fascina, tem gosto de felicidade… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem… Quando agente ama não tem pra ninguém, chego a me arrepia só de lembrar meu bem, viajo no balanço deste vai e vem, na arte de amar igual você não tem…” (Revelação – No Compasso do amor– Comp.: Helinho do Salgueiro – Mauro Jr. – Xande de Pilares)

“… Bem que eu tentei fazer minha lei, não encontrei, na incerteza me precipitei… Sofro de ausência, total carência, tanta imprudência, quanta força, não há resistência… Se eu tivesse o poder, faria de tudo pra você voltar, faria absurdo pra me perdoar, voltava no tempo pra tudo mudar… Se eu tivesse o poder, faria de novo meu peito sorrir, mandava de pressa a tristeza fugir, num toque de mágica continuar… Se eu tivesse o poder, de driblar o coração, pra poder te esquecer… Se eu tivesse o poder, faria de tudo pra você voltar, faria absurdo pra me perdoar, voltava no tempo pra tudo mudar… Se eu tivesse o poder, faria de novo meu peito sorrir, mandava de pressa a tristeza fugir, num toque de mágica continuar… Se eu tivesse o poder, de driblar o coração, pra poder te esquecer… Bem que eu tentei fazer minha lei, não encontrei, na incerteza me precipitei… Sofro de ausência, total carência, tanta imprudência, quanta força, não há resistência… Se eu tivesse o poder, faria de tudo pra você voltar, faria absurdo pra me perdoar, voltava no tempo pra tudo mudar… Se eu tivesse o poder, faria de novo meu peito sorrir, mandava de pressa a tristeza fugir, num toque de mágica continuar… Se eu tivesse o poder, de driblar o coração, pra poder te esquecer… Se eu tivesse o poder, faria de tudo pra você voltar, faria absurdo pra me perdoar, voltava no tempo pra tudo mudar… Se eu tivesse o poder, faria de novo meu peito sorrir, mandava de pressa a tristeza fugir, num toque de mágica continuar… Se eu tivesse o poder, de driblar o coração, pra poder te esquecer…” (Revelação – Se eu tivesse o poder – Comp.:André Renato e Leandro Fab)

“Não se queixe contra a vida. Se está sofrendo, lembre-se de que ninguém passa por essa terra isento de dores, da mesma forma que um aluno não pode fazer o seu curso sem submeter-se aos exames de fim de ano. Prove que está preparado, suportando com paciência e resignação os exames a que é submetido. Tudo o que nos acontece tem sua razão de ser e, dos males surge sempre um bem.” (Minutos de Sabedoria – Página 230)

Bom dia pessoal,

Inicio o “Trabalhando com Poesia” de hoje, com grande alegria, tendo em vista o resultado unânime de ontem no Julgamento Proferido pelo Supremo Tribunal Federal – STF, em relação à Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, formulada pelo Partido Democratas, onde questionava a constitucionalidade do sistema de cotas na UNB e vinculando a decisão às demais instituições de ensino superior do país. Pois bem. É constitucional e tá valendo. Um salve geral a todos os lutadores e lutadoras do movimento negro, que por sua militância fizeram possível esse momento.

A relação de Inscrições deferidas no Concurso da Pretura de Lauro de Freitas está disponível no Diário Oficial do Município, no link abaixo:

http://ba.portaldatransparencia.com.br/prefeitura/laurodefreitas/doe/?pagina=abre_documentos&arquivo=_repositorio%2F_publicacoes%2F_documentos%2F230%2F337%2F_dop%2F2EA2A1AD-9EBC-AA03-560466D2120C8B7F25042012045253.pdf&mime_type=application%2Fpdf

Confira as notícias do dia de hoje no meu Diário de Notícias:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

No último dia 13 de Abril, a Prefeitura de Lauro de Freitas divulgou novo edital, referente ao concurso Público Nº. 001/2012, que tem provas nos dias 06/05 (Nivel Superior) e dia 20/05 (Nivel fundamental e médio).

O certame, que teve as provas suspensas no mês de Março de 2012, passou a ser realizado pela Universidade do estado da Bahia e já possui seu novo cronograma de atividades definido pela Comissão Organizadora.

Permanecem válidas as inscrições realizadas no período anterior de 15/8/2011 e 15/09/2011 a 29/09/2011.

Concluída a fase de desistência descrita no item 1.1 do presente capítulo, será publicada no site www.laurodefreitas.ba.gov.br e no site da UNEB www.selecao.uneb.br/laurodefreitas a Relação Geral de Inscrições, cujos candidatos estarão aptos a participar do Concurso.

Data, locais e horários de realização das Provas Objetivas e da Redação

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR : 6/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 5 horas

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira o Edital completo do Concurso 001/2012 e seus anexos

https://oipa2.files.wordpress.com/2012/04/edital-concurso-001-2012-final.pdf

Os fatos históricos relatados ontem como sendo do dia 26, em verdade são do dia 27 (Já corrigidos no Blog)

Em 27 de Abril de 1937 Aviões alemães bombardeiam a cidade basca de Guernica.

Em 27 de Abril de 1940 A inauguração do Estádio Pacaembu

http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php?itemid=26606

Em 27 de Abril de 1955 EUA suspende temporariamente o uso da vacina Salk.

Em 27 de Abril de 1957 URSS acusa a Alemanha Ocidental de servir aos EUA como base para o lançamento de bombas nucleares.

Em 27 de Abril de 1959 – Liu Shao-Chi é eleito presidente da China.

Em 27 de Abril de 1960, A Togolândia, sob administração fiduciária das Nações Unidas, torna-se a república de Togo.

Em 27 de Abril de 1972 Apolo 16 pousa no Pacífico depois de cumprir uma permanência recorde de mais de 71 horas na Lua.

Em 27 de Abril de 1989, O presidente José Sarney baixa medida provisória e regulamentando o direito a greve.

Em 27 de Abril de 1994 O presidente Itamar Franco autoriza a execução de um plano de transposição de águas do rio São Francisco.

Em 27 de Abril de 1995 Em 27 de Abril de 2000, Explosão de gasoduto causa desastre ecológico na Rússia.

Em 27 de Abril de 1999 A empresa de Montreal (Canadá) Nexia Biotechnologies anunciou ter conseguido, mediante clonagem, o nascimento de três cabras idênticas no dia 27 de abril de 1999. A técnica foi a mesma utilizada com a ovelha Dolly, em fevereiro de 1997. As trigêmeas foram chamadas de Danny, Clint e Arnold.

Em 27 de Abril de 2001 Líderes africanos, reunidos em Conferência sobre AIDS, declaram estado de emergência no continente.

Em 27 de Abril de 2009 Rafael Correa se reelege presidente do Equador.

Outros Fatos históricos relacionados ao dia 27 de Abril

1521 – Morre Fernando de Magalhães, navegador português que realizou, a serviço da Espanha, a primeira expedição ao redor do mundo.

1783 – Nasce Anastasio María Ochoa, escritor mexicano.

1791 – Nasce Samuel F. Morse, norte-americano, inventor do telégrafo elétrico.

1820 – Nasce Herbert Spencer, filósofo britânico.

1833 – É firmado o tratado Roca-Runciman entre a Argentina e a Grã-Bretanha, que se compromete a comprar carne argentina em troca de proteção às empresas britânicas localizadas no país sul-americano.

1855 – É firmado um Tratado de Amizade, Comércio e Navegação entre Brasil e Paraguai.

1870 – Em um golpe de Estado contra José Tadeo Monagas, presidente de Venezuela, o general Antonio Guzmán Blanco toma o poder de Caracas e se proclama Presidente da República.

1940 – Morre Joaquín Mir, pintor español.

1942 – Nasce Valeri Poliakov, médico e astronauta russo.

1945 – É proclamada a 2ª República na Áustria e a sua independência da Alemanha nazista.

1956 – O governo argentino anula a Constituição de 1949 e reimplanta a de 1853, por um decreto do presidente Pedro E. Aramburu.

1960 – É proclamada a independência de Togo.

1978 – O presidente do Afeganistão, Mohammed Daud Kham, morre durante o golpe de Estado que leva ao poder o general Taraki.

1985 – Um incêndio no Instituto Neuropsiquiátrico e Geriátrico de Buenos Aires mata 80 pessoas e deixa 200 feridas.

1991 – A presidenta da Nicarágua, Violeta Barrios de Chamorro, sai ilesa de um atentado.

1992 – Sérvia e Montenegro proclamam a nova República Federal da Iugoslávia.

1994 – O 10º Congreso da Assossiação das Academias da Língua Espanhola concordam em suprimir o “Ch” e a “Ll”, tornando-as letras independentes.

1997 – Morre Dulce María Loinaz, escritora cubana.

1999 – A empresa canadense Nexia Biotechnologies anuncia ter realizado a clonagem de três cabras.

2000 – Um total de 985 pessoas são assassinadas por uma seita apocalíptica da Uganda.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”, que está alcançando a marca das 39 mil visitas. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!


https://oipa2.wordpress.com/2012/04/27/trabalhando-com-poesia-430/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Sexta feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e que o Alá de Oxalá nos traga muita paz, lucidez, sabedoria e harmonia sempre.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Canção do Exílio – Gonçalves Dias

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar — sozinho, à noite —
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu’inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Coimbra, julho de 1843.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s