Trabalhando com Poesia

“… Não sou escravo de ninguém, ninguém, senhor do meu domínio, sei o que devo defender e, por valor eu tenho e temo o que agora se desfaz. Viajamos sete léguas, por entre abismos e florestas, por Deus nunca me vi tão só, é a própria fé o que destrói, estes são dias desleais. Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão, eu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão, eu sou metal, me sabe o sopro do dragão… Reconheço meu pesar, quando tudo é traição, o que venho encontrar é a virtude em outras mãos, minha terra é a terra que é minha e sempre será, minha terra tem a lua, tem estrelas e sempre terá… Quase acreditei na sua promessa e o que vejo é fome e destruição, perdi a minha sela e a minha espada, perdi o meu castelo e minha princesa… Quase acreditei, quase acreditei e, por honra, se existir verdade, existem os tolos e existe o ladrão e há quem se alimente do que é roubo, mas vou guardar o meu tesouro, caso você esteja mentindo, olha o sopro do dragão… É a verdade o que assombra, o descaso que condena, a estupidez, o que destrói, eu vejo tudo que se foi e o que não existe mais, tenho os sentidos já dormentes, o corpo quer, a alma entende… Esta é a terra de ninguém, sei que devo resistir, eu quero a espada em minhas mãos… Eu sou metal, raio, relâmpago e trovão, eu sou metal, eu sou o ouro em seu brasão, eu sou metal, me sabe o sopro do dragão… Não me entrego sem lutar, tenho ainda coração, não aprendi a me render, que caia o inimigo então… Tudo passa, tudo passará… E nossa história não estará pelo avesso, assim, sem final feliz, teremos coisas bonitas pra contar e até lá, vamos viver, temos muito ainda por fazer, não olhe pra trás, apenas começamos, o mundo começa agora, apenas começamos…” (Legião Urbana – Metal contra as nuvens – Comp.: Renato Russo)

“… Perdi vinte em vinte e nove amizades, por conta de uma pedra em minhas mãos, me embriaguei morrendo vinte e nove vezes, estou aprendendo a viver sem você, Já que você não me quer mais… Passei vinte e nove meses num navio e vinte e nove dias na prisão e aos vinte e nove, com o retorno de Saturno, decidi começar a viver… Quando você deixou de me amar, aprendi a perdoar e a pedir perdão… E vinte e nove anjos me saudaram e tive vinte e nove amigos outra vez…” (Legião Urbana– Vinte e nove – Comp.: Renato Russo)

“… E mesmo sem te ver, acho até que estou indo bem, só apareço, por assim dizer, quando convém aparecer, ou quando quero, quando quero… Desenho toda a calçada, acaba o giz, tem tijolo de construção, eu rabisco o sol, que a chuva apagou, quero que saibas, que me lembro, queria até que pudesses me ver, és parte ainda, que me faz forte e, pra ser honesto, só um pouquinho infeliz… Mas tudo bem, tudo bem, tudo bem… Mas tudo bem, tudo bem, tudo bem… Lá vem, lá vem, lá vem de novo, acho que estou gostando de alguém e é de ti, que não me esquecerei… Quando quero… Tudo bem, tudo bem, tudo bem… Quando quero… Tudo bem, tudo bem, tudo bem… Quando quero… Eu rabisco o sol, que a chuva apagou… Mas tudo bem… Acho que estou gostando de alguém… Tudo bem, tudo bem, tudo bem…” (Legião Urbana– Giz – Comp.: Renato Russo / Dado Villa-Lobos / Marcelo Bonfá )

“… “Quem alimenta O ódio atira fogo ao próprio coração”, escreveu André Luís. Se alguém o magoou, se o ofendeu com calúnias, não o imite, repetindo os mesmos erros. Coloque-se acima dele, sabendo relevar e, procure esquecer, porque o pensamento negativo da raiva atrai, para nós, a onda de maldade que nosso infeliz adversário lança contra nós. Para ser feliz, saiba relevar e esquecer.” (Minutos de Sabedoria – Página 234)

Bom dia pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que muito bem.

Mais uma semana se inicia e, desejo a cada um (a) de vocês que ela seja de muita paz e de produtividade. Chegamos hoje à milésima postagem em nosso Blog e, que bom que coincidiu exatamente com o “Trabalhando com Poesia”, uma das razões da manutenção do blog. Obrigado a cada um (a) de vocês por apoiar a sua permanencia no ar. Abraços.

Tivemos, na tarde de ontem, a primeira etapa do nosso concurso, na qual cerca de 18 mil pessoas fizeram provas para cargos de Nível Superior. Para desespero daqueles que vivem a buscar uma forma de criticar e espinafrar a nossa administração, as atividades ocorreram de forma tranquila, sem qualquer incidente digno de relato. Os parabéns à Secretária Inglid Leila e equipe, bem como à Prefeita e Secretários (as), que se mantiveram em plantão durante todo o dia de ontem, acompanhando o desenrolar da situação.

Os parabéns de hoje para os (as) amigos (as) Ezequiel Barros, Edvaldo Alves, Saulo Silva, Kláudia Cardoso, Paulo PC, Ana Maria Bruni, Luciana e Bia Machado. Paz, Saúde e felicidades a todos (as).

Está disponível, desde a tarde de segunda (30), o acesso ao cartão de informação dos candidatos (as) ao Concurso Público, realizado pela Prefeitura de Lauro de Freitas.

O certame que fora suspenso, em função de problemas com a antiga empresa organizadora, passou a ser organizado pela Universidade do Estado da Bahia, em Convênio com a Prefeitura de Lauro de Freitas.

Após a etapa realizada ontem (06), a data das provas para ensino Médio e fundamental será a seguinte:

CARGO DE NÌVEL MÉDIO E FUNDAMENTAL: 20/5/2012
Turno: Vespertino
12h30min: Abertura dos Portões
13h30min: Fechamento dos Portões
Duração da Prova: 4 horas

Confira AQUI o seu local de Prova:

Confira ainda:

* Edital da UNEB referente ao Concurso

* Inscrições Deferidas e Comunicado

* Edital de convocação das provas

Confira as notícias do dia de hoje no meu Diário de Notícias:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

Hoje na História – 07 de Maio

Em 7 de maio de 1824 – estreava a 9a. Sinfonia do maestro Ludwig Van Beethoven.

Em 7 de maio de 1833 em Hamburgo, nasceu Johannes Brahms, compositor e pianista erudito.

Em 7 de maio de 1840 – Nasceu o compositor Pyolr Ilyich Tchaikovsky.

Aos que curtem música clássica:

Em 7 de maio de 1880 – Faleceu Duque de Caxias, às vinte horas e trinta minutos. Seu nome completo é Luís Alves de Lima e Silva, atualmente Patrono do Exército Brasileiro.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Duque_de_Caxias

Em 7 de maio de 1900 – Foi inaugurado a primeira linha de bonde elétrico em São Paulo-Capital, do Centro ao bairro da Barra Funda.

Em 7 de maio de 1919 – Na cidade de Toldos-Argentina nasceu Evita Peron, primeira dama esposa do Presidente Peron.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Eva_Per%C3%B3n

Em 7 de maio de 1945 – Acabava a 2a. Guerra Mundial. Forças alemães na Itália, Holanda, Dinamarca e noroeste da Alemanha se rendem depois que Hitler se refugia numa fortaleza militar e se suicida. O assédio da União Soviética cresce, e seu exército ocupa Berlim. No dia 7 de maio de 1945, a Alemanha assina a sua rendição. A guerra na Europa chegava ao fim.

http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php?itemid=21028

Em 7 de maio de 1947 – Para conter o avanço das ideias socialistas o Presidente Gal. Eurico Gaspar Dutra, cassou o Registro Legal do PCB, colocando o partido na ilegalidade.

Em 7 de maio de 1960 O governo dos EUA admite que o avião U-2 derrubado pela União Soviética estava equipado para fazer espionagem.

Em 7 de maio de 1963 É lançado de Cabo Canaveral o segundo satélite artificial de comunicações da ATT, o Telstar II.

Em 7 de maio de 1966 O presidente Johnson anuncia a intenção de propor à ONU uma proibição de que qualquer nação estenda sua soberania à Lua ou outro corpo celeste.

Em 7 de maio de 1969 O presidente Artur da Costa e Silva decreta a desapropriação de 16.439 hectares, no Rio Grande do Sul, para a reforma agraria.

Em 7 de maio de 1973 – O jornal The Washington Post, recebeu o Prêmio Pulitzer por sua investigação no escândalo Watergate.

Em 7 de maio de 1975 O pugilista brasileiro Miguel de Oliveira conquista o título mundial dos médios ligeiros em Mônaco.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Miguel_de_Oliveira

Em 7 de maio de 1990 – Faleceu a cantora brasileira Elisete Cardoso (A Divina) como era chamada.

http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php

Em 7 de maio de 1990 A embaixada do Brasil em Beirute é atingida por obuses durante um duelo de artilharia entre cristãos e muçulmanos.

Em 7 de maio de 2003 – Chegou ao cargo de Ministro do Supremo, Dr. Joaquim Barbosa. Ele que filho de um pedreiro, que trabalhou na limpeza do Tribunal, estudou formou-se, enfrentou todos os tipos de discriminações sociais e raciais. Para os afros descendentes um exemplo a ser seguido, de dignidade, de respeito e de personalidade.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Joaquim_Barbosa

Em 7 de maio de 2008 Dmitri Medvedev toma posse como presidente da Rússia e nomeia Vladimir Putin como premiê.

Em 7 de maio de 2008 Estado de Israel comemora os 60 anos de sua criação.

Em 7 de maio de 2009 Brasil confirma quatro primeiros casos de gripe suína em seu território

Outros Fatos referentes ao dia 07 de maio

1800 – Morre Nicola Puccini, compositor italiano.

1831 – A Espanha e a Argentina firmam um acordo sobre a extradição de criminosos.

1870 – O patriota cubano Domingo Goicuria morre fuzilano em Havana.

1873 – Morre José Antonio Páez, primeiro presidente da Venezuela.

1901 – Nasce Gary Cooper, ator norte-americano de cinema.

1910 – O cometa Halley passa pela Terra.

1915 – Primeira Guerra Mundial: um submarino alemão afunda, no mar de Irlanda, o transatlântico Lusitania dos Estados Unidos, causando a morte de 1,2 mil pessoas. A Alemanha e os Estados Unidos rompem relações diplomáticas.

1950 – O general Somoza assume o cargo da presidência da Nicarágua, após o falecimento do presidente Román y Reyes.

1988 – O Papa João Paulo II começa sua viagem à América Latina no Uruguai. Visita também a Bolívia, o Peru e Paraguai.

1989 – Comícios gerais tomam conta da Bolívia. A igualdade nos votos entre Hugo Banzer e Gonzalo Sánchez de Lozada obriga o Parlamento a designar o futuro presidente entre os candidatos mais votados.

1992 – Morre Pedro Gómez Valderrama, diplomata, político e escritor colombiano.

1995 – Jacques Chirac é eleito presidente da República da França.

1998 – A empresa automobilística alemã Daimler Benz se une à norte-americana Chrysler.

2001 – O ladrão inglês Ronald Biggs, escondido no Brasil, volta ao Reino Unido.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”, que ultrapassou a marca das 42 mil visitas. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!

https://oipa2.wordpress.com/2012/05/07/trabalhando-com-poesia-434/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e que nos traga muita paz, lucidez, sabedoria e muita saúde.

Boa semana a todos (as),

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

O “Adeus” de Teresa – Castro Alves

A vez primeira que eu fitei Teresa,
Como as plantas que arrasta a correnteza,
A valsa nos levou nos giros seus
E amamos juntos E depois na sala
“Adeus” eu disse-lhe a tremer co’a fala

E ela, corando, murmurou-me: “adeus.”

Uma noite entreabriu-se um reposteiro. . .
E da alcova saía um cavaleiro
Inda beijando uma mulher sem véus
Era eu Era a pálida Teresa!
“Adeus” lhe disse conservando-a presa

E ela entre beijos murmurou-me: “adeus!”

Passaram tempos sec’los de delírio
Prazeres divinais gozos do Empíreo
… Mas um dia volvi aos lares meus.
Partindo eu disse – “Voltarei! descansa!…”
Ela, chorando mais que uma criança,

Ela em soluços murmurou-me: “adeus!”

Quando voltei era o palácio em festa!
E a voz d’Ela e de um homem lá na orquestra
Preenchiam de amor o azul dos céus.
Entrei! Ela me olhou branca surpresa!
Foi a última vez que eu vi Teresa!

E ela arquejando murmurou-me: “adeus!”

A Duas Flores – Castro Alves

São duas flores unidas,
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
Das duas asas pequenas
De um passarinho do céu…
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.

Unidas, bom como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar…
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas… Ai quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rodas da vida,
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s