Trabalhando com Poesia

“… O, la lá, o la lá, ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê… O, la lá, o la lá, ê ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê… Faltou luz mas era dia, o sol invadiu a sala, fez da TV um espelho refletindo o que a gente esquecia… Faltou luz, mas era dia, dia… Faltou luz, mas era dia, dia, dia… O som das crianças brincando nas ruas, como se fosse um quintal, a cerveja gelada na esquina, como se espantasse o mal, o chá pra curar esta azia, um bom chá pra curar esta azia, todas as ciências de baixa tecnologia, todas as cores escondidas nas nuvens da rotina… Pra gente ver… por entre prédios e nós… Pra gente ver… o que sobrou do céu… O, la lá, o la lá, ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê… O, la lá, o la lá, ê ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê… Faltou luz mas era dia, o sol invadiu a sala, fez da TV um espelho refletindo o que a gente esquecia… Faltou luz, mas era dia, dia… Faltou luz, mas era dia, dia, dia… O som das crianças brincando nas ruas, como se fosse um quintal, a cerveja gelada na esquina, como se espantasse o mal, o chá pra curar esta azia, um bom chá pra curar esta azia, todas as ciências de baixa tecnologia, todas as cores escondidas nas nuvens da rotina… Pra gente ver… por entre prédios e nós… Pra gente ver… o que sobrou do céu… O, la lá, o la lá, ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê… O, la lá, o la lá, ê ê ah, O, la lá, o la lá, ê ê…” (O Rappa – O que sobrou do céu – Comp.: Marcelo Yukka)

“… Podem avisar, pode avisar, invente uma doença, que me deixe em casa pra sonhar… Pode avisar, podem avisar, invente uma doença, que me deixe em casa pra sonhar… Com o novo enredo, outro dia de folia, com o novo enredo, outro dia de folia… Eu ia explodir, eu ia explodir, mas eles não vão ver os meus pedaços por aí, eu ia explodir, eu ia explodir, mas eles não vão ver os meus pedaços por aí… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu tô de bobeira, bobeira… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Podem os homens vir, que não vão me abalar, os cães farejam o medo, logo não vão me encontrar… Não se trata de coragem, mas meus olhos estão distantes, me camuflam na paisagem, dando um tempo, tempo, tempo pra cantar… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu tô de bobeira, bobeira… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Podem os homens vir, que não vão me abalar, os cães farejam o medo, logo não vão me encontrar… Não se trata de coragem, mas meus olhos estão distantes, me camuflam na paisagem, dando um tempo, tempo, tempo pra cantar… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu tô de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu tô de bobeira, bobeira…” (o Rappa – Me deixa – Comp.: Marcelo Yukka)

“… hey joe, onde é que você vai com essa arma aí na mão? hey joe, esse não é o atalho pra sair dessa condição… Dorme com tiro, acorda ligado, tiro que tiro trik-trak boom, para todo lado… meu irmão, é! Só desse jeito consegui impor minha moral, eu sei que sou caçado e visto sempre como um animal… sirene ligada, os homi chegando, trik-trak boom boom, mas eu vou me mandando… hey joe, assim você não curte o brilho intenso da manhã… acorda com tiro, dorme com tiro… hey joe, o que o teu filho vai pensar quando a fumaça baixar?… fumaça de fumo, fogo de revólver e é assim que eu faço, eu faço a minha história… meu irmão, aqui estou por causa dele e vou te dizer, talvez eu não tenha vida, mas é assim que vai ser… armamento pesado, o corpo é fechado, eu quero é mais ver, mais vai ser difícil me deter… hey joe, muitos castelos já caíram e você tá na mira… Tá na mira, tá na mira, tá na mira!… hey joe, muitos castelos já caíram e você tá na mira… Também Morre quem atira… Também morre quem atira… Também morre quem atira… Menos de 5% dos caras do local, são dedicados a alguma atividade marginal e impressionam, quando aparecem nos jornais, tapando a cara com trapos, com uma uzi na mão, parecendo árabes, árabes, árabes do caos… sinto muito cumpadi, mas é burrice pensar que esses caras é que são os donos da biografia, já que a grande maioria daria um livro por dia, sobre arte, honestidade e sacrifício, sacrifício… Arte, honestidade e sacrifício… Também Morre quem atira… Também morre quem atira… Também morre quem atira… Também Morre quem atira… Também morre quem atira… Também morre quem atira…” (O Rappa & Marcelo D2– Hey Joe – Comp.: Billy Roberts (versão: O Rappa))

“… Oxalá se mostrou assim tão grande, como um espelho colorido, pra mostrar pro próprio Cristo como ele era mulato… Já que Deus é uma espécie de mulato… Salve! Em nome de qualquer Deus, Salve!… Salve! Em nome de qualquer Deus… Salve! Se eu me salvei, se eu me salvei, foi pela fé, minha fé minha cultura, minha fé… Minha fé é meu jogo de cintura, minha fé, minha fé ééé… O Cristo partiu do alto do morro que nós somos, rodeados de helicópteros, que caçavam marginais, a mostrar mais uma vez o seu lado herói, herói, se transformando em Oxalá, vice-versa tanto faz… A rodar todo de branco, na mais linda procissão, abençoando a fuga numa nova direção… Minha fé, é meu jogo de cintura , minha fé… Minha fé, é meu jogo de cintura , minha fé , minha fé ééé… O Cristo partiu do alto do morro que nós somos, rodeados de helicópteros, que caçavam marginais, a mostrar mais uma vez o seu lado herói, herói, se transformando em Oxalá, vice-versa tanto faz… A rodar todo de branco, na mais linda procissão, abençoando a fuga numa nova direção… Minha fé, é meu jogo de cintura , minha fé… Minha fé, é meu jogo de cintura , minha fé , minha fé ééé…” (O Rappa – Cristo e Oxalá – Comp.: Marcelo Yuka)

“Mantenha em sua vida uma unidade de plano, para conseguir seus objetivos. Veja um colar de pérolas: estão todas presas por um fio. Se este arrebentar, as pérolas se espalham. O que é o fio para o colar de pérolas, é a unidade de plano em nossa vida. Não deixe que as pérolas de suas ações se percam, por lhes faltar o fio que lhes mantém a unidade.” (Minutos de Sabedoria – Página 248)

Bom dia pessoal,

Começa hoje a apresentação de Títulos dos candidatos aos cargos de Nível Superior, do Concurso Público da Prefeitura de Lauro de Freitas, realizado pela Universidade do Estado da Bahia.

Os parabéns de hoje para os (as) amigos (as) Renata carvalho, Cristina Vasconcelos, Israel Vieira, Rafael Vasconcellos, Reis Vieira, Rita Santana, Silvana Lima, Cássia Brito e o pessoal da Som elétrico. Paz, Saúde e muitas felicidades a todos (as), hoje e sempre.

Continuam me questionando acerca do dia de Corpus Christi. Sugiro aos que reproduzem a informação de ser o mesmo feriado nacional, ler antes as leis 9093 de 12 de Setembro de 1995 (Dispõe sobre Feriados em geral) http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9093.htm além da Lei 10607 de 19 de Dezembro de 2002, (nomina os Feriados Nacionais) http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2002/L10607.htm e a Lei 6802 de 30 de Junho de 1980 (Institui o 12 de Outubro como Feriado Nacional) http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6802.htm

A constituição Estadual define o 02 de Julho como Feriado Estadual e apenas ele, nenhum outro feriado.

A Legislação Municipal define os seguindes feriados: 1. 15 de Janeiro (Padroeiro da cidade – Santo Amaro de Ipitanga), 2. Sexta Feira Santa (Imposto pela Lei Federal 9093/2002), 3. 24 de Junho (São João), 4. 20 de Novembro (Consciência Negra).

Ou seja: Para termos o Corpus Christi como feriado, necessitaríamos de Lei Municipal substituindo um dos Feriados já existentes.

Em 2006, o Senador Waldir Ralpp apresentou o Projeto de Lei do Senado Nº. 157/2006, que foi aprovado pelo Senado Federal (O Projeto transformava o Corpus Christi, a Terça de Carnaval e a Sexta Feira Santa como Feriados Nacionais).

Pois bem! De maneira correta, arguindo o caráter laico do estado brasileiro o Deputado Átila Lira, relator da Matéria, na Comissão de Educação e Cultura apresentou parecer pela não aprovação do Projeto, no que foi seguido pela unanimidade da Comissão, ficando prejudicado o Projeto, que foi em seguida arquivado. Isso pode ser conferido em

http://www.camara.gov.br/internet/sileg/Prop_Detalhe.asp?id=349520

Essas são as considerações que gostaria de encaminhar, para que não fiquem dúvidas de que isto é o que há de fato e de direito atualmente, na legislação, quanto ao assunto.

Em relação ao Concurso da Prefeitura (Nível Superior), confira nos links abaixo as informações detalhadas, que postei ontem em meu Blog:

Convocação para Prova de Títulos:

OBSERVAÇÂO: Acabo de ser informado pela Secretaria de Admininstração, em resposta a diversos questionamentos recebidos, que a exigência de reconhecimento de firma nas declarações está retirada, mantendo-se a exigência da autenticação de cópias. No que diz respeito a nomeações e aprovações em concursos anteriores, me informa a secretária que em consulta à UNEB e à PGM decidiu-se que serão acatadas as publicações em Diário Oficial.

Notas finais da Prova Objetiva e da redação:

Fonte: http://www.selecao.uneb.br/laurodefreitas/

Confira as notícias do dia de hoje no meu Diário de Notícias:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

Em 30 de Maio de 1431 morria na cidade de Ruão, na França, a heroína Joana d’Arc. Ela morreu queimada na fogueira, acusada de bruxaria. Nascida no dia 7 de janeiro de 1412, na cidade de Domrémy-la-Pucelle, ela passou de bruxa à santa padroeira da França e também é considerada heroína da Guerra dos Cem Anos. A mártir francesa foi canonizada em 1920, pelo Papa Bento XV, quase cinco séculos após sua morte. Dois anos depois, ela foi declarada padroeira da França. O Parlamento francês também estabeleceu uma festa nacional em sua honra no segundo domingo de maio.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Joana_d%27Arc

Em 30 de Maio de 1640 foi fundada a Dinastia de Bragança, em Portugal, por João IV, rei português entre 1640 e 1656. Depois dele, a coroa foi repassada para o seu filho Alfonso VI, que ficou no trono entre 1656 e 1683. Ele foi sucedido por seu irmão Pedro II, que reinou entre 1683 e 1706. Depois de sua morte, quem assumiu foi seu filho, João V (1706 a 1750). Na sequência, ascendeu ao poder José I (1750- 1777), cuja filha Maria de Bragança, herdeira do trono, se casou com seu tio Pedro de Bragança (irmão de José I), e ambos reinaram conjuntamente como Maria I e Pedro III. En 1808, cuando os exércitos do imperador francês Napoleão Bonaparte entraram na Espanha e ameçaram Portugal, a família real se transferiu para o Brasil e estabeleceu no Rio de Janeiro a sede do seu governo. O exército francês ocupou o reino português, mas foi derrotado em 1808 pelas tropas inglesas. Pela Convenção de Cintra, de 30 de agosto de 1808, os franceses foram obrigados a deixar Portugal, porém no ano seguinte voltaram a invadir o território e, novamente, foram derrotados pelos ingleses, em 1811. Neste ano, Portugual se livrou definitivamente das ameaças de invasão.

Em 30 de Maio de 1738 Morre o pintor holandês Peter Paul Rubens – Artista se destacaria como grande diplomata das cortes espanholas.

http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/22147/hoje+na+historia+1738+-+morre+o+pintor+holandes+peter+paul+rubens.shtml

Em 30 de Maio de 1892 Fundação, em Fortaleza, da Padaria Espiritual.

Em 30 de Maio de 1896 Nascia em Goshen, Indiana, o cineasta norte-americano Howard Winchester Hawks. Com mais de 42 filmes em seu currículo, ele ficou conhecido pela sua versatilidade, realizando trabalhos que vão de comédias, a dramas, westerns e até épicos.

Sua obra, contudo, não é tão reconhecida quanto a de outros diretores, como Ford, Welles, ou Hitchcock. Porém, seu trabalho é admirado pelos cinéfilos. Entre suas obras de destaque estão filmes como “O sargento York” (1941), “O caminho da Glória” (1942) e “Os homens preferem as loiras” (1953). Hawks morreu aos 81 anos após sofrer uma queda violenta em sua própria casa no dia 26 de dezembro de 1977, em Palm Springs, na Califórnia (EUA).
Em 30 de Maio de 1920 Joana d’Arc é canonizada pelo papa Bento XV.

Em 30 de Maio de 1961 foi assassinado Rafael Leonidas Trujillo, que foi presidente da República Dominicana durante os anos de 1930 e 1961. Nessa época foi ditador absoluto, com o título de generalíssimo do Exército. Apesar de o regime de Trujillo trazer estabilidade econômica ao país, utilizou medidas autoritárias para alcançar o progresso material, e aboliu a oposição política pela força. Fomentou as relações diplomáticas e econômicas com os Estados Unidos, mas, com freqüência, afastou-se com sua política dos demais países latino-americanos. Na terça-feira, 30 de maio de 1961, na estrada Santo Domingo – San Cristóbal, o automóvel em que viajava foi metralhado em uma emboscada, recebendo mais de 60 impactos de balas de diversos calibres, dos quais sete acertaram seu corpo, causando-lhe a morte; seu motorista Zacarías de la Cruz, recebeu vários impactos, mas sobreviveu, apesar ter sido considerado morto por seus justiceiros. Depois da morte de Trujillo o país ficou sob a direção do doutor em leis espanhol, Joaquín Balaguer, Presidente constitucional da República, e do General Rafael Leónidas Trujillo Martínez, “Ramfis”, filho adotivo do ditador e Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas.

Em 30 de Maio de 1962 O bi de Mané: há 50 anos, Garrincha iniciava conquista da Copa (e de Elza) – História de amor e de sombras, de alegrias e tristezas, teve Copa do Mundo do Chile como cenário. Meio século depois, restam lembranças e dores

http://globoesporte.globo.com/futebol/noticia/2012/05/o-bi-de-mane-ha-50-anos-garrincha-iniciava-conquista-da-copa-e-de-elza.html

Em 30 de Maio de 1963 Morre Ribeiro Couto, escritor brasileiro.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ribeiro_Couto

Modinha do Exílio

Os moinhos têm palmeiras
Onde canta o sabiá.
Não são arte feiticeiras!
Por toda parte onde eu vá,
Mar e terras estrangeiras,
Posso ouvir o sabiá,
Posso ver mesmo as palmeiras
Em que ele cantando está.

Meu sabiá das palmeiras
Canta aqui melhor que lá.
Mas, em terras estrangeiras,
E por tristezas de cá,
Só à noite e às sextas-feiras.
Nada mais simples não há!
Canta modas brasileiras.
Canta — e que pena me dá!

Em 30 de Maio de 1966 Chuvas causam tragédia em Recife, matando 50 pessoas e deixando 13.000 desabrigados.

Em 30 de Maio de 1967 A região oriental da Nigéria proclama sua independência, com o nome de República de Biafra, presidida pelo tenente-coronel Odumegwu Ojukwu.

Em 30 de Maio de 1967 Morre em Viena, aos 82 anos, o cineasta alemão Georg Pabst.

Em 30 de Maio de 1971 EUA lançam de Cabo Kennedy, rumo a Marte, a nave espacial Mariner 9.

Em 30 de Maio de 1982 Belisario Betancur Cuartas, um advogado, literato e político conservador, que assumiu a presidência da Colômbia ficando no cargo até o ano de 1986. Seu mandato presidencial se caracterizou por obras sociais de envergadura, como o impulso à moradia popular e uma dramática redução do analfabetismo, assim como por uma busca contínua da paz, dentro da qual teve lugar um processo de negociação com as guerrilhas colombianas. Betancur é também conhecido como literato e promotor de atividades poéticas, em 2006 doou sua enorme biblioteca, composta por mais de 22.000 livros, à Universidade Pontifícia Bolivariana de Medellín. Em 2007 recebeu por unanimidade o XXI Prêmio Internacional Menéndez Pelayo, por seu trabalho como defensor de nobres causas, em particular da educação e da paz. Atualmente é membro da Academia Européia de Ciências e Artes.

Em 30 de Maio de 1982 Espanha ingressa na OTAN.

Em 30 de Maio de 2002 Sete meses depois dos ataques terroristas ao World Trade Center, em Nova York, terminam os trabalhos de resgate e limpeza da área.

Em 30 de Maio de 2003 MST ocupa fazenda da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), no Paraná.

Em 30 de Maio de 2008 Arqueólogos da Universidade de Sheffield afirmam que monumento de Stonehenge era cemitério.

Outros fatos históricos ocorridos em 30 de Maio

1265 – Nasce Dante Alighieri, poeta italiano.

1593 – Morre Christopher Marlowe, dramaturgo inglês.

1778 – Nasce Francisco María Arouet, Voltaire, escritor francês.

1814 – O Tratado de Paris reconhece a República Dominicana como possessão espanhola.

1815 – José Gaspar Rodríguez Francia se proclama ditador perpétuo e chRedação Terra da Igreja no Paraguai.

1818 – Promulgada primeira constituição argentina.

1906 – Inaugurado túnel de Simplom nos Alpes, o que facilitou a comunicação entre a Itália e a Suíça.

1912 – Nasce Julius Axelrod, neuroquímico norte-americano, prêmio Nobel de Medicina em 1970.

1915 – Expropriação de bens, deportação e matança de armênios na Turquia.

1918 – A guerra civil cresce na Rússia. O governo dos soviets perde o controle da maior parte do país.

1926 – Triunfa o pronunciamento de Braga, encabeçado pelo general Gomes da Costa, que dá início a um regime militar em Portugal.

1934 – É firmado um tratado entre Estados Unidos e Cuba, que inclui a abolição da emenda Platt e outorga a independência total da ilha.

1940 – O governo da Bélgica suspende as funções do rei Leopoldo III, alegando conduta inconstitucional.

1942 – Segunda Guerra Mundial: mil aviões britânicos bombardeiam a cidade alemã de Colônia.

1945 – Um bombardeio inglês destrói a base de Peenemunde, onde os alemães fabricavam as famosas V-2.

1948 – Syngman Rhee é nomeado presidente da Assembléia Nacional sul-coreana.

1960 – Morre Boris Pasternak, escritor russo, ganhador do Prêmio Nobel 1958.

1972 – O presidente norte-americano Richard Nixon e as autoridades russas firmam em Moscou os acordos SALT, sobre limitação de armas nucleares.

1981 – É assassinado o presidente de Bangladesh, Ziaur Rahman, em um golpe separatista dirigido pelo general Manzur.

1986 – A quinta Encíclica do papa João Paulo II, entitulada Dominum et vivificantem é apresentada oficialmente no Vaticano.

1990 – Terremotos no Peru e Romênia deixam dezenas de mortos.

1992– A ONU decreta um embargo total contra a Sérvia e Montenegro.

2001 – O parlamento indonésio decide processar o presidente Abdurrahman Wahid em meio a violentos conflitos no país.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”, que ultrapassou a marca das 58 mil visitas. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!

https://oipa2.wordpress.com/2012/05/30/trabalhando-com-poesia-449/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Quarta feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e que nos traga muita paz, lucidez, sabedoria e muita saúde.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9982-7223 / 9154-0168 / 8214-0894

SER POETA – Florbela Espanca

Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior
Do que os homens! Morder como quem beija!
É ser mendigo e dar como quem seja
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor!
É ter de mil desejos o esplendor
E não saber sequer que se deseja!
É ter cá dentro um astro que flameja,
É ter garras e asas de condor!
É ter fome, é ter sede de Infinito!
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim…
É condensar o mundo num só grito!
E é amar-te, assim, perdidamente…
É seres alma e sangue e vida em mim
E dizê-lo cantando a toda gente!

EM BUSCA DO AMOR – Florbela Espanca

O meu Destino disse-me a chorar:
“Pela estrada da Vida vai andando;
E, aos que vires passar, interrogando
Acerca do Amor, que hás de encontrar.”
Fui pela estrada a rir e a cantar,
As contas do meu sonho desfilando…
E noite e dia, à chuva e ao luar,
Fui sempre caminhando e perguntando…
Mesmo a um velho eu perguntei: “Velhinho,
Viste o Amor acaso em teu caminho?”
E o velho estremeceu… olhou… e riu…
Agora pela estrada, já cansados,
Voltam todos pra trás, desanimados…
E eu paro a murmurar: “Ninguém o viu!…”

Documentário – Florbela Espanca

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s