Trabalhando com Poesia

“… Quem cultiva a semente do amor, segue em frente não se apavora, se na vida encontrar dissabor, vai saber esperar sua hora… Quem cultiva a semente do amor, segue em frente não se apavora, se na vida encontrar dissabor, vai saber esperar sua hora… As vezes a felicidade demora a chegar, aí é que a gente não pode deixar de sonhar, guerreiro não foge da luta, não pode correr, ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer, é dia de sol, mas o tempo pode fechar, a chuva só vem quando tem que molhar… Na vida é preciso aprender, se colhe tem que plantar, é Deus quem aponta a estrela que tem que brilhar… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… erga essa cabeça… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Manda essa tristeza embora, pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Quem cultiva a semente do amor, segue em frente não se apavora, se na vida encontrar dissabor, vai saber esperar sua hora… Quem cultiva a semente do amor, segue em frente não se apavora, se na vida encontrar dissabor, vai saber esperar sua hora… As vezes a felicidade demora a chegar, aí é que a gente não pode deixar de sonhar, guerreiro não foge da luta, não pode correr, ninguém vai poder atrasar quem nasceu pra vencer, é dia de sol, mas o tempo pode fechar, a chuva só vem quando tem que molhar… Na vida é preciso aprender, se colhe tem que plantar, é Deus quem aponta a estrela que tem que brilhar… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Muita calma nessa hora… Pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Erga essa cabeça… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Manda essa tristeza embora, pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Manda essa tristeza embora… Pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Ao som do pandeiro você vai cantar… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! O tantã vai chegar pra marcar, pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Erga essa cabeça… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Manda essa tristeza embora, pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Erga essa cabeça, mete o pé e vai na fé, manda essa tristeza embora! Manda essa tristeza embora… Pode acreditar, que um novo dia vai raiar, sua hora vai chegar… Ao som do pandeiro você vai cantar…” (Revelação – Ta escrito – Comp.: Xande de Pilares e Gilson Benini)

“… O que mais quero é te dar um beijo e o seu corpo acariciar, você bem sabe que eu te desejo, está escrito no meu olhar, o teu sorriso é o paraíso, onde contigo eu queria estar, ai quem me dera, se eu fosse o céu, você seria o meu luar!… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Meu coração está radiante, bate feliz acho que é amor, quando te vejo chego a sonhar, penso em você quase a todo instante, seu jeito meigo me apaixonou, o que fazer prá te conquistar?… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Meu coração está radiante, bate feliz acho que é amor, quando te vejo chego a sonhar, penso em você quase a todo instante, seu jeito meigo me apaixonou, o que fazer prá te conquistar?… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar… Eu te quero só prá mim, como as ondas são do mar, não dá prá viver assim, querer sem poder te tocar…” (Revelação – Coração Radiante – Comp.: Mauro Jr / Xande De Pilares / Helinho Do Salgueiro)

“… Que o bom Deus lhe conceda amor e paz, quem sabe eu volte um dia ou nunca mais… Eu sou aventureiro e você não merece isso, eu to comprometido em me amarrar jamais, aliás eu tenho medo de sofrer, antes que seja tarde então vamos parar com isso… Não, não tem outro jeito já que está ficando sério, é quando um não quer dois nunca formam um casal, eu to mal só de pensar que vai doer, antes que seja tarde então vamos parar com isso… Eu nesse faz de conta, meu coração desmonta, teu coração padece, isso me entristece… Seu corpo quer um ninho, eu, só voar sozinho, sem metade de nada, sigo por essa estrada… É, o destino é quem vai saber depois, se vamos viver sós ou pra nós dois, que o bom Deus lhe conceda amor e paz, quem sabe eu volte um dia ou nunca mais… O destino é quem vai saber depois, se vamos viver sós ou pra nós dois, que o bom Deus lhe conceda amor e paz, quem sabe eu volte um dia ou nunca mais…” (Revelação – Aventureiro – Comp.: Edinei Moreira da Silva Ferreira / Alexandre Silva de Assis / Claudemir da Silva)

“… Com marra de cão, vem um vacilão de bobeira no movimento, sei que tá marcando a massa tá sacando, “tamo ligado” no procedimento, simpático é bruto não é dos justos, dos irmãos não se desfaz, errado vira certo se acha esperto, só fortalece quem tem mais, o tempo é o remédio e o proceder se mostra no dia dia, a caôsada, simpatia está tá virando epidemia, eu falei uma vez eu tô muito bolado e novamente vou falar, pra curar safado é bom tá ligado, vacina é bala de AK, por isso que eu digo cuidado comigo, meu bonde bolado é o perigo, comédia fudido, garoto metido, é cartucheira de bandido, porquê,ele vive na sombra do patrão, agradar vagabundo é sua profissão, confunde ganância e ambição, simpatia,comédia e vacilação… Agradar vagabundo é sua profissão, confunde ganância e ambição, simpatia,comédia e vacilação… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… Com marra de cão, vem um vacilão de bobeira no movimento, sei que tá marcando a massa tá sacando, “tamo ligado” no procedimento, simpático é bruto não é dos justos, dos irmãos não se desfaz, errado vira certo se acha esperto, só fortalece quem tem mais, o tempo é o remédio e o proceder se mostra no dia dia, a caôsada, simpatia está tá virando epidemia, eu falei uma vez eu tô muito bolado e novamente vou falar, pra curar safado é bom tá ligado, vacina é bala de AK, por isso que eu digo cuidado comigo, meu bonde bolado é o perigo, comédia fudido, garoto metido, é cartucheira de bandido, porquê,ele vive na sombra do patrão, agradar vagabundo é sua profissão, confunde ganância e ambição, simpatia,comédia e vacilação… Agradar vagabundo é sua profissão, confunde ganância e ambição, simpatia,comédia e vacilação… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô… O simpático,para de forma caô…” (Revelação – O simpático – Comp.: Revelação e Thalesão)

“… Quando acabou nosso romance, o meu mundo desabou, a solidão me abrigou, sofri sem você… Sei que não quis dizer adeus, eu vi no seu olhar, que esta infeliz e tenta disfarçar, só faz se magoar… Ouça, meu bem, não deixe a chama da paixão se apagar, pro nosso bem, esqueça tudo que passou, eu sei que não é o fim, o seu corpo me chama, escute a voz do seu coração, a voz da razão… Não sei viver sem teu amor, sem teu abraço, só você me dá prazer, te quero do meu lado custe o que custar, eu amo você, sinceramente eu esqueci de te esquecer, chega de sofrer, orgulho não nos leva a nada, pode crer… Não sei viver sem teu amor, sem teu abraço, só você me dá prazer, te quero do meu lado custe o que custar, eu amo você, sinceramente eu esqueci de te esquecer, chega de sofrer, orgulho não nos leva a nada, pode crer… Quando acabou nosso romance, o meu mundo desabou, a solidão me abrigou, sofri sem você… Sei que não quis dizer adeus, eu vi no seu olhar, que esta infeliz e tenta disfarçar, só faz se magoar… Ouça, meu bem, não deixe a chama da paixão se apagar, pro nosso bem, esqueça tudo que passou, eu sei que não é o fim, o seu corpo me chama, escute a voz do seu coração, a voz da razão… Não sei viver sem teu amor, sem teu abraço, só você me dá prazer, te quero do meu lado custe o que custar, eu amo você, sinceramente eu esqueci de te esquecer, chega de sofrer, orgulho não nos leva a nada, pode crer… Não sei viver sem teu amor, sem teu abraço, só você me dá prazer, te quero do meu lado custe o que custar, eu amo você, sinceramente eu esqueci de te esquecer, chega de sofrer, orgulho não nos leva a nada, pode crer…” (Revelação – Esqueci de te esquecer – Comp.: Xande de Pilares)

“… Madrugada fria, eu aqui sozinho, precisando te encontrar, onde está você?… Já são altas horas, eu te esperando, mas não quero nem pensar se você não vem, pra me aquecer nesta solidão, não suporto mais sofrer, quero tanto o seu amor… O tempo parou, eu nem percebi, acho que você chegou, quando adormeci… Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração, eu não fiz por merecer, tanta solidão, eu preciso de você, estou apaixonado, não consigo te esquecer, fica do meu lado… Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração, eu não fiz por merecer, tanta solidão, eu preciso de você, estou apaixonado, não consigo te esquecer, fica do meu lado… Madrugada fria, eu aqui sozinho, precisando te encontrar, onde está você?… Já são altas horas, eu te esperando, mas não quero nem pensar se você não vem, pra me aquecer nesta solidão, não suporto mais sofrer, quero tanto o seu amor… O tempo parou, eu nem percebi, acho que você chegou, quando adormeci… Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração, eu não fiz por merecer, tanta solidão, eu preciso de você, estou apaixonado, não consigo te esquecer, fica do meu lado… Tenho tanto pra dizer, dentro do meu coração, eu não fiz por merecer, tanta solidão, eu preciso de você, estou apaixonado, não consigo te esquecer, fica do meu lado… Madrugada fria…” (Revelação – Madrugada fria – Comp.: Pedro Souza)

“… Fica no faz-de-conta, está na moda, não se incomoda, é tão bonita, dentro do samba, chega e agita, é toda prosa, de bem com a vida, quando ela passa é uma loucura, que contagia e a galera assovia… Paga de solitária, diz que se ama, acha que engana, controla o fogo, se fecha e corre se alguém descobre seu ponto fraco, não abre o jogo… Me fiz de bobo, armei meu laço, sem embaraço, pra vencer no cansaço… Toquei no seu interior, mas ela não se entregou, fiz tudo para conquistar o amor que vi no seu olhar, agora eu descobri teu segredo: tem medo de amar, tem medo… Toquei no seu interior, mas ela não se entregou, fiz tudo para conquistar o amor que vi no seu olhar, agora eu descobri teu segredo: tem medo de amar, tem medo… Fica no faz-de-conta, está na moda, não se incomoda, é tão bonita, dentro do samba, chega e agita, é toda prosa, de bem com a vida, quando ela passa é uma loucura, que contagia e a galera assovia… Paga de solitária, diz que se ama, acha que engana, controla o fogo, se fecha e corre se alguém descobre seu ponto fraco, não abre o jogo… Me fiz de bobo, armei meu laço, sem embaraço, pra vencer no cansaço… Toquei no seu interior, mas ela não se entregou, fiz tudo para conquistar o amor que vi no seu olhar, agora eu descobri teu segredo: tem medo de amar, tem medo… Toquei no seu interior… Toquei no seu interior, mas ela não se entregou, fiz tudo para conquistar o amor que vi no seu olhar, agora eu descobri teu segredo: (tem medo de amar) tem medo de amar, tem medo… Tem medo de amar, tem medo… Tem medo de amar, tem medo…” (Revelação – Medo de amar – Comp.: Xande de Pilares / Magarça / Gilson Bernini)

“… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, prá toda a vida, eternidade, quando está distante de mim, fica louca de saudade… Que a razão do seu viver sou eu! Está tudo bem, eu acredito, eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, prá toda a vida, eternidade, quando está distante de mim, fica louca de saudade… Que a razão do seu viver sou eu! Está tudo bem, eu acredito, eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar…” (Revelação – Deixa acontecer – Comp.: Carlos Caetano e Alex Freitas)

“Cultive a alegria em dose máxima. Alegria, porém, não é barulho: É um estado de alma, de quem sente em si a plenitude da vida. A alegria provem de dentro de nós mesmos, da consciência tranquila, do cumprimento exato de nossos deveres, e vibra em nós apesar de todos os sofrimentos, calúnias e injustiças. Seja alegre sempre e, quando a tristeza quiser encobrir o sol de sua vida, entoe um cântico de louvor ao Pai, e a luz brilhará novamente em você.” (Minutos de Sabedoria – Página 269)

Bom dia pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que bem. Estamos de volta hoje ao nosso expediente, que se interrompe amanhã, em função do Ponto facultativo, em homenagem ao aniversário da Emancipação Política do Município.

Ontem, no estádio de Itinga, o nosso time, Revelação, sagrou-se campeão invicto do Campeonato de veteranos da ADBI. O time teve ainda o artilheiro e o goleiro menos vazado da competição. Parabéns e obrigado a Mequinho e a toda a turma que permitiu que fizéssemos a caminhada de forma positiva e exitosa.

Parabéns às Bandas que se apresentaram no sábado, na final do Festival promovido pela Secult, Parabéns a Melk Mercury, pela estréia do seu espetáculo, um salve aos artistas do Hip Hop e do Rock’n Roll, que brilharam na noite de ontem na Praça Martiniano Maia.

O Grupo Revelação será a principal atração da festa do Cinqüentenário de Lauro de Freitas e promete ferver a Praça da Matriz na noite do dia 31, aniversário da cidade. Com o show Ao Vivo no Morro 2, a banda lembrará grandes sucessos como Deixa Acontecer, Tá Escrito, Coração Blindado e Samba de Arerê, além do último hit, Filho da Simplicidade, da novela Avenida Brasil. “É sempre com muita satisfação que vamos à Bahia. Temos uma identidade muito grande com o povo de lá e é praticamente nossa segunda casa” – destaca o representante do grupo, Cosme Menezes. A banda de partido alto sobe ao palco às 21h.

LEIA MAIS http://ow.ly/cvVaQ

PROGRAMAÇÃO

Feira de artesanato

Artesãos de toda cidade irão expor a arte de Lauro de Freitas na Feira do Cinquentenário. Aberta ao público e com peças exclusivas a preços populares, a Feira acontece na segunda-feira (30), às 9h na Praça da Matriz.
Música da Praça

Os amantes do arrocha terão uma noite de intenso prazer, ao som de ícones como César Sampaio, Astros do Arrocha, Anjos do Arrocha, Bandidos do Arrocha e da princesinha Elaine Fernandes. A festa será na segunda-feira (30), às 18h na Praça da Matriz.

Dança do Cinquentenário

O vídeo feito com 800 moradores de Lauro de Freitas em homenagem aos 50 anos da cidade será exibido na Praça da Matriz, na terça-feira (31), às 20h50. Com duração de 10 minutos, o vídeo antecederá a apresentação da principal atração da noite, o show da banda Revelação.

Desfile Cívico e cultural

Abrindo o aniversário de Lauro de Freitas, na terça-feira (31), às 9h, os grupos folclóricos de Lauro de Freitas estarão reunidos para realizar o Desfile Cívico e Cultural da Cidade. Tradição em Lauro de Freitas, o cortejo trará as ruas grupos de capoeira, as bandas Bankoma e Zambiã além das fanfarras Renascer do Sol e Renovação da Bahia. A concentração será no fim de linha dos ônibus do centro.

50 ANOS DE EMANCIPAÇÃO

Video “Filhos de Santo Amaro” será exibido dia 30

Como parte das comemorações do Cinquentenário, a Escola Municipal Ana Lúcia Magalhães exibirá no dia 30 (segunda-feira), às 18h no Cine Teatro, o documentário ‘Filhos de Santo Amaro de Ipitanga’. O filme faz um resgate da história, arte e cultura de Lauro de Freitas. Além do documentário, serão expostos os Postais Ambientais com fotos tiradas pelos alunos da escola e transformadas em poesia. Em seguida grupos de Ternos de Reis e Samba de Roda se apresentarão.

Prêmio Lauro de Freitas de Literatura

Nesta terça-feira (31) será realizada a entrega do I Prêmio Lauro de Freitas de Literatura, no Cine Teatro de Lauro de Freitas, a partir das 19h. Promovido pela Editora Livro.com em parceria com a Academia de Letras e Artes de Lauro de Freitas o Prêmio é dividido nas categorias cordel, conto e poesia. Cinco escritores foram selecionados com trabalhos inéditos nos gêneros literários e terão suas obras divulgadas no livro “I Prêmio Lauro de Freitas de Literatura” que será distribuído em toda rede de ensino municipal e nas bibliotecas públicas de Lauro de Freitas. A entrada é um quilo de alimento não perecível que será distribuído para entidades carentes da cidade.

Os parabéns de hoje para os (as) amigos (as) Edvã Tadeu, Verena Sales, Thalita Donza, Duo Derme, Jeferson Carvalho, Reuber Oliveira, Lais Santos, Marli Carrara, Denilton da IBBI e Marcia Boaventura. Paz, Saúde e muitas felicidades a todos (as), hoje e sempre.

Confira as notícias do dia de hoje no meu Diário de Notícias:

http://paper.li/a_vinagre/1326026431

Hoje na História 30 de Julho.

Em 30 de Julho de 752 – É fundada Bagdá, maior centro de comércio e erudição do século VIII


http://operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/23332/hoje+na+historia+752+-++e+fundada+bagda+maior+centro+de+comercio+e+erudicao+do+seculo+viii.shtml

Em 30 de Julho de 1762 – Tropas inglesas ocupam a fortaleza do Morro, em Havana, apesar da heróica resistência dos espanhóis.

Em 30 de Julho de 1784 – Morre Denis Diderot, escritor e enciclopedista francês.

Em 30 de Julho de 1792 – Uma música escrita sob encomenda por Claude-Joseph Rouget de Lisle torna-se popular quando tropas voluntárias a cantam durante a marcha de Marselha para Paris. A canção, chamada de Marselhesa, passa a ser o símbolo da revolução e é escolhida como o hino nacional da França.

Em 30 de Julho de 1811 – O líder da independência mexicana Miguel Hidalgo é fuzilado em Chihuahua, junto com outros companheiros, pelos espanhóis.

Em 30 de Julho de 1863, nasce Henry Ford. Ele cria o seu primeiro motor de dois cilindros em 1893. Na época, Ford era engenheiro-chefe da Detroit Automobile Company. Em 1901, a empresa muda de nome para Ford Motor Company. Em 1915, surge o Modelo T, que garante o sucesso à fábrica Ford.

Em 30 de Julho de 1898 – Morre Otto von Bismarck, estadista alemão.

Em 30 de Julho de 1906 – Gabriel Lippmann apresenta na Academia de Ciências de Paris um método para a reprodução fotográfica a cores.

Em 30 de Julho de 1907 – Rússia e Japão assinam um tratado sobre a China, que garante a integridade territorial e a liberdade de comércio.

Em 30 de Julho de 1930 – O Uruguai, jogando em casa, vence a primeira Copa do Mundo

http://www.ricardoorlandini.net/hoje_historia/ver/2860/o_uruguai_jogando_em_casa_vence_a_primeira_copa_do_mundo

Em 30 de Julho de 1950 Morre num acidente aéreo, no Rio Grande do Sul, Salgado Filho, primeiro ministro da Aeronáutica e criador da FAB.

Em 30 de Julho de 1971 – Os astronautas David Scott, James Irwin e Alfred Worden, chegam à Lua a bordo da Apolo 15.

Em 30 de Julho de 1966 No primeiro campeonato mundial de futebol transmitido pela televisão, a nação organizadora, Inglaterra, ganhou à Alemanha 4-2 no último jogo, no Estádio de Wembley. No prolongamento, Geoff Hurst, da Inglaterra, fez o terceiro golo da vitória, conquistando o Troféu Jules Rimet para a Inglaterra; foi a primeira vez que a Inglaterra conseguiu o título em 36 anos de história do Campeonato do Mundo. A estrela inglesa Bobby Charlton era marcada no campo pelo alemão Franz Beckenbauer, um talento emergente que manteve o meio-campo inglês sem marcar golos. O golo vencedor de Hurst provocou uma controvérsia considerável, quando as imagens gravadas mostraram que a bola não tinha cruzado a linha da baliza.

Em 30 de Julho de 1986 “Termino com saudades meu trabalho, libertador das erosões destínicas e demais cortesãos da velhice”. Câmara Cascudo

Vítima de complicação cardíaca, morreu o potiguar Professor Luis da Câmara Cascudo, 87 anos, na Unidade de Terapia Intensiva da Casa de Saúde São Lucas em Natal, onde estava internado desde a tarde do domingo anterior.

http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php?itemid=27573

Em 30 de Julho de 2000 – Hugo Chávez é reeleito presidente da Venezuela

http://www.jblog.com.br/hojenahistoria.php?itemid=14485

Em 30 de Julho de 2000 – O piloto brasileiro Rubens Barrichello, da Ferrari, conquista o Grande Prêmio da Alemanha, disputado em Hockenheim, com sua primeira vitória na F-1.

Em 30 de Julho de 2001 O Canadá torna-se o primeiro país a admitir o emprego medicinal da maconha no caso de doentes em estado terminal ou portadores de doenças crônicas;

Em 30 de Julho de 2009 – Nadador brasileiro César Cielo bate recorde mundial dos 100 m, nado livre, com 46,91 segundos.

Outros fatos históricos ocorridos em 30 de Julho

1920 – Tropas chilenas invadem o sul do Peru, em conflito entre os dois países pela posse de Tacna e Arica.

1932 – Eleições na Alemanha: os nazistas duplicam suas cadeiras (230) no parlamento, o Reichstag, mas não conseguem a maioria, dando início a uma campanha terrorista.

1947 – Ataque militar peruano na localidade equatoriana de El Progreso.

1965 – Estado de sítio em Honduras, após as manifestações que ocorrem em frente ao palácio presidencial.

1967 – Um terremoto assola a costa venezuelana, deixando 80 mortos em Caracas.

1968 – Violenta erupção do vulcão Arenal, na Costa Rica, deixando 70 mortos e 90 desaparecidos.

1973 – O fabricante da talidomida perde uma ação judicial na Inglaterra e é obrigado a pagar indenização a 433 crianças. O remédio, tomado por mulheres grávidas, provocava a deformação dos fetos.

1976 – Acordo de cessar-fogo entre Honduras e El Salvador.

1976 – O Cruzeiro, de Belo Horizonte, ganha a Copa Libertadores da América, vencendo o River Plate, da Argentina, por 3 a 2.

1980 – O Knesset aprova uma lei anexando Jerusalém Oriental ao território israelense. A medida, uma reação nacionalista à devolução do Sinai ao Egito, dificulta o processo de paz no Oriente Médio.

1987 – Explosão de um avião próximo da Cidade do México, deixando 58 mortos e mais de 60 feridos.

1988 – Mônica Lewinsky, ex-estagiária da Casa Branca, entrega ao promotor Kenneth Star o vestido manchado com o sêmen do presidente americano Bill Clinton.

1989 – Os chilenos aprovam por grande maioria (mais de 85 por cento dos votantes) o plebiscito sobre reformas constitucionais.

1997 – Explosão de potentes bombas carregadas por ativistas suicidas do Hamas em um mercado de Jerusalém, deixando 15 mortos e 170 feridos. O governo israelense suspende as negociações de paz com a Autoridade Nacional Palestina (ANP).

2000 – Hugo Chávez é reeleito presidente da Venezuela (59,05% dos votos), frente ao opositor Francisco Arias (38,04%).

2001 – O senado da Argentina aprova o ajuste de gastos públicos para tentar atingir o “déficit zero”. Os salários dos funcionários e as pensões superiores a 500 dólares são diminuídos.

2001 – A Corte Suprema do Chile aprova interrogar o ex-secretário de Estado dos EUA, Henry Kissinger, sobre a morte do jornalista norte-americano Charles Horman no Chile, em 1973.

Vejam a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”, que ultrapassou a marca das 74 mil visitas. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique. Obrigado a cada um (a) de vocês por esta caminhada feliz!


https://oipa2.wordpress.com/2012/07/30/trabalhando-com-poesia-470/

Abraços nos amigos, beijos nos filhos e nas amigas, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda feira abençoada por Deus, repleta da energia positiva que circunda o universo a nossa volta e que nos traga a tranquilidade necessária para seguirmos adiante sempre. Um dia de muita paz, lucidez, sabedoria e muita saúde.

Uma excelente semana a todos (as)

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1139376304
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9982-7223 / 9154-0168 / 8214-0894

Querer (Pablo Neruda)

Não te quero senão porque te quero
E de querer-te a não querer-te chego
E de esperar-te quando não te espero
Passa meu coração do frio ao fogo.
Te quero só porque a ti te quero,
Te odeio sem fim, e odiando-te rogo,
E a medida de meu amor viageiro
É não ver-te e amar-te como um cego.
Talvez consumirá a luz de janeiro
Seu raio cruel, meu coração inteiro,
Roubando-me a chave do sossego.
Nesta história só eu morro
E morrerei de amor porque te quero,
Porque te quero, amor, a sangue e a fogo.

Nos Bosques, Perdido (Pablo Neruda)

Nos bosques, perdido, cortei um ramo escuro
E aos labios, sedento, levante seu sussurro:
era talvez a voz da chuva chorando,
um sino quebrado ou um coração partido.
Algo que de tão longe me parecia
oculto gravemente, coberto pela terra,
um gruto ensurdecido por imensos outonos,
pela entreaberta e úmida treva das folhas.
Porém ali, despertando dos sonhos do bosque,
o ramo de avelã cantou sob minha boca
E seu odor errante subiu para o meu entendimento
como se, repentinamente, estivessem me procurando as raízes
que abandonei, a terra perdida com minha infância,
e parei ferido pelo aroma errante.
Não o quero, amada.
Para que nada nos prenda
para que não nos una nada.
Nem a palavra que perfumou tua boca
nem o que não disseram as palavras.
Nem a festa de amor que não tivemos
nem teus soluços junto à janela…

ODE AO VINHO – Pablo Neruda

Vinho cor do dia
vinho cor da noite
vinho com pés púrpura
o sangue de topázio
vinho,
estrelado filho
da terra
vino, liso
como uma espada de ouro,
suave
como um desordenado veludo
vinho encaracolado
e suspenso,
amoroso, marinho
nunca coubeste em um copo,
em um canto, em um homem,
coral, gregário és,
e quando menos mútuo.
O vinho
move a primavera
cresce como uma planta de alegria
caem muros,
penhascos,
se fecham os abismos,
nasce o canto.
Oh tú, jarra de vinho, no deserto
com a saborosa que amo,
disse o velho poeta.
Que o cântaro do vinho
ao peso do amor some seu beijo.
Amo sobre uma mesa,
quando se fala,
à luz de uma garrafa
de inteligente vinho.
Que o bebam,
que recordem em cada
gota de ouro
ou copo de topázio
ou colher de púrpura
que trabalhou no outono
até encher de vinho as vasilhas
e aprenda o homem obscuro,
no ceremonial de seu negócio,
a recordar a terra e seus deveres,
a propagar o cântico do fruto.

ODE AO PÃO – Pablo Neruda

“a terra,
a beleza,
o amor,
tudo isso
tem sabor de pão,
forma de pão.
germinação de farinha,
todas as coisas
nasceram para serem compartilhadas,
para serem entregues como dádiva,
para se multiplicarem.”

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s