Trabalhando com Poesia

“… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, prá toda a vida, eternidade; quando está distante de mim, fica louca de saudade, que a razão do seu viver sou eu! Está tudo bem, eu acredito, eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, prá toda a vida, eternidade; quando está distante de mim, fica louca de saudade, que a razão do seu viver sou eu! Está tudo bem, eu acredito, eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente. Eu não quero ver você chorar. Deixa que o amor encontre a gente. Nosso caso vai eternizar…” (Revelação – Deixa acontecer – Comp.: Grupo Revelação)

“…Muita Calma Nessa Hora!… Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser, seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção prá nunca esquecer o momento que eu conheci você, era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida à procurar, alguém que eu pudesse entregar a chave para abrir meu coração, tirar de vez do peito a solidão… Já tentei não dá prá esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser, seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção prá nunca esquecer o momento que eu conheci você, era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida à procurar, alguém que eu pudesse entregar a chave para abrir meu coração, tirar de vez do peito a solidão… Já tentei não dá prá esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi… A paixão me pegou, tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer eu te prendi…” (Revelação – Grades do coração – Comp.: Grupo Revelação)

“… O ar que se respira agora expira novos tempos, e sonhos meus e os teus decoram o nosso apartamento, lá fora a sorte trama, enquanto aqui reflete a lua em nossa cama, e a vida segue assim!… Tão docemente vista da sacada da varanda, eterna, plena, adormecida sobre as ondas, e eu vizinho de uma estrela adoro vê-la iluminando o meu pedaço, foi Deus que me mandou seguir seus passos, pensando bem, a lua tem seus traços, e o céu desaba em nosso corredor, esse é o nosso amor… Esse é o nosso amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… O ar que se respira agora expira novos tempos, e sonhos meus e os teus decoram o nosso apartamento, lá fora a sorte trama, enquanto aqui reflete a lua em nossa cama, e a vida segue assim!… Tão docemente vista da sacada da varanda, eterna, plena, adormecida sobre as ondas, e eu vizinho de uma estrela adoro vê-la iluminando o meu pedaço, foi Deus que me mandou seguir seus passos, pensando bem, a lua tem seus traços, e o céu desaba em nosso corredor, esse é o nosso amor… Esse é o nosso amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor… Lençol de fogo no frio, a porta aberta pro cio, brincar de amor…“ (Revelação – Novos tempos – Comp.: Grupo Revelação)

“Mantenha sua mente limpa de qualquer pensamento menos digno. Só assim conservará a serenidade e a paz, como base da felicidade que chegará a você. O corpo é o reflexo da mente. E a mente é o reflexo de nossa alma, que é nosso verdadeiro eu. Pense coisas nobres e elevadas, e seu corpo manterá inalterável a saúde, trazendo-lhe a felicidade que tanto almeja.” (Minutos de Sabedoria Pg. 245)

Boa noite pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que bem. Final de semana ruim para os times baianos. O Bi-campeão baiano perdeu para a Portuguesa por 4×2, levando 3 gols em inacreditáveis 7 minutos e agora ocupa a oitava posição, a frente do maior rival, que perdeu do Criciúma em casa pelo placar de 1×0 e está agora em décimo lugar na competição. Equipes enfrentarão partidas duras na quarta-feira, contra Cruzeiro (Fonte Nova) e Flamengo (Maracanã), respectivamente.

Em nossa sugestão de leitura de hoje dois textos do Site Pátria Latina:

“Quem tem medo de mulheres negras de jaleco branco?”, Por Douglas Belchior – Em seu texto sobre a polêmica dos médicos cubanos no Brasil e a reação de uma jornalista potiguar que escandalizou as redes sociais ao dizer que médicos cubanos pareciam “empregadas domésticas”, e que precisariam ter “postura de médico”, o que não acontecia com os profissionais cubanos, o professor Dennis de Oliveira sintetizou:

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=905669063311d8a17bd6958cd353eedd&cod=12364

“EUA têm mais negros na prisão hoje do que escravos no século XIX” – Os índices sociais – que incluem emprego, saúde e educação – entre os afrodescendentes norte-americanos são os piores em 25 anos, por Dodô Calixto, do Opera Mundi – O presidente estadunidense, Barack Obama, participou nessa quarta-feira (28), em Washington, de evento comemorativo pelo aniversário de 50 anos do emblemático discurso “Eu tenho um Sonho”, de Martin Luther King Jr. – considerado um marco da igualdade de direitos civis aos afro-americanos. Enquanto isso, entre becos e vielas dos EUA, os negros não vão ter muitos motivos para celebrar ou “sonhar com a esperança”, como bradou Luther King em 1963.

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=49b44fc23736ae85aededcc798f22c4a&cod=12352

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/09/03/trabalhando-com-poesia-498

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda-feira abençoada por Deus e repleta da energia positiva.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

O Beija-Flor – Tobias Barreto

Era uma moça franzina,
Bela visão matutina
Daquelas que é raro ver,
Corpo esbelto, colo erguido,
Molhando o branco vestido
No orvalho do amanhecer.

Vede-a lá: tímida, esquiva…
Que boca! é a flor mais viva,
Que agora está no jardim;
Mordendo a polpa dos lábios
Como quem suga o ressábio
Dos beijos de um querubim!

Nem viu que as auras gemeram,
E os ramos estremeceram
Quando um pouco ali se ergueu…
Nos alvos dentes, viçosa,
Parte o talo de uma rosa,
Que docemente colheu.

E a fresca rosa orvalhada,
Que contrasta descorada,
Do seu rosto a nívea tez,
Beijando as mãozinhas suas,
Parece que diz: nós duas!…
E a brisa emenda: nós três! …

Vai nesse andar descuidoso,
Quando um beija-flor teimoso
Brincar entre os galhos vem,
Sente o aroma da donzela,
Peneira na face dela,
E quer-lhe os lábios também

Treme a virgem de surpresa,
Leva do braço em defesa,
Vai com o braço a flor da mão;
Nas asas d’ave mimosa
Quebra-se a flor melindrosa,
Que rola esparsa no chão.

Não sei o que a virgem fala,
Que abre o peito e mais trescala
Do trescalar de uma flor:
Voa em cima o passarinho…
Vai já tocando o biquinho
Nos beiços de rubra cor.

A moça, que se envergonha
De correr, meio risonha
Procura se desviar;
Neste empenho os seios ambos
Deixa ver; inconhos jambos
De algum celeste pomar! …

Forte luta, luta incrível
Por um beijo! É impossível
Dizer tudo o que se deu.
Tanta coisa, que se esquece
Na vida! Mas me parece
Que o passarinho venceu! …

Conheço a moça franzina
Que a fronte cândida inclina
Ao sopro de casto amor:
Seu rosto fica mais lindo,
Quando ela conta sorrindo
A história do beija-flor.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s