Trabalhando com Poesia

“… Estou aqui, mas esqueci minha alma num hotel, meu coração na caneta, meus desejos num papel, eu vinha sem retrovisor, um rosto estranho me chamou, e a minha pele não me coube mais… A sorte veio e me encontrou, na corda bamba do amor, meus dias nunca mais serão iguais… Estava ali, me confundi, pensei que fosse o céu. O azul do mar me chamou, e eu pulei de roupa e de chapéu… A onda veio e me levou desse lugar, e agora eu sou uma ilusão, a solidão é meu troféu… Aquela foto amarelou, o riso no meu camarim, felicidade bate à porta e ainda ri de mim… Estava ali, me confundi, pensei que fosse o céu. O azul do mar me chamou, e eu pulei de roupa e de chapéu… A onda veio e me levou desse lugar, e agora eu sou uma ilusão, a solidão é meu troféu… Aquela foto amarelou, o riso no meu camarim, felicidade bate à porta e ainda ri de mim…” (Vander Lee – Pensei que fosse o céu – Comp.: Vander Lee)

“… Aquele jeito que você me olhou, varreu meu pensamento, todas as coisas saíram do chão, eu me esqueci de tudo, antes que eu me desse conta, já era seu meu querer… Foi como o sol que desponta, numa montanha dourada, na terra do faz de conta, pra me banhar de prazer… Mas o vazio que você deixou, no meu apartamento quase transbordou meu coração, meu mundo ficou mudo, você foi pra tão distante, e eu quero tanto te ver… Por isso não se espante, se numa noite bela, aquela estrela brilhante em sua janela bater… Por isso não se espante, se numa noite bela, aquela estrela brilhante em sua janela bater… Mas o vazio que você deixou, no meu apartamento quase transbordou meu coração, meu mundo ficou mudo, você foi pra tão distante, e eu quero tanto te ver… Por isso não se espante, se numa noite bela, aquela estrela brilhante em sua janela bater… Por isso não se espante, se numa noite bela, aquela estrela brilhante em sua janela bater…“ (Vander Lee – Aquela estrela – Comp.: Vander Lee)

“…Não tenho vinte e poucos anos, Mas trago um cara muito novo em mim, sou feito de perdas e danos, me contradigo, me surpreendo no fim, às vezes durmo vendo estrelas, às vezes vou na contramão, às vezes sou beleza rara, às vezes dor e solidão… Mas esse cara que me move, sabe o lugar que me convém, me tranca em casa quando chove e um samba triste logo vem… Da batucada faço um manto, da poesia o meu altar, cantar é o lugar mais santo, onde o poeta vem deitar, por isso vim me apresentar, e pedir a sua benção, meu senhor, eu vim aqui pra fazer festa, eu vim brincar de ser cantor… Da batucada faço um manto, da poesia o meu altar, cantar é o lugar mais santo, onde o poeta vem deitar, por isso vim me apresentar, e pedir a sua benção, meu senhor, eu vim aqui pra fazer festa, eu vim brincar de ser cantor…” (Vander Lee – Quando chove – Comp.: Vander Lee)

“… Tô relendo minha lida, minha alma, meus amores, tô revendo minha vida, minha luta, meus valores, refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores, tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores… Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho, tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho, tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho, escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho… Estou podando meu jardim, estou cuidando bem de mim… Tô relendo minha lida, minha alma, meus amores, tô revendo minha vida, minha luta, meus valores, refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores, tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores… Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho, tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho, tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho, escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho… Estou podando meu jardim, estou cuidando bem de mim… Estou podando meu jardim, estou cuidando bem de mim… Estou podando meu jardim, estou cuidando bem de mim…” (Vander Lee – Meu jardim – Comp.: Vander Lee)

“Procure pensar. Não seja autômato! Você faz parte da Humanidade, é uma peça importante da Humanidade, e por menor que seja sua cultura, você tem o dom de raciocinar. Pense com sua própria cabeça, procure saber donde vem e para onde vai. Não viva às cegas! Seja você mesmo (a)! Só você pode descobrir o caminho que lhe convém.” (Minutos de Sabedoria Pg. 251)

Boa noite pessoal,

Quando nos deparamos com problemas costumamos ser imediatistas ao extremo. Adotar as atitudes que a nossa raiva ou emoção de momento nos impões é dar um passo em direção ao abismo. Pare, reflita, pois, atitudes impensadas nem sempre te dá a oportunidade de voltar atrás. Lembre-se de que existem sempre três coisas que não tem volta: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida. Portanto meus caros, atenção redobrada nas esquinas da vida. É minha dica para esta terça feira, que se inicia daqui a pouco.

Nas nossas sugestões de leitura de hoje, três textos do site Brasil 247:

“Dilma: espionagem foi por “interesses econômicos” – “Se confirmados os fatos veiculados pela imprensa, fica evidenciado que o motivo das tentativas de violação e de espionagem não é a segurança ou o combate ao terrorismo, mas interesses econômicos e estratégicos”, diz a presidente, em nota divulgada nesta tarde sobre a denúncia de que o sistema de computadores da Petrobras é monitorado pelos EUA; por isso, prossegue Dilma Rousseff, “o governo brasileiro está empenhado em obter esclarecimentos do governo norte-americano sobre todas as violações eventualmente praticadas”; segundo ela, serão tomadas todas as medidas para proteger o País;

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/114396/Dilma-espionagem-foi-por-interesses-econ%C3%B4micos.htm

“Educação é cara, mas ignorância custa mais” – Presidente Dilma Rousseff sancionou nesta tarde lei que destina 75% dos royalties do petróleo para investimentos na área da educação e 25% para a saúde, em cerimônia no Palácio do Planalto; texto assinado hoje é o mesmo aprovado no dia 14 de agosto pelo Congresso, sem vetos; “A educação é cara, mas não se pode economizar com ela porque a sua ausência significa a vitória da ignorância, o que custa muito mais para o País”, discursou Dilma Rousseff; para o ministro Aloizio Mercadante, hoje é um “dia histórico para a educação brasileira”; primeiro repasse, de R$ 770 milhões, deverá ser feito ainda em 2013

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/114378/Educa%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-cara-mas-ignor%C3%A2ncia-custa-mais.htm

“À sombra da espionagem, ANP confirma megaleilão” – Nota oficial da Agência Nacional do Petróleo assegura para o dia 21 de outubro a 1ª rodada de licitação do Pré-Sal; petroleiras de todo o mundo deverão participar de disputa bilionária; também em nota, Petrobras garante que supercomputadores da estatal são protegidos; “Ataques concorrências e outros se tornam cada vez mais complexos”, diz estatal; “Processos são transparentes e apoiados em dados públicos e/ou não-exclusivos”, registra texto do órgão chefiado por Magda Chambriard; presidente Barack Obama assegurou à presidente Dilma que dará informações sobre até onde foi a arapongagem americana; “Está tudo mantido conforme o combinado”, disse o ministro Edison Lobão, das Minas e Energia; os dados estão lançados

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/114390/%C3%80-sombra-da-espionagem-ANP-confirma-megaleil%C3%A3o.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/09/09/trabalhando-com-poesia-504

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Terça-feira abençoada por Deus.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Eu amo tudo o que foi – Fernando Pessoa

Eu amo tudo o que foi,
Tudo o que já não é,
A dor que já me não dói,
A antiga e errônea fé,
O ontem que dor deixou,
O que deixou alegria
Só porque foi, e voou
E hoje é já outro dia.

Teus olhos entristecem – Fernando Pessoa
Teus olhos entristecem.
Nem ouves o que digo.
Dormem, sonham, esquecem…
Não me ouves, e prossigo. Digo o que já, de triste,
Te disse tanta vez…
Creio que nunca o ouviste
De tão tua que és.

Olhas-me de repente
De um distante impreciso
Com um olhar ausente.
Começas um sorriso.
Continuo a falar.
Continuas ouvindo
O que estás a pensar,
Já quase não sorrindo.

Até que neste ocioso
Sumir da tarde fútil,
Se esfolha silencioso
O teu sorriso inútil.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s