Trabalhando com Poesia

“… Monstro invisível que comanda a horda, arrasando tudo o que é de praxe, eu to laje acima, no cerol que traz a vida pra baixo, brilhante ideia de uma cabeça nervosa, grafitando um outro muro de raiva, eles já sabiam, mas deixaram a sina guiar a sorte… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar… Poço lado e sujo, cria do descaso, alimentando folhas em branco e preto, outra epidemia desanima quem convive com medo, botões e atalhos amplificam a distância e a preguiça de estar lado a lado veste a armadura, esse é o poder solitário… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar… Monstro invisível que comanda a horda, arrasando tudo o que é de praxe, eu to laje acima, no cerol que traz a vida pra baixo, brilhante ideia de uma cabeça nervosa, grafitando um outro muro de raiva, eles já sabiam, mas deixaram a sina guiar a sorte… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar… Vejo a minha história com a sua comungar… Comungar, comungar, comungar, comungar, comungar, vejo a história, ela comungar, vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história, ela comungar, vejo a minha história com a sua comungar, vejo a história ela comungar… Comungar, comungar, comungar, comungar, ei… Comungar, comungar, comungar, comungar, ei… Monstro invisível arrasando tudo como é de praxe, tudo como é de praxe, é de praxe, eu to laje acima e o cerol que traz a vida pra baixo, pra baixo, pra baixo, pra baixo…” (O Rappa – Monstro Invisivel – Comp.: Falcão / Lauro Farias / Marcelo Lobato / Xandão)

“… Podem avisar, pode avisar, invente uma doença que me deixe em casa pra sonhar… Pode avisar, podem avisar, invente uma doença que me deixe em casa pra sonhar… Com o novo enredo, outro dia de folia… Com o novo enredo, outro dia de folia… Eu ia explodir, eu ia explodir, mas eles não vão ver os meus pedaços por aí… Eu ia explodir, eu ia explodir, mas eles não vão ver os meus pedaços por aí… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa que hoje eu to de bobeira, bobeira… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Podem os homens vir, que não vão me abalar, os cães farejam o medo, logo não vão me encontrar… Não se trata de coragem, mas meus olhos estão distantes, me camuflam na paisagem, dando um tempo, tempo, tempo pra cantar… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa que hoje eu to de bobeira, bobeira… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Hoje eu desafio o mundo, sem sair da minha casa, hoje eu sou um homem mais sincero e mais justo comigo… Podem os homens vir, que não vão me abalar, os cães farejam o medo, logo não vão me encontrar… Não se trata de coragem, mas meus olhos estão distantes, me camuflam na paisagem, dando um tempo, tempo, tempo pra cantar… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa, que hoje eu to de bobeira, bobeira… Me deixa que hoje eu to de bobeira, bobeira…” (O Rappa – Me deixa – Comp.: Falcão / Lauro Farias / Marcelo Lobato / Marcelo Yuka / Xandão)

“… Brindo a casa, brindo a vida, meus amores, minha família… Brindo a casa, brindo a vida, meus amores, minha família… Atirei-me ao mar, mar de gente onde eu mergulho sem receio… Mar de gente onde eu me sinto por inteiro… Eu acordo com uma ressaca, guerra explode na cabeça e eu me rendo a um milagroso dia… Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo… Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo, luz que ilumina, cria e nos dá juízo… Voltar com a maré, sem se distrair, tristeza e pesar… Sem se entregar, mal, mal vai passar, mal vou me abalar, mal, mal vai passar, mal vou me abalar, esperando verdades de criança, um momento bom como… voltar com a maré, sem se distrair, navegar é preciso, se não a rotina te cansa, tristeza e pesar, sem se entregar… Interesses na Babilônia viram nevoeiro, poços em chamas, tiram proveito, passa, passa, passa, passa, passa, passageiro… A arte ainda se mostra primeiro… Uma onda segue a outra, assim o mar olha pro mundo, assim o mar olha pro mundo!… Brindo a casa, brindo a vida, meus amores, minha família… Brindo a casa, brindo a vida, meus amores, minha família… Atirei-me ao mar, mar de gente onde eu mergulho sem receio… Mar de gente onde eu me sinto por inteiro… Eu acordo com uma ressaca, guerra explode na cabeça e eu me rendo a um milagroso dia… Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo… Essa é a luz que eu preciso, luz que ilumina, cria e nos dá juízo, luz que ilumina, cria e nos dá juízo… Voltar com a maré, sem se distrair, tristeza e pesar… Sem se entregar, mal, mal vai passar, mal vou me abalar, mal, mal vai passar, mal vou me abalar, esperando verdades de criança, um momento bom como… voltar com a maré, sem se distrair, navegar é preciso, se não a rotina te cansa, tristeza e pesar, sem se entregar… Interesses na Babilônia viram nevoeiro, poços em chamas, tiram proveito, passa, passa, passa, passa, passa, passageiro… A arte ainda se mostra primeiro… Uma onda segue a outra, assim o mar olha pro mundo, assim o mar olha pro mundo!…“ (O Rappa – Mar de gente – Comp.: Lauro Farias / Marcelo Falcão / Marcelo Lobato / Xandão)

“Se alguém lhe mostrasse uma semente defeituosa e feia, dizendo que dentro dela havia bela e per fumada flor, você acreditaria, porque sabe que da semente nasce a planta que produz a flor. Pois bem, acredite também que, dentro de você, por mais imperfeito que seja, nascerá, purificada e bela, a sua alma imortal que alcançará a felicidade! Tenha fé em si mesmo, e busque aperfeiçoar-se.” (Minutos de Sabedoria Pg. 260)

Bom dia pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que bem. O final de semana foi de alegrias para a maior torcida do Norte e Nordeste brasileiro. O triunfo do Bahia sobre o vice-líder do Brasileiro, Botafogo/RJ no domingo, por 2×1, demonstrou uma capacidade de reação e de atuação corajosa do time tricolor da boa terra, como é chamado o Bahia no sul e sudeste. O time chegou aos 31 pontos e ocupa a décima posição na tabela, mesma pontuação do time de Canabrava, que empatou com o Grêmio, no Manoel Barradas no sábado. Em comum nas duas partidas, erros da arbitragem. O Grêmio foi nitidamente prejudicado pelo árbitro auxiliar, que anulou um gol legítimo do tricolor gaúcho. Já o tricolor baiano foi beneficiado pelo erro do auxiliar, que não atentou para a posição da linha de seu ataque, na feitura do gol do triunfo. Entretanto, falando como torcedor, nossos times já foram prejudicados por erros assim, logo, para equilibrar as coisas, nada como ter o mesmo tratamento não é mesmo? O Bahia está em Medelin, Colômbia, onde enfrenta o atual líder do Campeonato Colombiano, o Nacional de Medelin, pela Copa Sulamericana, na Quinta feira a noite.

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/09/24/trabalhando-com-poesia-512

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda-feira abençoada por Deus e repleta da energia positiva.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Perenal II (Tude Celestino)

Mais um dia se vai em minha lembrança
Contínua, reinando persistente.
Cativa, sem defesa a minha mente
Pensando só em ti, jamais se cansa.
Quando do ocaso, o véu difuso avança,
Ainda estou a cismar e docemente
Busco um alívio, olhando o céu poente,
Abismo em cores onde o sol se lança.
E a noite vem; meu fado continua,
Feito de sombras, teu vulto risonho
Em meu redor diáfano flutua.
Teu nome em prece rezo e adormeço
E ei-la integralmente no meu sonho
Meu Deus, eu nem dormindo te esqueço.

Minha Nau Desarvorada (Tude Celestino)

Quando o ciclone da vida
Leva meu barco à deriva
E o nevoeiro me priva
De encontrar uma saída,
Só você, minha querida,
Em meio à turva jornada,
É minha luz na madrugada,
Minha ilha, meu tesouro,
Meu porto, meu ancoradouro
Pra minha nau desarvorada.

É Fácil Fazer Poesia (Tude Celestino)

É fácil fazer poesia
Quando canta o coração,
Fazer do verso – oração!
De culto – você, Maria!
Quando se ama, Maria
Se é poeta e cantor
Preso à chama do amor
É fácil fazer poesia
Pode estar chuvoso o dia,
Escuro, de cerração,
Parece que é verão:
Há sol na alma da gente.
Vive-se para o amor somente
Quando canta o coração.
Do teu sorriso, a canção
Que me inebria e me acalma,
Ouvindo é fácil minh’alma
Fazer do verso oração!
Ter universo na mão
Numa constante harmonia,
E em divinal melodia
Sem dissonância nem guerra,
Fazer o céu cá na terra,
De culto – você, Maria.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s