Trabalhando com Poesia

“…Aquele gosto amargo do teu corpo, ficou na minha boca por mais tempo; de amargo, então salgado ficou doce, assim que o teu cheiro forte e lento, fez casa nos meus braços e ainda leve, forte, cego e tenso, fez saber que ainda era muito e muito pouco… Faço nosso o meu segredo mais sincero, e desafio o instinto dissonante, a insegurança não me ataca quando erro, e o teu momento passa a ser o meu instante… E o teu medo, de ter medo, de ter medo, não faz da minha força confusão… Teu corpo é meu espelho, e em ti navego, e eu sei que a tua correnteza não tem direção… Mas, tão certo quanto o erro de ser barco a motor, e insistir em usar os remos, é o mal que a água faz quando se afoga, e o salva-vidas não está lá porque não vemos…” (Legião Urbana – Daniel na cova dos leões – Comp.: Renato russo)

“…Quem me dera, ao menos uma vez, ter de volta todo o ouro que entreguei a quem conseguiu me convencer que era prova de amizade, se alguém levasse embora até o que eu não tinha… Quem me dera, ao menos uma vez, esquecer que acreditei que era por brincadeira, que se cortava sempre um pano de chão de linho nobre e pura seda… Quem me dera ao menos uma vez, explicar o que ninguém consegue entender, que o que aconteceu ainda está por vir, e o futuro não é mais como era antigamente… Quem me dera, ao menos uma vez, provar que quem tem mais do que precisa ter, quase sempre se convence que não tem o bastante, fala demais por não ter nada a dizer… Quem me dera, ao menos uma vez, que o mais simples fosse visto como o mais importante, mas nos deram espelhos, e vimos um mundo doente… Quem me dera, ao menos uma vez, entender como um só Deus ao mesmo tempo é três, e esse mesmo Deus foi morto por vocês, sua maldade, então, deixaram Deus tão triste… Eu quis o perigo e até sangrei sozinho, entenda! Assim pude trazer você de volta pra mim. Quando descobri que é sempre só você, que me entende do início ao fim… E é só você que tem a cura, pro meu vício de insistir nessa saudade que eu sinto de tudo que eu ainda não vi… Quem me dera, ao menos uma vez, acreditar por um instante em tudo que existe, e acreditar que o mundo é perfeito, e que todas as pessoas são felizes… Quem me dera, ao menos uma vez, fazer com que o mundo saiba que seu nome, está em tudo e mesmo assim, ninguém lhe diz ao menos, obrigado… Quem me dera ao menos uma vez, como a mais bela tribo, dos mais belos índios, não ser atacado por ser inocente… Eu quis o perigo e até sangrei sozinho, entenda! Assim pude trazer você de volta pra mim. Quando descobri que é sempre só você, que me entende do início ao fim… E é só você que tem a cura, pro meu vício de insistir nessa saudade que eu sinto, de tudo que eu ainda não vi… Nos deram espelhos e vimos um mundo doente… Tentei chorar e não consegui… “ (Legião Urbana – Indios – Comp.: Renato russo)

“…Gosto de ver você dormir, que nem criança com a boca aberta, o telefone chega sexta-feira, aperto o passo por causa da garoa, me empresta um par de meias, a gente chega na sessão das dez, hoje eu acordo ao meio-dia, amanhã é a sua vez… Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver, o mundo anda tão complicado, que hoje eu quero fazer tudo por você… Temos que consertar o despertador, e separar todas as ferramentas, que a mudança grande chegou, com o fogão e a geladeira e a televisão, não precisamos dormir no chão, até que é bom, mas a cama chegou na terça e na quinta chegou o som… Sempre faço mil coisas ao mesmo tempo, e até que é fácil acostumar-se com meu jeito, agora que temos nossa casa, é a chave que sempre esqueço… Vamos chamar nossos amigos, a gente faz uma feijoada, esquece um pouco do trabalho e fica de bate-papo, temos a semana inteira pela frente, você me conta como foi seu dia e a gente diz um pro outro: – Estou com sono, vamos dormir!… Vem cá, meu bem, que é bom lhe ver, o mundo anda tão complicado, que hoje eu quero fazer tudo por você… Quero ouvir uma canção de amor, que fale da minha situação, de quem deixou a segurança de seu mundo por amor…” (Legião Urbana – O mundo anda tão complicado – Comp.: Renato russo/Dado Villa-Lobos)

“Procure amar a tudo e a todos indistintamente. O amor é uma doação perene de luz e de felicidade, sem buscar retribuições e compensações. Em todas às criaturas está Deus que habita dentro de cada um de nós. Ame a Deus, amando a seu próximo tanto quanto a si mesmo. Distribua compreensão e paz, para que a felicidade possa morar definitivamente em seu coração.” (Minutos de Sabedoria Pg. 273)

Boa noite pessoal,

As atividades do dia não me permitiram uma maior formulação no “Trabalhando com Poesia” de hoje.

Na nossa sugestão de leitura de hoje artigos do Blog Brasil 247. Vale a pena conferir:

Lula aconselha Dilma após pacto Campos-Marina – Presidente e ex tiveram reunião de cerca de quatro horas com as presenças do presidente nacional do PT, Rui Falcão, do publicitário João Santana, do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, e do ex-ministro da Secretaria de Comunicação Social, Franklin Martins; encontro discutiu “Mais Médicos”, discurso da presidente na Assembleia Geral da ONU, reforma política, mas as as eleições de 2014 foram o prato principal; “em relação às eleições, a avaliação que foi feita é que nós temos muito tempo ainda”, disse Mercadante; “foco principal para quem é governo é a qualidade do governo. Isso que trará nossa vitória, nisso que nós estamos seguros”, completou (…)

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/117454/Lula-aconselha-Dilma-ap%C3%B3s-pacto-Campos-Marina.htm

Juventude radical testa limites da ação política – Da ambientalista Ana Paula Maciel ao casal de namorados Luana e Humberto, novas gerações radicalizam em nome de causas objetivas e difusas; brasileira do Greenpeace virou questão de Estado, ao despertar apoio da presidente Dilma Rousseff diante do governo da Rússia, onde está presa sob acusação de pirataria; jovens paulistanos ressuscitam involuntariamente Lei de Segurança Nacional, na qual foram enquadrados por depredação de instalações militares nos últimos protestos em São Paulo; enquanto isso, invasão da Reitoria da USP tem pedido de reintegração de posse negado pela Justiça; até onde se pode ir?

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/117441/Juventude-radical-testa-limites-da-a%C3%A7%C3%A3o-pol%C3%ADtica.htm

Siemens aceita devolver verba de cartel ao governo – Presidente da companhia no Brasil, Paulo Ricardo Stark declarou aos vereadores da CPI dos Transportes da Câmara Municipal de São Paulo, nesta tarde, que “a Siemens está disposta a discutir acordo para ressarcimento de eventuais danos causados aos cofres públicos”, em decorrência do cartel formado por ela e outras 18 empresas em licitações do Metrô e trens do Estado; empresa é delatora de todo o suposto conluio por meio de acordo com o Cade; hoje, porém, Stark falou apenas em “indícios” do esquema; “A Siemens apurou indícios de possível formação de cartel que deverão ser apurados pelas autoridades competentes”; CPI ainda colhe depoimentos de representantes de outras empresas supostamente envolvidas

http://www.brasil247.com/pt/247/sp247/117439/Siemens-aceita-devolver-verba-de-cartel-ao-governo.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/10/10/trabalhando-com-poesia-525

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma quinta-feira abençoada por Deus e coberta de paz e protegida pelo Caçador de uma flecha só. Okearô Odé!!

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Menos de Doer Mais de Doar (Carlos Careqa e Chico César)

Havia algo no ar
Um Zeppelim de paixão
Mais leve que o avião
Que acabou de passar

Havia algo no ar
Como uma pedra de gás
Gota, bolha e sinal
Havia algo e há

Havia algo no ar
Escureceu no meu quintal
Pra lá de Guiné Bissau
Não era rio e nem mar

Havia algo no ar
Que a solidão festejou
Pegar um barco em Manaus
Pegar um trem pra Moscou

Havia algo no ar
Feito o relógio do Sol
Caminho pro Pantanal
Havia e era total

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s