Trabalhando com Poesia

“… É isso ai, como a gente achou que ia ser, a vida tão simples é boa, quase sempre… É isso ai, os passos vão pelas ruas, ninguém reparou na lua, a vida sempre continua… E eu não sei parar de te olhar, eu não sei parar de te olhar, não vou parar de te olhar, eu não me canso de olhar, não sei parar, de te olhar… É isso ai, há quem acredita em milagres, há quem cometa maldade, há quem não saiba dizer a verdade… É isso ai, um vendedor de flores, ensinar seus filhos a escolher seus amores… Eu não sei parar de te olhar, não sei parar de te olhar, não vou parar de te olhar, eu não me canso de olhar, não vou parar de te olhar… É isso ai, há quem acredita em milagres, há quem cometa maldade, há quem não saiba dizer a verdade… É isso ai, um vendedor de flores, ensinar seus filhos a escolher seus amores… Eu não sei parar de te olhar, não sei parar de te olhar, não vou parar de te olhar, eu não me canso de olhar, não vou parar de te olhar…” (Seu Jorge & Ana Carolina – É isso aí – Comp.: Damien Rice / Versão brasileira: Ana Carolina)

“… Vou ficar a noite em claro sem pegar no sono, meditando sobre o que de fato aconteceu, eu até pensei que fosse terminar na cama, como era de costume entre você e eu… Eu fiz de tudo, mas era tarde, foi o que eu podia dar, você não entendeu… Eu quis ir fundo e você com medo, tirou onda, pois agora quem não quer sou eu… É… Quem não quer sou eu… Quem não quer sou eu! Pois é… E vai a noite, vem o dia e eu aqui pensando, um cigarro atrás do outro e, eu fumo sem parar… Da janela eu vejo o trânsito congestionado, no meu peito, o coração parece buzinar… Eu fiz de tudo, mas era tarde, foi o que eu podia dar você não entendeu… Eu quis ir fundo e você com medo, tirou onda, pois agora quem não quer sou eu… É… Quem não quer sou eu… Quem não quer sou eu… Pois é… Vou ficar a noite em claro sem pegar no sono, meditando sobre o que de fato aconteceu, eu até pensei que fosse terminar na cama, como era de costume entre você e eu… Eu fiz de tudo, mas era tarde, foi o que eu podia dar, você não entendeu… Eu quis ir fundo e você com medo, tirou onda, pois agora quem não quer sou eu… É… Quem não quer sou eu… Quem não quer sou eu! Pois é… E vai a noite, vem o dia e eu aqui pensando, um cigarro atrás do outro e, eu fumo sem parar… Da janela eu vejo o trânsito congestionado, no meu peito, o coração parece buzinar… Eu fiz de tudo, mas era tarde, foi o que eu podia dar você não entendeu… Eu quis ir fundo e você com medo, tirou onda, pois agora quem não quer sou eu… É… Quem não quer sou eu… Quem não quer sou eu… Pois é…” (Seu Jorge – Quem não quer sou eu – Comp.: Seu Jorge, Gabriel Moura e Adriano Trindade)

“…De repente a dor de esperar terminou e, o amor veio enfim… Eu que sempre sonhei, mas não acreditei muito em mim… Vi o tempo passar, o inverno chegar, outra vez, mas desta vez, todo pranto sumiu, um encanto surgiu, meu amor… Você é mais do que sei, é mais que pensei, é mais que esperava, baby… Você é algo assim, é tudo pra mim, é como eu sonhava, baby… Sou feliz agora, não não vá embora não, não não não não não… Não não vá embora… Não não vá embora… Não não vá embora… Não não vá embora… Vou morrer de saudade… Vou morrer de saudade… Vou morrer de saudade… Não vá embora… Não vá embora… Não vá embora… Vou morrer de saudade… Vou morrer de saudade… Não vá embora… Não vá não vá… Vou morrer de saudade… Vou morrer de saudade…” (Seu Jorge – Você – Comp.: Tim Maia)

“… Fé que você pode, você tem, você consegue! De onde é seu congá? Quem é seu orixá? O que importa é ser feliz! Um dia novo sempre vem e, isso vai passar… O que existe é o Sol, o resto é invenção… Fé que você pode, você tem, você consegue!… Não deixe de sorrir, não deixe de dançar, essa é uma boa reza… Dê esperança a quem precisa e, o tempo vai cuidar de você e de todos nós… Essa é uma BOA REZA! Fé que você pode, você tem, você consegue!… Oxum, Oxossi, Axé… Oxumaré, Ogum, iansã, Omolu… Vem dançar… Vem no meu baile, eu sei como levar você para um lugar melhor do que está…” (Seu Jorge & Vanessa da Mata – Boa reza – Comp.: Vanessa da Mata)

Confira outros sucessos do Seu Jorge:

“Procure viver mais sua vida interior. A agitação da vida não deve atingir nosso eu verdadeiro, nossa alma. Não deve fazer esquecer a coisa mais importante. A Centelha Divina é que é nosso eu real, do qual nosso corpo é apenas um reflexo. Portanto, procure viver mais intensamente sua vida interior, a vida de seu eu verdadeiro, de sua alma.” (Minutos de Sabedoria Pg. 279)

Bom dia pessoal,

Não há coisa mais complicada do que você não saber como agir com as pessoas. Cada um interpreta os fatos como bem lhe convém e isso, por diversas vezes gera conflitos pessoais. Ser verdadeiro, creio que será sempre o melhor caminho. Defenda sempre seu ponto de vista, com respeito às demais posições, é evidente, mas, sem perder o norte da sua opinião. Ninguém perde ninguém, já que efetivamente ninguém possui ninguém. As pessoas se encontram e se desencontram, se afinam e desafinam ao sabor da vida, essa louca aventura, que cada vez mais vale a pena, na medida em que nos deixa em dúvidas quanto à maneira e direção que ela se dará no próximo milésimo de segundo. Siga em frente, hoje, amanhã, sempre!!!

Com essa reflexão quero desejar a cada um de vocês um final de semana de paz e repleta de energias positivas em sua vida e de todos os seus!

Hoje completam-se 37 anos que, numa tarde de sol de segunda feira, um anjo que conviveu conosco por 1 ano e 3 meses nos deixou, no plano material. Sempre me pego relembrando de momentos de extrema felicidade que vivi ao lado da nossa Priscila, os pequenos, mas, marcantes detalhes daqueles 15 meses. O tempo passou, mas, ainda guardo seu olhar e sua alegria em meus pensamentos minha irmãzinha, minha linda estrela cadente.

O que na época nos parecia uma marca dura da vida, hoje se apresenta em minha objetiva como algo efetivamente do criador de tudo: Amanhã, dia 19 se completam 40 anos que outro anjo maravilhoso veio a esse mundo e que segue nos alegrando com seu humor, nos inundando de sentimentos bons, com sua arte musical. Que bom minha amada irmã Patti Vinagre, que tenho você em minha vida, em verdade um pouco menos egoisticamente, que bom que nossa família tem você em seu meio. Te amo muito. Como não temos o “Trabalhando com Poesia” amanhã, resolvi te homenagear hoje, aqui no Blog e nas redes. Feliz Aniversário! Que o 19 de Outubro seja sempre motivos de celebração em sua vida e certamente nas nossas vidas. Deus te abençoe!!!

Sempre que ouço “Smell Like teen spririt” me lembro da primeira vez que ouvi vc soltando a voz a cantando e, adoro essas lembranças. Beijos mil!!

Nas nossas sugestões de leitura de hoje, dois textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Fator previdenciário, seguros, empréstimos – O idoso quer respeito – Os idosos são maltratados continuamente, de forma metódica, como se fosse uma estratégia cujo propósito é afastar os nossos pais e avós da convivência social. O Brasil realmente não trata bem seus idosos — os mais velhos. É como se eles tivessem perdido seus direitos civis pelo motivo de ser mais velhos, de parar de trabalhar ou simplesmente ficar doentes, por causa do cansaço dos muitos dias vividos, que se transformaram em desconsideração, desrespeito, descompromisso, ingratidão e dor…

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/118104/Fator-previdenci%C3%A1rio-seguros-empr%C3%A9stimos—O-idoso-quer-respeito.htm

Tropa de elite da Folha desembarca em Recife – Diretor Otavio Frias Filho, acompanhado da equipe de direção do jornal, tem hoje encontro de gala com o governador de Pernambuco e pré-candidato à presidência, Eduardo Campos; além de conversa de horas, estão marcadas visitas a obras em Pernambuco, como ao porto de Suape; visita acontece um dia depois de a Folha publicar reportagem acusando a presidente Dilma de entregar casas sem água e luz na Bahia; em tempo: não foi Campos quem desembarcou na Barão de Limeira, mas o dono do maior jornal do País quem levou sua equipe à capital pernambucana, incluindo o editor-executivo da Folha, Sérgio Dávila, o colunista Vinicius Torres Freire e o secretário de redação Rogério Gentile…

http://www.brasil247.com/pt/247/pernambuco247/118086/Tropa-de-elite-da-Folha-desembarca-em-Recife.htm

Justiça russa adia julgamento de pedido de liberdade de bióloga – A bióloga brasileira e ativista do Greenpeace Ana Paula Maciel, 31, está presa desde o dia 19 de setembro, por protesto no Ártico contra a estatal russa de gás e petróleo Gazprom; julgamento ocorreria nesta quinta-feira (17), mas foi adiado por falta de intérprete de português…

http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/118150/Justi%C3%A7a-russa-adia-julgamento-de-pedido-de-liberdade-de-bi%C3%B3loga.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/10/18/trabalhando-com-poesia-530

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma sexta-feira abençoada por Deus e coberta pela paz do Alá de Oxalá! Bom final de semana e até segunda feira.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Para Não Dizer que Não Falei das Flores – Geraldo Vandré

Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais, braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
Pelos campos a fome em grandes plantações
Pelas ruas marchando indecisos cordões
Ainda fazem da flor seu mais forte refrão
E acreditam nas flores vencendo canhão
Há soldados armados, amados ou não
Quase todos perdidos de armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição
De morrer pela pátria e viver sem razão
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
Nas escolas, nas ruas, campos, construções
Somos todos soldados, armados ou não
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Somos todos iguais, braços dados ou não
Os amores na mente, as flores no chão
A certeza na frente, a história na mão
Caminhando e cantando e seguindo a canção
Aprendendo e ensinando uma nova lição
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer
Vem, vamos embora que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora não espera acontecer

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s