Arquivo do mês: novembro 2013

Trabalhando com Poesia

“…Venha me beijar de uma vez, você pensa demais pra decidir… Venha a mim de corpo e alma, libera e deixa o que for nos unir… Não vá fugir mais uma vez, vença a falta de ar que a flor do medo traz, tente pensar, pode até ser mal e tal, mas, pode até ser que seja demais… Tudo vai mudar, posso pressentir, você vai lembrar e rir, alguma dor, que não vai matar ninguém, pode ser vista e nos rondar, não precisa se assustar, isso é clamor de amor…” Continuar lendo

Anúncios
Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Às vezes parece um tambor, mas não é tambor nem nada, é o coração, que fica entre a paz e o terror, quando vejo a sua cara, entre as caras da multidão… Logo fico cansado, como se tivesse estado a correr, num segundo já me sinto sem uma gota de sangue, mal consigo respirar, sobreviver… Só Deus sabe o saldo creditado ao amor que lhe dou, se terei sono tranqüilo ou vida sobressaltada, não sei nada, não sei nada…. Olhar pro sol, vencer o mar, admitir, brigar com o par… Isso é nada! Não ter você, cair em si, Morrer de amor não é o fim, mas, me acaba…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Amanhã, outro dia. Lua sai, ventania abraça uma nuvem que passa no ar, beija, brinca e deixa passar… E no ar de outro dia, meu olhar surgia nas pontas de estrelas perdidas no mar, pra chover de emoção, trovejar… Raio se libertou, clareou muito mais, se encantou pela cor lilás, prata na luz do amor, céu azul… Eu quero ver o pôr do sol, lindo como ele só. E gente pra ver e viajar, no seu mar de raio…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Assim que o dia amanheceu lá no mar alto da paixão, dava pra ver o tempo ruir… Cadê você? Que solidão! Esquecera de mim?… Enfim, de tudo o que há na terra, não há nada em lugar nenhum, que vá crescer sem você chegar… Longe de ti tudo parou. Ninguém sabe o que eu sofri… Amar é um deserto e seus temores, vida que vai na sela dessas dores, não sabe voltar, me dá teu calor…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Nosso Blog tem Lado. Indiferença não cabe aqui!

“… A indiferença é o peso morto da história. É a bala de chumbo para o inovador, é a matéria inerte em que se afogam freqüentemente os entusiasmos mais esplendorosos, é o fosso que circunda a velha cidade e a defende melhor do que as mais sólidas muralhas, melhor do que o peito dos seus guerreiros, porque engole nos seus sorvedouros de lama os assaltantes, os dizima e desencoraja e às vezes, os leva a desistir de gesta heróica…” Antonio Gramsci Continuar lendo

Publicado em Notícias e política | Marcado com , , | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… O que há dentro do meu coração, eu tenho guardado pra te dar… E todas as horas que o tempo tem pra me conceder, são tuas até morrer… E a tua história, eu não sei, mas, me diga só o que for bom… Um amor tão puro, que ainda nem sabe a força que tem, é teu e de mais ninguém… Te adoro em tudo, tudo, tudo, quero mais que tudo, tudo, tudo, te amar sem limites, viver uma grande história…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Minha garganta estranha quando não te vejo, me vem um desejo doido de gritar… Minha garganta arranha a tinta e os azulejos, do teu quarto, da cozinha, da sala de estar… Minha garganta arranha a tinta e os azulejos … Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“…Qualquer distância entre nós, vira abismo sem fim. Quando estranhei sua voz, eu te procurei em mim. Ninguém vai resolver problemas de nós dois… Se tá tão difícil agora, se um minuto a mais demora, nem olhando assim mais perto, consigo ver por que tá tudo tão incerto…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… É isso aí, há quem acredite em milagres, há quem cometa maldades, há quem não saiba dizer a verdade… É isso aí, um vendedor de flores, ensinar seus filhos a escolher seus amores… Eu não sei parar de te olhar, não sei parar de te olhar, não vou parar de te olhar, eu não me canso de olhar, não vou parar de te olhar…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Nas ruas de outono os meus passos vão ficar. E todo abandono que eu sentia vai passar, as folhas pelo chão, que um dia o vento vai levar, meus olhos só verão que tudo poderá mudar… Eu voltei, por entre as flores da estrada, pra dizer que sem você, não há mais nada… Quero ter você bem mais que perto, com você eu sinto o céu aberto…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Simplesmente aconteceu, não tem mais você e eu no jardim dos sonhos, no primeiro raio de luar… Simplesmente amanheceu, tudo volta a ser só eu, nos espelhos, nas paredes de qualquer lugar… Não tem segredo, não tenha medo de querer voltar… A culpa é minha! Eu tenho vício de me machucar, de me machucar…” Ana Carolina canta “Simplesmente aconteceu”, de Chiara Civello, no “Trabalhando com Poesia” de hoje Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário