Trabalhando com Poesia

“…Venha me beijar de uma vez, você pensa demais pra decidir… Venha a mim de corpo e alma, libera e deixa o que for nos unir… Não vá fugir mais uma vez, vença a falta de ar que a flor do medo traz, tente pensar, pode até ser mal e tal, mas, pode até ser que seja demais… Tudo vai mudar, posso pressentir, você vai lembrar e rir, alguma dor, que não vai matar ninguém, pode ser vista e nos rondar, não precisa se assustar, isso é clamor de amor… Venha me beijar de uma vez, feito nuvem no ar, sem aflição, venha a mim de corpo e alma, libera a paz do meu coração, não vá se perder outra vez, nesse mesmo lugar, por onde já passou… Tente pensar, pode até ser sonho e tal, mas pode até ser que seja o amor… Tudo vai mudar, posso pressentir, você vai lembrar e rir, alguma dor, que não vai matar ninguém, pode ser vista e nos rondar, não precisa se assustar, isso é clamor de amor… Venha me beijar de uma vez, feito nuvem no ar, sem aflição, venha a mim de corpo e alma, libera a paz do meu coração, não vá se perder outra vez, nesse mesmo lugar, por onde já passou… Tente pensar, pode até ser sonho e tal, mas pode até ser que seja o amor…” (Djavan – Flor do medo – Comp.: Djavan)

“… Meu amor, eu nem sei te dizer quanta dor, mesmo a noite não sabia o que o amor escondia… Minha vida, que fazer com minha alma perdida? Foi um raio de ilusão, bem no meu coração… E veio com tudo, dissabor e tudo, veio com tudo, dissabor e tudo… Eu sei, Eu não sei viver sem ela… Assim, um simples talvez me desespera, ninguém pode querer bem sem ralar, não há nada o que fazer. Amar é tudo… Meu amor, eu nem sei te dizer quanta dor, mesmo a noite não sabia o que o amor escondia… Minha vida, que fazer com minha alma perdida? Foi um raio de ilusão, bem no meu coração… E veio com tudo, dissabor e tudo, veio com tudo, dissabor e tudo… Eu sei, Eu não sei viver sem ela… Assim, um simples talvez me desespera, ninguém pode querer bem sem ralar, não há nada o que fazer. Amar é tudo…” (Djavan – Amar é tudo – Comp.: Djavan)

“… Será que alguém saberá dizer, vendo de fora, como é viver longe da mulher que a gente adora? Não há festa que chegue, pra tristeza ceder lugar. Não sei se alguém pode mensurar o que perdi… De tanto sonho que cultivei e não vivi… Adorava me ver como seu. Sempre adorei, mas, não deu. Das vezes que contei com uma virada, nada tenho a dizer, só cabeçada… Cansei! Time empatou com o Madureira. Deus, o que foi que eu fiz? Nasci pra ser o amor e ela mela o jogo. Me teve e não me quis… Será que alguém saberá dizer, vendo de fora, como é viver longe da mulher que a gente adora? Não há festa que chegue, pra tristeza ceder lugar. Não sei se alguém pode mensurar o que perdi… De tanto sonho que cultivei e não vivi… Adorava me ver como seu. Sempre adorei, mas, não deu. Das vezes que contei com uma virada, nada tenho a dizer, só cabeçada… Cansei! Time empatou com o Madureira. Deus, o que foi que eu fiz? Nasci pra ser o amor e ela mela o jogo. Me teve e não me quis…” (Djavan – Adorava me ver como seu – Comp.: Djavan)

Confira outros sucessos de Djavan:

“Resolva seu problema! Há muito tempo você se propõe a reformar sua vida, melhorar seus atos, cessar definitivamente suas fraquezas. Vamos, então, começar a partir deste momento! Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje… De certo, você não há de resolvê-lo do dia para a noite, mas, comece já! E se cair de novo, não desanime: saiba recomeçar quantas vezes for preciso!” (Minutos de Sabedoria Pg. 006)

Bom dia pessoal,

Mais um final de semana chegando e com ele a nossa expectativa de momentos de tranquilidade e de paz. O meu abraço carinhoso e fraterno ao meu irmão, parceiro de signo e compadre Marcelo Vinagre, que aniversaria hoje. Que Deus siga te abençoando mano. Te amo.

Ontem aconteceu na SEDES a abertura do IV novembro Azeviche, que contou com a participação do grupo “Samba de Roda Acabei de chegar”, da cidade de Santo Amaro, além da presença sempre magnifica do Ilê Aiyê, que como sempre deu show. Tivemos ainda um belo desfile dos (as) servidores (as) da SEDES e SUCAB, que deu um tom especial ao evento.

Criar um mundo melhor, mais justo, mais igualitário, não será possível enquanto não eliminarmos todos os tipos de discriminação, de toda e qualquer espécie. Ao longo das últimas semanas temos lido informes acerca do desrespeito que algumas denominações evangélicas estão promovendo em relação a elementos que são muito caros ao nosso povo.

Primeiro foi o desrespeito perpetrado em relação às imagens de orixás existentes no Auditório Abdias do Nascimento, no Centro de Referência à Cultura Afro-brasileira Mãe Mirinha de Portão. Essa semana, após a cerimônia de amarração de Ojás, fomos surpreendidos por atos de vandalismo, notadamente na região de Portão. Ao longo da história da humanidade, sempre que se buscou estabelecer o domínio baseado em dogmas religiosos, os resultados foram nefastos.

Neste sentido, é importante que aqueles (as) que detém a interlocução com as lideranças religiosas das diversas matrizes ideológicas, que atuem efetivamente na direção de interromper essas atitudes de desrespeito às religiões de matriz africana. A nós, meus irmãos e irmãs de fé, como sempre foi nestes 513 anos de Brasil, nos resta a luta, com todos os seus mecanismos e instrumentos, inclusive no sentido de nos organizarmos para identificar os responsáveis diretos ou coniventes e adotar as ações necessárias, incluindo-se as jurídicas. Nosso povo merece e exige respeito!!

Nas nossas sugestões de leitura de hoje, dois textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Dilma, exclusivo, ao 247: “Quem torce contra perde” – Um dia antes do leilão dos aeroportos, a presidente Dilma Rousseff concedeu uma entrevista exclusiva ao 247; disse que espera competição – e forte – entre os maiores grupos nacionais e do mundo na briga por Confins e Galeão; sobre um suposto distanciamento entre o Palácio do Planalto e os empresários, ela apontou “fogo inimigo” e disse mais: “a relação aqui sempre foi de cooperação e digo que nem o Estado pode subordinar o empresário, nem o empresário pode querer subordinar o Estado”; sobre a solidez das contas públicas, ela garantiu que as metas serão cumpridas em 2013 e 2014: “comigo não tem essa história de gastança porque é ano eleitoral”; no campo social, ela prometeu aprofundar a democracia com cotas raciais: “o Brasil precisa sim de ações afirmativas”; em relação ao momento trágico do PT, pediu aos militantes compreensão: “sou presidenta de todos os brasileiros e não posso criar ou alimentar uma crise institucional”; íntegra (…)

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/121531/Dilma-exclusivo-ao-247-Quem-torce-contra-perde.htm

Lula: reeleição de Dilma será resposta às prisões do mensalão – Ex-presidente disse que o PT precisa “ter coragem” de fazer o debate político “no momento certo”, que afirmou ser a campanha eleitoral de 2014; “resposta que a gente vai dar para eles é garantir o segundo mandato da companheira Dilma Rousseff. E se em algum momento faltar argumento para dizer por que que a Dilma tem que ter um segundo mandato, vocês falam: ‘porque o Lula foi melhor no seu segundo mandato, e ela vai ser melhor no segundo mandato'”, afirmou durante encontro com prefeitos do PT em São Paulo

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/121559/Lula-reelei%C3%A7%C3%A3o-de-Dilma-ser%C3%A1-resposta-%C3%A0s-pris%C3%B5es-do-mensal%C3%A3o.htm

JB: domiciliar para Genoino e prisão para Valdemar – Presidente do STF acaba de determinar a prisão do deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP), condenado na AP 470, apurou em primeira mão o 247; em outro despacho, Joaquim Barbosa concedeu prisão domiciliar provisória para o deputado José Genoino; preso na Papuda e transferido para o Incor de Brasília, Genoino tem suspeita de infarto; ele poderá ser submetido a tratamento; parlamentar sofre de doença cardíaca grave e passou mal hoje; só situação dramática convenceu Barbosa, que ainda não fez despachos sobre os demais condenados, entre os quais o presidente do PTB Roberto Jefferson (…)

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/121509/JB-domiciliar-para-Genoino-e-pris%C3%A3o-para-Valdemar.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2013/11/22/trabalhando-com-poesia-544

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma sexta-feira abençoada por Deus e coberta pela paz do Alá de Oxalá! Bom final de semana e até segunda feira.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

O menino azul – Cecília Meireles

O menino quer um burrinho
para passear.
Um burrinho manso,
que não corra nem pule,
mas que saiba conversar.
O menino quer um burrinho
que saiba dizer
o nome dos rios,
das montanhas, das flores,
– de tudo o que aparecer.
O menino quer um burrinho
que saiba inventar histórias bonitas
com pessoas e bichos
e com barquinhos no mar.
E os dois sairão pelo mundo
que é como um jardim
apenas mais largo
e talvez mais comprido
e que não tenha fim.
(Quem souber de um burrinho desses,
pode escrever
para a Ruas das Casas,
Número das Portas,
ao Menino Azul que não sabe ler.)

O sonho e a fronha – Cecília Meireles

Sonho risonho
na fronha de linho.
Na fronha de linho,
a flor sem espinho.
Apanho a lenha
para o vizinho.
E encontro o ninho
de passarinho.
De que tamanho
seria o rebanho?
Não há quem venha
pela montanha
com a minha sombrinha
de teia de aranha?
Sonho o meu sonho.
A flor sem espinho
também sonha
na fronha.
Na fronha de linho.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s