Trabalhando com Poesia

“… Não sei por que você se foi, quantas saudades eu senti… E de tristezas vou viver, e aquele adeus não pude dar… Você marcou na minha vida, viveu, morreu na minha história, chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate… E eu gostava tanto de você, gostava tanto de você… Eu corro, fujo desta sombra, em sonho vejo este passado, e na parede do meu quarto ainda está o seu retrato… Não quero ver pra não lembrar, pensei até em me mudar, lugar qualquer que não exista o pensamento em você… E eu gostava tanto de você, gostava tanto de você… Não sei por que você se foi, quantas saudades eu senti… E de tristezas vou viver, e aquele adeus não pude dar… Você marcou na minha vida, viveu, morreu na minha história, chego a ter medo do futuro e da solidão que em minha porta bate… E eu gostava tanto de você, gostava tanto de você… Eu gostava tanto de você!… Eu gostava tanto de você!… Eu gostava tanto de você!… Eu gostava tanto de você!…” (Tim Maia – Gostava tanto de você – Comp.: Edson Trindade)

“… Quando o inverno chegar, eu quero estar junto a ti, pode o outono voltar, eu quero estar junto a ti… Porque é primavera, te amo… É primavera, te amo, meu amor… Trago esta rosa, para te dar… Trago esta rosa, para te dar… Trago esta rosa, para te dar… Meu amor… Hoje o céu está tão lindo, sai chuva… Hoje o céu está tão lindo, sai chuva… Quando o inverno chegar, eu quero estar junto a ti, pode o outono voltar, eu quero estar junto a ti… Porque é primavera, te amo… É primavera, te amo, meu amor… Trago esta rosa, para te dar… Trago esta rosa, para te dar… Trago esta rosa, para te dar… Meu amor… Hoje o céu está tão lindo, sai chuva… Hoje o céu está tão lindo, sai chuva…” (Tim Maia – Primavera – Comp.: Cassiano / Sílvio Rochael)

“… Pudera, te encontrar aqui, pudera. Este lugar marcou demais em mim, ficou pra nós dois… Sabia, que ia ver você um dia, pra recordar as sensações, sentir o que ficou… Eu só queria te encontrar, te dar um beijo, e terminar com a solidão, com a solidão… Quero te dizer te amo… Tenho minha vida em suas mãos… Vamos reviver um sonho, nosso amor e nossas emoções… Pudera, te encontrar aqui, pudera. Este lugar marcou demais em mim, ficou pra nós dois… Sabia, que ia ver você um dia, pra recordar as sensações, sentir o que ficou… Eu só queria te encontrar, te dar um beijo, e terminar com a solidão, com a solidão… Quero te dizer te amo… Tenho minha vida em suas mãos… Vamos reviver um sonho, nosso amor e nossas emoções… Quero te dizer te amo… Tenho minha vida em suas mãos… Vamos reviver um sonho, nosso amor e nossas emoções… Quero te dizer te amo… Tenho minha vida em suas mãos… Vamos reviver um sonho, nosso amor e nossas emoções… ” (Tim Maia – Pudera – Comp.: Marquinhos / Michel)

“Seja o mesmo, dentro e fora do lar. O lar é a sociedade em miniatura! A sociedade é o lar ampliado. Num e noutra, seja o mesmo: firme em sua palavra, seguro em seu pensamento, honesto em seus atos, calmo na confiança em si mesmo. O homem é o que é. E a manifestação externa reflete o estado íntimo de nossa alma.” (Minutos de Sabedoria Pg. 018)

Bom dia pessoal,

Começaram ontem, na paróquia de Santo Amaro de Ipitanga, os festejos da comunidade católica de Lauro de Freitas, em homenagem ao padroeiro da cidade, que tem sua culminância no próximo dia 15 de Janeiro. Durante todos os dias, a partir das 19:30 serão realizadas missas na igreja Matriz da paróquia.

Confira mais detalhes em nosso Blog:

https://oipa2.wordpress.com/2014/01/06/festa-do-padroeiro-santo-amaro-de-ipitanga%E2%80%8F/

O Jornal Tribuna da Bahia apresentou na sua edição de ontem entrevista concedida pelo atual Secretário Chefe da Casa Civil e pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Deputado Federal licenciado Rui Costa.

O Blog Espaço de Sobrevivência compartilhou com seus leitores, colaboradores esta análise sobre a conjuntura política e perspectivas do governo do estado e da disputa eleitoral que se aproxima.

Classificado como pai da mobilidade urbana pelo próprio governador Jaques Wagner, o secretário da Casa Civil, Rui Costa, pré-candidato ao governo do estado, embora considere o título como “uma generosidade do governador”, mas não nega que reuniu sua equipe para priorizar o metrô e comemora o êxito, bem como assegura entrega de importantes obras no primeiro semestre deste ano. “Eu cheguei com essa determinação do governador e nós tivemos, graças a Deus, êxito”.

Ficam prontas, conforme ele, as intervenções em curso na Paralela (Av. Pinto de Aguiar, os viadutos do Imbuí, os viadutos de Narandiba, o acesso à estrada de Curralinho, que vai ligar a Luis Eduardo ao Curralinho, no Stiep, a alça de ligação da BR-324 à Av. Luis Eduardo Magalhães).

Confira a íntegra em nosso blog:

https://oipa2.wordpress.com/2014/01/06/rui-costa-garante-grandes-obras-na-bahia-no-primeiro-semestre-de-2014-por-oswaldo-lyra-no-jornal-tribuna-da-bahia-06012014/

Nas nossas sugestões de leitura de hoje, alguns textos do site Carta Capital. Vale a pena conferir:

Nelson Mandela de corpo inteiro, por Antonio Luiz M. C. Costa – O homem completo. O Mandela idoso, negociador e estadista não teria existido sem o jovem revolucionário e guerrilheiro – Rolihlahla Mandela nasceu em plena Primeira Guerra Mundial, recebeu o apelido inglês de Nelson de sua primeira professora primária segundo o costume do tempo, mas ficou mais conhecido de seus companheiros de luta como Madiba (nome de seu clã da etnia Xhosa) e do povo sul-africano como Tata, “pai”.

http://www.cartacapital.com.br/revista/779/nelson-mandela-de-corpo-inteiro-8130.html

Impasse crônico – O elevado custo das tecnologias para tratar o câncer, que em 2030 deve ser a principal causa de morte no Brasil, impõe um sério desafio ao SUS. Em 2011, os gastos públicos para tratar câncer superaram a marca de 2,2 bilhões de reais – Portador de mieloma múltiplo, raro tipo de câncer no sangue, o aposentado Raimundo Bruzzi toma há dois anos Revlimid, remédio prescrito por sua hematologista para impedir o avanço da doença. Sem condições de pagar pelo remédio, ao custo de 10 mil dólares por mês, teve de recorrer à Justiça para ter acesso à terapia. Aprovado em mais de 80 países, o Revlimid não está na lista de medicamentos aceitos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

http://www.cartacapital.com.br/revista/775/impasse-cronico-9053.html

O racismo em números – A esmagadora maioria dos beneficiários do Brasil Sem Miséria é de negros, comprova levantamento do governo federal. Quando publicou Casa-Grande & Senzala em 1933, Gilberto Freyre não tinha a seu dispor um grande volume de dados sociológicos sobre a população brasileira. O IBGE foi criado um ano depois e o Ipea apenas na década de 1960. Se tivesse acesso a pesquisas que comprovassem a relação intrínseca entre pobreza e cor de pele no Brasil, hoje abundantes, talvez sua teoria da democracia racial brasileira fosse um pouco diferente. Ao ser confrontado com as estatísticas, o racismo brasileiro, sustentado em três séculos de escravidão, desvela-se como uma verdade factual.

http://www.cartacapital.com.br/revista/767/o-racismo-em-numeros-6063.html

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/01/07/trabalhando-com-poesia-556

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Terça-feira abençoada por Deus.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Gozo Sonhado – Ricardo Reis

Gozo sonhado é gozo, ainda que em sonho.
Nós o que nos supomos nos fazemos,
Se com atenta mente
Resistirmos em crê-lo.
Não, pois, meu modo de pensar nas coisas,
Nos seres e no fado me consumo.
Para mim crio tanto
Quanto para mim crio.
Fora de mim, alheio ao em que penso,
O Fado cumpre-se. Porém eu me cumpro
Segundo o âmbito breve
Do que de meu me é dado.

Não só quem nos odeia ou nos inveja – Ricardo Reis

Não só quem nos odeia ou nos inveja
Nos limita e oprime; quem nos ama
Não menos nos limita.
Que os deuses me concedam que, despido
De afetos, tenha a fria liberdade
Dos píncaros sem nada.
Quem quer pouco, tem tudo; quem quer nada
É livre; quem não tem, e não deseja,
Homem, é igual aos deuses.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s