Trabalhando com Poesia

“… Já rodei todo esse mundo, procurando encontrar Um amor, um bem profundo, que eu pudesse realizar… Os meus sonhos de criança, como todo mundo faz, de formar uma família, como era a dos meus pais… Mas o tempo foi passando e a coisa mudou, solidão foi se chegando e se acostumou… Essa tal felicidade, hei de encontrar, mesmo se eu tiver que escolher, se eu tiver que esperar… De uma coisa eu não desisto, sou fiel, não abro mão: De ter filhos, ter amigos, companheira e irmãos… Se essa vida é bonita, ela é feita pra sonhar, mais aumento o meu desejo de afinal te encontrar… Mas o que eu não me acostumo é com a solidão, um pedaço do seu beijo ou seu coração… Isso já me fortalece, me faz delirar, mesmo se eu tiver que escolher, se eu tiver que esperar…” (Tim Maia – Essa tal felicidade – Comp.: Tim Maia)

“… Às vezes no silêncio da noite, eu fico imaginando nós dois, eu fico ali sonhando acordado, juntando o antes, o agora e o depois… Por que você me deixa tão solto? Por que você não cola em mim? Tô me sentindo muito sozinho… Não sou nem quero ser o seu dono, é que um carinho às vezes cai bem… Eu tenho os meus desejos e planos
secretos, só abro pra você mais ninguém… Por que você me esquece e some? E se eu me interessar por alguém? E se ela de repente me ganha?… Quando a gente gosta é claro que a gente cuida, fala que me ama, só que é da boca pra fora… Ou você me engana ou não está madura, onde está você agora?… Não sou nem quero ser o seu dono, é que um carinho às vezes cai bem… Eu tenho os meus desejos e planos secretos, só abro pra você mais ninguém… Por que você me esquece e some? E se eu me interessar por alguém? E se ela de repente me ganha?… Quando a gente gosta é claro que a gente cuida, fala que me ama, só que é da boca pra fora… Ou você me engana ou não está madura, onde está você agora?…” (Tim Maia – Sozinho – Comp.: Peninha)

“… Toda vez que eu olho, toda vez que eu chamo, toda vez que eu penso em lhe dar o meu amor, meu coração… Pensa que não vai ser possível!… De lhe encontrar… Pensa que não vai ser possível!… De lhe amar… Pensa que não vai ser possível!… De Conquistá-la… Eu amo você, menina… Eu amo você!… Eu amo você, menina… Eu amo você!… Toda vez que eu olho, toda vez que eu chamo, toda vez que eu penso em lhe dar o meu amor, meu coração… Pensa que não vai ser possível!… De lhe encontrar… Pensa que não vai ser possível!… De lhe amar… Pensa que não vai ser possível!… De Conquistá-la… Eu amo você, menina… Eu amo você!… Eu amo você, menina… Eu amo você!… Eu te amo!… Eu te amo!…” (Tim Maia – Eu amo você – Comp.: Cassiano)

“Seja atencioso e compreensivo. Quantas vezes a pessoa que vem falar com você traz problemas recônditos, escondidos no âmago da alma! Mantenha-se sereno, você que já vislumbrou a luz do entendimento fraterno. Conserve seu equilíbrio, quando alguém se apresenta perturbado. Seja atencioso e compreensivo: o mundo está repleto de enfermos, e você tem saúde moral.” (Minutos de Sabedoria Pg. 019)

Bom dia pessoal,

O “Trabalhando com Poesia” de hoje pede licença para homenagear a uma pessoa importante e imprescindível em nossa caminhada. Completa hoje 67 anos minha amada mãe, Dona Célia Vinagre. Deste espaço desejamos a ela que siga sendo abençoada por Deus e que a nós, filhos, netos, amigos, noras, etc, seja concedida a graça de privar de sua presença física e amorosa por muitos anos ainda. Te amo mãe!!! Parabéns. Feliz Aniversário

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

A escolha de Carmen: ser juíza ou carrasca adjunta – Até agora, todas as execuções penais da Ação Penal 470, marcadas por abusos e arbitrariedades condenadas por juristas de renome, foram tomadas por um único homem: Joaquim Barbosa; como ele saiu de férias sem concluir seu “serviço”, deixou para a ministra Carmen Lúcia o caso que envolve o deputado João Paulo Cunha (PT-SP); agora, ela pode escolher seu papel na história: será juíza ou embarcará na insana aventura de um ministro que manda réus condenados ao semiaberto para regime fechado e deixa outros, como Roberto Jefferson, curtindo o verão em casa?; a Justiça brasileira nas mãos de Carmen Lúcia; será que ela irá se submeter à tirania de um eventual candidato togado?

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/126188/A-escolha-de-Carmen-ser-ju%C3%ADza-ou-carrasca-adjunta.htm

Agências desbancam onda pessimista contra o Brasil – Depois da Moody’s anunciar que não deve alterar a nota brasileira de classificação de risco, Fitch também diz que o rating brasileiro poderá ser mantido neste ano, com elevação de crescimento para 2,5% e superávit primário estável, em 2% do PIB; quanto a Standard & Poor’s (S&P), diretor avisa que mesmo o fraco crescimento do País não seria o motivo principal para uma revisão: “Olhamos a direção da política econômica”

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/126201/Ag%C3%AAncias-desbancam-onda-pessimista-contra-o-Brasil.htm

Barbosa nega pedido de advogada cega no Rio – Deborah Prates queria protocolar petições e documentos em papel até que os sites do Judiciário fossem plenamente acessíveis; em resposta, o ministro Joaquim Barbosa, afirmou em dezembro não haver razões suficientes para conceder a liminar; “o motivo explanado pela reclamante, no sentido de necessitar de ajuda de terceiros para o envio de uma petição eletrônica ante a inacessibilidade do sistema para deficientes visuais, não configura o perigo de dano irreparável ou de difícil reparação”, disse ele

http://www.brasil247.com/pt/247/rio247/126213/Barbosa-nega-pedido-de-advogada-cega-no-Rio.htm

Número de inscritos no Sisu chega a 1,6 milhão – O total de inscrições passa de 3 milhões, pois cada candidato pode fazer até duas opções de curso. As inscrições podem ser feitas até as 23h59, no horário de Brasília, do dia 10 de janeiro, no site do Sisu; De acordo com o MEC, Minas Gerais permanece liderando com o maior número de inscritos (199.961); em seguida, estão São Paulo (196.116) e Rio de Janeiro (158.614); Medicina, direito e engenharia civil são cursos mais procurados

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/126190/N%C3%BAmero-de-inscritos-no-Sisu-chega-a-16-milh%C3%A3o.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/01/08/trabalhando-com-poesia-557

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma quarta-feira abençoada por Deus e repleta da força da rainha dos ventos e trovões. Eparrey Oyá.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 1: apio.nascimento@sedesba.ba.gov.br
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Vós que, Crentes – Ricardo Reis

Vós que, crentes em Cristos e Marias,
Turvais da minha fonte as claras águas
Só para me dizerdes
Que há águas de outra espécie
Banhando prados com melhores horas
Dessas outras regiões pra que falar-me
Se estas águas e prados
São de aqui e me agradam?
Esta realidade os deuses deram
E para bem real a deram externa.
Que serão os meus sonhos
Mais que a obra dos deuses?
Deixai-me a Realidade do momento
E os meus deuses tranqüilos e imediatos
Que não moram no Vago
Mas nos campos e rios.
Deixai-me a vida ir-se pagãmente
Acompanhada pelas avenas tênues
Com que os juncos das margens
Se confessam de Pã.
Vivei nos vossos sonhos e deixai-me
O altar imortal onde é meu culto
E a visível presença
os meus próximos deuses.
Inúteis procos1 do melhor que a vida,
Deixai a vida aos crentes mais antigos
Que a Cristo e a sua cruz
E Maria chorando.
Ceres, dona dos campos, me console
E Apolo e Vênus, e Urano antigo
E os trovões, com o interesse
De irem da mão de Jove.

1 Pretendentes

Não Sei se é Amor que Tens – Ricardo Reis

Não sei se é amor que tens, ou amor que finges,
O que me dás. Dás-mo. Tanto me basta.
Já que o não sou por tempo,
Seja eu jovem por erro.
Pouco os deuses nos dão, e o pouco é falso.
Porém, se o dão, falso que seja, a dádiva
É verdadeira. Aceito,
Cerro olhos: é bastante.
Que mais quero?

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s