Trabalhando com Poesia

“… Sem querer, te perdi tentando te encontrar, por te amar demais sofri, amor, me senti traído e traidor… Fui cruel sem saber que entre o bem e o mal, Deus criou um laço forte, um nó eE quem viverá um lado só?… A paixão veio assim, afluente sem fim, rio que não deságua, aprendi com a dor nada mais é o amor, que o encontro das águas… Esse amor hoje vai pra nunca mais voltar, como faz o velho pescador, quando sabe que é a vez do mar… Qual de nós foi buscar o que já viu partir, quis gritar, mas segurou a voz, quis chorar, mas conseguiu sorrir?… A paixão veio assim, afluente sem fim, rio que não deságua, aprendi com a dor nada mais é o amor, que o encontro das águas… A paixão veio assim, afluente sem fim, rio que não deságua, aprendi com a dor nada mais é o amor, que o encontro das águas… Quem eu sou, pra querer entender o amor?… Quem eu sou, pra querer entender o amor?…” (Jorge Aragão e Jorge Vercilo – Encontro das Águas – Comp.: Jorge Vercilo)

“… ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô ô ô ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô, ô Tem o amor várias maneiras, que ultrapassam as fronteiras de qualquer reflexão… Bem, pode ser uma fogueira, que se apaga na primeira breve chuva de verão… Eu vi por amor sincero alguém jurar, a estrela Dalva ir buscar, e ao seu bem oferecer… Também, quem um dia viu a dor pousar e num sonho azul de amor secar, toda fonte do prazer… ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô, ô… Sei, eu sei, que o amor é um mistério, o mais rico dos minérios, que enriquece o coração… Mas, quando não levado a sério, leva o trono império, pro domínio da ilusão… E faz o mais duro coração chorar, no escuro uma luz brilhar, como por encanto e assim, quem souber contar o segredo do amor terá o sublime dom de revelar o Principio e o fim… ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô ô ô ô ô ô ô, ô ô ô ô, ô ô, ô…” (Jorge Aragão – Reflexão – Comp.: Jorge Aragão / Luiz Carlos Da Vila)

“… Vou cuidar de mim, faz um tempo que essa dor tá pedindo fim, já cansei do nosso amor se arrastando assim, por aí, se perdendo… Tive que aprender, nada é tão igual ou mais quanto meu prazer, se pra ser feliz tiver que perder você, pode crer, vou tentar, desse jeito assim, vou poder viver pra quem só gostar de mim… Sinto muito, mas não vou implorar, nem me estressar pra ter você, pode escrever, eu não… Logo que puder, vai meu corpo e alma só pra quem me quiser, nada pessoal, procure entender, mais ninguém vai me ver chorando… Vou cuidar de mim, faz um tempo que essa dor tá pedindo fim, já cansei do nosso amor se arrastando assim, por aí, se perdendo… Tive que aprender, nada é tão igual ou mais quanto meu prazer, se pra ser feliz tiver que perder você, pode crer, vou tentar, desse jeito assim, vou poder viver pra quem só gostar de mim… Sinto muito, mas não vou implorar, nem me estressar pra ter você, pode escrever, eu não… Logo que puder, vai meu corpo e alma só pra quem me quiser, nada pessoal, procure entender, mais ninguém vai me ver chorando…” (Jorge Aragão – Vou cuidar de mim – Comp.: Jorge Aragão)

“Não se deixe abater pelo desânimo! Não queira jamais, abandonar a vida, porque isto nada resolve, e agravará ainda mais seus sofrimentos. Se você pensa que, fugindo, se sentirá aliviado, engana-se redondamente. Não se vingue dos outros, fazendo mal a si mesmo! Reaja com todas as suas forças, e não se deixe esmagar pela incompreensão alheia.” (Minutos de Sabedoria Pg. 060)

Bom dia pessoal,

Lamentáveis as afirmações do ex-presidente do Bahia (Graças a Deus e a Carlos Ratis), ao tentar defender o indefensável ou negar o que é límpido como água e, tentar atingir o presidente do Bahia Fernando Schmidt de forma desclassificada e carregada de preconceito.

Mais lamentável ainda é perceber que alguém com esse nível de entendimento das relações entre os seres humanos presidiu o nosso clube. Num momento em que o futebol se depara com a mais odiosa das práticas, que é a discriminação racial, que vem atingindo jogadores e árbitros negros, vemos um ex-dirigente e parlamentar que graças a Deus e aos orixás foi apartado de ambas as representações dar demonstrações públicas de homofobia. Que permaneça longe do Bahia e do parlamento. Já temos problemas demais. Até nunca mais MGF.

Há dois aspectos nessa divulgação dos nomes de beneficiários de recursos do Esporte Clube Bahia que são de fundamental importância: o primeiro é o de total apoio e aplauso à direção do clube por dar sequência ao trabalho de auditoria e de, seguindo a orientação do Conselho dar divulgação a seus resultados. O segundo diz respeito ao cuidado que precisamos ter com a honra das pessoas, até por que, determinadas práticas podem ser atacadas por processos de calúnia, difamação e cobrança de perdas e danos morais. Temos que estar atentos e firmes pois a imprensa corporativista e contaminada por essas práticas irá ao ataque.

Quem fez uma boa abordagem sobre a questão foi o radialista e tricolor Antonio Tilemont, em seu perfil do facebook, que reproduzo abaixo.

“NAÇÃO TRICOLOR !!! – Vamos redobrar as atenções. Os INIMIGOS do Bahia vão partir para o ataque. Fiquemos todos atentos e de armas em punho, o seu dedinho: não ouçam INIMIGOS do BAHIA.

Tive acesso a toda a documentação dos pagamentos a terceiros, conforme definido pela Direção do Clube, mas que tornou-se popularmente conhecida por “lista do jabá”.

Do que eu vi, já tinha conhecimento de muita coisa. Não tinha provas, afinal, a Auditoria teve acesso a documentos da área financeira do Clube, o que a mim, só hoje. Sobre as passagens aéreas para radialistas já tinha conhecimento de que era um pratica desde a gestão de Osório Vilas Boas, ou seja, em torno de 50 anos atrás. Não vou condenar, nem absolver ninguém. Quem praticou que assuma os seus atos e dê as suas explicações, mas NUNCA fui a FAVOR.

Acho que com esse dinheiro, o Bahia poderia ter construído o seu Estádio ou estar com todos os débitos em dia, ter contratado muito melhor, etc.

Os desvios financeiros são claros. Contas exorbitantes foram pagas. Nenhuma das notas fiscais apontadas tem comprovação de serviços realizados e não são inerentes a cessão de uso de direito de voz, nome, apelido e imagem, ou seja, nada a ver com contratação ou intermediação de jogador.

O pior está por vir. Anotem o que vou escrever: dentro de 60 a 90 dias, alguns mandados de prisão serão expedidos. Tem gente que pode parar atrás das grades. Quem tem conhecimento do que está ocorrendo nos bastidores sabe que as coisas GRAÚDAS já se encontram em poder dos Ministérios Públicos da Bahia e da União.

Parabenizo a toda a Diretoria por estar tornando o Clube transparente. Em 37 anos de sócio nunca me foi permitido manusear documentos internos como hoje. É preciso apenas ter o cuidado para saber separar a prestação de serviço legal, pois pode estar protegida por contratos e provocar uma enxurrada de ações contra o Clube. BBMP!!!!!!”

A presidenta Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira (12) que os ministérios da Saúde e da Integração Nacional e as Forças Armadas prestem atendimento rápido e socorro imediato às regiões afetadas pelas enchentes na região Norte. Dilma se reuniu no Palácio do Planalto com o governador de Rondônia, Confúcio Moura, e com prefeitos de cidades afetadas pelas enchentes.

“A presidenta demonstrou muita preocupação com a situação dos estados de Rondônia, Acre e Amazonas. Ela determinou aos ministros atendimento rápido, pronto, e socorro imediato aos desabrigados, alojamento adequado, prestação de serviços de saúde e remoção por aeronaves das regiões isoladas. Ela demonstrou apoio do Exército para abrirmos juntos novos acessos rodoviários a essas cidades. (…) Essa reunião nos animou muito e nos encheu de muita esperança para enfrentamento dessa dificuldade”, afirmou Confúcio.

Segundo o governador, o apoio do governo federal envolve liberação de recursos emergenciais, dos quais Rondônia já recebeu R$ 7 milhões para ajudar em torno de 2,4 mil famílias desabrigadas. Além disso, serão enviados às áreas afetadas aviões e helicópteros para resgate de pessoas em regiões de risco, profissionais extras do programa Mais Médicos, vagas extras do Minha Casa, Minha Vida e auxílio a pescadores e pequenos e médios agricultores.

Após a situação das enchentes se normalizar, principalmente na região do Rio Madeira, serão elaborados projetos para obras de infraestrutura nas cidades isoladas. A reunião envolveu também prefeitos de três cidades afetadas em Rondônia. Mauro Nazif, prefeito de Porto Velho, agradeceu ao governo federal pelo apoio que evitou mortes por conta das enchentes.

“Porto Velho tem algo em torno de 12 mil pessoas desalojadas ou desabrigadas. Faço um registro importante que pedimos o estado de calamidade ao governo federal. Dentro desse decreto de calamidade, um dos pontos importantes é que Porto Velho, um índice não alcançamos, e esse índice a gente é muito grato. O que é? A calamidade inclui também óbito. Apesar de nunca termos vivido uma situação dessas em quase cem anos, não tivemos um óbito sequer, nem tivemos nenhum ferido”, constatou o prefeito.

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta quarta-feira (12), durante a cerimônia de assinatura dos contratos das rodovias BR-163 e BR-040, que as concessões que preveem duplicação levam mais segurança e rapidez aos usuários e possibilitam um menor custo de transporte. Os contratos abrangem 2.634,9 km de rodovias e totalizam investimento de R$ 18,2 bilhões, sendo R$ 10,3 bilhões nos primeiros cinco anos da concessão.

“Ao analisar as rodovias, principalmente nos eixos mais importantes, levar a duplicação a elas torna-se algo fundamental, essencial. Levar duplicação significa maior segurança, mais rapidez e portanto, menor custo do transporte, sobretudo nas regiões que são regiões de fronteira de produção, como é o caso de todo o Centro-Oeste brasileiro”, destacou Dilma.

Em 2013, foram realizados cinco leilões de concessões de rodovias no âmbito do Programa de Investimento em Logística (PIL), com 4.248 km de rodovias federais concedidos, dos quais 2.840 km serão duplicados pelas concessionárias, com investimento de R$ 28,4 bilhões. Também em 2013 foram concedidos, fora do PIL, 476 km da BR-101/ES, dos quais 418 km serão duplicados. O investimento será de R$ 2,6 bilhões.

Na nossa sugestão de leitura de hoje alguns textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

O Brasil na encruzilhada: prolongar a dependência ou completar a invenção? Por Leonardo Boff – Ainda há tempo para mudanças que podem reorientar o país para o seu rumo certo, especialmente agora que, com a crise ecológica, se transformou num peso decisivo da balança e do equilíbrio buscado pelo planeta Terra – Observador atento aos processos de transformação da economia mundial em contraponto com a brasileira, Celso Furtado, um dos nossos melhores nomes em economia política, escreveu em seu livro Brasil: a construção interrompida: “Em meio milênio de história, partindo de uma constelação de feitorias, de populações indígenas desgarradas, de escravos transplantados de outro continente, de aventureiros europeus e asiáticos em busca de um destino melhor, chegamos a um povo de extraordinária polivalência cultural, um país sem paralelo pela vastidão territorial e homogeneidade linguística e religiosa.

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/132750/O-Brasil-na-encruzilhada-prolongar-a-depend%C3%AAncia-ou-completar-a-inven%C3%A7%C3%A3o.htm

As derrotas dos barões da mídia, Por Altamiro Borges – Em 2013, a América Latina se manteve na vanguarda da luta pela regulação da mídia. A região conhece bem os estragos causados por uma mídia concentrada e manipuladora
Em 2013, o debate sobre o poder ditatorial dos meios de comunicação e sobre a urgência da regulação democrática da mídia ganhou impulso no mundo inteiro. Até o Reino Unido, chocado com os escândalos de corrupção e invasão de privacidade do império de Rupert Murdoch, aprovou uma dura legislação. A Rainha Elizabeth 2ª se tornou, na visão dos barões da mídia, a nova “chavista” do planeta. Os avanços mais sensíveis se deram na América Latina.

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/132754/As-derrotas-dos-bar%C3%B5es-da-m%C3%ADdia.htm

Sete lições que já deveríamos ter aprendido sobre o golpe de 1964 e sua ditadura, por Antonio Lassance – Há 50 anos, o Brasil foi capturado pela mais longa, cruel e tacanha ditadura de sua história. Meio século é tempo suficiente para aprendermos algo sobre isso. Há 50 anos, o Brasil foi capturado pela mais longa, mais cruel e mais tacanha ditadura de sua história. Meio século é mais que suficiente tanto para aprendermos quanto para esquecermos muitas coisas. É preciso escolher de que lado estamos diante dessas duas opções.

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/132818/Sete-li%C3%A7%C3%B5es-que-j%C3%A1-dever%C3%ADamos-ter-aprendido-sobre-o-golpe-de-1964-e-sua-ditadura.htm

Golpe de 64: revolução para quem? Por Chico Vigilante – Para os que tramaram e derrubaram João Gloulart para garantir os interesses americanos no país, com o apoio dos mesmos que hoje criticam as medidas dos governos petistas pelo fim das desigualdades sociais no Brasil e na América Latina. Há 50 anos o Brasil passou por uma experiência nefasta, que atrasou por décadas o desenvolvimento social do país e as reformas em andamento em 1964. Neste mês, alguns cidadãos reunidos em clubinhos e sites de extrema direita devem estar se preparando para comemorar o 31 de março, sem perceber que pra eles só resta a lata de lixo da história.

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/132872/Golpe-de-64-revolu%C3%A7%C3%A3o-para-quem.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/03/13/trabalhando-com-poesia-596

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma quinta feira abençoada por Deus, coberta de paz e protegida pelo Caçador de uma flecha só. Okearô Odé!!

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Adormecida – Castro Alves

Ses longs cheveux épars la couvrent tout entière
La croix de son collier repose dans sa main,-
Comme pour témoigner qu’elle a fait sa prière.
Et qu’elle va la faire en s’éveillant demain.

A. DE MUSSET

UMA NOITE, eu me lembro… Ela dormia
Numa rede encostada molemente…
Quase aberto o roupão… solto o cabelo
E o pé descalço do tapete rente.

‘Stava aberta a janela. Um cheiro agreste
Exalavam as silvas da campina…
E ao longe, num pedaço do horizonte,
Via-se a noite plácida e divina.

De um jasmineiro os galhos encurvados,
Indiscretos entravam pela sala,
E de leve oscilando ao tom das auras,
Iam na face trêmulos – beijá-la.

Era um quadro celeste!…A cada afago
Mesmo em sonhos a moça estremecia…
Quando ela serenava… a flor beijava-a…
Quando ela ia beijar-lhe… a flor fugia…

Dir-se-ia que naquele doce instante
Brincavam duas cândidas crianças…
A brisa, que agitava as folhas verdes,
Fazia-lhe ondear as negras tranças!

E o ramo ora chegava ora afastava-se…
Mas quando a via despeitada a meio,
P’ra não zangá-la… sacudia alegre
Uma chuva de pétalas no seio…

Eu, fitando esta cena, repetia
Naquela noite lânguida e sentida:
‘Ó flor! – tu és a virgem das campinas!
‘Virgem! – tu és a flor da minha vida!…’

Vozes D’África – Castro Alves

Deus! ò Deus! onde estàs que não respondes?
Em que mundo, em qu’estrela tu t’escondes
Embuçado nos cèus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito…
Onde estàs, Senhor Deus?…

Qual Prometeu tu me amarraste um dia
Do deserto na rubra penedia
— Infinito: galé! …
Por abutre — me deste o sol candente,
E a terra de Suez — foi a corrente
Que me ligaste ao pé…

O cavalo estafado do Beduíno
Sob a vergasta tomba ressupino
E morre no areal.
Minha garupa sangra, a dor poreja,
Quando o chicote do simoun dardeja
O teu braço eternal.

Minhas irmãs são belas, são ditosas…
Dorme a Ásia nas sombras voluptuosas
Dos harèns do Sultão.
Ou no dorso dos brancos elefantes
Embala-se coberta de brilhantes
Nas plagas do Hindustão.

Por tenda tem os cimos do Himalaia…
Ganges amoroso beija a praia
Coberta de corais …
A brisa de Misora o céu inflama;
E ela dorme nos templos do Deus Brama,
— Pagodes colossais…

A Europa é sempre Europa, a gloriosa! …
A mulher deslumbrante e caprichosa,
Rainha e cortesã.
Artista — corta o mármor de Carrara;
Poetisa — tange os hinos de Ferrara,
No glorioso afã! …

Sempre a làurea lhe cabe no litígio…
Ora uma c’roa, ora o barrete frígio
Enflora-lhe a cerviz.
Universo após ela — doudo amante
Segue cativo o passo delirante
Da grande meretriz.

………………………………

Mas eu, Senhor!… Eu triste abandonada
Em meio das areias esgarrada,
Perdida marcho em vão!
Se choro… bebe o pranto a areia ardente;
talvez… p’ra que meu pranto, ó Deus clemente!
Não descubras no chão…

E nem tenho uma sombra de floresta…
Para cobrir-me nem um templo resta
No solo abrasador…
Quando subo ás Pirâmides do Egito
Embalde aos quatro céus chorando grito:
‘Abriga-me, Senhor!…’

Como o profeta em cinza a fronte envolve,
Velo a cabeça no areal que volve
O siroco feroz…
Quando eu passo no Saara amortalhada…
Ai! dizem: ‘Lá vai África embuçada
No seu branco albornoz. . . ‘

Nem vêem que o deserto é meu sudário,
Que o silêncio campeia solitàrio
Por sobre o peito meu.
Lá no solo onde o cardo apenas medra
Boceja a Esfinge colossal de pedra
Fitando o morno cèu.

De Tebas nas colunas derrocadas
As cegonhas espiam debruçadas
O horizonte sem fim …
Onde branqueia a caravana errante,
E o camelo monòtono, arquejante
Que desce de Efraim

…………………………………

Não basta inda de dor, ó Deus terrível?!
É, pois, teu peito eterno, inexaurìvel
De vingança e rancor?…
E que é que fiz, Senhor? que torvo crime
Eu cometi jamais que assim me oprime
Teu glàdio vingador?!
………………………………….

Foi depois do dilúvio… um viadante,
Negro, sombrio, pálido, arquejante,
Descia do Arará…
E eu disse ao peregrino fulminado:
‘Cão! … serás meu esposo bem-amado…
— Serei tua Eloá. . . ‘

Desde este dia o vento da desgraça
Por meus cabelos ululando passa
O anátema cruel.
As tribos erram do areal nas vagas,
E o Nômada faminto corta as plagas
No rápido corcel.

Vi a ciência desertar do Egito…
Vi meu povo seguir — Judeu maldito —
Trilho de perdição.
Depois vi minha prole desgraçada
Pelas garras d’Europa — arrebatada —
Amestrado falcão! …

Cristo! embalde morreste sobre um monte
Teu sangue não lavou de minha fronte
A mancha original.
Ainda hoje são, por fado adverso,
Meus filhos — alimária do universo,
Eu — pasto universal…

Hoje em meu sangue a América se nutre
Condor que transformara-se em abutre,
Ave da escravidão,
Ela juntou-se ás mais… irmã traidora
Qual de Josè os vis irmãos outrora
Venderam seu irmão.

Basta, Senhor! De teu potente braço
Role através dos astros e do espaço
Perdão p’ra os crimes meus!
Há dois mil anos eu soluço um grito…
escuta o brado meu lá no infinito,
Meu Deus! Senhor, meu Deus!!…

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s