Arquivo do mês: julho 2014

Trabalhando com Poesia

“… Você está, você é, você faz, você quer, você tem… Você diz a verdade, a verdade é o seu dom de iludir… Como pode querer que a mulher vá viver sem mentir?…” Continuar lendo

Anúncios
Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Um índio descerá de uma estrela colorida, brilhante, de uma estrela que virá numa velocidade estonteante e, pousará no coração do hemisfério sul, na América, num claro instante… Depois de exterminada a última nação indígena e, o espírito dos pássaros das fontes de água límpida, mais avançado que a mais avançada das mais avançadas das tecnologias… Virá! Impávido que nem Muhammad Ali, virá que eu vi… Apaixonadamente como Peri, virá que eu vi… Tranqüilo e infálivel como Bruce Lee, virá que eu vi… O axé do afoxé Filhos de Gandhi, virá…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Gosto de ver você no seu ritmo, dona do carnaval… Gosto de ter, sentir seu estilo, ir no seu íntimo, nunca me faça mal… Linda, mais que demais, você é linda sim… Onda do mar do amor, que bateu em mim… Você é linda e sabe viver, você me faz feliz, esta canção é só pra dizer e, diz…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… A tristeza é senhora, desde que o samba é samba é assim… A lágrima clara sobre a pele escura, a noite, a chuva que cai lá fora… Solidão apavora, tudo demorando em ser tão ruim, mas alguma coisa acontece, no quando agora em mim, cantando eu mando a tristeza embora…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Ela dormiu no calor dos meus braços, e eu acordei sem saber, se era um sonho… Algum tempo atrás, pensei em te dizer, que eu nunca caí nas suas armadilhas de amor… Naquele amor, à sua maneira, perdendo o meu tempo, a noite inteira…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

TRE acata liminar e manda Procuradoria retirar nome de Moema da lista de impugnados

Na decisão, o juiz Cláudio Césare Braga Pereira considera o argumento da defesa de que a ex-prefeita teve todas as suas contas aprovadas pelo TCM e a inclusão do nome em lista de candidatos impugnados prejudica a campanha da candidata, “uma vez que outras páginas da internet estão reproduzindo a informação errônea, fazendo com que esta circule por todo o Estado”. Continuar lendo

Publicado em Notícias e política | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“Não diga que não pode trabalhar em benefício dos outros. Quantos mudos dariam uma fortuna para poderem falar como você? Quantos paralíticos suspiram pelos passos que você pode dar? Quantos milionários lhe entregariam suas riquezas, para terem um décimo da fé que você tem? Não diga que não pode trabalhar! Distribua os bens que Deus lhe concedeu, em gestos de bondade e palavras de carinho”. (Minutos de Sabedoria Pg. 100) Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“…Os velhos olhos vermelhos voltaram, dessa vez com o mundo nas costas e, a cidade nos pés… Pra que sofrer se nada é pra sempre? Pra que correr, se nunca me vejo de frente?… Parei de pensar e, comecei a sentir… Nada como um dia após dia, uma noite, um mês, os velhos olhos vermelhos voltaram de vez…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Ninguém nunca te disse como ser tão imperfeito, você tem tão pouca chance de alcançar o seu destino, é fácil fazer parte de um mundo tão pequeno, onde amigos invisíveis, nunca ligam outra vez… Talvez até porque, ninguém mude por você… Se você quer que eu feche os olhos, pra alguém que foi viver algum dia lá fora… E nesse dia, se o mundo acabar, não vou ligar pra aquilo que eu não fiz…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Correndo como um louco, falta sempre muito pouco, pra se perder a razão… De olhos fechados, no meio da sua rua, sonhando acordado, no lado escuro da lua… De olhos fechados, no meio da sua rua, sonhando acordado, no lado escuro da lua…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Eu aguento até os estetas, eu não julgo competência, eu não ligo pra etiqueta… Eu aplaudo rebeldias, eu respeito tiranias e compreendo piedades, eu não condeno mentiras, eu não condeno vaidades… O que eu não gosto é do bom gosto, eu não gosto de bom senso, eu não gosto dos bons modos, não gosto… Eu gosto dos que têm fome, dos que morrem de vontade, dos que secam de desejo, dos que ardem…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Candidatura de Moema está mantida

“Ao longo de oito anos de gestão à frente da Prefeitura de Lauro de Freitas, a ex-prefeita Moema Gramacho jamais teve uma só conta rejeitada pelo Tribunal de Contas dos Municípios. Ao contrário, todas as contas referentes aos exercícios financeiros de 2005 a 2012 foram aprovadas tanto por aquele tribunal como pela Câmara de Vereadores.” Assessoria – Moema Gramacho Continuar lendo

Publicado em Notícias e política | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Depois de ter você, para que querer saber que horas são? Se é noite ou faz calor, se estamos no verão, se o sol virá ou não, ou pra que é que serve uma canção como essa?… Depois de ter você, poetas para quê? Os deuses, as dúvidas, para que amendoeiras pelas ruas?… Para que servem as ruas? Depois de ter você…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… No dia em que fui mais feliz, eu vi um avião se espelhar no seu olhar até sumir… De lá pra cá não sei, caminho ao longo do canal, faço longas cartas pra ninguém e, o inverno no Leblon é quase glacial… Algo que jamais se esclareceu, onde foi exatamente que larguei, naquele dia mesmo, o leão que sempre cavalguei… Lá mesmo esqueci que o destino sempre me quis só… No deserto sem saudade, sem remorso, só, sem amarras, barco embriagado, ao mar…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Rasgue as minhas cartas e não me procure mais, assim será melhor, meu bem! O retrato que eu te dei, se ainda tens, não sei, mas se tiver, devolva-me!…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Entre por essa porta agora, e diga que me adora, você tem meia hora pra mudar a minha vida… Vem, vambora, que o que você demora, é o que o tempo leva… Ainda tem o seu perfume pela casa, ainda tem você na sala, por que meu coração dispara, quando tem o seu cheiro, dentro de um livro: “Dentro da noite veloz”…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Dormir no teu colo é tornar a nascer, violeta e azul, outro ser, luz do querer… Não vai desbotar, lilás cor do mar, seda cor de batom, arco-íris crepom, nada vai desbotar, brinquedo de Papel Machê…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… O amor é um falso brilhante, no dedo da debutante. O amor é um disparate, na mala do mascate, macacos tocam tambor… O amor é um mascarado, a patada da fera na cara do domador… O amor sempre foi o causador da queda da trapezista, pelo motociclista do globo da morte…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Quando um coração que está cansado de sofrer, encontra um coração também cansado de sofrer, é tempo de se pensar que o amor pode, de repente, chegar… Quando existe alguém, que tem saudade de alguém, e esse outro alguém não entender, deixe esse novo amor chegar, mesmo que depois seja imprescindível chorar… Que tolo fui eu, que, em vão, tentei raciocinar nas coisas do amor, que ninguém pode explicar. Vem, nós dois vamos tentar, só um novo amor pode a saudade apagar…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Quem quer viver um amor, mas não quer suas marcas, qualquer cicatriz. A ilusão do amor não é risco na areia, é desenho de giz… Eu sei que vocês vão dizer: “A questão é querer desejar, decidir”… Aí diz o meu coração: “Que prazer tem bater, se ela não vai ouvir?” Aí, minha boca me diz: “Que prazer tem sorrir, se ela não me sorri também?” Quem pode querer ser feliz, se não for por um grande amor?…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… Aqui meu irmão, ela é coisa rara de ver, é jóia do Xá, retina de um mar, de olhar verde já derramante, abriu-se Sézamo em mim… Ah! meu irmão, aqualouca tara que tem ímã, mergulha no ar, me arrasta, me atrai pro fundo do oceano, que dá prá lá de Bagdá, prá cá de além…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário

Trabalhando com Poesia

“… É a sua vida que eu quero bordar na minha, como se eu fosse o pano e você fosse a linha… E a agulha do real nas mãos da fantasia, fosse bordando ponto a ponto nosso dia-a-dia… E fosse aparecendo aos poucos nosso amor, os nossos sentimentos loucos, nosso amor… O zig-zag do tormento, as cores da alegria, a curva generosa da compreensão, formando a pétala da rosa, da paixão… A sua vida o meu caminho, nosso amor, você a linha e eu o linho, nosso amor, nossa colcha de cama, nossa toalha de mesa, reproduzidos no bordado, a casa, a estrada, a correnteza, o sol, a ave, a árvore, o ninho da beleza…” Continuar lendo

Publicado em Livros | Marcado com | Deixe um comentário