Trabalhando com Poesia

“… Eu sou descendente Zulu, sou um soldado de Ogum, um devoto dessa imensa legião de Jorge… Eu sincretizado na fé, sou carregado de axé e protegido por um cavaleiro nobre… Sim, vou à igreja festejar meu protetor e agradecer por eu ser mais um vencedor, nas lutas, nas batalhas… Sim vou ao terreiro, pra bater o meu tambor, bato cabeça firmo ponto sim senhor, eu canto pra Ogum… Ogum… Um guerreiro valente que cuida da gente que sofre demais… Ogum… Ele vem de aruanda ele vence demanda de gente que faz… Ogum… Cavaleiro do céu escudeiro fiel mensageiro da paz… Ogum… Ele nunca balança ele pega na lança ele mata o dragão… Ogum… É quem da confiança pra uma criança virar um leão… Ogum… É um mar de esperança que traz abonança pro meu coração… Ogum… Eu sou descendente Zulu, sou um soldado de Ogum, um devoto dessa imensa legião de Jorge… Eu sincretizado na fé, sou carregado de axé e protegido por um cavaleiro nobre… Sim, vou à igreja festejar meu protetor e agradecer por eu ser mais um vencedor, nas lutas, nas batalhas… Sim vou ao terreiro, pra bater o meu tambor, bato cabeça firmo ponto sim senhor, eu canto pra Ogum… Ogum… Um guerreiro valente que cuida da gente que sofre demais… Ogum… Ele vem de aruanda ele vence demanda de gente que faz… Ogum… Cavaleiro do céu escudeiro fiel mensageiro da paz… Ogum… Ele nunca balança ele pega na lança ele mata o dragão… Ogum… É quem da confiança pra uma criança virar um leão… Ogum… É um mar de esperança que traz abonança pro meu coração… Ogum… Deus adiante paz e guia, encomendo-me a Deus e a virgem Maria minha mãe, os doze apóstolos meus irmãos, andarei nesse dia, nessa noite… Com meu corpo cercado, vigiado e protegido, pelas armas de São Jorge… São Jorge sentou praça praça na cavalaria, eu estou feliz, porque eu também sou da sua companhia, eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge, para que meus inimigos tendo pé não me alcancem, tendo mãos não me pegue, não me toquem, tendo olhos não me enxerguem e nem em pensamento eles possam ter para me fazerem mal… Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem ao meu corpo amarrar, pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge… Jorge é da Capadócia… Salve Jorge…” (Zeca Pagodinho & Jorge Benjor– Ogum – Comp.: Marquinhos PQD)

“… Eu já passei por quase tudo nessa vida, em matéria de guarida, espero ainda a minha vez… Confesso que sou de origem pobre, mas meu coração é nobre, foi assim que Deus me fez… E deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu… Só posso levantar as mãos pro céu, agradecer e ser fiel ao destino que Deus me deu… Se não tenho tudo que preciso, com o que tenho, vivo, de mansinho lá vou eu… Se a coisa não sai do jeito que eu quero, também não me desespero, o negócio é deixar rolar… E aos trancos e barrancos, lá vou eu! E sou feliz e agradeço, por tudo que Deus me deu… E deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu… Eu já passei por quase tudo nessa vida, em matéria de guarida, espero ainda a minha vez… Confesso que sou de origem pobre, mas meu coração é nobre, foi assim que Deus me fez… E deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu… Só posso levantar as mãos pro céu, agradecer e ser fiel ao destino que Deus me deu… Se não tenho tudo que preciso, com o que tenho, vivo, de mansinho lá vou eu… Se a coisa não sai do jeito que eu quero, também não me desespero, o negócio é deixar rolar… E aos trancos e barrancos, lá vou eu! E sou feliz e agradeço, por tudo que Deus me deu… E deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Deixa a vida me levar, vida leva eu! Sou feliz e agradeço por tudo que Deus me deu…” (Zeca Pagodinho – Deixa a vida me levar – Comp.: Eri Do Cais / Serginho Meriti)

“… Numa estrada dessa vida, eu te conheci oh flor! Vinhas tão desiludida, mal sucedida, por um falso amor… Dei afeto e carinho, como retribuição, procuraste um outro ninho, em desalinho ficou o meu coração… Meu peito agora é só paixão, meu peito agora é só paixão… Tamanha desilusão, me deste oh flor! Me enganei redondamente, pensando em te fazer o bem, eu me apaixonei… Foi meu mal… Agora! Uma enorme paixão me devora, alegria partiu, foi embora, não sei viver sem teu amor, sozinho curto a minha dor… Numa estrada dessa vida, eu te conheci oh flor! Vinhas tão desiludida, mal sucedida, por um falso amor… Dei afeto… Dei afeto e carinho, como retribuição, procuraste um outro ninho, em desalinho ficou o meu coração… Meu peito agora é só paixão, meu peito agora é só paixão… Tamanha desilusão, me deste oh flor! Me enganei redondamente, pensando em te fazer o bem, eu me apaixonei… Foi meu mal… Agora! Uma enorme paixão me devora, alegria partiu, foi embora, não sei viver sem teu amor, sozinho curto a minha dor… Sozinho curto a minha dor… Sozinho curto a minha dor…” (Zeca Pagodinho, Monarco e Velha Guarda da Portela – Coração em desalinho – Comp.: Monarco)

“… Deixa desaguar tempestade, inundar a cidade, porque arde um sol dentro de nós… Queixas, sabes bem que não temos. E seremos serenos, sentiremos prazer no tom da nossa voz…. Veja o olhar de quem ama: não reflete um drama, não, é a expressão mais sincera, sim… Vim pra provar que o amor, quando é puro, desperta e alerta o mortal… Aí é que o bem vence o mal, deixa a chuva cair, que o bom tempo há de vir… Quando o amor decidir mudar o visual, trazendo a paz no sol. Que importa se o tempo lá fora vai mal?… Que importa, se há tanta lama nas ruas e o céu é deserto e sem brilho de luar?… Se o clarão da luz, do teu olhar vem me guiar, conduz meus passos, por onde quer que eu vá… Veja o olhar de quem ama: não reflete um drama, não, é a expressão mais sincera, sim… Vim pra provar que o amor, quando é puro, desperta e alerta o mortal… Aí é que o bem vence o mal, deixa a chuva cair, que o bom tempo há de vir… Quando o amor decidir mudar o visual, trazendo a paz no sol. Que importa se o tempo lá fora vai mal?… Que importa, se há tanta lama nas ruas e o céu é deserto e sem brilho de luar?… Se o clarão da luz, do teu olhar vem me guiar, conduz meus passos, por onde quer que eu vá… Se há… Se há tanta lama nas ruas e o céu é deserto e sem brilho de luar?… Se o clarão da luz, do teu olhar vem me guiar, conduz meus passos, por onde quer que eu vá… Se há… Se há tanta lama nas ruas e o céu é deserto e sem brilho de luar?… Se o clarão da luz, do teu olhar vem me guiar, conduz meus passos, por onde quer que eu vá…” (Zeca Pagodinho – Lama nas ruas – Comp.: Zeca Pagodinho e Almir Guineto)

“Caminhe alegre pela vida! Plante sementes boa de paz e otimismo, vivendo bem com sua consciência. Ajude aos outros o mais que puder, de tal forma que sua vida se torne uma alegria constante, por beneficiar a todos. Não pergunte se eles agradecerão ou retribuirão a você. Faça o bem, sem pensar na recompensa, porque só assim você demonstrará amor para com todos”. (Minutos de Sabedoria Pg. 110)

Bom dia pessoal,

O “Trabalhando com Poesia” de hoje rende as suas homenagens ao aniversariante do dia, Caetano Emanuel Viana Teles Veloso, mais conhecido como Caetano Veloso, é um músico, produtor, arranjador e escritor brasileiro. Com uma carreira que já ultrapassa quatro décadas, Caetano construiu uma obra musical marcada pela releitura e renovação e considerada amplamente como possuidora de grande valor intelectual e poético. Embora desde cedo já tivesse aprendido a tocar violão em Salvador, escrito entre os anos de 1960 e 1962 críticas de cinema para o Diário de Notícias e conhecido o trabalho dos cantores de rádios e dos músicos de bossa nova (notavelmente João Gilberto, seu “mestre supremo” e com quem dividiria o palco anos mais tarde), Caetano iniciou seu trabalho profissionalmente apenas em 1965, com o compacto “Cavaleiro/Samba em Paz”, enquanto acompanhava a irmã mais nova Maria Bethânia por suas apresentações nacionais do espetáculo Opinião, no Rio de Janeiro.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caetano_Veloso

Caetano fez o nosso prefácio musical semana passada. Sendo assim, nossa homenagem hoje traz o Som Brasil que o homenageou.

Na nossa sugestão de leitura de hoje alguns textos dos sites Brasil 247 e Pátria Latina. Vale a pena conferir:

GAZA: O MASSACRE VISTO POR DENTRO – Dois médicos noruegueses em Gaza descrevem uma guerra que visa especialmente residências e hospitais e faz a população crer que já não há nada a perder. Por Gideon Levy e Alex Levac, no Haaretz – Os números são escritos em tinta na palma da sua mão, como se fosse um aluno a anotar uma cábula para um exame: 1.035 mortos, 6.233 feridos, em duas horas na segunda-feira. A cada dia, ele apaga os números e atualiza-os…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e&cod=14159

As banalidades na cobertura eleitoral – Por Luciano Martins Costa, no Observatório da Imprensa: Abandonada há muitos anos pelos pesquisadores, a Teoria Matemática da Comunicação, elaborada em 1948 pelo matemático americano Claude Shannon, voltou a ser aplicada recentemente em estudos sobre as trocas de informações em sistemas digitais. Basicamente, trata-se de mensurar a eficiência do processo de transmissão do valor ou significado de mensagens, quando submetido aos efeitos da entropia, redundância, ruídos e imprevisibilidades…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=cf5cf27e4a8ed0ea16a917c2eb79eff5&cod=14155

Holocausto palestino em Gaza – Líder da Revolução Cubana denuncia “nova e repugnante forma de fascismo” que “está surgindo com notável força” no mundo, Por Fidel Castro – Novamente, peço ao Granma que não dedique espaço de primeiro plano a estas linhas, relativamente breves, sobre o genocídio que se está cometendo contra os palestinos. Escrevo-as com rapidez apenas para deixar constância do que requer meditação profunda…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=7515989d1c2f94c0cf8c5e4aefd3d12b&cod=14153

Liberdade de Genoino está nas mãos de Barroso – Ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, já recebeu parecer favorável do procurador-geral da República Rodrigo Janot sobre o pedido de liberdade de José Genoino, ex-presidente do PT; caso acate o pedido da defesa, Genoino passará para o regime aberto nos próximos dias…

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/149249/Liberdade-de-Genoino-est%C3%A1-nas-m%C3%A3os-de-Barroso.htm

A farsa da farsa, por Ribamar Fonseca – Depois de uma leitura atenta da reportagem de “Veja” constata-se, sem muita dificuldade, que tudo não passou de uma grande farsa da revista, sem força de denúncia justamente pela sua banalidade, pela falta de elementos – Acuado pela denúncia da “Folha de S. Paulo” de que, quando governador de Minas, construiu com dinheiro público um aeroporto na fazenda do tio, o candidato tucano à Presidência da República Aécio Neves ficou meio tonto, como se tivesse recebido um cruzado de direita e, sem autoridade moral para continuar apontando o dedo acusador para a presidenta Dilma Rousseff, começou a gaguejar quando alguém lhe perguntava sobre o fato…

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/149092/A-farsa-da-farsa.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/08/07/trabalhando-com-poesia-646

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma quinta feira abençoada por Deus, coberta de paz e protegida pelo Caçador de uma flecha só. Okearô Odé!!

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Inconseqüência – Tude Celestino

Da luz do teu olhar sereno eu preciso
Para guiar-me mansamente em meu caminho.
Quero teu colo morno para ser meu ninho
E teu corpo para ser meu paraíso.
Para suster meu passo trôpego e indeciso,
Requeiro o braço amigo e o teu carinho;
Para afastar meu tédio, ouvir o som de pinho
Em serenata que se expande em teu sorriso.
Do teu andar sutil, requisito os maneios;
Da tua boca rubra, quero o beijo quente
Para aplacar-me n’alma todos meus anseios.
Mas uma voz me diz, quebrando-me o encanto:
-Quem és tu, boêmio louco, inconseqüente,
que nada tens a dar e ousas pedir tanto?

Dentro da Noite – Tude Celestino

Varando a noite eu vi pelos cassinos
A esbórnia destruindo patrimônios
Vi anjos transformando-se em demônios
E mestres cometendo desatinos.
Vi nas vielas torcerem destinos;
Vi virgens que pediram a Santo Antônio
Um lar e o sacrossanto matrimônio
Serem pastos de vis e libertinos.
Vi a inocência ao léu sob as marquises
Morrendo ante um escol inconseqüente
E a pureza do olhar das meretrizes
Vi ante mil estrelas assombradas
Boêmios sob um céu indiferente
Sereno estuprando as madrugadas.

Boêmio II – Tude Celestino

Boêmio, eu não sei porque tão desregrado
Trocas assim teu lar pelo antro da taberna,
E a saúde destróis e tua alma tão terna
Arrastas pela rua como um desvairado.

Num poema genial, no bar improvisado,
Retratas no asfalto o homem da caverna,
E os copos se sucedem e lá por fora inverna,
E num verso profano o vinho é sublimado

E a noite avança, e enquanto o lar te espera em calma,
Na madrugada fria, com a mente em brasa,
Desvendas insensato os teus segredos d’alma

E já manhã agora, a dúvida o situa,
Entre o dever imperioso de ir pra casa
E uma vontade louca de ficar na rua.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s