Trabalhando com Poesia

“… Eis o melhor e o pior de mim, o meu termômetro, o meu quilate. Vem, cara, me retrate… Não é impossível, eu não sou difícil de ler, faça sua parte, eu sou daqui, eu não sou de Marte… Vem, cara, me repara, não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim, só não se perca ao entrar, no meu infinito particular… Em alguns instantes, sou pequenina e também gigante… Vem, cara, se declara, o mundo é portátil, pra quem não tem nada a esconder, olha a minha cara, é só mistério, não tem segredo… Vem cá, não tenha medo, a água é potável, daqui você pode beber… Só não se perca ao entrar no meu infinito particular… Eis o melhor e o pior de mim, o meu termômetro, o meu quilate. Vem, cara, me retrate… Não é impossível, eu não sou difícil de ler, faça sua parte, eu sou daqui, eu não sou de Marte… Vem, cara, me repara, não vê, tá na cara, sou porta-bandeira de mim, só não se perca ao entrar, no meu infinito particular… Em alguns instantes, sou pequenina e também gigante… Vem, cara, se declara, o mundo é portátil, pra quem não tem nada a esconder, olha a minha cara, é só mistério, não tem segredo… Vem cá, não tenha medo, a água é potável, daqui você pode beber… Só não se perca ao entrar no meu infinito particular… No meu infinito particular… No meu infinito particular… No meu infinito particular… No meu infinito particular…” (Marisa Monte – Infinito particular – Comp.: Arnaldo Antunes / Carlinhos Brown / Marisa Monte)

“… Amar alguém só pode fazer bem, não há como fazer mal a ninguém, mesmo quando existe um outro alguém, mesmo quando isso não convém… Amar alguém e outro alguém também, é coisa que acontece sem razão, embora soma cause divisão, amar alguém só pode fazer bem… Amar alguém só pode fazer bem, amar alguém só pode fazer bem, amar alguém só pode fazer bem, amar alguém… Amar alguém não tem explicação, não há como conter o furacão, amores vão embora, amores vêm… Não se decide amar e nem a quem, amar alguém só pode fazer bem, seja só uma pessoa ou um harém, se não existe algoz e nem refém, amar alguém e outro alguém também… Amar alguém só pode fazer bem, Amar alguém só pode fazer bem, amar alguém só pode fazer bem, amar alguém só pode fazer bem, amar alguém… Amar alguém só pode fazer bem, Amar alguém só pode fazer bem, amar alguém só pode fazer bem, amar alguém…” (Marisa Monte – Amar alguém – Comp.: Arnaldo Antunes / Dadi / Marisa Monte)

“… Vai sem direção, vai ser livre, a tristeza não, não resiste… Solte os seus cabelos ao vento, não olhe pra trás, ouça o barulhinho que o tempo, no seu peito faz… Faça sua dor dançar, atenção para escutar esse movimento, que traz paz… Cada folha que cair, Cada nuvem que passar, ouve a terra respirar, pelas portas e janelas das casas, atenção para escutar o que você quer saber de verdade… Vai sem direção, vai ser livre, a tristeza não, não resiste… Solte os seus cabelos ao vento, não olhe pra trás, ouça o barulhinho que o tempo, no seu peito faz… Faça sua dor dançar, atenção para escutar esse movimento, que traz paz… Cada folha que cair, Cada nuvem que passar, ouve a terra respirar, pelas portas e janelas das casas, atenção para escutar o que você quer saber de verdade… De verdade… Saber de verdede… De verdade… Atenção para escutar… Atenção para escutar… Atenção para escutar o que você quer saber de verdade…” (Marisa Monte – O que você quer saber, de verdade – Comp.: Arnaldo Antunes / Carlinhos Brown / Marisa Monte)

“Não pense que abandonar a vida poderá resolver seu caso. Ao contrário, vai complicá-lo muito mais. Não seja covarde! Enfrente a luta, que todos os seus esperam de você a coragem de lutar até o fim. Não fuja do campo de batalha, justamente na hora em que o combate se torna mais aceso. Seja corajoso! Não fuja às responsabilidades que você assumiu”. (Minutos de Sabedoria Pg. 130)

Bom dia pessoal,

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Pátria Latina. Vale a pena conferir:

“Malafaia fala, Marina obedece, pois vê nisso a vontade de Deus”, diz Leonardo Boff – Por Conceição Lemes – Leonardo Boff é um dos mais brilhantes e respeitados intelectuais do Brasil. Teólogo, escritor e professor universitário, expoente da Teologia da Libertação. Ficou conhecido pela sua história de defesa intransigente das causas sociais. Atualmente dedica-se sobretudo às questões ambientais…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=65be44ae7088566069cc3bef454174a7&cod=14302

O QUE JUNHO DE 2013 PRESCREVEU?- Por Ana Prestes – Pegue um monte de jovens inteligentes, conectados e bem intencionados moradores dos grandes centros urbanos do Brasil. Use a grande mídia para ressoar suas justas reivindicações por melhoria da qualidade de vida – especialmente nas grandes cidades -, direitos básicos e ampliação do acesso a bens de consumo…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e&cod=14293

Marina, derivativo especulativo da astúcia colonialista internacional anti-nacionalista – Os empresários do comércio, da agricultura, da indústria e dos serviços já estão caindo, rapidamente, na real quanto ao perigo que Marina representa para eles, se o grupo financeiro especulativo global que a apoia chegar ao poder. A política nacionalista petista-lulista-dilmista, que salvou o capitalismo produtivo nacional, na grande crise global, que agora entra numa nova fase recessiva, na Europa, sinalizando futuro ainda mais sombrio, entraria em colapso, caso os neoliberais financistas, que assessoram Marina da Silva, assumam o Palácio do Planalto…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=4001d4deb84960a46967e0676a191708&cod=14295

Dilma rejeitou ida ao Jornal da Globo – Por Paulo Nogueira, no blog Diário do Centro do Mundo: Errar uma vez, tudo bem. Mas duas, uma em cima da outra? Acho que foi mais ou menos esta a lógica que governou Dilma ao recusar participar da entrevista-suplício para a qual fora convidada-intimada pelo Jornal da Globo. Depois da experiência excruciante da entrevista no Jornal Nacional, seria incrível que Dilma comparecesse ao Jornal da Globo…

http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=8d060abe1e38ab179742bd3af495f407&cod=14292

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/09/04/trabalhando-com-poesia-666

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma quinta feira abençoada por Deus, coberta de paz e protegida pelo Caçador de uma flecha só. Okearô Odé!!

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Que Mimo! – Tobias Barreto

Tu és morena e sublime
Como a hora do sol posto.
E, no crepúsculo eterno
Que te envolve o lindo rosto,
O céu desfolha canduras
De alvoradas e jasmins,
E passam roçando n’alma
As asas dos querubins…

Teu corpo que tem o cheiro
De cem capelas de rosas,
Que t’enche a roupa de quebros,
De ondulações graciosas,
Teu corpo derrama essências
Como uma campina em flor:
Beijá-lo!… fôra loucura;
Gozá-lo!… morrer de amor…

1874

Publicado no livro Dias e Noites (1893). Poema integrante da série Parte IV – Amorosas.

Por Que Volto? – Tobias Barreto

Por que volto? A razão é muito simples:
Não posso mais sofrer tamanho exílio,
Pois a vida bucólica e campestre
Só me agrada… nos versos de Virgílio.

1887

Publicado no livro Dias e Noites (1925). Poema integrante da série Parte I – Gerais e Naturalistas.

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s