Trabalhando com Poesia

“… Bichos! Saiam dos lixos, baratas! Me deixem ver suas patas, ratos! Entrem nos sapatos, do cidadão civilizado… Pulgas! Que habitam minhas rugas, oncinha pintada, zebrinha listrada, coelhinho peludo, vão se fuder! Porque aqui na face da terra, só bicho escroto, é que vai ter… Bichos Escrotos, saiam dos esgotos, bichos Escrotos, venham enfeitar meu lar, meu jantar, meu nobre paladar!… Bichos! Saiam dos lixos, baratas! Me deixem ver suas patas, ratos! Entrem nos sapatos, do cidadão civilizado… Pulgas! Que habitam minhas rugas, oncinha pintada, zebrinha listrada, coelhinho peludo, vão se fuder! Porque aqui na face da terra, só bicho escroto, é que vai ter… Bichos! Baratas! Ratos! Cidadão civilizado… Pulgas! Oncinha pintada, zebrinha listrada, coelhinho peludo, vão se fuder! Porque aqui na face da terra, só bicho escroto, é que vai ter… Bichos escrotos, saiam dos esgotos, bichos escrotos, venham enfeitar meu lar, meu jantar, meu nobre paladar!…” (Titãs – Bichos escrotos – Comp.: Nando Reis / Arnaldo Antunes / Sérgio Britto)

“… O pulso ainda pulsa… O pulso ainda pulsa… Peste bubônica, câncer, pneumonia, raiva, rubéola, tuberculose e anemia… Rancor, cisticercose, caxumba, difteria, encefalite, faringite, gripe e leucemia… E o pulso ainda pulsa… E o pulso ainda pulsa… Hepatite, escarlatina, estupidez, paralisia, toxoplasmose, sarampo, esquizofrenia, úlcera, trombose, coqueluche, hipocondria, sífilis, ciúmes, asma, cleptomania… E o corpo ainda é pouco… E o corpo ainda é pouco… Assim… Reumatismo, raquitismo, cistite, disritmia, hérnia, pediculose, tétano, hipocrisia, brucelose, febre tifoide, arteriosclerose, miopia, catapora, culpa, cárie, cãibra, lepra, afasia… O pulso ainda pulsa… E o corpo ainda é pouco… Ainda pulsa… Ainda é pouco… Pulso… Pulso… Pulso… Pulso… Assim…” (Titãs – O Pulso – Comp.: Arnaldo Antunes)

“… Meu pai não tinha educação, ainda me lembro, era um grande coração… Ganhava a vida com muito suor, e mesmo assim, não podia ser pior… Pouco dinheiro pra poder pagar, todas as contas e despesas do lar… Mas Deus quis vê-lo no chão, com as mãos levantadas pro céu, implorando perdão… Chorei! Meu pai disse: “Boa sorte”, com a mão no meu ombro, em seu leito de morte, e disse: “Marvin, agora é só você. E não vai adiantar, chorar vai me fazer sofrer”… E três dias depois de morrer, meu pai, eu queria saber, mas não botava nem os pés na escola… Mamãe lembrava disso a toda hora… E todo dia antes do sol sair, eu trabalhava sem me distrair… Ás vezes acho que não vai dar pé, eu queria fugir, mas onde eu estiver, eu sei muito bem, o que ele quis dizer… Meu pai, eu me lembro, não me deixa esquecer, ele disse: “Marvin, a vida é pra valer, eu fiz o meu melhor, e o seu destino eu sei de cor”… “E então um dia, uma forte chuva veio, e acabou com o trabalho de um ano inteiro, e aos treze anos de idade, eu sentia todo o peso do mundo em minhas costas, eu queria jogar, mas perdi a aposta”… Trabalhava feito um burro nos campos, só via carne, se roubasse um frango, meu pai cuidava de toda a família, sem perceber segui a mesma trilha… E toda noite minha mãe orava, Deus! Era em nome da fome que eu roubava… Dez anos passaram, cresceram meus irmãos, os anjos levaram minha mãe pelas mãos… Chorei! Meu pai disse: “Boa sorte”, com a mão no meu ombro, em seu leito de morte. E disse: “Marvin, agora é só você, e não vai adiantar, chorar vai me fazer sofrer”… “Marvin, a vida é prá valer, eu fiz o meu melhor, e o seu destino eu sei de cor”…” (Titãs – Marvin – Comp.: Sergio Britto e Nando Reis)

“Não deseje aquilo que pertence a outrem. Não queira enriquecer à custa de outra pessoa. Tudo o que é seu, por direito divino, lhe há de chegar às mãos, na hora oportuna: nem mais cedo do que deve, nem com atraso. Na hora exata, você receberá aquilo que merecer. Portanto, trabalhe confiante no Pai, pois não cai um fio de cabelo de sua cabeça, sem a permissão dele.” (Minutos de Sabedoria Pg. 132)

Bom dia pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que bem. Hoje é um dia especial. Passados cinco anos de lutas na graduação, chegou a hora de, juntamente com alguns colegas participar da solenidade de colação de grau.

Ter a presença de minha mãe, de meus filhos e irmãos certamente diminuirá um pouco a dor de não poder ter meu velho, fisicamente, nesse momento, mas, com certeza, de onde ele estiver, está feliz com mais essa conquista.

Essa semana, o “Trabalhando com Poesia” visitará a obra do Poeta sergipano Tobias Barreto. Espero que gostem.

Casimiro José Marques de Abreu nasceu e morreu em Barra de São João, no Estado do Rio de Janeiro. Filho de um imigrante português enriquecido às custas do comércio, Casimiro estudou em Nova Friburgo e depois foi para Lisboa, contra a própria vontade, estudar comércio. Em Lisboa entrou em contato com o meio intelectual, mas logo adoeceu e retornou ao Brasil, onde iniciou sua produção literária.

Escreveu para alguns jornais e graças a essa tarefa conheceu Machado de Assis. Em 18 de outubro de 1860, quando tinha apenas 21 anos, faleceu vítima de tuberculose. A poesia de Casimiro de Abreu é marcada por dois traços fundamentais: o pessimismo decorrente do mal-do-século e o saudosismo nacionalista, que se revela na melancolia produzida pela saudade da terra natal e da infância.

Graças a um lirismo já gasto, às rimas repetitivas e a uma linguagem simples, Casimiro de Abreu transformou-se em um dos poetas mais populares do Romantismo brasileiro. De toda a sua produção poética, que está reunida na obra “As Primaveras” (1859), destaca-se o poema “Meus oito anos”.

Saiba mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Casimiro_de_Abreu

No prefácio Musical teremos a presença dos Titãs. Espero que gostem.

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Aécio encontrou janela para renascer das cinzas? – Candidato a presidente da República pelo PSDB, Aécio Neves, relegado a um terceiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, vê agora, na belicosa delação do ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, a chance de retornar ao jogo eleitoral para valer; o tucano expressou essa possibilidade claramente, neste domingo (7), durante um culto evangélico, no Rio; “Vou lutar até o final, tendo como melhores companheiras de viagem a verdade e as minhas crenças. Tenho um projeto para o Brasil. Não quero que, daqui a quatro anos, estejamos todos lamentando mais uma escolha equivocada”, afirmou; com o suposto caso de corrupção, que o tucano já denominou de “mensalão dois”, ele ampliará seus ataque contra Dilma, mas não esquecerá Marina; a crise ética surge como o trampolim de Aécio; mas ele também deve estar pronto para apresentar ao eleitor um programa de governo consistente e atraente; restam quatro semanas para o primeiro turno; dará tempo?…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/152673/A%C3%A9cio-encontrou-janela-para-renascer-das-cinzas.htm

Samuel Guimarães: “EUA apostam em Marina” – Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, ex-secretário-geral do Itamaraty no governo Lula, diz que “os estrategistas dos Estados Unidos seguramente estão de acordo com as diretrizes da política externa defendida pela candidata Marina Silva. Se ela for eleita, será a vitória de um modelo diplomático similar ao que tivemos nos anos 90”, avalia; ele ressalta que Marina pode ser o caminho, desejado pelos EUA, para se realizar o desmantelamento do Mercosul…

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/152669/Samuel-Guimar%C3%A3es-EUA-apostam-em-Marina.htm

Carvalho: delação é “desespero” e “boataria” – Para o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, as acusações de que parlamentares da base do governo teriam se beneficiado de suposto esquema na Petrobras têm caráter eleitoreiro; “Estão tentando usar a notícia de delação premiada para, no desespero, mudar o rumo da campanha”, disse, ao final do desfile de 7 de Setembro, em Brasília, sobre as revelações atribuídas do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa; ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo lembrou que o inquérito corre em sigilo e que a Polícia Federal e o Ministério Público estão apurando dentro do que “a lei determina”…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/152653/Carvalho-dela%C3%A7%C3%A3o-%C3%A9-%E2%80%9Cdesespero%E2%80%9D-e-%E2%80%9Cboataria%E2%80%9D.htm

Em mais um recuo, Marina abandona sua própria Rede – Enquanto os “sonháticos” se reagrupam para coletar as 50 mil assinaturas restantes para a formalização do novo partido no TSE, Marina declara que, eleita, vai continuar no PSB para não “instrumentalizar a Presidência”; “A Rede vai ter meu apoio sempre, mas estamos imbuídos de governar com todos os partidos”; entre tantas idas e vindas, fica a suspeita de que a estratégia de Marina é não causar atritos com o PSB; por enquanto; mas, se ficar na sigla socialista, restará a constatação de que a campanha pela criação da Rede, marco da “nova política”, nada mais era do que um elaborado artifício eleitoreiro para chegar ao poder…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/152646/Em-mais-um-recuo-Marina-abandona-sua-pr%C3%B3pria-Rede.htm

Neca, do Itaú, bancou 83% do instituto de Marina – Uma das principais herdeiras do banco Itaú, Maria Alice Setúbal, conhecida como Neca, doou, em 2013, R$ 1 milhão para o instituto sobre sustentabilidade criado pela ex-senadora Marina Silva; isso representa 83% dos custos da entidade; principal financiadora da candidata, a herdeira do banco fala em nome de Marina e coordena seu programa de governo; foi ela, por exemplo, quem anunciou a independência do Banco Central, uma bandeira defendida pela família Setúbal, e é também Neca quem tenta atrair nomes para a equipe econômica; Marina também recebeu R$ 1,6 milhão em palestras, mas se nega a revelar quem são os clientes; o Itaú, por sua vez, está em litígio com a União por ter sido multado em R$ 18,7 pela Receita Federal por sonegação de impostos…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/152639/Neca-do-Ita%C3%BA-bancou-83-do-instituto-de-Marina.htm

Macaco-Aranha, Por Lelê Teles – “Não se chama negros de macacos por semelhanças físicas, mas sim para defini-los como quase humanos, incivilizados, naturalmente selvagens, indomésticos e obtusos.” – Chamaram o Aranha de Macaco. Xingaram o Aranha, e o macaco não tem nada a ver com isso. Ficamos todos estarrecidos, na semana passada, com a cena patética de um grupo de torcedores gremistas imitando, onomatopaicamente, símios selvagens. Foi a forma que encontraram para ofender o goleiro do Santos, negro…

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/152564/Macaco-Aranha.htm

Tiririca e Reguffe: quem debocha do povo? Por João Tavares – “Os dois deputados tem muito mais coisas em comum do que podem imaginar os eleitores simples de São Paulo ou os endinheirados moradores das hollywoodianas mansões de Brasília” – Há uma interessante discussão sendo travada nas redes sociais. O Deputado Tiririca debocha dos eleitores em sua forma irreverente de fazer campanha ou ele tem o direito inalienável de pedir votos como quiser? Para quem ainda não viu, o ex-palhaço fez uma paródia do cantor Roberto Carlos, mostrou os podres de uma Brasília (automóvel) e gravou um ‘funk ostentação’ ao lado de duas dançarinas em trajes sumários. Nesse clip ele canta “trabalhei duro o tempo todo, não faltei em votação, fiz projetos para o povo, na cultura e educação”…

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/152568/Tiririca-e-Reguffe-quem-debocha-do-povo.htm

Veja a versão desta segunda feira e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2014/09/08/trabalhando-com-poesia-668

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda-feira abençoada por Deus e repleta da energia positiva.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 2: oipa@uol.com.br
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
msn: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8251-9282

Deus – Casimiro de Abreu

Eu me lembro! eu me lembro! — Era pequeno
E brincava na praia; o mar bramia
E, erguendo o dorso altivo, sacudia
A branca escuma para o céu sereno.

E eu disse a minha mãe nesse momento:
“Que dura orquestra! Que furor insano!
Que pode haver maior do que o oceano,
Ou que seja mais forte do que o vento?!”

— Minha mãe a sorrir olhou pr’os céus
E respondeu: — “ Um Ser que nós não vemos
É maior do que o mar que nós tememos,
Mais forte que o tufão! meu filho, é — Deus!”—

Minh’alma é triste – Casimiro de Abreu

Mon coeur est plein – je veux pleurer!
Lamartine.

I

Minh’alma é triste como a rôla aflita
Que o bosque acorda desde o albor da aurora.
E em doce arrulho que o soluço imita
O morto espôso gemedora chora.

E como a rôla que perdeu o espôso
Minh’alma chora as ilusões perdidas,
E no seu livro de fanado gôzo
Relê as fôlhas que já foram lidas.

E como as notas de chorosa endeixa
Seu pobre canto com a dor desmaia,
E seus gemidos são iguais à queixa
Que a vaga solta quando beija a praia.

Como a criança que banhada em prantos
Procura o brinco que levou-lhe o rio,
Minh’alma quer ressuscitar nos cantos
Um só dos lírios que murchou o estio.

Dizem que há gozos nas mundanas galas,
Mas eu não sei em que o prazer consiste.
– Ou só no campo, ou no rumor das salas,
Não sei por que – mas a minh’alma é triste!

II

Minh’alma é triste como a voz do sino
Carpindo o morto sôbre a laje fria;
E doce e grave qual no templo um hino,
Ou como a prece ao desmaiar do dia.

Se passa um bote com as velas sôltas,
Minh’alma o segue n’amplidão dos mares;
E longas horas acompanha as voltas
Das andorinhas recortando os ares.

Às vêzes louca, num cismar perdida,
Minh’alma triste vai vagando à toa.
Bem como a fôlha que do sul batida
Bóia nas águas de gentil lagoa!

E como a rôla que em sentida queixa
O bosque acorda desde o albor da aurora,
Minh’alma em notas de chorosa endeixa
Lamenta os sonhos que já tive outrora.

Dizem que há gozos no correr dos anos!…
Só eu não sei em que o prazer consiste.
– Pobre ludíbrio de cruéis enganos,
Perdi os risos – a minh’alma é triste!

III

Minh’alma é triste como a flor que morre
Perdida à beira do riacho ingrato;
Nem beijos dá-lhe a viração que corre,
Nem doce canto o sabiá do mato!

E como a flor que solitária pende
Sem ter carícias no voar da brisa,
Minh’alma murcha, mas ninguém entende
Que a pobrezinha só de amor precisa!

Amei outrora com amor bem santo
Os negros olhos de gentil donzela,
Mas dessa fronte de sublime encanto
Outro tirou a virginal capela.

Oh! quantas vêzes a prendi nos braços!
Que o diga e fale o laranjal florido!
Se mão de ferro espedaçou dois laços,
Ambos choramos, mas num só gemido!

Dizem que há gozos no viver d’amôres,
Só eu não sei em que o prazer consiste!
– Eu vejo o mundo na estação das flôres…
Tudo sorri – mas a minh’alma é triste!

IV

Minh’alma é triste como o grito agudo
Das arapongas no sertão deserto;
E como o nauta sôbre o mar sanhudo,
Longe da praia que julgou tão perto!

A mocidade no sonhar florida
Em mim foi beijo de lasciva virgem:
– Pulava o sangue e me fervia a vida,
Ardendo a fronte em bacanal vertigem.

De tanto fogo tinha a mente cheia!…
No afã da glória me atirei com ânsia…
E, perto ou longe, quis beijar a s’reia
Que em doce canto me atraiu na infância.

Ai! loucos sonhos de mancebo ardente!
Esp’ranças altas… Ei-las já tão rasas!…
– Pombo selvagem, quis voar contente…
Feriu-me a bala no bater das asas!

Dizem que há gozos no correr da vida…
Só eu não sei que o prazer consiste!
– No amor, nas glórias, na mundana lida,
Foram-se as flôres – a minh’alma é triste

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s