Trabalhando com Poesia

“… Eu não quero mais mentir, usar espinhos que só causam dor, eu não enxergo mais o inferno que me atraiu, dos cegos do castelo me despeço e vou, a pé, até encontrar um caminho, o lugar pro que eu sou… Eu não quero mais dormir, de olhos abertos me esquenta o sol, eu não espero que um revólver venha explodir, na minha testa se anunciou, a pé a fé devagar, foge o destino do azar, que restou… E se você puder me olhar, e se você quiser me achar, e se você trouxer o seu lar… Eu vou cuidar, eu cuidarei dele, eu vou cuidar do seu jardim… Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele, eu vou cuidar, eu cuidarei do seu jantar, do céu e do mar, e de você e de mim… Eu não quero mais mentir, usar espinhos que só causam dor, eu não enxergo mais o inferno que me atraiu, dos cegos do castelo me despeço e vou, a pé, até encontrar um caminho, o lugar pro que eu sou… Eu não quero mais dormir, de olhos abertos me esquenta o sol, eu não espero que um revólver venha explodir, na minha testa se anunciou, a pé a fé devagar, foge o destino do azar, que restou… E se você puder me olhar, e se você quiser me achar, e se você trouxer o seu lar… Eu vou cuidar, eu cuidarei dele, eu vou cuidar do seu jardim… Eu vou cuidar, eu cuidarei muito bem dele, eu vou cuidar, eu cuidarei do seu jantar, do céu e do mar, e de você e de mim…” (Titãs – Os cegos do castelo – Comp.: Nando Reis)

“…Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer… Devia ter arriscado mais e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer… Queria ter aceitado, as pessoas como elas são, cada um sabe a alegria, e a dor que traz no coração… O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído… O acaso vai me proteger, enquanto eu andar… Devia ter complicado menos, trabalhado menos, ter visto o sol se pôr, devia ter me importado menos, com problemas pequenos, ter morrido de amor… Queria ter aceitado, a vida como ela é, a cada um cabe alegrias, e a tristeza que vier… … O acaso vai me proteger, enquanto eu andar distraído… O acaso vai me proteger, enquanto eu andar… Devia ter complicado menos, trabalhado menos, ter visto o sol se pôr…” (Titãs – Epitáfio – Comp.: Sérgio Britto)

“… Não posso mais viver assim, ao seu ladinho, por isso colo o meu ouvido no radinho de pilha, prá te sintonizar, sozinha, numa ilha… Sonífera Ilha! Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz… Sonífera Ilha! Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz… Não posso mais viver assim, ao seu ladinho, por isso colo o meu ouvido no radinho de pilha, prá te sintonizar, sozinha, numa ilha… Sonífera Ilha! Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz… Sonífera Ilha! Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz… Sonífera Ilha! Descansa meus olhos, sossega minha boca, me enche de luz…” (Titãs – Sonífera ilha – Comp.: Branco Mello / Marcelo Fromer / Tony Bellotto / Ciro Pessoa / Carlos Barmack)

“Não se queixe do mundo. O mundo não é mau. Os homens é que ainda não conseguiram ser bons. Mas da lama imunda nasce a pureza dos lírios. E também daquilo que nos parece mau e impuro pode surgir a luz mais sublime. Repare que a luz não se suja, mesmo quando é refletida pelo pântano. Procure ter apenas pensamentos bons, porque eles não serão maculados, nem mesmo quando refletidos em ambientes menos puros.” (Minutos de Sabedoria Pg. 133)

Bom dia pessoal,

Como foram de final de semana? Espero que bem. Passados alguns meses de hibernação o “Trabalhando com Poesia” está de volta e segue visitando a obra do Poeta Cassimiro de Abreu. Espero que gostem.

Neste período de afastamento algumas coisas importantes ocorreram em minha vida: Aprovação na OAB, nascimento de minha sobrinha Maria, nascimento de minha primeira netinha Jade, enfim, coisas tão boas que acabaram por superar as coisas ruins, que eventualmente acabaram ocorrendo.

No prefácio Musical seguimos com a presença dos Titãs. Espero que gostem.

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Cansada de ser ‘Geni’, Petrobras retruca o Globo – Em nota à imprensa, a Petrobras rebateu denúncia do jornal O Globo de que teria criado ‘empresas de papel’ para construir uma rede de gasodutos no Nordeste; publicação diz que auditoria do TCU concluiu que o contrato assinado em maio de 2005 entre a Transportadora Gasene e a Domínio Assessores mostra que esse escritório de contabilidade teria características de empresas de fachada; Petrobras rebate e explica que a parceria para construção do Projeto Gasoduto do Nordeste (Gasene) foi constituída por meio de project finance (projeto estruturado), elaborado por sua área financeira, entre 2004 e 2005, para captar recursos para construção do gasoduto, ‘como é praxe no mercado’…

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/165521/Cansada-de-ser-%27Geni%27-Petrobras-retruca-o-Globo.htm

Uol noticia falso câncer de Lula e revolta família – Notícia sem pé nem cabeça, publicada por Leandro Mazzini, neste domingo, no portal Uol, da Folha de S. Paulo, “informava” que Lula, curado de um tumor na laringe, fez tratamento secreto, no Sírio Libanês de um novo câncer, desta vez no pâncreas; o problema é que a “notícia”, publicada no portal que diz ter ‘o melhor conteúdo’, não possui qualquer conexão com a realidade; leia o texto ficcional de Mazzini e a resposta de Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/165507/Uol-noticia-falso-c%C3%A2ncer-de-Lula-e-revolta-fam%C3%ADlia.htm

FHC assimila derrota e prega reforma política – O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, um mês atrás, tratava a presidente Dilma Rousseff como ‘ilegítima’, caiu na realidade e desembarcou do golpismo; em artigo publicado neste domingo, ele adota uma posição construtiva e prega a reforma política, com ideias interessantes; eis três pontos sugeridos por ele: (1) aprovar a “cláusula de barreira”, exigindo dos partidos um número mínimo de votos em âmbito nacional e em certo número de Estados para lhes assegurar plena representação no Congresso e acesso ao Fundo Partidário; (2) proibir as coligações entre partidos nas eleições proporcionais e (3) vedar o uso de marketing político nas TVs, o que, segundo FHC, “reduziria drasticamente o custo de campanha”; bem-vindo ao debate democrático, FHC…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/165486/FHC-assimila-derrota-e-prega-reforma-pol%C3%ADtica.htm

Mídia perde mais uma. Dilma ainda está no comando – Ao determinar a manutenção da regra atual de correção do salário mínimo, a presidente Dilma Rousseff enviou um sinal claro à sociedade; apesar da esperança de alguns setores da mídia e das pressões para que ela terceirizasse a gestão do governo federal à equipe econômica, Dilma mostrou que ainda está no comando; capa de Veja desta semana, que apontou uma divisão entre o “poder” (Dilma) e o “saber” (os economistas, personificados na figura de Joaquim Levy) foi mais uma bola fora; os ministros têm uma chefe com opiniões próprias…

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/165393/M%C3%ADdia-perde-mais-uma-Dilma-ainda-est%C3%A1-no-comando.htm

Mercadante: ‘o candidato do PT em 2018 é Lula’ – Apontado como um superministro que teria pretensões presidenciais daqui a quatro anos, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, fez questão de afastar essa hipótese logo na largada do segundo governo Dilma; “Ele é o meu candidato, sempre foi. Não tem essa discussão no PT. Quem está no coração da militância do PT é Lula. Eu não tenho essa pretensão e não está no meu horizonte”, disse ele; “Já estou chegando numa fase da vida em que dediquei tudo que podia para fazer o melhor para vida pública e para o país”; definição precoce do candidato atormenta a oposição e reduz o risco de fogo amigo dentro do PT…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/165468/Mercadante-%27o-candidato-do-PT-em-2018-%C3%A9-Lula%27.htm

Veja a versão desta segunda feira e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2015/01/05/trabalhando-com-poesia-669

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Segunda-feira abençoada por Deus e repleta da energia positiva.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: apiovinagre.adv@gmail.com
e-mail 2: oipa2@hotmail.com
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8214-0894

METASTASIO – Casimiro de Abreu

I

A primavera é a estação dos risos,
Deus fita o mundo com celeste afago,
Tremem as folhas e palpita o lago
Da brisa louca aos amorosos frisos.
Na primavera tudo é viço e gala,
Trinam as aves a canção de amores,
E doce e bela no tapiz das flores
Melhor perfume a violeta exala.
Na primavera tudo é riso e festa,
Brotam aromas do vergel florido,
E o ramo verde de manhã colhido
Enfeita a fronte da aldeã modesta.
A natureza se desperta rindo,
Um hino imenso a criação modula,
Canta a calhandra, a juriti arrula,
O mar é calmo porque o céu é lindo.
Alegre e verde se balança o galho,
Suspira a fonte na linguagem meiga,
Murmura a brisa: – Como é linda a veiga!
Responde a rosa: – Como é doce o orvalho!

II

Mas como às vezes sobre o céu sereno
Corre uma nuvem que a tormenta guia,
Também a lira alguma vez sombria
Solta gemendo de amargura um treno.
São flores murchas; – o jasmim fenece,
Mas bafejado s’erguerá de novo
Bem como o galho do gentil renovo
Durante a noite, quando o orvalho desce.
Se um amargo de ironia cheio
Treme nos lábios do cantor mancebo,
Em breve a virgem do seu casto enlevo
Dá-lhe um sorriso e lhe intumesce o seio.
Na primavera – na manhã da vida –
Deus às tristezas o sorriso enlaça,
E a tempestade se dissipa e passa
À voz mimosa da mulher querida.
Na mocidade, na estação fogosa,
Ama-se a vida a mocidade é crença,
E a alma virgem nesta festa imensa
Canta, palpita, s’extasia e goza.

1º de julho de 1858.

Meus oito anos – Casimiro de Abreu

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!

Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é – lago sereno,
O céu – um manto azulado,
O mundo – um sonho dourado,
A vida – um hino d’amor!

Que aurora, que sol, que vida,
Que noites de melodia
Naquela doce alegria,
Naquele ingênuo folgar!
O céu bordado d’estrelas,
A terra de aromas cheia
As ondas beijando a areia
E a lua beijando o mar!

Oh! dias da minha infância!
Oh! meu céu de primavera!
Que doce a vida não era
Nessa risonha manhã!
Em vez das mágoas de agora,
Eu tinha nessas delícias
De minha mãe as carícias
E beijos de minhã irmã!

Livre filho das montanhas,
Eu ia bem satisfeito,
Da camisa aberta o peito,
– Pés descalços, braços nus –
Correndo pelas campinas
A roda das cachoeiras,
Atrás das asas ligeiras
Das borboletas azuis!

Naqueles tempos ditosos
Ia colher as pitangas,
Trepava a tirar as mangas,
Brincava à beira do mar;
Rezava às Ave-Marias,
Achava o céu sempre lindo.
Adormecia sorrindo
E despertava a cantar!

…………………………..

Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
– Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
A sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s