Trabalhando com Poesia

“… Ela é amiga da minha mulher, pois é, pois é, mas vive dando em cima de mim, enfim, enfim, ainda por cima é uma tremenda gata, pra piorar minha situação… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Minha mulher me perguntou até, qual é, qual é? Eu respondi que não tô nem aí, menti, menti… De vez em quando eu fico admirando, é muita areia pro meu caminhão… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… O meu cunhado já me avisou, que se eu der mole ele vai me entregar… A minha sogra me orientou, isso não tá certo é melhor parar… Falei, ela não quis ouvir, pedi, ela não respeitou… Eu juro! A carne é fraca, mas nunca rolou… Falei, ela não quis ouvir… Não quis ouvir… Pedi, ela não respeitou… Eu juro! A carne é fraca, mas nunca rolou… Ela é amiga da minha mulher, pois é, pois é, mas vive dando em cima de mim, enfim, enfim, ainda por cima é uma tremenda gata, pra piorar minha situação… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Minha mulher me perguntou até, qual é, qual é? Eu respondi que não tô nem aí, menti, menti… De vez em quando eu fico admirando, é muita areia pro meu caminhão… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Se fosse mulher feia tava tudo certo, mulher bonita mexe com meu coração… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… O meu cunhado já me avisou, que se eu der mole ele vai me entregar… A minha sogra me orientou, isso não tá certo é melhor parar… Falei, ela não quis ouvir, pedi, ela não respeitou… Eu juro! A carne é fraca, mas nunca rolou… Falei, ela não quis ouvir… Não quis ouvir… Pedi, ela não respeitou… Eu juro! A carne é fraca, mas nunca rolou… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não… Não pego, eu pego, não pego, eu pego, não pego não…” (Seu Jorge – Amiga da minha mulher – Comp:. Pretinho da Serrinha / Gabriel Moura / Seu Jorge / Roge Brasil)

“… É isso ai, como a gente achou que ia ser, a vida tão simples é boa, quase sempre… É isso ai, os passos vão pelas ruas, ninguém reparou na lua, a vida sempre continua… E eu não sei parar de te olhar… Eu não sei parar de te olhar… Não vou parar de te olhar… Eu não me canso de olhar… Não sei parar, de te olhar… É isso ai, há quem acredita em milagres, há quem cometa maldade, há quem não saiba dizer a verdade… É isso ai, um vendedor de flores, ensinar seus filhos a escolher seus amores… Eu não sei parar de te olhar… Não sei parar de te olhar… Não vou parar de te olhar… Eu não me canso de olhar… Não vou parar de te olhar… É isso ai, há quem acredita em milagres, há quem cometa maldade, há quem não saiba dizer a verdade… É isso ai, um vendedor de flores, ensinar seus filhos a escolher seus amores… Eu não sei parar de te olhar… Não sei parar de te olhar… Não vou parar de te olhar… Eu não me canso de olhar… Não vou parar de te olhar…” (Seu Jorge & Ana Carolina – É isso aí – Comp:. Damien Rice / Versão brasileira: Ana Carolina)

“… Não vou viver, como alguém que só espera um novo amor, há outras coisas no caminho onde eu vou… As vezes ando só, trocando passos com a solidão, momentos que são meus, e que não abro mão… Já sei olhar o rio por onde a vida passa, sem me precipitar e nem perder a hora, escuto no silêncio que há em mim e basta, outro tempo começou pra mim agora… Vou deixar a rua me levar, ver a cidade se acender… A lua vai banhar esse lugar, eu vou lembrar você… É, mas tenho ainda muita coisa pra arrumar, promessas que me fiz e que ainda não cumpri… Palavras me aguardam o tempo exato pra falar, coisas minhas, talvez você nem queira ouvir… Já sei olhar o rio por onde a vida passa, sem me precipitar, e nem perder a hora… Escuto no silêncio que há em mim e basta, outro tempo começou pra mim agora… Vou deixar a rua me levar, ver a cidade se acender… A lua vai banhar esse lugar, eu vou lembrar você… Vou deixar a rua me levar, ver a cidade se acender… A lua vai banhar esse lugar, eu vou lembrar você…” (Seu Jorge & Ana Carolina – Pra rua me levar – Comp:. Ana Carolina / Totonho Villeroy)

“… Está na luta, no corre-corre, no dia-a-dia, marmita é fria, mas, se precisa ir trabalhar, essa rotina, em toda firma, começa às sete da manhã, patrão reclama e manda embora quem atrasar… Trabalhador… Trabalhador brasileiro… Dentista, frentista, polícia, bombeiro… Trabalhador brasileiro… Tem gari por aí que é formado engenheiro… Trabalhador brasileiro… Trabalhador… E sem dinheiro, vai dando um jeito, vai pro serviço… É compromisso, vai ter problema se ele faltar, salário é pouco, não dá pra nada, desempregado também não dá… E desse jeito a vida segue sem melhorar… Trabalhador… Trabalhador brasileiro… Garçom, garçonete, jurista, pedreiro… Trabalhador brasileiro… Trabalha igual burro e não ganha dinheiro… Trabalhador brasileiro… Trabalhador… Está na luta, no corre-corre, no dia-a-dia, marmita é fria, mas, se precisa ir trabalhar, essa rotina, em toda firma, começa às sete da manhã, patrão reclama e manda embora quem atrasar… Trabalhador… Trabalhador brasileiro… Dentista, frentista, polícia, bombeiro… Trabalhador brasileiro… Trabalha igual burro e não ganha dinheiro… Trabalhador brasileiro… Trabalhador… Trabalhador… Trabalhador… Trabalhador…” (Seu Jorge – Trabalhador – Comp:. Seu Jorge)

Confira outras músicas de Seu Jorge:

“Para você subir na vida, dois degraus existem de suma importância. São representados por dois verbos: AMAR e SERVIR. Jamais desanime na escalada dos valores da alma, e procure em todas as circunstâncias AMAR e SERVIR a todos e a tudo, para ajudar ao máximo o progresso do planeta que o recebe tão generosamente, auxiliando lhe a evolução.” (Minutos de Sabedoria Pg. 152)

Bom dia pessoal,

Mais um final de semana chegando e neste, em especial, temos a volta do esporte preferido da maioria da nossa população. Recomeça neste sábado a temporada de futebol brasileiro, com os campeonatos estaduais e regionais. Aqui na Bahia, a dupla BaxVi estreia contra o Vitória da Conquista, em Conquista e Bahia de Feira, em Salvador. Este ano, os clubes estarão dispostos em duas chaves, que se enfrentam entre si classificando-se os quatro primeiros de cada chave formando a fase de mata-mata. Que seja um bom ano para o futebol baiano.

Em 30 de Janeiro de 1948 era assassinado, em Nova Deli, Mohandas Karamchand Gandhi, mais conhecido popularmente por Mahatma Gandhi (do sânscrito “Mahatma”, “A Grande Alma”) foi o idealizador e fundador do moderno Estado indiano e o maior defensor do Satyagraha (princípio da não-agressão, forma não-violenta de protesto) como um meio de revolução.
O princípio do satyagraha, frequentemente traduzido como “o caminho da verdade” ou “a busca da verdade”, também inspirou gerações de ativistas democráticos e anti-racismo, incluindo Martin Luther King Jr. e Nelson Mandela. Frequentemente Gandhi afirmava a simplicidade de seus valores, derivados da crença tradicional hindu: verdade (satya) e não-violência (ahimsa).

Saiba mais em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Mahatma_Gandhi

“África do Sul, início do século XX. Após ser expulso da 1ª classe de um trem, o jovem e idealista advogado indiano Mohandas Karamchand Gandhi (Ben Kingsley) inicia um processo de auto-avaliação da condição da Índia, que na época era uma colônia britânica, e seus súditos ao redor do planeta. Já na Índia, através de manifestações enérgicas, mas não-violentas, atraiu para si a atenção do mundo ao se colocar como líder espiritual de hindus e muçulmanos.” –

Alguns trechos do Filme Gandhi, ganhador de alguns Oscars estão disponíveis, em sequências de 10 minutos. Confiram:

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos dos sites Brasil 247 e O Cafezinho, do blogueiro Miguel do Rosário. Vale a pena conferir:

Desemprego é o menor da história em 2014: 4,8% – Taxa caiu de 4,8% em novembro para 4,3% em dezembro, repetindo a menor taxa histórica de dezembro de 2013; já o índice de desocupação médio de janeiro a dezembro de 2014 foi estimado em 4,8%, também o menor da história da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), contra 5,4% no ano anterior, segundo dados divulgados pelo IBGE na manhã desta quinta-feira 29; média anual da população desocupada foi estimada em 1,176 milhão de pessoas, contingente 54,9% menor que o de 2003 e 10,8% abaixo da média de 2013…

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/168208/Desemprego-%C3%A9-o-menor-da-hist%C3%B3ria-em-2014-48.htm

Governo Dilma e o sistema de proteção social: ampliar a cobertura, manter a sustentabilidade. Por José Guimarães – A construção do sistema de proteção social e a ampliação da cobertura da população atendida demandam a constituição de um sistema de financiamento capaz de garantir a sustentabilidade fiscal e atuarial do sistema. – O sistema de proteção social brasileiro, composto por um conjunto de políticas orientadas à disponibilização de bens e serviços e à transferência de renda destinada à cobertura de demandas sociais básicas, é produto de um longo processo de lutas dos trabalhadores. Cabe ao Estado a tarefa de mobilizar recursos para o financiamento e disponibilizar os benefícios e serviços associados a este arranjo institucional. Essas ações de governo devem ser conduzidas de modo a manter a oferta de serviços, ampliar a cobertura da população atendida e garantir a sustentabilidade do sistema…

http://www.brasil247.com/pt/247/artigos/168135/Governo-Dilma-e-o-sistema-de-prote%C3%A7%C3%A3o-social-ampliar-a-cobertura-manter-a-sustentabilidade.htm

Miguel Rosseto fala aos blogueiros, e ao Brasil. Por Miguel do Rosário, A iniciativa do ministro, titular da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, mostra que ainda há forças dentro do governo querendo fazer diferente, querendo fugir ao cerco da grande mídia. É uma iniciativa tímida, mas simpática. Quem puder assistir e comentar, agradeço. O que se espera do governo, no entanto, é que essas conversas não só sejam frequentes e regulares, mas que deflagrem iniciativas concretas. O Cafezinho foi convidado, mas não pode ir. Fica para a próxima. Aproveito para externar uma ideia que tive por esses dias. Qualquer pessoa minimamente progressista sabe a importância de termos uma comunicação pública independente. Para isso, o governo teria que investir dezenas de vezes mais na TV Brasil. Hoje, senão me engano, o orçamento da TV Brasil é menor que R$ 400 milhões, sendo que boa parte desse dinheiro não se materializa, na prática…

http://www.ocafezinho.com/2015/01/29/miguel-rosseto-fala-aos-blogueiros-e-ao-brasil/

Dilma rompe o silêncio. Por Miguel do Rosário, Ela falou, finalmente. Aproveitando a primeira reunião ministerial, a presidenta fez um discurso nitidamente voltado à nação. Entretanto, ao assistir os 35 minutos de discurso da presidenta, sinto mais uma vez um grande alívio por termos sobrevivido às eleições. E entendo melhor porque a presidenta resiste tanto a falar mais e a dar entrevistas. É patente que Dilma, definitivamente, não se sente à vontade como oradora…

http://www.ocafezinho.com/2015/01/28/dilma-rompe-o-silencio/

Partidos não são farinha do mesmo saco. Por Miguel do Rosário, Às vésperas de uma nova eleição para presidente da Câmara dos Deputados, vale a pena visitar os sites das respectivas casas parlamentares. No site do Senado, há um estudo interessante, feito apenas entre os senadores, mas cujos resultados podem ser usados também para se analisar a Câmara. Ainda não sabemos quem será o novo presidente da Câmara, mas não haverá grande surpresa se Eduardo Cunha, o novo queridinho da mídia, ganhar essa…

http://www.ocafezinho.com/2015/01/23/partidos-nao-sao-farinha-do-mesmo-saco/

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2015/01/30/trabalhando-com-poesia-687

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma sexta-feira abençoada por Deus e coberta pela paz do Alá de Oxalá! Bom final de semana e até segunda feira.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail 1: apiovinagre.adv@gmail.com
e-mail 2: apioptlf@yahoo.com.br
e-mail 3: oipa2@hotmail.com
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Orkut: http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=9196573284471271823
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8214-0894

Na hora de se unir, o casal supervaloriza o bom e nega o ruim; para se separar, minimiza o bom e maximiza o ruim. Para casais que não têm filhos, essa separação pode até ocorrer de maneira tranquila. Entretanto, quando existem filhos, ela tem de ser muito cuidadosa porque, na realidade, é o casal que se desfaz, porém os papéis de pai e mãe permanecem, e os filhos continuam ligados aos dois, apesar de ambos já não terem elos entre si. (Frases e Pensamentos de Içami Tiba)

Os pais devem ter em mente que muitos filhos aprendem a se relacionar com os exemplos que têm em casa e com o tipo de relacionamento que os pais estabelecem com eles. Pais que investem nas relações, respeitam, têm flexibilidade e tolerância, ensinam os filhos a investir nas relações, respeitar, serem flexíveis e tolerantes. Filhos assim, em oposição aos individualistas e solitários, certamente seriam uma boa contribuição para a sociedade e para o mundo. (Frases e Pensamentos de Içami Tiba)

A birra tanto pode ser uma manifestação saudável, quando a criança tem pais que nunca entendem o que ela quer, quanto inadequada, no caso de uma criança cujos pais sempre satisfizeram seus mínimos e desnecessários desejos. Há pais que superofertam tudo que a própria vontade da criança não consegue absorver, tornando-a “obesa de vontades”: fica tão cheia de vontades que nem usufrui o que tem. Passa a viver em função da vontade de ter, e não de usufruir o que já ganhou. (Frases e Pensamentos de Içami Tiba)

Portas – Içami Tiba

Se você abre uma porta,
você pode ou não entrar em uma nova sala.
Você pode não entrar e ficar observando a vida.
Mas se você vence a dúvida, o temor, e entra, dá um grande passo:
Nesta sala vive-se!
Mas, também, tem um preço…
São inúmeras outras portas que você descobre.
Às vezes curte-se mil e uma.
O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.
A vida não é rigorosa,
ela propicia erros e acertos.
Os erros podem ser transformados em acertos quando com eles se aprende.
Não existe a segurança do acerto eterno.
A vida é generosa, a cada sala que se vive, descobre-se tantas outras portas.
E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas.
Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas.
Mas a vida também pode ser dura e severa.
Se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente.
É a repetição perante a criação,
é a monotonia monocromática perante a multiplicidade das cores,
é a estagnação da vida…
Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens!

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s