Trabalhando com Poesia

“… Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser. Seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção pra nunca esquecer, o momento em que eu conheci você: Era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida a procurar alguém que eu pudesse entregar, a chave para abrir meu coração; tirar de vez do peito a solidão… Já tentei, não dá pra esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou! Tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer, eu te prendi… A paixão me pegou! Tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer, eu te prendi… Quando eu te vi pela primeira vez, me encantei com o seu jeitinho de ser. Seu olhar tão lindo me fez viajar, vi no seu sorriso imenso mar… Fiz uma canção pra nunca esquecer, o momento em que eu conheci você: Era uma linda noite de verão, você despertou minha emoção… Passei a minha vida a procurar alguém que eu pudesse entregar, a chave para abrir meu coração; tirar de vez do peito a solidão… Já tentei, não dá pra esconder, o amor que sinto por você, é luz, desejo, encanto e sedução, ardente como a fúria de um vulcão… A paixão me pegou! Tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer, eu te prendi… A paixão me pegou! Tentei escapar não consegui, nas grades do meu coração, sem querer, eu te prendi…” (Revelação – Grades do coração – Comp.: Mauro Jr / Xande de Pilares / João Carlos)

“… Rainha da balada, adora batucada, é sempre bem chegada em qualquer pagode, bem à cima da média, um tremendo filé, e só chega quem pode… Tá sempre perfumada, de roupa importada, vagabundo azarando e ela nem aí, se liga aí segurança, traz a pulseirinha que ela quer subir… Rainha da balada, adora batucada, é sempre bem chegada em qualquer pagode, bem à cima da média, um tremendo filé, e só chega quem pode… Tá sempre perfumada, de roupa importada, vagabundo azarando e ela nem aí, se liga aí segurança, traz a pulseirinha que ela quer subir… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela rouba a cena, ela é turbinada, ela é saliente, toda marombada, ela é atraente, toda desenhada, ela é gata de elite e só curte área VIP… Ela rouba a cena, ela é turbinada, ela é saliente, toda marombada, ela é atraente, toda desenhada, ela é gata de elite e só curte área VIP… Rainha da balada, adora batucada, é sempre bem chegada em qualquer pagode, bem à cima da média, um tremendo filé, e só chega quem pode… Tá sempre perfumada, de roupa importada, vagabundo azarando e ela nem aí, se liga aí segurança, traz a pulseirinha que ela quer subir… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela rouba a cena, ela é turbinada, ela é saliente, toda marombada, ela é atraente, toda desenhada, ela é gata de elite e só curte área VIP… Ela rouba a cena, ela é turbinada, ela é saliente, toda marombada, ela é atraente, toda desenhada, ela é gata de elite e só curte área VIP… … Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote… Ela só vai, ela só vai, ela só vai se for de camarote…” (Revelação – Só vai de camarote – Comp.: Xande De Pilares / André Renato / Gilson Bernini)

“… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, pra toda a vida, eternidade, quando está distante de mim, fica louca de saudade… Que a razão do seu viver, sou eu! Está tudo bem, eu acredito. Eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida, e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Você já disse que me quer, pra toda a vida, eternidade, quando está distante de mim, fica louca de saudade… Que a razão do seu viver, sou eu! Está tudo bem, eu acredito. Eu não tô duvidando disso… Só que eu tenho muito medo de me apaixonar, esse filme já passou na minha vida, e você tá me ajudando a superar, eu não quero ser um mal na sua vida… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar… Deixa acontecer naturalmente, eu não quero ver você chorar, deixa que o amor encontre a gente, nosso caso vai eternizar…” (Revelação – Deixa acontecer – Comp.: Carlos Caetano / Alex Freitas)

“… Num beijo molhado, ninguém se conhece, no momento é só prazer… Depois de um adeus, quando o dia amanhece, eu começo a sofrer… Aí que desperta a paixão no meu peito e acelera o meu coração, então não tem jeito, descubro prá nós a melhor solução… Num beijo molhado, ninguém se conhece, no momento é só prazer… Depois de um adeus, quando o dia amanhece, eu começo a sofrer… Aí que desperta a paixão no meu peito e acelera o meu coração, então não tem jeito, descubro prá nós a melhor solução… Baixa Essa Guarda! Baixa essa guarda, encurta a distância que existe entre eu e você… Vou te falar a verdade, que o meu coração te escolheu prá viver… Procurei, não encontrei, mas todo amor tem seu lugar, achei o meu, só quero me entregar… Baixa Essa Guarda! Baixa essa guarda, encurta a distância que existe entre eu e você… Vou te falar a verdade, que o meu coração te escolheu prá viver… Procurei, não encontrei, mas todo amor tem seu lugar, achei o meu, só quero me entregar… Num beijo molhado, ninguém se conhece, no momento é só prazer… Depois de um adeus, quando o dia amanhece, eu começo a sofrer… Aí que desperta a paixão no meu peito e acelera o meu coração, então não tem jeito, descubro prá nós a melhor solução… Baixa Essa Guarda! Baixa essa guarda, encurta a distância que existe entre eu e você… Vou te falar a verdade, que o meu coração te escolheu prá viver… Procurei, não encontrei, mas todo amor tem seu lugar, achei o meu, só quero me entregar… Baixa Essa Guarda! Baixa essa guarda, encurta a distância que existe entre eu e você… Vou te falar a verdade, que o meu coração te escolheu prá viver… Procurei, não encontrei, mas todo amor tem seu lugar, achei o meu, só quero me entregar… Baixa Essa Guarda! Baixa essa guarda, encurta a distância que existe entre eu e você… Vou te falar a verdade, que o meu coração te escolheu prá viver… Procurei, não encontrei, mas todo amor tem seu lugar, achei o meu, só quero me entregar…” (Revelação – Baixa essa guarda – Comp.: André Renato/Márcio Paiva)

Confira outras músicas do Grupo Revelação:

“Ajude a todos, como deseja ser ajudado. Se tem empregados, saiba compreender suas dificuldades, quanto você deseja que eles compreendam as suas. Coloque-se no lugar deles, e trate-os como você gostaria de ser tratado se ocupasse a posição deles. Seu empregado é um irmão seu, que está iniciando a sua carreira. Ajude-o o mais que puder e não se arrependerá.” (Minutos de Sabedoria Pg. 157)

Bom dia pessoal,

Final de semana regado a folia, axé, samba, ijexá, samba-regae, enfim. A maior festa do planeta tá rolando nas ruas de Salvador. Depois de participar do Alerta Geral, do Jepee, em Lauro de Freitas e do Bloco Afro Bankoma ontem a noite, hoje começa a maratona Gandhy. Que os caminhos estejam abertos à frente do tapete branco da paz e que as informações sobre falta de fantasias sejam elucidadas pela direção. Aproveito para desejar um excelente carnaval a todos e todas. O “Trabalhando com Poesia” dá uma pausa até a semana seguinte ao carnaval.

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Joaquim Barbosa cobra a demissão de Cardozo – Depois de conduzir a Ação Penal 470, marcada por abusos e violações às garantias individuais, Joaquim Barbosa, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal e agora advogado, quer que a presidente Dilma Rousseff demita o ministro José Eduardo Cardozo; o motivo: o fato dele ter recebido advogados de empreiteiras em seu gabinete, o que é corriqueiro; “nós, brasileiros honestos, temos o direito e o dever de exigir que a Presidente Dilma demita imediatamente o Ministro da Justiça”, postou ele no Twitter; gestão de Barbosa no STF foi marcada por polêmicas, como a reforma de R$ 90 mil no banheiro, a compra de um apartamento em Miami por meio de uma offshore (com sede em seu apartamento funcional) e agressões a jornalistas e advogados; ele se prepara para disputar a presidência da República em 2018 com discurso moralista; em nota, Cardozo afirmou que todos os advogados têm o direito de relatar ao ministro da Justiça eventuais violações de direitos (o que, aliás, é uma especialidade de JB)…

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/170178/Joaquim-Barbosa-cobra-a-demiss%C3%A3o-de-Cardozo.htm

Tereza Cruvinel: acordo pode garantir CPI ao PT – “Para alguns petistas, Eduardo Cunha radicalizou nos primeiros dias exatamente para forçar o governo a buscar o diálogo. Com Pepe (ministro da Articulação Política), entretanto, ele não quer conversa”, diz a jornalista Tereza Cruvinel, colunista do 247; segundo ela, foi o novo líder do governo, José Guimarães, que deu os passos decisivos para a reabertura das negociações; “Acordo pode garantir ao PT a relatoria da CPI da Petrobrás. Marco Maia é o mais cotado, mas reluta”, acrescenta…

http://www.brasil247.com/pt/247/poder/170162/Tereza-Cruvinel-acordo-pode-garantir-CPI-ao-PT.htm

Gabrielli: Veto a nomeação política seria bobagem – “Por que o dirigente de uma empresa não pode ter filiação partidária?”, questiona o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli; segundo ele, “a fome dos cargos é para que os partidos influam no que o Estado faz. Não necessariamente é corrupção”; quanto às denúncias feitas pelo ex-gerente da estatal Pedro Barusco, Gabrielli diz que não há prova de propina e afirma que valor equivale mais ou menos às contribuições legais que o PT recebeu…

http://www.brasil247.com/pt/247/economia/170163/Gabrielli-Veto-a-nomea%C3%A7%C3%A3o-pol%C3%ADtica-seria-bobagem.htm

Veja não esconde seu sonho dourado: pegar Lula – Numa edição vazia, que a própria capa sugere que seja lida depois do Carnaval, a revista Veja denuncia suas intenções políticas até nas legendas das fotos; “está chegando a hora”, diz o texto que ancora a imagem de um Lula supostamente preocupado com o avanço das investigações da Operação Lava Jato; empreiteiros presos em Curitiba pelo juiz Sergio Moro estão sendo seduzidos com a possibilidade de delatar Lula, em troca da liberdade; o que está em jogo, desde já, é a sucessão presidencial de 2018…

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/170158/Veja-n%C3%A3o-esconde-seu-sonho-dourado-pegar-Lula.htm

Recado do Nordeste à Globo: impitimam é meu zovo – Carnavalescos nordestinos invadiram link ao vivo da filiada da Rede Globo em Fortaleza, no Ceará, com uma mensagem ironizando a pressão da mídia e da oposição pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff; a hashtag #impitimamÉMeuzovo chegou aos trending topics mundiais na tarde deste sábado…

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/170180/Recado-do-Nordeste-%C3%A0-Globo-impitimam-%C3%A9-meu-zovo.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2015/02/15/trabalhando-com-poesia-692

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Um carnaval com caminhos abertos a nossa frente e coberto pela paz do Alá de Oxalá! até segunda feira que vem.

Apio Vinagre Nascimento
e-mail: apiovinagre.adv@gmail.com
e-mail 1: apio.vinagre @pedraevinagre.adv.br
e-mail 2: oipa2@hotmail.com
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
site: http://www.pedraevinagre.adv.br
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio
Fones: (71) 8814-5332 / 9154-0168 / 9982-7223 / 8214-0894

BERRO – LANDÊ ONAWALE MUNZANZU

Façamos berrar as penas
Em alto e bom “sou!”
Derramando nossa negritude
Até a última gota da garganta

… Lá na alta madrugada
Quando o sono dos injustos
Goza a velha bodarrada…
Bééé!
Ecoemos quilombolas utopias
Dentro dos seus sonhos opressores
Bééé!
Búzios, agulhas e argolas
Atiremos sobre seus telhados de vidro
Bééé!
Povoemos de malês e de mahins
Toda a cidade
Apavorando os mesmos bodes
Que nos queriam por fim.

O VENTO – LANDÊ ONAWALE MUNZANZU

disperso-me por aí
feito brisa
depois
me rejunto e chego como ventania
derrubo coisas
varro a casa
s a f a d a m e n t e
devasso a monotonia
talvez eu seja um vento mau
talvez injusto
pra quem tinha olhos postos no horizonte
a procurar por mim
não me desespero
e não quero
ser feliz de outro jeito

CANARINHAS DA VILA – LANDÊ ONAWALE MUNZANZU

o que pode a minha poesia contra isso:
três jovens assassinadas lado a lado?
o que pode a letra morta
da lei, da constituição
contra este costume brasileiro
de matar negros como moscas?
o que pode nossas vozes
ante os estampidos
que despedaçam crianças como nozes?
nossos cupidos sendo brancamente mortos
canarinhas da vila
abatidas pelos badogues de fogo
borboletas da paixão
com o imenso ar
e a intensa vida pela frente
presas na fotografia do jornal
o fim…
mas eu não quero terminar aqui!
a juventude da minha palavra
descoberta
quer-se franca e copiosa como lágrimas
e certa
espada concreta do guerreiro-mor
varrendo a tragédia
para longe do lugar comum
quando abro esta manhã de sol e sábado
e a polícia me lava o rosto
com sangue negro juvenil
penso no genocídio da negra gente
(suicídio inconsciente do brasil…)
o mar malungo me enche os olhos
e o meu coração lança ondas soluçantes
à minha alma de rocha masculina
e ela se desfaz e salga meu caminho
e os homens-meninos da rua que criei
levemente me evitam
e eu choro criança sem parar
querendo todo mundo aqui
em torno de mim
da minha dor
eu digo não!
ergo meu poema como um não
outra vez
nesta vida de áfrica sequestrada
quando outros poderiam ser os versos
para falar de adolescentes semelhantes
àquela minha mesma namorada
preta, pretinha, carapinha
que me acompanha desde que nasci

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s