Trabalhando com Poesia

“… El condor passa sobre os Andes, e abre as asas sobre nós, na fúria das cidades grandes, eu quero abrir a minha voz… Cantar, como quem usa a mão, para fazer um pão. Colher alguma espiga, como quem diz no coração: “Meu bem, não pense em paz, que deixa a alma antiga”… Tentar o canto exato e novo, que a vida que nos deram nos ensina, pra ser cantado pelo povo, na América latina… Eu quero que a minha voz saia no rádio, pelo no alto falante, que Inês possa me ouvir, posta em sossego a sós, num quarto de pensão, beijando um estudante… Quem vem de trabalhar bastante, escute e aprenda logo a usar toda essa dor… Quem teve que partir para um país distante, não desespere da aurora, recupere o bom humor… Ai! Solidão que dói dentro do carro, gente de bairro afastado, onde anda meu amor?… Moça, murmure: “Estou apaixonada” e dance de rosto colado, sem nenhum pudor… E à noite, quando em minha cama for deitar minha cabeça, eu quero ter daquela, que me ama, um abraço que eu mereça, um beijo… O bem do corpo em paz, que faz com que tudo aconteça. E o amor que traz a luz do dia, e deixa que o sol apareça, sobre a América… Sobre a América… Sobre a América do sul…Sobre a América… Sobre a América… Sobre a América do sul…(Belchior – Voz da América – Comp.: Belchior)

https://www.youtube.com/watch?v=xDOVqwXMsj8

“… Eu me lembro muito bem do dia em que eu cheguei, jovem que desce do norte pra cidade grande, os pés cansados e feridos de andar légua tirana, lágrima nos olhos de ler o pessoa, e de ver o verde da cana… Em cada esquina que eu passava, um guarda me parava, pedia os meus documentos e depois sorria, examinando o 3×4 da fotografia, e estranhando o nome do lugar de onde eu vinha… Pois o que pesa no norte, pela lei da gravidade, disso Newton já sabia! Cai no sul, grande cidade, São Paulo violento, corre o rio que me engana, Copacabana, zona norte e os cabarés da lapa, onde eu morei, mesmo vivendo assim, não me esqueci de amar… Que o homem é pra mulher e o coração pra gente dar, mas a mulher, a mulher que eu amei, não pode me seguir não… Esses casos de família e de dinheiro eu nunca entendi bem, o sol não é tão bonito pra quem vem do norte e vai viver na rua… A noite fria me ensinou a amar mais o meu dia, e pela dor eu descobri o poder da alegria, e a certeza de que tenho coisas novas, coisas novas pra dizer… A minha história é talvez, é talvez igual a tua, jovem que desceu do norte, que no sul viveu na rua… Que ficou desnorteado, como é comum no seu tempo… Que ficou desapontado, como é comum no seu tempo… Que ficou apaixonado e violento como você, eu sou como você… Eu sou como você… Eu sou como você, que me ouve agora, eu sou como você… Como você…(Belchior – Fotografia 3×4 – Comp.: Belchior)

https://www.youtube.com/watch?v=UyYH1biSlBY

“… Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo: que uma nova mudança, em breve, vai acontecer… E o que há algum tempo era jovem, novo, hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer… Nunca mais meu pai falou: “She’s leaving home” e meteu o pé na estrada, “Like a Rolling Stone…” Nunca mais eu convidei minha menina, para correr no meu carro… Loucura, chiclete e som… Nunca mais você saiu a rua, em grupo reunido, o dedo em V, cabelo ao vento, amor e flor, quero cartaz… No presente a mente, o corpo é diferente, e o passado é uma roupa, que não nos serve mais… No presente a mente, o corpo é diferente, e o passado é uma roupa, que não nos serve mais… Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo: que uma nova mudança, em breve, vai acontecer… E o que há algum tempo era jovem, novo, hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer… Como Poe, poeta louco americano, eu pergunto ao passarinho: “Black bird, Assum preto, o que se faz?” Haven never, haven never, haven, Black bird me responde, tudo já ficou atrás… Haven never, haven never, haven, Assum-preto me responde, o passado nunca mais… Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo: que uma nova mudança, em breve, vai acontecer… E o que há algum tempo era jovem, novo, hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer… Você não sente nem vê, mas eu não posso deixar de dizer, meu amigo: que uma nova mudança, em breve, vai acontecer… E o que há algum tempo era jovem, novo, hoje é antigo, e precisamos todos rejuvenescer… E precisamos rejuvenescer…(Belchior – Velha roupa colorida – Comp.: Belchior)

https://www.youtube.com/watch?v=RA2PmL7hb30

… Meu bem, guarde uma frase pra mim dentro da sua canção, esconda um beijo pra mim, sob as dobras do blusão, eu quero um gole de cerveja, no seu copo, no seu colo e nesse bar… Meu bem, o meu lugar é onde você quer que ele seja, não quero o que a cabeça pensa, eu quero o que a alma deseja… Arco-íris, anjo rebelde, eu quero o corpo tenho pressa de viver… Mas quando você me amar, me abrace e me beije, bem devagar, que é para eu ter tempo, tempo de me apaixonar, tempo para ouvir o rádio no carro, tempo para a turma do outro bairro, ver e saber que eu te amo… Meu bem, o mundo inteiro está naquela estrada ali em frente, tome um refrigerante, coma um cachorro-quente, sim, já é outra viagem e o meu coração selvagem, tem essa pressa de viver… Meu bem, mas quando a vida nos violentar, pediremos ao bom Deus que nos ajude, falaremos para a vida: “Vida, pisa devagar meu coração cuidado é frágil; meu coração é como vidro, como um beijo de novela”… Meu bem, talvez você possa compreender a minha solidão, o meu som, e a minha fúria e essa pressa de viver… E esse jeito de deixar sempre de lado, a certeza e arriscar tudo de novo, com paixão… Andar caminho errado, pela simples alegria de ser… Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo, vem morrer comigo… Meu bem… Meu bem… Meu bem… Talvez eu morra jovem, alguma curva no caminho, algum punhal de amor traído, completara o meu destino… Meu bem, vem viver comigo, vem correr perigo, vem morrer comigo… Meu bem… Meu bem… Meu bem… Que outros cantores chamam baby…” (Belchior – Coração selvagem – Comp.: Belchior)

https://www.youtube.com/watch?v=OKTRc7x-zCM

Curta mais um pouco e Belchior

Coração Selvagem

https://www.youtube.com/watch?v=dGzXuHr9uf0

Um Concerto A Palo Seco (Álbum Completo 1974)

https://www.youtube.com/watch?v=8CF2diQLrSw

Alucinação (1976)

https://www.youtube.com/watch?v=4ppq20oqW9c

Não se desespere diante das dificuldades. Colhemos aquilo que plantamos. Somos escravos do ontem, mas somos donos de nosso amanhã. Se construiu um presente doloroso, fique alerta, para construir um futuro alegre, saudável, no qual possamos colher os frutos do amor e da felicidade sem limites. Faça o bem de todas as formas, para preparar um futuro melhor.” (Minutos de Sabedoria Pg. 168)

Bom dia pessoal,

Mais um final de semana chegando e como sempre aumenta a nossa expectativa em relação à possibilidade de vivenciar momentos tranquilos e de paz, junto a nossas famílias. No esporte, O Bahia enfrenta seu rival estadual na primeira partida das finais do campeonato baiano de futebol profissional. A partida ocorre em Canabrava, no domingo as 16 horas. O estádio viu ontem à tarde o primeiro triunfo do time sub-20 tricolor, também na primeira partida das finais da categoria. Em mais um momento da democracia tricolor, acontece amanhã, das 7:30 as 17:30 horas, Assembleia Geral do Clube, com vistas a análise de proposta de alteração do estatuto ao PROFUT e do parecer do Conselho Fiscal tricolor sobre as contas de 2015. A lista de Sócios aptos está no link http://www.esporteclubebahia.com.br/listafinal/

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do site Brasil 247. Vale a pena conferir:

Safatle Oligarquia transforma democracia em regime de fachada: Filósofo Vladimir Safatle afirma que Michel Temer, rejeitado, fará governo com derrotados e tentará impor programa derrotado nas urnas; “Teremos um “presidente” com 2% de intenção de voto e 58% da população preferindo seu afastamento. Ele comporá um ministério com os derrotados das últimas eleições, com seus programas sempre recusados pela população”. Para o filósofo Vladimir Safatle, o vice Michel Temer, rejeitado, fará governo com derrotados e tentará impor programa derrotado nas urnas:

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/228987/Safatle-oligarquia-transforma-democracia-em-regime-de-fachada.htm

 

Vencedor do Pulitzer denuncia golpe e Globo em premiação Maurício Lima, primeiro brasileiro a vencer o prêmio Pulitzer de Jornalismo, denunciou na noite dessa quinta o golpe em curso no Brasil durante a premiação da Overseas Press Club of America (OPC); com uma faixa dizendo “Golpe Nunca Mais” com o símbolo da Globo, disse: “Gostaria de expressar meu apoio a liberdade de imprensa e a Democracia, que é exatamente o que não está acontecendo no Brasil nesse momento. Sou contra o Golpe”…

http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/228986/Vencedor-do-Pulitzer-denuncia-golpe-e-Globo-em-premia%C3%A7%C3%A3o.htm

 

Auditoria aponta desvios em obra de Anastasia em MG – Controladoria-Geral de Minas apontou corrupção, desvios e outras irregularidades na construção de um centro internacional de meio ambiente no governo de Antonio Anastasia (PSDB), em Frutal (MG); com prejuízos aos cofres públicos de mais de R$ 18 milhões, esquema beneficiou a CWP (Construtora Waldemar Polizzi), que pertenceu a parentes de Anastasia; tucano é relator da comissão especial do impeachment de Dilma no Senado e apadrinhado de Aécio Neves…

http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/228983/Auditoria-aponta-desvios-em-obra-de-Anastasia-em-MG.htm

 

Pedaladas, que nada! Em Minas, Anastasia praticou foi bicicrossÉ, no mínimo, surreal que o senador tucano Antonio Augusto Anastasia seja o relator da comissão do Senado que avalia a admissibilidade do impeachment da presidenta Dilma. E não somente por representar um dos partidos mais interessados no “golpe”, ou por estar entre os citados na Lava Jato, ou mesmo porque teria recebido doações de campanha das construtoras envolvidas na operação, ainda que tais razões já sejam suficientes. Sobretudo, Anastasia não tem autoridade para desempenhar a relatoria, simplesmente porque é o “rei” das chamadas “pedaladas fiscais”. Ou melhor, quando governador de Minas, “pedalou” tanto que poderia ter vencido uma prova de bicicross…

http://www.brasil247.com/pt/colunistas/durvalangelo/228966/Pedaladas-que-nada!-Em-Minas-Anastasia-praticou-foi-bicicross.htm

 

Comissão do Impeachment no Senado ouve hoje defesa da presidente Dilma Comissão Especial do Impeachment no Senado ouve o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, responsável pela defesa da presidente, Dilma Rousseff, além dos ministros Nelson Barbosa, da Fazenda, e Kátia Abreu, da Agricultura; na próxima segunda-feira (2), serão ouvidos, também pela acusação, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Velloso, e o procurador do Ministério Público no Tribunal de Contas da União, Júlio Marcelo de Oliveira

http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/229025/Comiss%C3%A3o-do-Impeachment-no-Senado-ouve-hoje-defesa-da-presidente-Dilma.htm

 

Central de Movimentos Populares: antecipar eleições é legitimar golpe Em nota, a CMP (Central de Movimentos Populares) afirma que ainda que a medida não tem base jurídica; “Trata- se de uma proposta que desmobiliza, enfraquece os movimentos sociais e os setores democráticos que têm saído às ruas em defesa da democracia e contra o golpe. Não é hora de jogarmos a toalha. Continuaremos a impulsionar as mobilizações contra o golpe. Vamos lutar até o fim. Não vai ter golpe. Já tem luta”. Em nota, a CMP (Central de Movimentos Populares) se posiciona contra as novas eleições para resolver a crise política. Afirma que antecipar as urnas legitima o golpe e diz que a medida não tem base jurídica…

http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/229029/Central-de-Movimentos-Populares-antecipar-elei%C3%A7%C3%B5es-%C3%A9-legitimar-golpe.htm

 

Nobel da Paz: Papa Francisco apoia Dilma – Vencedor do prêmio Nobel da Paz em 1980, o argentino Adolfo Pérez Esquivel revelou, em entrevista, que levou à presidente Dilma Rousseff o apoio do Papa Francisco, que é também argentino e mantém estreita ligação com movimentos de defesa dos direitos humanos na América Latina; “O papa Francisco está muito preocupado com o que está acontecendo no Brasil; tudo isso vai trazer consequências negativas para toda a região e teremos um grave retrocesso democrático”; Esquivel se reuniu ontem com a presidente Dilma e depois, no Senado, denunciou o golpe da tribuna, sob protestos de opositores como Ronaldo Caiado (DEM-GO), que exigiram que a palavra golpe fosse retirada das notas taquigráficas; Esquivel disse ainda que vai escrever ao Papa sobre os acontecimentos no Brasil e afirmou que o impeachment não passa de um golpe brando; ele também disse que Dilma é uma mulher honesta denunciada por corruptos…

http://www.brasil247.com/pt/247/mundo/228993/Nobel-da-Paz-Papa-Francisco-apoia-Dilma.htm
Pedalada contra o povo podeProssegue no Senado a farsa do impeachment sem crime de responsabilidade. Agora, a tarefa dos golpistas na Câmara Alta é tentar desfazer a péssima impressão que a votação desavergonhada da Câmara Baixa provocou em todo o mundo. Tentarão convencer o planeta de que o golpe não é golpe, de que Cunha et caterva fazem parte das coortes celestiais e de que Temer é exemplo de lealdade e desinteressado republicanismo

http://www.brasil247.com/pt/colunistas/marcelozero/228857/Pedalada-contra-o-povo-pode.htm

 

Cardozo anuncia pedido de suspeição de Anastasia – Antes de iniciar a defesa da presidente da República, na comissão que analisa o impeachment no Senado Federal, o ministro José Eduardo Cardozo, da Advocacia-Geral da União, anunciou que, ainda nesta sexta-feira, estará arguindo a suspeição do relator Antonio Anastasia (PSDB-MG); o motivo: a denúncia foi formulada por um filiado ao PSDB, o advogado Miguel Reale Júnior, e por uma pessoa que prestou serviços ao partido, a também advogada Janaina Paschoal; segundo Cardozo, sem questionar a “honorabilidade do relator”, este fato retira a isenção de Anastasia para relatar o caso; Cardozo disse ainda que a denúncia deve ser rejeitada por um motivo simples: o Brasil não é parlamentarista e a presidente não pode ser afastada simplesmente porque perdeu maioria no Congresso; “em se consumando este impeachment, terá havido um golpe”, disse ainda Cardozo…

http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/229076/Cardozo-anuncia-pedido-de-suspei%C3%A7%C3%A3o-de-Anastasia.htm

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

https://oipa2.wordpress.com/2016/04/29/trabalhando-com-poesia-707

Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma sexta-feira de caminhos abertos a nossa frente e coberta pela paz do Alá de Oxalá! Até segunda.

Apio Vinagre Nascimento

e-mail: apiovinagre.adv@gmail.com

e-mail 1: apio.vinagre @pedraevinagre.adv.br

e-mail 2: oipa2@hotmail.com

e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br

site: http://www.pedraevinagre.adv.br
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr: http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube: http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio 
Fones: (71) 98814-5332 / 99154-0168 / 99982-7223 / 98214-0894
Há poetas que são artistas – Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa

há poetas que são artistas
E trabalham nos seus versos
Como um carpinteiro nas tábuas!…

Que triste não saber florir!
Ter que pôr verso sobre verso, como quem constrói um muro
E ver se está bem, e tirar se não está!…
Quando a única casa artística é a Terra toda
Que varia e está sempre bem e é sempre a mesma.

Penso nisto, não como quem pensa, mas como quem respira,
E olho para as flores e sorrio…
Não sei se elas me compreendem
Nem se eu as compreendo a elas,
Mas sei que a verdade está nelas e em mim
E na nossa comum divindade
De nos deixarmos ir e viver pela Terra
E levar ao colo pelas Estações contentes
E deixar que o vento cante para adormecermos
E não termos sonhos no nosso sono.

https://www.youtube.com/watch?v=h8RFS7gFRho
Bendito seja o mesmo sol – Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa

Bendito seja o mesmo sol de outras terras
Que faz meus irmãos todos os homens
Porque todos os homens, um momento no dia, o olham como eu,
E nesse puro momento
Todo limpo e sensível
Regressam lacrimosamente
E com um suspiro que mal sentem
Ao homem verdadeiro e primitivo
Que via o Sol nascer e ainda o não adorava.
Porque isso é natural – mais natural
Que adorar o ouro e Deus
E a arte e a moral…

https://www.youtube.com/watch?v=m1ywAGgtMFE
As quatro canções – Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa

As quatro canções que seguem
Separam-se de tudo o que eu penso,
Mentem a tudo o que eu sinto,
São do contrário do que eu sou…

Escrevi-as estando doente
E por isso elas são naturais
E concordam com aquilo que sinto,
Concordam com aquilo com que não concordam…
Estando doente devo pensar o contrário
Do que penso quando estou são.
(Senão não estaria doente),
Devo sentir o contrário do que sinto
Quando sou eu na saúde,
Devo mentir à minha natureza
De criatura que sente de certa maneira…
Devo ser todo doente — idéias e tudo.
Quando estou doente, não estou doente para outra cousa.

Por isso essas canções que me renegam
Não são capazes de me renegar
E são a paisagem da minha alma de noite,
A mesma ao contrário…

https://www.youtube.com/watch?v=9y7jJ09wmb8

 

O meu olhar é nítido como um girassol Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa

II

O meu olhar é nítido como um girassol.

Tenho o costume de andar pelas estradas

Olhando para a direita e para a esquerda,

E de vez em quando olhando para trás…

E o que vejo a cada momento

É aquilo que nunca antes eu tinha visto,

E eu sei dar por isso muito bem…

Sei ter o pasmo essencial

Que tem uma criança se, ao nascer,

Reparasse que nascera deveras…

Sinto-me nascido a cada momento

Para a eterna novidade do Mundo…

Creio no Mundo como num malmequer,

Porque o vejo. Mas não penso nele

Porque pensar é não compreender…

O Mundo não se fez para pensarmos nele

(Pensar é estar doente dos olhos)

Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo…

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos…

Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,

Mas porque a amo, e amo-a por isso,

Porque quem ama nunca sabe o que ama

Nem sabe porque ama, nem o que é amar…

Amar é a eterna inocência,

E a única inocência é não pensar…

8-3-1914 “O Guardador de Rebanhos”. In Poemas de Alberto Caeiro. Fernando Pessoa. (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (10ª ed. 1993).-24.

https://www.youtube.com/watch?v=Xg_U9SnhOHg

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros, Notícias e política e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s