Trabalhando com Poesia

Se você vê estrelas demais, lembre que um sonho não volta atrás, chega perto e diz: “Anjo!”… Se você sente o corpo colar, solte o seu medo bem devagar, chega perto e diz: “Anjo!”… Bem mais perto diz: “Anjo!”… Se uma coisa louca sai do seu olhar, fique em silêncio, deixe o amor entrar, prá que tanta pressa de chegar? Se eu sei o jeito e o lugar… Se eu sei o jeito e o lugar… Se você vê estrelas demais, lembre que um sonho não volta atrás, chega perto e diz: “Anjo!”… Se você sente o corpo colar, solte o seu medo bem devagar, chega perto e diz: “Anjo!”… Bem mais perto diz: “Anjo!”… Se uma coisa louca sai do seu olhar, fique em silêncio, deixe o amor entrar, prá que tanta pressa de chegar? Se eu sei o jeito e o lugar… Se eu sei o jeito e o lugar… Oh! Oh! Oh! Yeah! Anjo! Anjo! Anjo! Oh! Oh! Anjo!!!!…” (Roupa Nova – Anjo – Comp.: Claudio Rabello / Dalto / Renato Correa)

 

Confessar, sem medo de mentir, que em você encontrei inspiração para escrever… Você é pessoa que nem eu, que sente amor, mas não sabe muito bem como vai dizer… Te dou o meu coração, queria dar o mundo, luar do meu sertão, seguindo no trem azul… Toda vez que for assoviar, a cor do trem é da cor que alguém fizer e você sonhar… Não faz mal não ser compositor, se o amor valeu, eu empresto um verso meu prá você dizer… Só me dará prazer, se viajar contigo, até nascer o sol, seguindo no trem azul… Te dou o meu coração, queria dar o mundo, luar do meu sertão, seguindo no trem azul… Vai lembrar de um cara como eu? Que sente amor, mas não sabe muito bem como vai dizer… Só me dará prazer, se viajar contigo, até nascer o sol, seguindo no trem azul… Te dou o meu coração, queria dar o mundo, luar do meu sertão, seguindo no trem azul… Seguindo no trem azul…(Roupa Nova – Seguindo no trem azul – Comp.: Cleberson Horsth / Ronaldo Bastos)

 

 

Você lembra, lembra, daquele tempo eu tinha estrelas nos olhos, um jeito de herói, era mais forte e veloz, que qualquer mocinho de Cowboy… Você lembra, lembra! Eu costumava andar bem mais de mil léguas, pra poder buscar flores-de-maio azuis e os seus cabelos enfeitar… Água da fonte cansei de beber, pra não envelhecer… Como quisesse roubar da manhã, um lindo pôr-de-sol… Hoje não colho mais as flores-de-maio, nem sou mais veloz, como os heróis… É! Talvez eu seja simplesmente, como um sapato velho, mas ainda sirvo se você quiser, basta você me calçar, que eu aqueço o frio dos seus pés… Água da fonte cansei de beber, pra não envelhecer… Como quisesse roubar da manhã, um lindo pôr-de-sol… Hoje não colho mais as flores-de-maio, nem sou mais veloz, como os heróis… É! Talvez eu seja simplesmente, como um sapato velho, mas ainda sirvo se você quiser, basta você me calçar, que eu aqueço o frio dos seus pés… Talvez eu seja simplesmente, como um sapato velho, mas ainda sirvo se você quiser, basta você me calçar, que eu aqueço o frio dos seus pés…(Roupa Nova – Sapato velho – Comp.: Cláudio Nucci / Mu / Paulinho Tapajós)

 

 

Não se queixe contra a vida. Se está sofrendo, lembre-se de que ninguém passa por esta terra isento de dores, da mesma forma que um aluno não pode fazer o seu curso sem submeter-se aos exames de fim de ano. Prove que está preparado, suportando com paciência e resignação os exames a que é submetido. Tudo o que nos acontece tem sua razão de ser, e dos males surge sempre um bem.” (Minutos de Sabedoria Pg. 230)

 

Bom dia pessoal,

O Bom dia de hoje não poderia ter outra direção. É dia dedicado às avós, Dia de Nossa Senhora de Santana, para o povo católico, dia de Nanã, para o povo de Candomblé. A saudação vem ao som de “Cordeiro de Nanã, de Mateus Aleluia, na voz de Os Tincoãs. Saluba Nanã!!!!
 
“… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Fui chamado de cordeiro mas não sou cordeiro não. Preferi ficar calado que falar e levar não. O meu silêncio é uma singela oração. Minha santa de fé… Meu cantar, meu cantar, vibra as forças que sustenta o meu viver, meu viver… Meu cantar, meu cantar, é um apelo que eu faço a Nãnaê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… O que peço no momento é silêncio e atenção. Quero contar o sofrimento que eu passei sem razão. O meu lamento se criou na escravidão… Que forçado passei… Eu chorei, eu chorei… Sofri as duras dores da humilhação, humilhação, mas ganhei, mas ganhei, pois eu trazia Nãnaê no coração… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê… Sou de Nanã, euá, euá, euá, ê…”

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje textos do Blog do Miro. Vale a pena conferir:

 

Golpistas planejam repressão nas Olimpíadas. Por Bepe Damasco – O verdadeiro circo montado pelo ministro fascista da Justiça, Alexandre Moraes, para prender supostos autores de planos de atentado durante as Olimpíadas é só mais um movimento para intimidar as centenas de milhares de brasileiros que, certamente, protestarão contra o golpe parlamentar-judicial-midiático nos dias do megaevento. A prisão dos hipotéticos terroristas, cujo crime cometido foi ter expressado simpatia pelo islamismo, além da troca de uma ou outra mensagem sobre atentados, nitidamente na base da galhofa, virou piada nas redes sociais. Quem dera Alexandre de Moraes demonstrasse o mesmo rigor para coibir os ativistas digitais que babam ódio na internet, fazendo apologia de crimes como tortura e assassinato de adversários políticos…

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/golpistas-planejam-repressao-nas.html

 

 

Temer acabou com a festa das Olimpíadas. Por Paulo Nogueira – Esta é mais uma das Cartas aos Golpistas. No futuro, elas poderão ser reunidas num livro que recapitule o golpe de 16. Caro Temer: você conseguiu destruir até a alegria que deveria preceder um acontecimento como as Olimpíadas. Você não é apenas um golpista. É um destruidor. Um destruidor de esperanças, um destruidor de futuro, um destruidor de sorrisos e de alegrias…

 

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/temer-acabou-com-festa-das-olimpiadas.html

 

 

Meirelles ameaça aumentar impostos – Em tom de ameaça, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou à Folha de S. Paulo nesta segunda (25) que, caso o Congresso não aprove a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241 – que limita o crescimento dos gastos públicos –, o Brasil terá feito uma “opção errada” e “pagará um preço por isso nos próximos anos”. Esse custo, ele afirma, será a manutenção dos juros altos e o aumento de impostos, tão condenado pelos apoiadores do impeachment, em especial, os empresários da Fiesp. A PEC 241 pretende impedir o crescimento real das despesas primárias – que não incluem os gastos de natureza financeira. A regra fiscal estabelece que os valores utilizados pelo governo para políticas e programas sociais e investimentos só poderão crescer, no máximo, o valor da inflação do ano anterior, durante os próximos 20 anos…

 

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/meirelles-ameaca-aumentar-impostos.html

 

Editora Abril: a um passo da morte. Por Luis Nassif – Pouco antes de morrer, o presidente da Editora Abril, Roberto Civita, aproximou-se de banqueiros paulistas. Conseguiu do Itaú-Unibanco uma sobrevida para a empresa. Um dos banqueiros, mais ideológicos, fez uma última tentativa para manter vivos a Abril e o Estadão. Lançou a ideia de criação de uma fundação que assumisse as duas empresas. Chegou-se, inclusive, ao nome de André Lara Rezende para presidente…

 

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/editora-abril-um-passo-de-morte.html

 

Brasil: o segundo golpe. Por Rosa Maria Marques – Faz 74 dias que o Senado brasileiro aprovou a admissibilidade do processo de impeachment de Dilma Rousseff e que Michel Temer assumiu interinamente a presidência da república. Espera-se que, no início de agosto, o Senado decida se o impeachment terá prosseguimento, isto é, se Dilma irá a julgamento final. Para a maioria da esquerda brasileira, todo o processo não passou de um simples golpe capitaneado pela direita vinculada ao grande capital e alimentada pelos principais meios de comunicação do país, posto que Dilma não cometeu crime de responsabilidade durante sua gestão. Daí a luta pelo “Fora Temer!”, que se completa com o chamamento de eleições gerais, embora esse complemento não receba unanimidade entre os setores da esquerda…

 

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/brasil-o-segundo-golpe.html

 

Cunha ameaça “derrubar” Temer. Fedeu! Por Altamiro Borges – Os tiques nervosos do Judas Michel Temer devem ter piorado nos últimos dias. Uma nota publicada neste final de semana na coluna Radar, da revista Veja, é perturbadora. “Um interlocutor de Eduardo Cunha saiu apavorado de uma conversa recente com o político. Bem ao seu estilo, em que recobre a megalomania com tonitruâncias, o ex-presidente da Câmara soltou uma ameaça retumbante: ‘Ficarei conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil'”, relata o jornalista Maurício Lima. Após chefiar a “assembleia dos bandidos” que detonou a queda de Dilma, o correntista suíço agora ameaça derrubar o aliado que ajudou a tomar de assalto o Palácio do Planalto. O covil golpista está em pânico!…

http://altamiroborges.blogspot.com.br/2016/07/cunha-ameaca-derrubar-temer-fedeu.html

Veja a versão desta terça feira, bem como as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

 

https://oipa2.wordpress.com/2016/07/26/trabalhando-com-poesia-768
Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina. Uma Terça-feira abençoada por Deus e protegida pela força guerreira de Ogum. Ogunhê!!!

 

Apio Vinagre Nascimento

e-mail: apiovinagre.adv@gmail.com

e-mail 1: apio.vinagre @pedraevinagre.adv.br

e-mail 2: oipa2@hotmail.com

e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br

site: http://www.pedraevinagre.adv.br
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr:
http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube:
http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio 
Fones: (71) 98814-5332 / 99154-0168 / 99982-7223 / 98214-0894

 

Flor do Mar – Cruz e Souza

 

És da origem do mar, vens do secreto,
do estranho mar espumaroso e frio
que põe rede de sonhos ao navio
e o deixa balouçar, na vaga, inquieto.
Possuis do mar o deslumbrante afeto,
as dormências nervosas e o sombrio
e torvo aspecto aterrador, bravio
das ondas no atro e proceloso aspecto.
Num fundo ideal de púrpuras e rosas
surges das águas mucilaginosas
como a lua entre a névoa dos espaços…
Trazes na carne o eflorescer das vinhas,
auroras, virgens músicas marinhas,
acres aromas de algas e sargaços…

 

Velhas Tristezas – Cruz e Souza

 

Diluências de luz, velhas tristezas
das almas que morreram para a luta!
Sois as sombras amadas de belezas
hoje mais frias do que a pedra bruta.

Murmúrios ncógnitos de gruta
onde o Mar canta os salmos e as rudezas
de obscuras religiões — voz impoluta
de todas as titânicas grandezas.

Passai, lembrando as sensações antigas,
paixões que foram já dóceis amigas,
na luz de eternos sóis glorificadas.

Alegrias de há tempos!  E hoje e agora,
velhas tristezas que se vão embora
no poente da Saudade amortalhadas! …

 

Antífona – Cruz e Souza

 

Ó Formas alvas, brancas, Formas claras
De luares, de neves, de neblinas!
Ó Formas vagas, fluidas, cristalinas…
Incensos dos turíbulos das aras

Formas do Amor, constelarmante puras,
De Virgens e de Santas vaporosas…
Brilhos errantes, mádidas frescuras
E dolências de lírios e de rosas …

Indefiníveis músicas supremas,
Harmonias da Cor e do Perfume…
Horas do Ocaso, trêmulas, extremas,
Réquiem do Sol que a Dor da Luz resume…

Visões, salmos e cânticos serenos,
Surdinas de órgãos flébeis, soluçantes…
Dormências de volúpicos venenos
Sutis e suaves, mórbidos, radiantes …

Infinitos espíritos dispersos,
Inefáveis, edênicos, aéreos,
Fecundai o Mistério destes versos
Com a chama ideal de todos os mistérios.

Do Sonho as mais azuis diafaneidades
Que fuljam, que na Estrofe se levantem
E as emoções, todas as castidades
Da alma do Verso, pelos versos cantem.

Que o pólen de ouro dos mais finos astros
Fecunde e inflame a rima clara e ardente…
Que brilhe a correção dos alabastros
Sonoramente, luminosamente.

Forças originais, essência, graça
De carnes de mulher, delicadezas…
Todo esse eflúvio que por ondas passa
Do Éter nas róseas e áureas correntezas…

Cristais diluídos de clarões alacres,
Desejos, vibrações, ânsias, alentos
Fulvas vitórias, triunfamentos acres,
Os mais estranhos estremecimentos…

Flores negras do tédio e flores vagas
De amores vãos, tantálicos, doentios…
Fundas vermelhidões de velhas chagas
Em sangue, abertas, escorrendo em rios…

Tudo! vivo e nervoso e quente e forte,
Nos turbilhões quiméricos do Sonho,
Passe, cantando, ante o perfil medonho
E o tropel cabalístico da Morte…

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros, Notícias e política e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s