Trabalhando com Poesia

“… Foi numa festa, gelo e Cuba Libre, e na vitrola Whisky a Go Go. À meia luz o som do Johnny Rivers, aquele tempo que você sonhou… Senti na pele a tua energia, quando peguei de leve a tua mão, a noite inteira passa num segundo, o tempo voa mais do que a canção… Quase no fim da festa, num beijo, então, você se rendeu… Na minha fantasia, o mundo era você e eu… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Foi numa festa, gelo e Cuba Libre, e na vitrola Whisky a Go Go. À meia luz o som do Johnny Rivers, aquele tempo que você sonhou… Senti na pele a tua energia, quando peguei de leve a tua mão, a noite inteira passa num segundo, o tempo voa mais do que a canção… Quase no fim da festa, num beijo, então, você se rendeu… Na minha fantasia, o mundo era você e eu… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal… Eu perguntava, do you wanna dance? E te abraçava, do you wanna dance? Lembrar você, um sonho a mais não faz mal…” (Roupa Nova – Whisky A Go Go – Comp.: Michael Sullivan / Paulo Massadas)

“… Se tem luar no céu, retira o véu e faz chover sobre o nosso amor… Chuva de prata que cai sem parar, quase me mata de tanto esperar, um beijo molhado de luz sela o nosso amor… Basta um pouquinho de mel prá adoçar, deixa cair o seu véu sobre nós, oh, lua bonita no céu molha o nosso amor… Toda vez que o amor disser: Vem comigo! Vai sem medo de se arrepender… Você deve acreditar no que eu digo, pode ir fundo, isso é que é viver… Cola seu rosto no meu, vem dançar, pinga seu nome no breu pra ficar, enquanto se esquece de mim, lembra da canção… Toda vez que o amor disser: Vem comigo! Vai sem medo de se arrepender… Você deve acreditar no que eu digo, pode ir fundo, isso é que é viver… Chuva de prata que cai sem parar, quase me mata de tanto esperar, um beijo molhado de luz sela o nosso amor… Enquanto se esquece de mim, lembra da canção…Oh, lua bonita no céu molha o nosso amor…(Roupa Nova – Chuva de prata – Comp.: Ed Wilson / Ronaldo Bastos)

 

“… Amar é quando não dá mais pra disfarçar, tudo muda de valor, tudo faz lembrar você… Amar é a lua ser a luz do seu olhar, luz que debruçou em mim, prata que caiu no mar… Suspirar sem perceber, respirar o ar que é você, acordar sorrindo, ter o dia todo pra te ver… O amor é um furacão, surge no coração, sem ter licença pra entrar, tempestade de desejos, um eclipse no final de um beijo… O amor é estação, é inverno, é verão, é como um raio de sol, que aquece e tira o medo de enfrentar os riscos, se entregar… Amar é envelhecer querendo te abraçar, dedilhar num violão a canção pra te ninar… Suspirar sem perceber, respirar o ar que é você, acordar sorrindo, ter o dia todo pra te ver… O amor é um furacão, surge no coração, sem ter licença pra entrar, tempestade de desejos, um eclipse no final de um beijo… O amor é estação, é inverno, é verão, é como um raio de sol, que aquece e tira o medo de enfrentar os riscos, se entregar… O amor é um furacão, surge no coração, sem ter licença pra entrar, tempestade de desejos, um eclipse no final de um beijo… O amor é estação, é inverno, é verão, é como um raio de sol, que aquece e tira o medo de enfrentar os riscos, se entregar…” (Roupa Nova – Amar é – Comp.: Cleberson Horsth / Ricardo Feghali)        

 

 

“… Ela sabe, o jeito de agradar, um sorriso brincando no olhar, me fascina com seu jeito de ser, ela é tudo enfim, que eu preciso ter… Ele passa, e o tempo faz parar, quando fala é música no ar, me conquista, querendo não querer, ele é tudo enfim, que eu preciso ter… Quando bater na porta deixa entrar, pra te ganhar de norte a sul, no mundo da lua, tudo vai ficar, descobrir que o amor é azul… Quando a gente gosta, o amor é um caso sério, e tem lá os seus mistérios pra contar, mas você divide, na metade, um desejo no olhar… Quando a gente gosta, vale a pena qualquer coisa, vale tudo num cantinho pra ficar, um sorriso pra te convencer, na luz do luar… Ele é tudo que faz bem ao coração… Ela sabe que brinca nos meus sonhos, todo o tempo, nos versos que componho… Ele sabe que estou em suas mãos, ele é tudo que, faz muito bem, muito bem ao meu coração… Quando bater na porta deixa entrar, pra te ganhar de norte a sul, no mundo da lua, tudo vai ficar, descobrir que o amor é azul… Quando a gente gosta, o amor é um caso sério, e tem lá os seus mistérios pra contar, mas você divide, na metade, um desejo no olhar… Quando a gente gosta, vale a pena qualquer coisa, vale tudo num cantinho pra ficar, um sorriso pra te convencer, na luz do luar… Ele é tudo que faz bem ao coração… Ela é tudo enfim, que eu preciso ter… Ele é tudo enfim, que eu preciso ter…” (Roupa Nova & Cláudia Leite– Um sonho a dois – Comp.: Michael Sullivan / Paulo Massadas)


Domine sua agitação! Só as criaturas calmas podem ser totalmente eficientes. A agitação cansa e produz tudo mal feito. A pressa é a inimiga da perfeição. A calma é o segredo daqueles que realizam tudo bem feito. Quanto mais trabalho, maior deve ser nossa calma. Domine sua agitação, permaneça sereno, e tudo lhe sairá bem.” (Minutos de Sabedoria Pg. 232)

 

Bom dia pessoal,

Em nossa sugestão de leitura para o “Trabalhando com Poesia” de hoje, textos do Blog do Sakamoto. Vale a pena conferir:

Porque somos pobres. Só porque somos pobres. Por Leonardo Sakamoto – Silvandira Sotera da Cruz completou, nesta segunda (25), 35 anos. Ganhou de presente a comunidade em que morava – a ocupação Carlos Farias, na periferia da capital paulista – transformada em escombros. Cumprindo uma ordem de reintegração de posse solicitada pela Prefeitura de São Paulo, a Polícia Militar utilizou bombas de gás e balas de borracha. A justificativa é de que a área em que 350 famílias estavam era de risco. Os moradores discordam da avaliação e reclamam que não houve diálogo e nem foram garantidas alternativas para as pessoas que, agora, observam toda uma vida amontoada na rua. O ex-senador Eduardo Suplicy foi detido por protestar contra a reintegração de posse e levado para a delegacia. Nascida em Irará (BA), Silvandira, que é representante da comunidade, trabalha como segurança e seu marido é ajudante de pedreiro. Chorando muito, conversou comigo. Segundo ela, foi o aniversário mais triste de sua vida…

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/25/porque-somos-pobres-so-porque-somos-pobres/

 

Temer arma circo para buscar filho na escola. Fará o mesmo ao rasgar a CLT? Por Leonardo Sakamoto – Um pai deve compartilhar as tarefas relativas à formação de seu filho ou sua filha. Isso é o básico, não é favor. Afinal de contas, tarefas domésticas ou familiares não são incumbência de determinado gênero, mas responsabilidade de pais e mães. Se você fica orgulhoso por “ajudar sua mulher em casa” e acha que merece um troféu de Maridão do Ano, rapaz, acorde. Você está no século 21, não faz mais do que sua obrigação. Dito isso, quase fundi meu cérebro tentando entender o que passou pela cabeça do presidente interino Michel Temer ao convocar a imprensa para registrar o momento em que buscou, ao lado de sua esposa, seu filho em uma escola de Brasília…

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/27/temer-arma-circo-para-buscar-filho-na-escola-fara-o-mesmo-ao-rasgar-a-clt/

 

 

Teste: Estado Islâmico ou Violência Brasileira? A vida do pobre é um terror. Por Leonardo Sakamoto – Atentados podem ocorrer durante os Jogos Olímpicos no Rio? A probabilidade é baixa, apesar de não totalmente descartada. E o governo brasileiro, que deveria transmitir segurança, demonstra não fazer ideia do que seja terrorismo. Pelo contrário, dando publicidade desmesurada a ações que prendem grupos ou indivíduos sem provas consistentes, pode estar fomentado a ação de lobos solitários ou malucos em busca de fama. O interessante é que sem nenhuma ação, o terror (e a incompetência diante dele) já conseguiu uma vitória ao gerar burburinho de medo…

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/28/teste-estado-islamico-ou-violencia-brasileira-a-vida-do-pobre-e-um-terror/

 

 

 

Trump: O Brasil tem a chance de aprender com essa tragédia nos EUA. Por Leonardo Sakamoto – Donald Trump, agora candidato repulicano à Presidência dos Estados Unidos (Gisuis…), fala as aberrações que fala porque sabe que muita gente irá aplaudi-lo por isso. Em verdade, ocupou o papel de porta-voz de um grupo grande de pessoas, dando espaço a setores insatisfeitos que se sentem excluídos e estão fora do radar captado pela mídia. Sabe conversar com um público que, de repente, se viu acuado diante do discurso de que muito do que lhes foi ensinado no que diz respeito aos seus direitos, deveres e limites estava errado. Acreditam que o mundo passou por uma revisão recentemente e, agora, ações comuns do seu cotidiano são consideradas preconceito e deveriam ser motivo de vergonha…

 

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/29/trump-o-brasil-tem-a-chance-de-aprender-com-essa-tragedia-nos-eua/

 

 

“Este Congresso não tem credibilidade para definir os rumos do país”. Por Leonardo Sakamoto – A Frente Povo Sem Medo está convocando a população para manifestações, neste domingo (31), em todo o país, para exigir a realização de um plebiscito sobre novas eleições presidenciais. “Este Congresso está desmoralizado e não tem credibilidade para definir os rumos do país. Por isso, defendemos a realização de um plebiscito em que o povo brasileiro aponte se quer ou não novas eleições”, afirma Guilherme Boulos, coordenador do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) e um dos articuladores nacionais da Frente, composta por movimentos sociais. Este blog fez três perguntas a Guilherme Boulos sobre os protestos que, em algumas cidades, devem ocorrer simultaneamente às manifestações convocadas por movimentos que pedem o impeachment de Dilma Rousseff…

 

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/29/este-congresso-nao-tem-credibilidade-para-definir-os-rumos-do-pais/

 

 

Na Bahia, o “Nego Fugido” lembra que a liberdade ainda não chegou. Por Leonardo Sakamoto – Nos meses de julho, sempre aos domingos, acontecem as “aparições” do Nego Fugido, pela ruas de Acupe, distrito de Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano. Essa manifestação popular, uma encenação da luta pela libertação dos escravos, tem origens no século 19 e faz uma releitura da abolição. Caçados por capitães do mato e soldados, os escravos conseguem se rebelar e capturam o rei para exigir sua alforria. “O Nego Fugido é o passado, o presente e o futuro”, afirma Monílson dos Santos, mestre em Artes pela Unesp e um dos articuladores do Nego Fugido. “Essa comunidade vive toda a miséria e violência que você pode imaginar. Esse grito é um ecoar de um grito por uma liberdade que ainda não aconteceu. Que ainda está ecoando, desde o passado, há mais de 100 anos: queremos a carta de alforria”…

 

http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2016/07/30/na-bahia-o-nego-fugido-lembra-que-a-liberdade-ainda-nao-chegou/

 

Veja a versão de hoje e as anteriores do “Trabalhando com Poesia”, no nosso blog “Espaço de Sobrevivência”. Nele você pode acessar links dos principais sites institucionais e de informações para seu uso. Visite, comente, indique:

 

https://oipa2.wordpress.com/2016/07/28/trabalhando-com-poesia-770
Abraços nos amigos beijos nas amigas e nos filhos, com os desejos de muito axé, energias positivas e que a vida e a paz possam sempre reinar em nossos corações e na nossa rotina.  Uma quinta feira abençoada por Deus, coberta de paz e protegida pelo Caçador de uma flecha só. Okearô Odé!

 

Apio Vinagre Nascimento

e-mail: apiovinagre.adv@gmail.com

e-mail 1: apio.vinagre @pedraevinagre.adv.br

e-mail 2: oipa2@hotmail.com
e-mail 3: apioptlf@yahoo.com.br
site: http://www.pedraevinagre.adv.br
Blog: https://oipa2.wordpress.com
Twitter: http://www.twitter.com/a_vinagre
Facebook: http://www.facebook.com/apio.vinagre
Flickr:
http://www.flickr.com/photos/a_vinagre
Skype: a_vinagre1
Youtube:
http://www.youtube.com/user/sobreviventeapio 
Fones: (71) 98814-5332 / 99154-0168 / 99982-7223 / 98214-0894

 

O que é o infernoCruz e Souza

 

Sentir as ilusões, puras e belas,

inteiramente mortais e perdidas,

como um milhão simpático de vidas

iluminadas, doces todas elas;

Sentir murchar, como as gentis capelas

da virgindade as crenças tão floridas,

mandando o olhar às tristes avenidas

de uma existência rica de procelas;

Erguer do chão, às vezes, a migalha

de algum consolo envolto na mortalha

de uma ironia, de um sarcasmo eterno!

Entrar em vida num sepulcro mudo,

sem um lar, sem amor, sem luz, sem tudo,

só isso e nada mais é que é inferno.

Manhã

, Desterro, 28 mar., 1886, n° 1, p.3.

 

 

Ironia de Lágrimas – Cruz e Souza

 

Junto da morte é que floresce a vida!
Andamos rindo junto a sepultura.
A boca aberta, escancarada, escura
Da cova é como flor apodrecida.

A Morte lembra a estranha Margarida
Do nosso corpo, Fausto sem ventura…
Ela anda em torno a toda criatura
Numa dança macabra indefinida.

Vem revestida em suas negras sedas
E a marteladas lúgubres e tredas
Das Ilusões o eterno esquife prega.

E adeus caminhos vãos mundos risonhos!
Lá vem a loba que devora os sonhos,
Faminta, absconsa, imponderada cega!

 

Livre – Cruz e Souza

Livre! Ser livre da matéria escrava,
arrancar os grilhões que nos flagelam
e livre penetrar nos Dons que selam
a alma e lhe emprestam toda a etérea lava.

Livre da humana, da terrestre bava
dos corações daninhos que regelam,
quando os nossos sentidos se rebelam
contra a Infâmia bifronte que deprava.

Livre! bem livre para andar mais puro,
mais junto à Natureza e mais seguro
do seu Amor, de todas as justiças.

Livre! para sentir a Natureza,
para gozar, na universal Grandeza,
Fecundas e arcangélicas preguiças.

 

Veja um pouco mais sobre Cruz e Souza em

http://fcc.sc.gov.br/cruzesousa/

 

http://fcc.sc.gov.br/cruzesousa/cruzesousa_vol1_poesia.pdf

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Livros, Notícias e política e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s